Cuidado com o Rafeiro! Não é que morda, mas podes pisá-lo sem querer...

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Ditados rafeirosos 18



“Se a montanha não vai a Maomé, vai Maomé à montanha”

Mas que grande urso, bastava esperar por uma avalanche.

Até sempre,
Rafeiro Perfumado

61 comentários:

luisa disse...

Só que a montanha anda quase sempre ocupada a parir ratos... tem lá tempo para avalanches...

Vício disse...

aprendeste este ditado no topo de alguma serra?
é que se for aprendido no sopé é dito ao contrário...

Textículos disse...

O tipo era um profeta um bocado fajuto, ao menos o Moisés abriu as águas do Mar Vermelho.

Love Me disse...

LOL

cassamia zaratustra das metamorfoses disse...

a impaciência é um defeito que alguns de nós padecemos... apesar de maravilhosos :D

Magia da Inês disse...

♥ •˚。
Amigo,
Nunca pensei nisso... a montanha vir a Maomé através de avalanche...
Passei para te deixar um abraço.
Beijinhos, querido.
Brasil
♥ •˚。
°° 。♥。
●/ ♥•˚。˚
/▌
/ \ 。˚。♥

Eva Gonçalves disse...

Já não há qualquer noção de disciplina... então, não deveria antes Maomé ter posto a montanha de castigo?? Montanha desobedinte!! :) beijo

Felina disse...

Dinamite pá... é remédio santo para a teimosia da montanha

Cat disse...

E se não for daquelas sem neve?? :P

S* disse...

Ora ora... eu não gosto de esperar. Faço-me à estrada.

Isis disse...

Ehehehehe. Eu, como sou impaciente, vou logo a correr ;)

Barroca disse...

por uma avalanche... ou por um qualquer projecto de gasoduto ou oleoduto. vinha a montanha, o lençol freático e as pinturas do paleolítico, tudo por aí abaixo! :P

Petra disse...

Lool Rafeiro estás inspirado hoje.

JP disse...

E lá ficava Maomé enterrado... com tanta terra !!

Á que ter paciência, para subir a montanha ou esperar pela avalanche!

Abraço

Utena disse...

Diz o soterrado?
Ai ai Rafeiro

aespumadosdias disse...

Não há nada pior que subir a uma montanha. Já descer é bastante mais agradável.

Orquídea Selvagem disse...

Agora fizeste-me lembrar aquela anedota (que aviso já que não sei contar) de dois compadres alentejanos que estavam sentados numa sombrinha e viram o que parecia ser uma nota caída no chão do outro lado da rua.
Um ainda pergunta ao outro: "Ó compadre, vamos ali apanhar aquela notita?". Ao que o outro responde: "Ora... fiquemos esperando que que o vento mude de direção!"

Posto isto, em vez de te mandar o costumeiro beijinho da praxe, fico à espera que venha um ter comigo ;)

Maria disse...

Há montanhas que nem com avalanches... e aos maomés faz-lhes muito bem um exercício físico, de vez em quando...

:)

Julie D´aiglemont disse...

A pergunta que se impõe é: porque raio a montanha não soterrou Maomé? Sim, gosto muiiiiito de muçulmanos!

Janita disse...

"Mais vale prevenir do que remediar"

Antes que a avalanche acontecesse, Maomé pôs as pernas a caminho.

"Quem quer vai, quem não quer manda".

Elementar, meu caro Rafeirinho!

Beijiiiinhos

Gonçalo disse...

Já pensaste que Maomet poderia estar no Alentejo sem previsão de avalanches?

:)

Rafeiro Perfumado disse...

Luísa, isso da montanha parir ratos parece-me demasiado anti-natura. Então e as ratas, dedicam-se a parir calhaus?

Vício, não, foi num site manhoso onde fui parar quando andava à procura de pornografia. Tinha de dar asneira...

Textículos, tens consciência que tanto tu como eu estamos sujeitos a irmos parar a listas islâmicas de abate, não tens?

Love Me, não te rias, olha que os radicais podem considerar isso insultuoso!

Rafeiro Perfumado disse...

Cassamia e mais uma data de nomes, no caso do Maomé o defeito não era a impaciência, era a constatação do óbvio.

Magia da Inês, um abraço era o que o Maomé precisava, para ver se deixava de ter ideias tão evidentes. Beijoca!

