Cuidado com o Rafeiro! Não é que morda, mas podes pisá-lo sem querer...

quarta-feira, 9 de julho de 2008

Andar de Táxiiiiiiiiiii…

Queres emoção? Entra num táxi e discorda do motorista!

Este texto, tão lindo que dá vontade de chorar, pode ser encontrado no livro
Rafeiro Perfumado - Are you ladraiting to me?!?

148 comentários:

expressodalinha disse...

Bela análise. Só te esqueceste de dizer que para além de tudo, ainda querem um vidro à prova de bala!

Teté disse...

Ah, ah, ah! E começaste as férias logo assim, de penteado aerodinâmico? :)))

Não te conhecia essa propensão para Papa, a beijar o solo que pisas... mas é bonito!!!

Quanto aos fogareir... quer dizer, aos senhores taxistas, há-os de todos os moldes e feitios: já apanhei bêbados, armados em sedutores, de várias religiões ou seitas que pretendem converter os passageiros, ordinários a insultar todos os outros carros que passam, aceleras, molengões, conversadores, mudos, teimosos, etc.

Dentro de um táxi é que convém o estatuto de rafeiro... de plástico, daqueles que acenam com a cabeça na traseira dos carros! E mesmo assim, quando são os das seitas e afins, o melhor é ninguém se mover, não vão eles querer de caminho levar-nos a um dos seus rituais, ui, ui!

RAUF, RAUF, MIAU, MIAU, tenham umas excelentes férias!!! :)))

vita disse...

Looool
Os sensuais cabelos brancos com penteado aerodinâmico deixa qualquer um irritado.
Tem graça que eu também tenho uma irritação natural com os ditos senhores.
E mais, quando nem vou com muita paciência para ouvir e falar..ter de ouvir as histórias dos senhores faz-me comichões..loool
Enfim..

Boas férias

Iveta disse...

outro taxi, outra corrida, Rafeiro não paga, mas também não anda... já ouvi isto em qualquer lado (risos)
então tu nunca ouviste o famoso pregão do taxi Rafeiro?!!

Rauf! Rauf! Rafeiro veraneante.

(continuação de boas férias!...)

Iveta disse...

voltei Rafeiro!
acabo de me lembrar que também existem experiencias positivas com taxis, como a que tive há algum tempo, em que apesar do péssimo estado do veículo, e da desastrosa condução, o motorista gostava de jazz e me deu excelente música durante todo o percursso, pelo preço habitual da corrida... claro!

rauf rauf

P.S.- o que eu me tenho divertido por aqui... Obrigada pelos textos fantásticos!

RiC_aRd0_ disse...

A minha mais brutal experiência com um taxista foi, com a sensação de estar numa corrida NASCAR, dizer ao senhor que foi por um mau caminho. Tudo bem que vinha do recinto da Queima das Fitas ligeiramente tocado pelo álcool, mas mesmo assim...

Depois de levar com perdigotos de saliva do tamanho de bolas de ping-pong, ficar a ouvir mal do ouvido esquerdo, pálido por quase nos espetarmos num poste, ainda paguei mais, porque os taxistas são "... profissionais da estrada! Ando (andam) nesta vida há mais de vinte anos e vêm-me (lhes) dizer que não sei (sabem) o caminho?!". Tive medo. Muito medo.

RAUF!

Sorrisos em Alta disse...

E esse, ao menos, estava sóbrio?

Xantipa disse...

LOLLLL
Tens de ver os cromos que calharam ao Pedro Mexia (Estado Civil) e ao Funes (Funes, o Memorioso)! Um deles tinha morto o Chevènement (http://estadocivil.blogspot.com/) e o outro a Alice Cruz (http://questao-dos-universais.blogspot.com/2008/07/o-taxista.html)!
:)
Beijinhos

eu mesma! disse...

Bom, eu tenho duas formas de reagir, nos percursos normais, concordo sempre com o que eles dizem e nunca, mas mesmo nunca peço para irem mais depressa e procuro levar dinheiro trocado (qu'isso é outra guerra!). Agora quando venho do aeroporto, de viagem e eu moro como já sabes na Av Estados Unidos da América, nem queiras saber aos improperios e maus modos a que fico sujeita. Quando venho sozinha e para não ouvir nada disso, digo logo, eu moro aqui ao lado, mas dou-lhe 10 euros de gorgeta, agora quando venho com o senhor que mora lá em casa, nem imaginas, ás vezes a discussão já dentro do carro é tão grande, mas tão grande, que por vezes os gajos arrancam, nem recebem pagamento só para ele não lhes tirar a matricula e fazer quaixa, estou a ver qual o dia em que fico sem bagagens! É que nós temos direito a um serviço público e não temos nada a ver com o facto deles ficarem uma serie de tempo na fila a ver se caçam um cliente de preferncia estrangeiro que queira ir até ao bilhar grande, passando primeiro dão a volta por Sintra e Cascais quer queiram quer não.

mjf disse...

Olá!
Eu também não morro de amores por essa raça...taxistas.
Mas concordo com o comentário anterior...eu vivo em Telheiras...imagina a cara deles quando no aeroporto lhes digo a morada ;=(
grrgrrgrrrrrrrrrrr


Beijocas
Boas férias

Parisiense disse...

Aqui no norte eles não são assim......!!!!!!!mas tambem não te vou dizer como são....ahahahahah
Tu é que és um passageiro dificil......senão andavas de carrinho como eu....ou a quatro patas....ahahahhahahaahah

Se esse avião foi para ires de férias, bem feita que o taxista não tenha sido simpatico.....não tens nada que ir de ferias antes dos amigos.....

Beijokitas grandes e boas esticadelas

Carraça disse...

Olá Bom dia!!!
Concordo com tudo o que dizes e acrescento, para ser taxista é necessário ser cromo, está nos requisitos mínimos definidos para a função!! ;)
Bjs e uma óptima semana

nanny disse...

LOL

Eu tenho uma pontaria... calham-me sempre uns táxis a cair de podres, à dias viajei num que parecia que se ia desintegrar... não percebo como é possível andarem a circular táxis com mais de 10 anos (bota mais nisso)

Beijocas... e vê lá se trabalhas de vez em quando, isso de andar sempre de férias, tem de acabar!!!

Paula disse...

Tu também?
Qualquer dia, temos de criar um clube! Já somos muitos...
Também já tenho apanhado com cada um, que...CREDO!
Eles é que são espertos.
Qualquer dia, também vou para taxista.
Além de conduzir um Mercedes, fico com aquelas regalias todas que mencionaste e pelo menos, dou um ar mais feminino ao universo taxista!
:)
Bjs!

Laura disse...

Ehhh taxistas bons são os de Paris...pela primeira vez senti o medod e andar de táxi lá por terras francesas, arre, o rapaiz era novo e prego a fundo que eu já fechava os olhos e rezava a ver se ainda voltaria à minha terra...
E ai em Lisboa andei uma vez há coisa de um ano, fui ter com a africana e a pascoalita, o motorista era o mais impávido que há, enorme, redondo, esparramdao, via-se que adorava a profissão ehhhh e demorei demorei a ir de santa Apolónia ao pé da árvore de natal engalanada...xiça penico, mas ao menos ia caladinho de todo porque eu lhe disse que era surda e assim..faz como a mim, fala-lhe em gestual para o convencer de que nem falas e ai ele nem pia...e deixa-te ir em paz...
Jinho a ti.

Andreia do Flautim disse...

LOL, e nos táxis de coimbra, já andaste?? Esses até é melhor fechar os olhos, que aquilo é tão mau, tão mau!

Rita disse...

Eu tento ir o mais caladinha possível e evitar as perguntas porque depois desfiam um relambório de histórias que Deus me livre, aquilo ali há assunto para tudo...
Jokas

Belzebu disse...

Espero que o Táxi Aéreo que te levou para férias não tenha sido pilotado por um desses seres perigosos de que falas! eheheh!!!

O único taxista com que eu não me importo de viajar é o Zé Manel taxista, esse sim é um verdadeiro sinhôre! Por mais endereços que eu lhe dê, temos sempre que passar pela nossa catedral!

eheheh!! Aquele abraço infernal!

Boas férias!

Francis disse...

além de ficarmos a saber que já andaste de avião, gramei bué a definição "versão automobilística do Nuno Rogeiro."
brilhante pá, já me arranjaste mais um adjectivo para esse animal...

paulofski disse...

Não é costume recorrer aos serviços dos profissionais do rally paper (já fizeste rally agora passa pra cá o paper).

Certa vez quando eu e a minha jove fomos à capital e regressavamos à Inbicta, apanhamos um taxi da Av. Roma para a estação de Santa Apolónia. Que raio de sorte a minha em ter saido na rifa um taxista que, mal se apercebeu do meu sotaque, passou toda a corrida a tentar trazer-me de volta à terrinha. Ó home, faça o que lhe pedi carago, já temos bilhete de comboio, ouviu!!!

Boas férias Rafeiro

PsYcHo_MiNd disse...

Reivindicam protecções para eles e tal, mas e para quem usa o táxi. Quem sabe se não começam a adoptar o uso desta lista nos táxis para que as pessoas saibam ao que vão!

Casemiro dos Plásticos disse...

é verdade, uma fez um queria-me bater mas eu mostrei-lhe os musculos e lá pou baixinho durante a viagem. O nuno markl também tem experiência engraçadas com taxistas.
abraço e boa semana.

Yashmeen disse...

E falam connosco quando nós precisamos de falar ao telefone.

Rauf!

Cláudia disse...

Quando quero sentir adrenalina no sangue... ando de Taxi :))))

Beijito

Atlantys disse...

E um taxista que se tivesse deixado dormir ao volante??? Já apanhaste???
Eu já... =/

AnaMar disse...

...e não esquecer que vão sempre pelo caminho mais longo, com mais transito, para o destino que indicámos.

Eu , correndo o risco de ouvir um sermão que começa:"Minha senhora. ado há x anos na Praça e..." sou muito despschada a indicar o percurso que pretendo.Pena que nem sempre (quase nunca) resulte. Risos... :-))

Peter of Pan disse...

O pior é quando os taxistas resolvem falar ou de bola ou de política... já tive com cada discussão mais virulenta! Da última vez, quase levei porrada de um gangue de taxistas ali para os lados do Estádio da Luz só por cantar (baixinho, ainda por cima) "SLBêêê, SLBêêêê, SLBêêê, SLBêêê/Levaste 5 a 3/Glorioso SLBêêê".

Olá!! disse...

Queres acreditar que a última vez que andei de táxi o homem me ofereceu bagaço !!! "é do bom, dizia ele"
O anormaloide bebia aquilo numa garrafa de água do luso, aparentemente para despistar a policia, mas o cheiro não enganava ninguém...
Terror....
LOL
Beijossssssssssss

Maga disse...

brilhante exposição rafeiro!
não percebi bem em que é que o abrir da janela demonstra a preferência clubística, ou o acto continuo é a típica cuspidela? ;)
eu ando cada vez menos de táxi e adopto aquele ar terrivelmente concentrado no que se passa na rua, na esperança de evitar qualquer diálogo.
há uns anos, o condutor do táxi em que eu me dirigia não sei onde, ficou muito ofendido quando um outro condutor lhe chamou fogareiro. de tal forma que o ultrapassou e atravessou-se na estrada à frente dele, saiu do carro e dirigiu-se ao desgraçado (que apressadamente tratou de subir a janela)de punho em riste! e eu dentro do táxi! é, de facto traumatizante
beijufas!

D.Antónia Ferreirinha disse...

Ai rafeiro rafeiro, quem te mandou andar de táxi e ainda por cima seres apressadinho?
Eu raramente ando de táxi, mas fazê-lo numa grande cidade, superlotada de trânsito é candidatar-me a ter um ataque cardíaco fulminante, já para não falar na constante dança direita/esqueda no banco de trás.
É de doidos, isso sim.
Ainda bem que chegaste inteirinho ao destino.AhaHAhaH. Não te vomitaste todo?, rsrsrsrsrs.
Beijinho.

LeniB disse...

Não gosto de taxistas. Não gosto que me roubem descaradamente.
Utilizo-os (lol) só em último recurso.
Não gosto que se façam à gorjeta.
Tenho dito...
hahaahahahahah
bjs

Dualidades disse...

No domingo apanhei um no Porto que até metia medo ao pior dos psicopatas!
Trombas até ao chão! FDP

Dualidades JP

Papinhas disse...

Não é o veiculo por mim mais utilizado(felizmente) mas de vez em quanto tem de ser, e á 2 semanas foi um desses dias, eu e o meu respectivo fomos mesmo obrigados a aderir a um taxi pois tivemos um azarito com a nossa viatura, e para começar o Sr."cromo", tinha cá uma pinta(para alem do bom mercedes novinho)...na casa dos 50, oculos escuros e uma voz grossa, estilo Bond, complectamente James bond, um cadinho mais velho, mas adiante,
machista até dizes chega, o meu respectivo foi no lugar da frente, e o "Cromo" só com conversas do tipo: o homem antigamente mandava porque éra unico a trabalhar, hoje as mulheres tb já mandam porque tambem trabalha, mas está mal....etc etc
eu até não discorto totalmente com a ideia do Sr. mas o facto é que entre outras conversas do mesmo estilo, falava muito baixinho, para que eu não percebeçe tudo(o respectivo muito caladinho), e depois voltava-se para traz e pedia desculpa, lol epahhh francamente, haveria necessidade???
Que conversa mais parva!
e para finalizar enganou-se não uma mas duas vezes no destino, para alem de ajuda que teve de pedir a um colega pelo tal rádio, e não ter conseguido, tive de ser eu (mulher)a sair do carro e ir á procura, porque sabiamos qual era a rua!!!

Resumindo, são mesmo uns CROMOS!

P.s.desculpa pelo "testamento"

Bj

ines disse...

Taxi, taxistas? aqueles senhores que sa acham donos das estradas? aprecio especialmente os "aromas" que se sentem quando se abre a porta!

julie disse...

Não costumo andar de táxi, e já nem me lembro qual foi a última vez que andei... bem acho que foi na queima das fitas....do ano passado ...ou foi do outro ano, não interessa, o homem até era simpático e correu tudo bem.

Acredito no que tu dizes , mas não deixo de fazer uns raparos:

1º Tá cá a parecer me que não gostas lá muito de conviver nem de falar com as pessoas, não gostas de falar com as pessoas no elevador, não queres conversas com os taxistas... Mau feitio!
2ºNão sei quem é o Nuno Rogeiro!
3º Ninguém precisa de saber que tás de férias!

bjs
julie

BlueVelvet disse...

Táxis, 2ª Circular, Telheiras,Aeroporto, tudo isto me é muito familiar.
Mas é porque nunca andáste em Istambul num.
Para travar, abrem a porta e travam com o pé.
Queres mais?
Veludinhos azuis e boas férias

AnaD/FG disse...

Aahhhhhhhhhhhhhhhh foste tu malandro que passaste a abrir na gago coutinho que com a deslocação do ar fizeste voar todos os papeis da minha secretária .... obrigado!!!