Eva Gonçalves, não digas isso muito alto, ou ainda editam uma fatwa (ou coisa parecida) contra as montanhas! Beijoca!

Felina, ou para a teimosia de um certo profeta.

Rafeiro Perfumado disse...

Cat, uns bons rochedos a rebolarem alegremente também servem!

S*, vê lá se a montanha não tem a mesma ideia!

Isis, direitinha a uma avalanche? Radical, jove!

Barroca, as pinturas é que não, faz-se já um parque natural, coordenado por três institutos e duas fundações!

Rafeiro Perfumado disse...

Petra, hoje?!? Ai...

JP, não posso dizer que seja uma ideia que me desagrade, o mundo seria bem mais tranquilo. Abraço!

Utena, “ai ai” seria o que o soterrado diria... ;)

Aespumadosdias, por acaso acho o contrário, gosto muito mais de subir, pois a descer já me vi várias vezes à rasca. Abraço!

Orquídea Selvagem, por causa dessa cultura é que agora temos de pedir dinheiro emprestado! Beijoca!

Rafeiro Perfumado disse...

Maria, o pior é quando o exercício dos maomés implicam o nosso corpinho!

Julie D’aiglemont, eu também não morro de amores por eles, mas isso não será demasiado excessivo, ser soterrado por uma montanha? Por uma colina era suficiente...

Janita, mas se fosse esperto, e em caso de avalanche, colocaria as pernas a caminho na direcção oposta à montanha! Beijocas!

Gonçalo, fosse o Maomé alentejano e nos tempos que correm não teríamos de ser quase enrabados para podermos entrar num avião.

Teté disse...

E como é que sabes que é uma montanha dessas com neve e avalanches? Por mim associo Maomé a deserto e montanhas de areia... mas posso estar enganada, está claro! :)))

Beijocas!

paulofski disse...

Nããã, esse foi um golpe de marketing. O pior é que acreditaram.

AmSilva® disse...

Eu nunca não sou muito a favor deste dito... prefiro ir eu á montanha do que levar com ela em cima...
Abraço

ADLuxor disse...

Se ele não quisesse esperar pela avalanche, podia esperar por um deslizamento de terras XD
Abraço!

Marta disse...

Pois...até porque só o trabalhão que lhe deu a chegar lá!
LOL

A Minha Essência disse...

Risos... de facto as pessoas têm tendência para complicar. Oh gentinha! LOOL

Frida disse...

Meu querido subir uma montanha faz bem á saúde. Abaixa os niveis de colesterol, regula a glicose e ainda fica com um corpinho bonito. Portanto vamos deixar a montanha lá, tranquila a espera qua alguém vá lá ver toda beleza bem do alto. Só quem já subiu um lugar assim sabe da beleza. Beijos Rafeiro

pink poison disse...

Uma coisa é certa: se eu tenho que ir à montanha, algo vai desabar!

Fábio Paulos disse...

saber esperar é um virtude, talvez Maomé não tivesse essa virtude xD
abraço

Andreia disse...

achas que com esta crise dá tempo para as montanhas terem avalanche?

Sigacafe.blogs.sapo.pt disse...

É a primeira vez que aqui venho ladrar, mas curti e devo voltar a deixar aqui umas pulguitas!
Quanto ao maomé, acho que é um gajo preguiçoso, sempre à espera que a porra da montanha venha ter com ele!!
Fica bem

ψ Psimento ψ disse...

Pah quando era pequeno queria muito ir à serra da Estrela. Pedi-lhe muito que viesse ter comigo mas não veio. Depois pedi à minha mãe e ela levou-me lá :p

Vício disse...

a sério? será que fazes login nesses sites como maomé e viste por lá montanhas que gostavas que vissem a ti?

Rafeiro Perfumado disse...

Teté, que seja então o monte Sinai, cumpre com os teus requisitos? ;) Beijocas!

Paulofski, diria mesmo que foi um golpe bombástico!

AmSilva, estou contigo, nada como começar a aventura logo a querer ir para cima dela! Da montanha, claro! Abraço!

ADLuxor, tratando-se de quem se trata, uma avalanche seria mais seguro. Para nós. Abraço!

Rafeiro Perfumado disse...

Marta, aposto que foi de camelo.