Rocket disse...

man...

a experiência mais mística que tive dentro dum táxi foi quando o condutor espirrou... santinho! foi o que me ouviu... era duma seita neocristã, não imaginas a viagem...bíblica...

outro era fadista e vendia os cds no carro...quer comprar um?

há de tudo...é um mundo..

abraço

mariam disse...

bem... estive "contida" a ler o post... todinho, mas chegando à "Além de um penteado novo, bastante aerodinâmico, provocado pela ventania no interior do veículo" soltei uma valente gargalhada (literal) e olhe que rir alto, sozinha, é raro!

bom, acho todos devem ter uma estoriazinha "taxistica", a minha mais trágico-cómica foi em finais de 1995, no dia dumas valentes "cheias" em Lisboa, o meu carro seguia lentamente na bicha, com a água a dar pelos vidros das janelas, lá ia eu sempre em 1ª... consegui passar o lago nas bombas de gasolina da calçada de Carriche... nos primeiros semáforos antes do estádio d`Alvalade...gripou!´ia a uma consulta médica...meti-me num taxi... e consegui a proeza de estar em alegre "cumbibio" com o Sr que era Alentejano e tudo, durante 3h... andamos o equivalente a 3 km... paguei 6 contos ainda eram $... até anedotas ... a vida dele... alguma da minha... acabou por me deixar na praça do Areeiro o nde dormi numa pensão muiiiiitoooo "ranhosa" ... não morava em Lisboa e cortaram o trânsito nas saídas.... LOLOLOLOL

sorry o alongamento!!
bom resto de semana
um sorriso :)

Vício disse...

eu acho que houve uma altura em que o taxi chegou aos 149 kms/h

Marisa disse...

Taxistas rabugentos há em todo o lado. Até no Algarve, em Armação de Pêra, encontrei um que ficou todo chateado por eu, que sou de Lisboa, não lhe saber dar as indicações certas da rua para onde queria ir.
É preciso ter paciencia, de facto.

GK disse...

COMO te percebo!!! LOL
Mas confesso que sempre quis dizer essa frase a um taxista. Esse e aquele outro icon cinematográfico que é "Siga aquele carro!"... Será que sobrevivia...?
LOL

Nogs disse...

Eles estão em todo o lado.


Então aqui, em Barcelona, com o dom que têm para palavrões... Imagina o carrocel que é andar num, principalmente se o apanhares perto da Rambla do Raval:P


Beijoca

piggy disse...

... gente fina, é o que é !!!
Se fosses um feliz adepto das "caminétas" eu queria ver o relato!
Aqui plas minhas bandas, andar de carro de praça é um luxo a que poucos teem acesso.

Há coisas fantasticas, não há?

Rosario Andrade disse...

Bom dia, Raf!
Da última vez que fui apanhar o avião acoteceu'me exactamente o mesmo, mas sem ter pedido ao taxista para ir mais depressa, ele pura e simplesmente tomou o freio nos dentes e foi por alifora como se conduzisse um veiculo a jato. Julguei que morria, cheguei ao aeroporto com os bofes de fora de tanto arfar em panico!!!!!!!!!

Beijicos

C Valente disse...

Saudações amigas

tavguinu disse...

e as gajas taxistas?

uii...

expressodalinha disse...

TERTÚLIA VIRTUAL DIA 15, 3ª FEIRA. TEMA: O MELHOR LOCAL DO MUNDO.

Restelo disse...

Eu cá só apanho um táxi se a minha vida depender disso.
Ainda aqui no outro dia tive de apanhar um... Depois de termos dito 3vezes que tinha de virar à esquerda na rua seguinte o gajo conseguiu passar a rua e não virar. Ainda para mais fez marcha atrás!! Sim, para quê fazer inversão de marcha numa rua que tem 2 faixas, 1 em cada sentido!!

Salto-Alto disse...

Porra, o drama é o mesmo no Norte e no Sul do país! Devo confessar que evito recorrer aos táxis porque se há coisa que não aprecio é a vinda ao paladar daquilo que ingeri ao almoço. Manias minhas, é o que é!
Caro tavguinu, nunca andei de táxi conduzido por uma mulher taxista, mas não me parece que possa ser assim tão diferente... À excepção, claro, das conversas, que devem estender-se a mais campos alés do futebol e dos carros! ;p

Beijocas Rafeiro e parabéns por mais este texto magnífico!!!

Brigitte disse...

os taxistas são uns doidos....
bom fim de semana
:)

Pedro disse...

Ora boas,

Pela minha parte, deixo alguns conselhos a quem opta por este meio de transporte:

a) Concordar com tudo o que o condutor diz. Fazem parte de uma raça que tem sempre razão e não admite ser contrariada;
b) Só eles que que trabalham, por isso, fora do Táxi, no meio do trãnsito, nunca os chame à atenção se eles pararem no meiod a estrada e demorarem meia hora a carregar ou descarregar um cliente. leva com a típica resposta de "Eu estou a trabalhar, seu @£€§£@@@£§£§€£§€{{]!!!!!".
c)Vá preparado para tudo, se apanhar um Táxi num aeroporto, para uma corrida inferior a 30 Kms.
Descendentes naturais das familias dos velhos e tradicionais barbeiros, percebem e sabem discutir sobre tudo! Não precisa de se cultivar para entrar na conversa. Basta que se limite a dizer "sim, tem razão"...
O animal fica satisfeito e isso é o mehlor garante de uma viagem com o mínimo de insegurança.

Abraço.

xico man disse...

Gostei do blog ! Vou começar a passar aqui com frequencia! Ab passa no www.blomeu.blogspot.com

Andy disse...

os taxistas lisboetas são assim. os de santarém sao mais calmos!

mas eu nao sabia que os rafeiros podiam viajar de taxi!! impressionante as coisas que aprendo aqui!

desde que a passagem pla 2ª circular seja feita, portanto, de Alvalade para Luz, sim o senhor bem pode buzinar e demonstrar a sua euforia pla Catedral dos Sonhos.

tenho dito

liamaral disse...

Concordo, mas pensando bem há muita gente que não é taxista e que é bem pior do que eles! Gajas principalmente, contra mim falo, mas é a verdade, verdadinha!

: Bom fim de semana!

abelhinha disse...

"Como distinguiremos o que é bom no prazer do que é mau?
Ide, pois, aos vossos campos e pomares e, lá, aprendereis que o prazer da abelha é sugar o mel da flor,
Mas que o prazer da flor é entregar o mel à abelha.
Pois, para a abelha, uma flor é uma fonte de vida.
E para a flor, uma abelha é uma mensageira do amor.
E para ambas, a abelha e a flor, dar e receber prazer é uma necessidade e um êxtase."
KG
Bom fds
bzummzumm

jeanny disse...

lol.lol.
gostei dessa do mercedes.uma vez no porto diz-me um assim:ó senhôra,a senhôra ja biu o simbolozinho?só oe simbolozinho alie na freante bale metade do carro carago!
penteado aerodinamico?lol.
beijo no pêlo.

Sunshine disse...

"...sensuais cabelos brancos .... penteado novo, bastante aerodinâmico ...."

Bemmm !!! Adorei o post mas a descição do teu penteado está um mimooooo!!!

Realmente andar de táxi é mesmo uma aventura hoje em dia, aparece com cada cromo ao volante ... puxaaaa só visto (e contado). Mas esta viagem valeu a pena, pela adrenalina e pelo post divertido que aqui tens.

Parabéns...

Bjs e um bom fds (sem táxis) ;))

fotógrafa disse...

A amizade abraça
todos os aspectos da vida.
Bom fds
abraço

Tozé Franco disse...

Lembrei-me do Zé Manel taxista.
Uma vez em Lisboa, queria-me levar a dar uma volta pela cidade, depois de que ter insistido para eu meter uma caixa com um ananás na mala, para me poder levar a taxa de bagagem. A coisa ia acabando mal, porque eu sabia o caminho.
Um abraço.

cris disse...

A sorte que tens de nunca te recusarem um serviço, Rafa! Um dia um ficou fulo porque lhe interrompi um... jogo de futebol. Haja paciência! Espero que o piloto do avião tenha sido mais sossegado, então. Vai espreitar no youtube a hospedeira Pan Anne e vê a sorte que tu tens tido. eheheheh

Bom fds

Sol disse...

Ainda bem que MUITO RARAMENTE preciso de um táxi!! Para além do roubo são mesmo assim como nos contas...

Bom fim-de-semana

Maria Manuela disse...

Estou contigo. Já apanhei grandes crises de nervos com taxista. tanto que quase entro muda e saio calada.

bjo

Nitrox disse...

A cena mais assustadora para mim passou-se no Porto, desisti de olhar para fora após ao bater com o retrovisor num transeunte o tipo ajeitou o mesmo vociferando impropérios ao desgraçado que ficou com as compras espalhadas pelo chão e, deduzo, com uma valente dor no braço.

Já tinha visto tanta atrocidade que resolvi ficar o resto do caminho a olhar para o chão do carro.

Nuno disse...

Olá! Acredito que assim seja, mas nunca andei muito de táxi, na minha infância e agora também não ando. Já tive necessidade, principalmente quando ia sozinho de comboio para o Marco de Canavesesm onde a estação fica a 20 minutos a pé do centro do Marco. Estivesse chuva ou sol e com o saco cheio de roupa, sempre preferi andar meia hora a pé para chegar ao destino, do que dar dinheiro ao taxista, e eles não são nada baratos. um abraço e bom fim de semana!

Bongop disse...

Imagina eu... de joelho entrapado e muletas depois de operado ao menisco e sem poder dobrar a perna, a ter que ir e vir para o hospital ou para a fisioterapia durante dois meses sentado no lugar da frente... Sinto-me capaz de aguentar qualquer coisa!!! Isto para além de ter tirado um curso de como limpar um táxi interiormente com a nossa própria roupa!

_E se eu fosse puta...Tu lias?_ disse...

Eu cá ía para a escola primária de taxi... imagina o trauma e a memória;)





Olha tenho novo link para o blog... embora seja quase igual
http://coisasquevoam.blogspot.com/

beijinhos

M@ri@ disse...

Ola meu doce amigo
Embora ande um pouco parada,devido á recuperação...
Mas,os amigos nunca esqueço,estão sempre no meu coração!
Vim desejar te um lindo fim de semana e deixo te um beijo doce.
M@ri@

Miki disse...

Quem pelo meu jardim passar, a mim achará.
Bom fim de semana.
Kisu

Nuno disse...

olá! Bela descrição que fizeste! Nasceste em Coimbra! Eu adoro Coimbra...foi lá o meu primeiro encontro com uma rapariga, em 2003 e namorei muito em Coimbra. Tenho saudades daquela linda cidade! Um abraço e bom Domingo!

Rafeiro Perfumado disse...

Expresso da Linha, talvez fosse bom, para nos proteger de alguns taxistas!

Teté, como em todas as classes, há de tudo, se bem que neste caso a percentagem de cromos é bem maior! Obrigado e uma grande beijoca para ti!

Vita, eu nem me importo de os ouvir, desde que mantenham os olhos na estrada. Quanto aos assuntos, pelo menos fazem-me rir! Beijoca!

Iveta, conhecia esse refrão mas ligeiramente diferente! Quanto à tua experiência positiva, sabes que eu e o Jazz não nos damos lá muito bem. Beijoca!

Rafeiro Perfumado disse...

Ricardo, pois eu apanhei, vindo do Rock in Rio, um tipo que no fim se meteu numa rua perto da minha casa a fumar um charro. Queres melhor? RAUF!

Sorrisos em Alta, não deu para perceber, fui o tempo todo a tentar manter-me dentro do carro!

Xantipa, tenho de lá ir consultar essas pérolas. Mas a mim o que me preocupa é que algum um dia diga que matou o Rafeiro! Beijinhos!

Eu Mesma!, já apanhei uma vez um cromo desses, mas que reclamou pelo facto de àquela hora o IC19 estar cheio de trânsito. A discussão terminou quando eu argumentei “e?”... Beijo e controla o teu jove, mas nunca demasiado!

Rafeiro Perfumado disse...

MJF, experimenta dizer “Telheiras” com sotaque estrangeiro e olhando para um mapa. Ficas a conhecer Lisboa inteira... Beijo!

Parisiense, olha que tenho apanhado alguns na VCI que nem te conto, curiosamente todos do Benfica! E não, se fosse para ir de férias não iria atrasado, era mesmo em trabalho! ;) Beijo!

Carraça, é necessário ser cromo mas dos bons, porque de repetidos não reza a história! Beijo!

Nanny, eu não percebo é a política das cores nos táxis, eram pretos, depois passaram a cremes, agora vejo pretos com matrículas novas, entendam-se! Beijos e toma, toma!

Rafeiro Perfumado disse...

Paula, acredito que desses um tom feminino à classe, pois a única mulher taxista que apanhei até hoje tinha um aspecto mais macho que eu! E olha que eu tenho um aspecto bem macho! Beijo!

Laura, esse truque pode dar para o torto, faz-me lembrar um episódio do Seinfeld, do melhor que há! Quanto a taxistas, já tenho apanhado de tudo, desde aquele com quem dá gosto ir a conversar até ao ser mais repugnante que possa existir! Beijo!

Andreia do Flautim, ora aí está uma terra onde nunca desbundei da oferta taxista!

Rita, era uma classe digna de ter uma enciclopédia de raças e assuntos, por forma a dar-nos alguma hipótese de escolha acertada! Jokas!

Rafeiro Perfumado disse...

Belzebu, o condutor destas férias é um ser do melhor que há, inteligente, bonitão, ponderado, enfim, um rafeiro à altura! Abraço!

Francis, consegues imaginar o Nuno Rogeiro no taxi a falar sobre a crise dos mísseis no Irão? Era caso para nós próprios virarmos o volante na direcção do primeiro muro! Abraço!

Paulofski, e explica-me lá essa tendência dos taxistas na Invicta serem do SLB? Houve um que até me mostrou o cartão de sócio! Ou tenho tido pontaria ou eles conquistaram essa profissão aí no Porto! Abraço!

Psycho Mind, é de facto uma profissão muito arriscada, e devem levar com cada encomenda que nem nos passa pela cabeça. Mas o inverso também é verdade, nós apanhamos com cada um que fazem a classe ter mau nome!

Rafeiro Perfumado disse...

Casemiro dos Plásticos, e que fizeste tu para o tipo te querer bater? Vá, conta!

Yashmeen, aposto que ele falou porque topou que era truque e tinhas o TMN desligado! ;) Beijo e RAUF!

Cláudia, olha que há actividades menos arriscadas, como queda livre! Beijito!

Atlantys, esse ainda me falta. Mas tenho para a troca um que fez o caminho Santo André – Estação dos Barcos sempre na segunda velocidade!

Rafeiro Perfumado disse...

AnaMar, o último que apanhei deu uma volta tão parva que quando dei por mim estava outra vez na praça de táxis. Foi uma viagem surreal! Beijo!

Peter of Pan, se eu te ouvisse a cantar isso, acho que ia tirar a licença de taxista só para te poder dar também umas bordoadas... ;)

Olá!!, era teres bebido a garrafa toda, assim evitavas que ele bebesse! Tansa! Beijos!

Maga, não é tanto o abrir a janela, são os gestos/palavras que se seguem! E não percebo o porquê de se enervarem por lhes chamarem de fogareiros, a não ser que a seguir lhes chamem de sardinha ou franguinho! Beijufas!