A Minha Essência, neste caso para simplificar brutalmente!

Frida, deve ser por isso que eu tenho este corpo de Adónis, de tantas montanhas que eu já subi. Beijoca!

Pink Poison, não vale levar TNT!

Rafeiro Perfumado disse...

Fábio Paulos, nem essa nem muitas outras... Abraço!

Andreia, o que não falta por aí, à conta da crise, são coisas a desmoronarem.

Siga Café, devolvi a visita, mas o senhor não deixa “dessapados” comentarem, fica aqui o abraço!

Psimento, isso é uma forma subtil de confessares que foi a tua mãe quem deu boleia ao Maomé? Abraço!

Vício, não, mas vejo coisas que quase me fazem rezar! Mas não de cu para o ar e virado para Meca!

turbolenta disse...

Havia um que te dava mais jeito:"eu não vou ao Pico porque o Pico vem a Lisboa!"
Ai era tão bom se fosse verdade. Poupavamos tempo e dinheiro
lol lol

E já agora quero lembrar-te que te esqueceste de mandar a foto e tamanho original para eu depois reduzir. Assim não podes competir em igualdade com as que mandarem no referido tamanho
bom fim de semana

beijos

Anna^ disse...

Isso ainda são efeitos da férias...presumo eu :)

beijoca

Blogadinha disse...

Quantas dioptrias tinha Maomé? :P

Sérgio Pontes disse...

Ora bem, esforçar-se para quê?

C Valente disse...

Até sempre
Saudações amigas e bom fim de semana

Janita disse...

Rafeirinho...como com estas andanças do Maomé ficaste cansado e, hoje, não publicaste nada, venho eu cá na mesma desejar-te um repimpado fim de semana.

Beijinhos

PS Quem tem pressa come cru ou mete água. Foi o que me aconteceu.
Apre! Lá tive que apagar o comment.

Teresa Durães disse...

Mas na terra de Maomé não havia neve!

Anjo De Cor disse...

de esperar já esta o povo cansado, quanto mais agora esperar por uma avalanche...
bjs*

Patrícia disse...

Maomé é impaciente. Bastava-lhe esperar mais alguns anos e apanhava o TGV.
Já não vinha aqui há algum tempo. Acabei de cumprimentar o sr. rafeiro com um "Rauf" amigável.

Beijinhos=)
Patrícia

Carolina Tavares disse...

Penso que o ditado se refere a fazer a hora, fazer acontecer, o que é imprescindível.

Há.dias.assim disse...

ou então que os donos das pedreiras que exploram, ou melhor destroem, a Arrábida acabem com ela. Logo a seguir precisam de outra...

Sandra. disse...

:))

LOLOLLLLLLLLLLL quando é q tu montanha e a tua bela jóvezinha vêm até moi maomézinha??

besuuuuuuuuuuuuuuuus

C Valente disse...

Bom fim de semana com saudações amigas

jorge vicente disse...

ou pela nova idade do gelo :)

Táxi Pluvioso disse...

Já ninguém vai, manda-se um SMS.

Rafeiro Perfumado disse...

Turbolenta, não sei é se haveria espaço para ele estacionar! Beijocas!

Anna^, só bati duas vezes com a cabeça nas férias, se é isso que estás a insinuar! Beijoca!

Blogadinha, há quem diga que era cegueta...

Sérgio Pontes, convinha era ter a cabeça dura.

Rafeiro Perfumado disse...

C Valente, abraço.

Janita, a publicação três vezes por semana estava a ficar demasiado exigente, voltei às duas. Beijocas!

Teresa Durães, mas havia calhaus, aliás ainda há muitos!

Anjo de Cor, se for coisa má, garantidamente que ela aparece. Beijos!

Rafeiro Perfumado disse...

Patrícia, ou então ia ao novo aeroporto de Lisboa, fica no “deserto” e tudo! Beijocas!

Carolina Tavares, e eu penso que o Maomé fumava algo que faz rir...

Há.dias.assim, basta subornar um ou outro político que logo terão outra reserva natural para explorar.

Rafeiro Perfumado disse...

Sandra., em Novembro, serve? Beijocas!

C Valente, outro abraço, ainda ficas dorido!

Jorge Vicente, ná, aqueles ainda estão na idade da pedra lascada...

Táxi Pluvioso, e a montanha responde?