Rafeiro Perfumado disse...

D. Antónia Ferreirinha, para eu vomitar ainda seriam precisos mais uns metros, e podia correr o risco do homem pensar que eu estava doente e levar-me para o Hospital. Outra viagem não aguentava... Beijinho!

LeniB, estás como eu, também só os utilizo quando não há outra hipótese. E como o nosso Aeroporto é tão bem servido de transportes... Beijos!

Dualidades, era certamente algum que tinha lido isto! ;) Abraço!

Papinhas, no meio dessa história imagino o teu jove, a pensar “se falo, apanho dele, se me calo, apanho dela”. São essas situações de perde / perde que fazem as delícias dos psiquiatras! Beijo e nada de pedir desculpa, adorei o teu comentário!

Rafeiro Perfumado disse...

Inês, e nenhum deles proveniente do pinheirinho pendurado no retrovisor!

Julie, então vamos lá a dissecar os teus reparos:
1º estou farto de dizer que sou uma besta anti-social com muito mau feitio
2º Não?!? Onde estavas tu na primeira guerra no Iraque?
3º Já não estou, contente?
Beijos!

BlueVelvet, a sério? Espero bem que nesse caso tenham cascos em vez de sandálias! Beijos!

AnaD/FG, eu era o rafeiro agarrado com as quatro patas ao limpa pára-brisas traseiro!

Rafeiro Perfumado disse...

Rocket, por acaso fadistas e religiosos ainda não apanhei, mas o que fumou um charro depois duma viagem em que me ia matando umas 18 vezes está aqui guardado no coração. Abraço!

Mariam, esse parece ser o tipo de senhor com o qual se troca telefone e se dá um toque nos aniversários, na Páscoa e no Natal. Mas ainda bem que no meio de tanta desgraça te calhou um taxista porreiro! Beijo!

Vício, é bem possível, houve vários momentos em que fechei os olhos, tal a força do vento!

Marisa, pois claro, sacanas dos turistas que vão lá para baixo fazer os pobres taxistas terem de pensar. Não teres de meter a gasolina tiveste muita sorte!

Rafeiro Perfumado disse...

GK, eu sempre que vejo essa frase imagino o taxo a seguir, mas sem mim! Beijo!

Nogs, em Barcelona nunca apanhei um, mas olha que palavrões em espanhol também sei uns quantos, e dos cabeludos! Beijoca!

Piggy, o pior é que da minha casa, com 3 malas das grandes, não é possível ir de “caminéte”! Beijos!

Rosário Andrade, ao menos deste-lhe com as esporas? ;) Beijicos!

Rafeiro Perfumado disse...

C Valente, um abraço!

Tavguinu, isso é um mito, só apanhei “uma” e tenho quase a certeza que ela coçou os tomates!

Expresso da Linha, vou tentar estar presente!

Restelo, eu apanhei um que se enganou duas vezes na rotunda, eu dizia direita e ele ia em frente. No fim já lhe apontava e dizia “ESTA direita!”. Beijo!

Rafeiro Perfumado disse...

Salto-Alto, gostei dessa de não apreciares a vinda ao paladar do que comeste! E gostei da resposta ao Tavguinu! Beijoca!

Brigitte, muitos deles, mas mesmo muitos! Beijos!

Pedro, conselhos registados e certamente a seguir em futuras viagens! Mas olha que os barbeiros eram tipos para ombrear com os taxistas em conversa, com a vantagem que têm uma navalha na mão! Abraço!

Xico Man, pois sê bem-vindo, também vou dar um pulo ao teu.

Rafeiro Perfumado disse...

Andy, mas claro que os rafeiros podem andar de taxi, atendendo às cavalgaduras que por vezes vão ao volante, é apenas justo! Beijo!

Liamaral, claro que há, simplesmente desta vez acordei virado para este lado, mas outras classes se seguirão! ;)

Abelhinha, isso de misturar abelhas com flores faz-me sempre lembrar de conversas introdutórias a sexo... Beijo!

Jeanny, mesmo que na maior parte das vezes o símbolo vá torto e enferrujado como tudo! Beijo!

Rafeiro Perfumado disse...

SunShine, valeu a pena porque apanhei o avião, verdade seja dita. Mas os meus cabelos pretos nunca mais voltam! Beijo!

Fotógrafa, mesmo os taxistas melgas? Beijo!

Tozé Franco, e de que tamanho era o ananás? Ou era um abacaxi? ;) Abraço!

Cris, no dia em que me recusarem um serviço (de táxi) será o dia em que eu faço uma denúncia à polícia. Sim, sou uma besta. Beijo!

Rafeiro Perfumado disse...

Sol, já apanhei um que dei-lhe 25 euros para pagar uma corrida de 22. Deu-me um euro de troco e disse que era o máximo que podia fazer. Acreditas? Beijo!

Maria Manuela, e levas o sítio para onde queres ir escrito num papel? ;) Beijo!

Nitrox, e fizeste muito bem, ainda sobrava retrovisor para ti também! Abraço!

Nuno, meia hora a pé para mim não serviria como desculpa para ir de táxi. Recorro a eles em horários em que não há alternativas ou quando a bagagem não me permite ir a pé! Abraço!

Rafeiro Perfumado disse...

Bongop, e que esperas tu para partilhar esses conhecimentos, pá? Dois meses? Chiça, não queria ser eu a lavar-te a roupa interior!

E se eu fosse puta, tu lias? De taxi para a escola primária? Isso merece mais esclarecimentos! E vou actualizar o teu link, já resolveste os problemas? Beijinhos!

M@ri@, uma grande beijoca para ti e continuação duma boa recuperação!

Miki, e posso esgravatar no teu jardim? Beijo!

Nuno, eu adoro Coimbra, apesar da minha aldeia, Brasfemes, estar a ficar um pouco descaracterizada, pois tem cada vez mais construções e pessoas a morar. Abraço!

conchita disse...

LOOOOOOOOOOOL!!! Como sempre o máximo, concordo a 500% com tudo, mas com certeza esses cabelos brancos que ganhaste a mais se deve principalmente a conta que que tens que pagar no fim, não?!!
Um bom fim de semana :)

a casa da mariquinhas disse...

Primeiro as férias, depois o regresso das ditas, responder aos comentários ao meu blog...(incluindo os teus, que aproveito para agradecer) enfim, uma canseira! impediram-me de vir mais cedo.
A tua análise está impecável.
Podes ser ani-social (-:))) ), mas és um observador de mão cheia!
Quando acabar as tarefas (que me impus) virei ver os posts anteriores.
Faço-o sempre com todo o gosto; dispôe-me muito bem ler o que escreves.
Beijocas
Mariazita

Menina do Rio disse...

Adorei a "sensualidade" desses teus cabelos brancos... Imagino eles arrepiados a "la moicano".

Um beijo

Diabba disse...

É de mim ou tu pareces considerar o Nuno Rogeiro como alguém cuja opinião é algo de extraordinário??

Devias vê-lo a caminhar pelos corredores da faculdade onde lecciona (ou leccionava há alguns anos... só isso indica o tipo de pessoa que ali vai.

beijo d'enxofre

Vb disse...

E como prometido chegou meu livrinho. Nele, muitos textos constituem histórias reais…Outros pura ficção! Alguns não serão nem uma coisa nem outra. Serão puras divagações, meras alucinações!
O último texto e que dá o nome ao livro é uma história real e dramática.
Uma noite o meu sobrinho Pedro Miguel, foi atropelado e morreu. Ia fazer nove anos na semana seguinte. Tinha marcado um golo no dia anterior…
Nesse momento eu senti tocarem-me no ombro e uma voz a dizer-me:
-Tio, Os Meninos Nunca Morrem
A partir desse momento eu soube que tinha de guardar aquele golo e de lhe oferecer este livro…
Este livro é também de todos vós, meus leitores e amigos virtuais.
Espero que gostem. Grato fica o meu:

Muito Obrigado

Vítor Barros



(Quero uma publicidadezita aqui..)

jasmimdomeuquintal disse...

Algo positivo: foste de férias com um penteado único.
Uma amiga minha teve um acidente provacado por ummt axista que lhe bateu d euma forma que não oferecia qualquer dúvida de quem era o culpado.O taxita começa a chamar colegas... "todos assistiram"; ficou provado que a culpa era dela. O polícia riu-se, madou-a embora e disse-lhe: eu acredito em si; mas a lei não, é a sua palavra contra 3 testemunhas... Fujo de taxistas como o diabo da cruz...

Moi disse...

Desde o momento em que entro num táxi até ao abençoado momento que saio dele, só tenho uma única ideia em mente: RAIOS PARTAM O HOMEM QUE VAI BATER!!!

E assim nada mais vejo, nada mais ouço, nada mais digo....

Hum... Monkey stuff

Festinha no dog

Queruby disse...

Passei para desejar uma excelente semana e deixar uma beijoca

Bxana disse...

Adoro taxistas! Já tinha feito um post sobre isso há uns tempos... a semana passada apanhei mais uma pérola de sabedoria, qdo apanhei um taxi no Campo Pequeno. Da viagem, aprendi uma nova teoria que o sr. taxista não teve problema nenhum em partilhar comigo. Eu, que tenho ar de quem acabou de sair da escola secundária:

Taxista: "- Devia sair uma lei que só permitisse andar nas cidades quem já tivesse pelo menos mais de 6 anos de carta, que é para estes meninos da mamã não andarem a fazer asneiradas!!!"

Brutal.

A sério.

Teoria mesmo brutal.

Miaus!!!

Stuckinha disse...

Já lá vai o tempo em que também eu andava de taxi, desde que voltei a tomar as rédeas do meu volante, só muito raramente (e em Lisboa, pois tá claro) quando tenho de me deslocar a algum sitio que não sei muito bem onde fica. Mas nunca, jamais, dou parte fraca dizendo que desconheço o lugar em questão (é que não estou propriamente com vontade de andar a passear pelas bonitas ruas da cidade). Mas também eu fiz uma bela colecção de estafermos fogareiros, daqueles de nos deixarem mesmo de cabelos em pé que nem uma viagem daquelas até ao aeroporto a velocidades alucinantes nos conseguem dar um ar aerodinâmico.

Beijokas e boas férias ...

Laura disse...

Porra, essa que a jasmim escreveu...Tadinha da amiga dela e as testemunhas sempre, as testemunhas que nada ouviram e apenas dizsseram o que ele disse, ah maganos... Tadinha de senhora...
Acautela-te pois como vês, há de tudinho na terra onde vives ehhhhhh... Beijinho.

White_Fox disse...

A minha sorte é que não gosto de andar de taxi. Eheh.
Prefiro sempre outro transporte público, se for necessário. Se calhar tb tenho algum trauma de infância e não sei. Eheh

ines disse...

Táxi... táxi... táxi!!!

Sérgio Figueiredo disse...

E se olham para a tua cara ou para a minha e não gostam...recusam-se a transportar-nos.
Que raio de "classe" essa, que hoje deu mote a este maravilhoso post. Aliás, de ti outra coisa não seria de esperar.

Um Abraço Saudoso

Rafeiro Perfumado disse...

Conchita, no caso da conta é mais o adquirir um tom arroxeado... Beijo!

A Casa da Mariquinhas, já somos dois a ter essa “canseira”, só agora começo a ver o fundo ao poço! Beijocas!

Menina do Rio, eram arrepiados, mas à “la acagaçado”! Beijo!

Diaba, é de ti, acredita, esse jove não entra no meu TOP 1.489 de pessoas a respeitar! Beijo!

Rafeiro Perfumado disse...

VB, os meus parabéns pelo lançamento do teu livro, espero que tenha muito sucesso. Da minha parte, já fiz a publicidadezinha pedida, com todo o prazer. Abraço!

Jasmim do meu Quintal, era ela chamar a família ou os colegas de trabalho, sempre em número superior ao dos taxistas. Espero que isso nunca me aconteça, porque vou decorar a matrícula do taxista e testemunhas.... Beijo!

Moi, eu já tive esse pensamento mesmo antes de entrar, e quando ele vinha na minha direcção para me recolher! Beijocas!

Queruby, tudo a correr bem para ti e uma valente beijoca!

Bxana, devias ter perguntado “só por curiosidade, há quantos anos é que o senhor tem a carta?”, adoptando logo de seguida uma pose trocista... RAUF!

Rafeiro Perfumado disse...

Stuckinha, eu desde que escrevi isto já apanhei mais uns quantos cagaços, agora percebo o porquê de fazerem blogs dedicados apenas aos taxistas. E as férias acabaram, jove... Beijo!

Laura, já aconteceu uma coisa do género ao meu pai (sem taxistas metidos ao barulho), felizmente quando se começou a apurar os factos as testemunhas “desapareceram” sem deixar rasto! Beijo!

White Fox, tudo é possível, tenta aperceber-te se nos teus sonhos aparece alguma mancha creme ou azul e preta! Abraço!

Inês, é para onde? Aviso já que a bandeirada vai ser pesada!

Sérgio Figueiredo, no dia em que me neguem a viagem pela minha cara, poupo na corrida o que irei gastar a consertar o ego! Abraço!

NARNIA disse...

É que está aí tudo!!!
Eu também quando saio do taxi fico imóvel sem acreditar que cheguei inteira.
E quando tentam ser simpáticos?

outro dia um disse-me "a senhora é a pessoa mais bem cheirosa que já entrou neste taxi" :))

Antunes Ferreira disse...

LISBOA - PORTUGAL

Olá!
Cheguei a este blogue através de outros que costumo visitar e neles postar comentários. Cheguei, vi e… gostei. Está bem feito, está comunicativo, está agradável – e
está bem escrito. (Esta é uma deformação profissional de um jornalista e dizem que escritor a caminho dos 67…, mas que continua bem- disposto , alegre, piadista e – vivo). Os meus parabéns!

Muito prazer me daria se quisesse visitar o meu blogue e nele deixar comentários. E enviar-me colaboração. Basta um imeile / imilio (criações minhas e preciosas…) e já está. E se o quiser divulgar a Amiga(o)s, ainda melhor. Tanto o blogue, como o imeile, tá? Muito obrigado

www.travessadoferreira.blogspot.com
ferreihenrique@gmail.com
Um abração

PS – Estou a trabalhar para fazer do meu blogue um ponto de encontro entre Brasil (que conheço bastante bem) e Portugal e, obviamente, entre as suas gentes

Sofia disse...

Em Itália, os gaijos (e gaijas também) devem ser todos taxistas!!! ehehehehehe

mundo azul disse...

Dei algumas risadas com os seus comentários!!!
Obrigada! Fazer rir é uma arte...

Beijos de luz e uma bela semana!!!

joana disse...

Muito bem falado,eu ca tento ao maximo nunca andar de taxi;)
Beijinhos e bom fim de semana

Afrodite disse...

Lá andas tu pelo aeroporto e não dizes nada...está mal, claro que está! :)

Bem, no outro dia fui obrigada a utilizar esse serviço...lá entrei no dito e a meio da autoestrada, eis que outro se mete à frente à cão (sem ofensa, claro)... eu gritei "QUE FUGAREIRO!"...upppsss...corei e olhei para o lado discretamente...lembrei-me da saída airosa do tempo. "Ena, está cá um calor, não sei como aguenta o dia todo no automóvel!" :)
Só a mim...

Abreijossssssss

Gata Verde disse...

Eu adoro os que fumam um charrito!!! Pelo menos o gaijo só fumou quando saimos...

Blondie disse...

Eu cá ainda ando em pé de guerra com os condutores que não sabem comportar-se numa rotunda!!:)
Beijitos

Silvia F. disse...

Taxistas só em casos de último recurso! Mesmo assim ainda prefiro pedir boleia à polícia, aos bombeiros... alguns são porreiros! ;P

Nuno Rogeiro hehehehe, é um dos homens mais arrogante e nojento que alguma vez conheci...

Beijos

Kalua disse...

passei só para te deixar um rauf!!! ando um bocado desaparecida e com muitas saudades de te ler, mas... enfim, o tempo não dá para tudo e tenho andado mais por outros canis... mas não me esqueço do rafeiro mais bem humorado do planeta!
bjs

São disse...

Rssssrrrrs
Estaremos em telepatia, meu caro?!
Tudo de bom.

bjecas disse...

Um gaijo do teu gabarito a andar de fogareiro? Dispensaste o motorista, foi?





Não sabia que os cães podiam andar de táxi...

Abraço pá

\m/

KNOPPIX disse...

A última vez que andei de táxi, foi uma experiência bem desagradável, foi da 1ª vez que fui à Ilha da Madeira e paguei 25 euros por me levar do Aeroporto ao Centro do Funchal bah.

Mas a culp também foi minha que me armei em chico-esperto e durante a viagem, ia a falar com a minha jove "da outra vez que estive aqui vim por outro caminho, junto ao mar" e parece que só existe uma estrada para se ir do aeroporto para a cidade do Funchal ahahahah, ele viu que eu estava a meter água e paguei por isso :p

Abração

Patrícia disse...

Taxistas... Hummm o que eu gosto deles.... adora especialemte quando ficam de trombas por nos irem levar a um sitio +/- pertinho, pelo menos na ideia deles. Já tive que dizer a um do aeroporto "como é que vai ser, leva-me sem reclamar ao Areeiro, ou chamo já a policia?".
Mas também já houve alturas em que aparecer um taxi na altura certa, me salvou a vida.
a mais divertida que me aconteceu foi uma vez que estava atrasadissima e apanhei um taxi para o aeroporto. A srª taxista só me disse: "importa-se de me ensinar o melhor caminho? é que é o meu primeiro dia nisto"... ri-me, para não chorar.....
beijinhos

Joaninha disse...

Epá acho que apanhei o mesmo taxista que tu ainda agora!
Mas com o radio a tocar um madley de faduncho do melhor que tenho ouvido (e atenção eu gosto de algum fado, não todo, mas algum)
Agora vou ver o teu primeiro post!

Joaninha disse...

Fogo não dá para comentar...
Então olha vou mas é trabalhar.

Beeeijos.

FM disse...

E logo agora que as tarifas aumentaram... Abraço

miriamdomar disse...

Eu evito ao máximo, andar de taxi mas ás vezes é preciso...!
Se entro num taxi, todo enfeitado (tipo romaria)cheio de fitinhas , bonequinhos , terços e cruzes e até algum rafeiro atrás ; dá-me um ataque de claustrofobia!
Se entro num taxi ,com um velhinho de óculos graduados a conduzir dá-me um ataque de panico!
Se entro num taxi, com o rádio alto e a ouvir um relato de futebol; dá-me enjoos!
Da ultima vez que disse que estava cheia de pressa p/a apanhar o avião, eram umas 6h30 da manhã!
O taxista demorou e veio acompanhado de uma senhora que estava a ter aulas de condução!
-A senhora vira-se para mim e pergunta se eu não me importava que ela fosse!
E eu, muito educadamente ,perguntei: Se eu me importar, adianta alguma coisa?
Como vês , eles fazem o que querem!
Espero que tenhas tido, umas boas férias !
Bjs

foryou disse...

É bem feito, por várias razões:
1º devias andar a pé que faz bem a essa tua débil saúde (mental)
2º também devias andar a pé a ver se emagrecias um bocadito porque estás gordo que nem 1 barril
3ºpassas a vida de férias a caminho de aeroportos

Capriccio disse...

Raramente ando de taxi.
Uma vez, a muito tempo, precisei de um taxi, eu nem disse que estava com pressa, mas, pareceu-me que o taxista me queria despachar o mais rápido possivel, fiquei em pánico todo o caminho, eu nem disse nada para não enervar mais o homem, a sério!

P.s Obrigada pelo teus comentarios no meu blog, sorrio sempre. Abraço de amizade :)

foryou disse...

Tinhas alguma coisa que ir lá tirar o número, oh invejoso???!!

Rafeiro Perfumado disse...

Narnia, convém é que quando ficas imóvel não estejas nem à frente nem atrás do taxi, just in case... Beijo! E tens algum problema com o chamarem-te cheirosa? ;)

Antunes Ferreira, terei todo o prazer em retribuir a visita, aliás faço questão de o fazer, é política da casa. Um grande abraço e boa sorte nesse projecto, é sempre gratificante ver pessoas a quererem abraçar causa como a tua.

Sofia, tenho uma fotografia a atravessar uma passadeira em Itália, a única coisa que não está desfocada pelo movimento sou eu!

Mundo Azul, com os comentários? Atão e o texto, está assim tão fraquinho? Beijo!

Rafeiro Perfumado disse...

Joana, já somos dois, mas é como o IRS, de vez em quando não há como fugir. Eu disse de vez em quando? Nunca dá para fugir, NUNCA! Beijinhos!

Afrodite, isto foi passado antes de te “conhecer”, jove! Achas que me esqueci dos up-grades? Quanto à tua saída, nem sei como é que não fizeste o resto da viagem no tejadilho! Beijocas!

Gata Verde, a avaliar pela condução, antes tinha fumado algo mais forte!

Blondie, o que é uma rotunda? ;) Beijitos!

Rafeiro Perfumado disse...

Sílvia F., boleia à polícia? E como consegues, assaltas alguém? Beijos!

Kalua, passa sempre que quiseres e quando puderes, fico contente de ainda ocupar um lugar na tua memória. Beijo!

São, eu a essas coisas só respondo na presença do meu advogado! ;) Beijo!

Bjecas, teve de ser, pá. E claro que podemos, desde que coloquemos o cinto de segurança, claro! Abraço!

Rafeiro Perfumado disse...

Knoppix, se calhar ele levou-te por essa estrada, mas dando a volta completa à ilha, tecnicamente foi sempre junto ao mar! Abração!

Patrícia, e não aproveitaste para dizer “que bom, sabe certamente que é tradição não cobrar nada ao primeiro cliente”? Tansa... ;) Beijo!

Joaninha, da maneira como o meu conduzia, duvido que ainda seja vivo! Quanto ao primeiro post, lamento, tenho andado a bloquear os comentários, por motivos de força menor. Mas registei a intenção! Beijoooos!

FM, isto estava tudo programado, pá, achas que eu faço coisas ao calhas? ;) Abraço!

Rafeiro Perfumado disse...

Miriam do Mar, se aceitaste levar uma mulher que ia ter aulas de condução, hás-de explicar-me qual é o teu problema com os taxis que têm rafeiros atrás! Se calhar era eu, ainda petrificado pela viagem que nem consegui sair! Beijo!

Foryou, isso é tudo inveja pelo meu bronze, não é? Ou será pelo meu físico atlético? Não, já sei, pela minha inteligência rara. Quanto ao número que eu estraguei....INCHA!

Capriccio, nem é preciso dizer nada para os enervar, basta fazer uma expressão em que denotemos dúvida sobre o que eles estão a fazer! E nada de agradecer os comentários, é sempre um prazer visitar-te. Beijo de amizade!

Ka disse...

Eu tento andar o menos possível pois eles são uns assassinos...lol


beijinhosss

ps - Embora de repente me lembre de ter apanhado emsmo um avião á cuta de uma condução louca de um deles :P

Restelo disse...

E depois dizias "a OUTRA direita!" porque ele virou à esquerda?

Fa menor disse...

Bolas, que és mesmo mau!!!

Esta tua regra vem confirmar que há excepções... e muitas!

Como em todas as profissões, há sempre maus profissionais, mas não podes generalizar!!!

Olha, nunca mais aqui venho cuscar.
Também, que é que me manda meter o nariz onde não sou chamada!

Fa menor disse...

Estive a ler alguns comentários...

Desculpem lá, meus lindos... vocês andam bem de saúde????

Já pensaram bem que um taxista é uma pessoa com a mesma dignidade que vós?

E vós de que raça sois???

Pelos vistos... canina!

Tenham um bom dia.

Fa menor disse...

Bom dia!
Eu até sei que acontecem muitas situações que se prestam a caricaturas.
Só que... quando se generaliza, todos são vistos pelo mesmo prisma!
Se exageras uma situação particular, até aí tudo bem, mas sem partir para a generalização...
Os que lêem têm sempre tendência a bater mais no ceguinho, nem se apercebendo muitas vezes do que dizem, só para ficar bem.
Não pretendi moralizar nada. Se deu essa impressão, peço desculpa.
Já quanto ao faltar ao respeito... aí depende da perspectiva de quem lê.
Há pessoas mais sensíveis umas do que outras... e pode até ser um taxista a ler...

ou pensam que por serem assim tão atrasadinhos, também não andam na blogosfera?!

Rafeiro Perfumado disse...

KA, queres com isso dizer que não te importas com os seus defeitos desde que eles te sirvam? Shame on you! ;) Beijoca!

Restelo, exactamente, mas acho que ele não apanhou a ironia...

Fa Menor, sou uma besta, conforme já disse várias vezes. E tens razão, em todas as profissões há bons e maus profissionais, no entanto nesta a percentagem de cromos é mais elevada que a média. Quanto a nunca mais cá vires, tens essa liberdade, tal como eu tenho de escrever sobre o que me der na gana.

Fa Menor II, acho que te está a escapar a essência deste blog, que é simplesmente divertirmo-nos. Quanto à raça, eu pelo menos assumo a minha caninice! Beijocas!

Fa Menor III, tirando a nossa classe política e alguns anónimos que por aqui aparecem, são poucas as pessoas que tenho em conta de atrasadinhos. Generalizar? Não considero que por dizer uma piada sobre alentejanos esteja a depreciar toda uma região, tal como não considero que gozar com o Benfica seja gozar com 6 milhões de pessoas (a última contagem indica que já são mais). Escrevo sobre o que bem me apetece, aceito todas as críticas e aprendo bastante com o que se passa por aqui. Contesto, sim, as reacções desproporcionadas, como se o que eu escrevesse fosse algum atentado à humanidade. E isso, francamente, está-me a começar a chatear...

Kok disse...

Táxis é coisa que não ocupo, por isso não usufru-o de toda esse saber enciclopédico do "sôr chófer".
Em contrapartida já tive a prova de que os táxis têm sempre prioridade à direita, à esquerda, à entrada, saída e interior das rotundas, e são amáveis pois ao ouvirem dizer: então? isto é à farta?, logo me mandam para um objecto que trago sempre comigo.
Enfim, são comparados aos toiros em Barrancos; já são uma tradição pelo que continuarão existindo.
Akele abraço, pah!

Lyra disse...

Ouch... erro crasso Rafeirito... "poderia ir um bocadinho mais depressa?"
Mas andavas com tendências suicidas, ou quê?
Essa raça é um perigo mesmo. Felizmente são poucas as vezes q utilizo os seus serviços. Mas à conta deles ando a pensar tirar um curso de condução defensiva.
Bjos e festinhas Rafeirito
Ps: agora vou eu de férias :P

Rafeiro Perfumado disse...

Kok, quase me apetece dizer que sendo parecidos com os touros de Barrancos, a alguns bem podiam cortar uma orelhita, mas ainda me saltava alguém em cima, da ADT (Associação Defesa Taxistas). Abraço!

Lyra, nem vou responder ao teu comentário, só de pensar que neste momento estás de férias e eu a apenas algumas horas de voltar ao trabalho. Diverte-te... sacana! ;) Beijo!

Ivo disse...

concordo exactamente com tudo e apenas quero "sublinhar" 1 coisa.
NUNCA DISCORDAR COM O TAXISTA.
ja cometi esse erro e tava a ver que entrava em guerra por causa de um simples ponto de vista diferente. uma pessoa quer ir descansada e volta e meia diz-se qq coisa que o senhor não concorda e é quase o fim do mundo. Por isso lembrar sempre: OS TAXISTAS SÃO SENHORES DA VERDADE!

Sandra disse...

:)))

doudooooooo, pá próxima usa o TGV...ihihihihihih

besuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuus

A Grafonola disse...

Não te respondi logo maioritariamente por falta de tempo, desculpa (vanadis estendendo a canela). Mas, ainda bem que não o fiz (calma, agora não é para morder!!!): é que estive em Lisboa enfiada na Gulbenkian e certa noite precisei de apanhar um taxiiii...aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii JASUS!!!! CREDUUUUUUUUUUUUU! Nem sei como ainda estou viva para teclar...
Começou com a pergunta "a menina é açoriana??" (porque é que os taxistas de lisboa acham todos que os algarvios são açorianos????????) e acabou com uma corrida, ao vivo, com outro compincha. Quem ganhou? O outro, claro. E só porque não teve tempo de parar no sinal vermelho...

ps-pede à safirita que te conte as vanadices ;-)

Rafeiro Perfumado disse...

IVO, da verdade não sei, mas da nossa vida enquanto tivermos a peidola lá dentro, de certeza! Abraço!

Sandra, acho que o TGV não vai fazer a ligação Ranholas-Aeroporto! ;) Beijo!

A Grafonola, da próxima vez que exibires a canela, tenta fazer a depilação primeiro, pá, fiquei com a boca cheia de cabelos!

Ouriço-Cacheiro disse...

Para a próxima vez não vá de taxi, vá de "carreira" ou de navete como se diz no Norte!É mais seguro e o pior que os motoristas fazem é coçar os ditos por dentro das calças e ouvir Nel Monteiro toda a viagem... arghhhhhhhh!!!!!!!!

A Grafonola disse...

depilação nas canelas?????????????????????????? mas desde qd é que se faz depilação nas canelas?????? lá porque tu a fazes... :-p eu não tenho pêlos (pêlos, não é cabelos...sistema piloso e não capilar, sefaxavori) nas canelas páh!!! e se tivesse, não andava a exibi-las!

LOOOOOOOOOL, náná, vais ter de te esforçar mais, essa resposta não valeu. =DDDDDDDDD

Rafeiro Perfumado disse...

Ouriço-cacheiro, voltas a tratar-me por você e quem te mete num taxi (na bagageira) sou eu!

A Grafonola, isso é a tua palavra contra a minha! Sei lá se não és daquelas descendentes dos abomináveis homens das neves? :D

A Grafonola disse...

EStás a dizer que sou pézudaaaaaaaaa???? náaaaa, vais ter de te esforçar mais: calço 38... ;-)

Rafeiro Perfumado disse...

A Grafonola, 38?!? Então não te chamo pezuda, é mesmo patuda!