Cuidado com o Rafeiro! Não é que morda, mas podes pisá-lo sem querer...

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Porque motivo as mulheres não participaram na Epopeia dos Descobrimentos

Sim, já sei que com um título destes o texto está, logo à partida, condenado ao desdém, negação ou mesmo a ser utilizado em limpezas corporais por parte das gaijas. Mas, quer queiram quer não, é um facto indesmentível, nunca se ouviu falar, nesses tempos gloriosos da nossa história, de nenhuma Bartolomina Dias, Vasquinha da Gama, Fernandina Magalhães, Pedrocas Álvares Cabral e assim de repente não me lembro de mais nomes.

Discriminação sexista, gritam elas, sorte genética, digo eu. É que se as mulheres tivessem sido envolvidas na descoberta de novas rotas e terras, o mais certo era ainda hoje andarmos à volta das Berlengas, que como é visível à vista desarmada (sempre adorei esta expressão, nunca imaginei que uns binóculos fossem considerados uma arma), é relativamente fácil de lá chegar, enjoos excluídos, claro.

E não amuem, gaijas, é verdade, vocês não gostam de se meterem por caminhos desconhecidos ou, quando o fazem, obrigatoriamente têm de perguntar por indicações de cinco em cinco minutos, para terem a certeza de que estão no caminho certo. Então mas havia alguma coisa melhor naquela altura do que subir para cima de uma caravela, apontar para um sítio e pensar «isto deve levar a algum lado»? Desconfio que as viagens marítimas por vezes demoravam tanto tempo apenas pelo gozo que dava andar à simples descoberta, sem obrigação de respeitar horários ou com a preocupação de acertar à primeira, já para não falar na obrigatoriedade de quando regressassem terem de jurar 528 vezes que não tinham olhado para nenhuma nativa roliça.

Agora se hipoteticamente tivesse existido uma mulher na nau do Vasco da Gama, o seguinte diálogo teria tido grandes possibilidades de se concretizar:

Gaija: Onde é que estamos?
Vasco da Gama: No mar...
Gaija: No mar vejo eu, estás perdido outra vez, não estás?
Vasco da Gama: (suspirando) Não.
Gaija: Então para onde é que estamos a ir?
Vasco da Gama: Em frente...
Gaija: E isso lá é direcção?!? Porque é que não admites que não fazes ideia para onde estás a ir?
Vasco da Gama: (bufando) Eu sei para onde quero ir, sei onde estou actualmente, como é que isso me faz estar perdido?
Gaija: Porque é que não encostas e perguntas a alguém o caminho?
Vasco da Gama: A quem, a um peixe?!? Para já o caminho ainda não foi descoberto, e vês aqui alguém num raio de quilómetros, mulher?!?
Gaija: Agora não, mas lá atrás podias ter perguntado àqueles senhores de turbante, enquanto eu aproveitava para ir ao WC e fazer umas comprinhas, nem que não fosse um tecido novo para substituir estas velas, que estão completamente fora de moda...
Vasco da Gama: Aqueles senhores eram mouros, e estavam a tentar afundar-nos o barco!
Gaija: Pois, tens sempre uma desculpa para não pedires indicações. Ao menos podias comprar um GPS para te ajudar.
Vasco da Gama: Eu já me Guio Pelo Sextante...
Gaija: Deves mesmo pensar que vais descobrir algum caminho! Razão tinha a minha mãezinha, que dizia que nem se houvesse um continente à tua frente eras capaz de dar com ele!

Percebem agora porque é que vocês ficavam em terra, gaijas?

Até sempre e um bom ano!
Rafeiro Perfumado

73 comentários:

Bxana disse...

Rafeiroto, o Bxano vai ficar MUITO teu amigo depois de ler este texto...

Bxana disse...

Leia-se, Rafeirito* ;-)

Sun Iou Miou disse...

E dizes que hoje vais dormir no tapete?

Anónimo disse...

ó rafeiro, tu até sabes os motivos e só perguntaste para azucrinar a malta, não é? É. Mas se é para atazanar, também te atazano essas orelhas sarnentas e pergunto-te porque será que, na época, gostavam tanto os homens de se juntarem às dezenas, nas caravelas, e navegarem para tão longe, só eles, sem mulheres por perto, com a desculpa que iam descobrir novos mundos? E ficavam ausentes por muitos e muitos meses...
sabes dizer, ó rafeiro, o que faziam eles uns com os outros? Eu sei (mas não digo). Também sei que as mulheres, em terra, não passavam "fomeca", porque, com os pés em terra firme, partiam para outro tipo de descobertas e, sempre se deram muito bem ... Descobriram mundos e fundos, só te digo, porque as mulheres nunca brincam em serviço ...

grande abraço e bom ano novo.


Dioguita Canina

Ana disse...

E com o nosso famoso sentido de orientação (falo por mim) nem hoje conhecíamos a Trafaria...

bee disse...

pela parte que me toca, concordo com a dioguita canina, que nós tinhamos coisas bem mais interessantes para fazer do que passar meses fechadas num navio com um bando de homens rebarbados
:-)

Vicio da Silva disse...

sem querer tomar partido das gaijas... acho que elas eram capaz de descobrir um continente muito mais facilmente que o Vasco!
e quem diz continente, diz o jumbo, o eleclerc, o lidl...

Imperator disse...

tu andas a ver se te convencem a finalmente comprares pneus novos... não é!

Eduardo Ramos disse...

Gaijas no mar?
ppuuuffft!
O barco nem passava Sagre e já tripulação já te tinha tirado ao mar!
"Ai que horror! Cheiram tão mal. E um banhinho não? "
" Já lavaram bem o chão? Falta ali um bocado. E cera? Alguém se lembrou de usar cera? Puxar o lustro é que está quieto não é? Mas tenho que ser sempre eu a lembrar de tudo? "

Almofariza disse...

Hehehehe
Agradeço as gargalhas!

Cadês
Almofariza

DESIRE disse...

Nem mais! Já para não falar das crises devido a T.P.M e afins;)
Beijos prometidos

Janita disse...

Rafeirinho, das duas uma...ou te caíram mal as rabanadas...da sogra... ou a tua jove não te deu aquela prenda que tu tanto desejavas!!

Arre! Vai lá dizer mal das gaijas...pró alto-mar!

Tu não sabes que naquele tempo elas estavam completamente "desquecidas e ostracizadas" ?!!?
Menos pra uma certa coisa, claro!!!

Beijiiiinhos.

S* disse...

ahahah O mulherio adora complicar!

Marta disse...

Pfuuuuu, deixa-te de tretas, essa tipa é uma tagarela de primeira. Tu sabes bem que se na altura as mulheres tivessem o poder, tinha-mos descoberto este mundo e o outro ah ah ahhhhhhhhh!
Beijocas

tetisq disse...

A verdade é que os gajos pensam que são os maiores por terem melhor sentido de orientação, quando na verdade não passam de moços de recados que nós mandamos ir andando, porque depois de o caminho estar desbravado quem manda são as mulheres. No Brasil está a Dilma, na Europa a Angela, na Igreja quem manda é a Nossa Senhora cujo parecer é tido em conta para tudo (até as pantufinhas vermelhas do Papa)...
Lamento pequenote, mas no fundo quem manda somos sempre nós...*

Anónimo disse...

As mulheres ficaram em terra porque SEMPRE foram mais espertas do que os homens. Mandaram-nos trabalhar e que ficassem eles com o escorbuto, com a fome e sede, com as doenças por esses mares por descobrir. Elas, inteligentemente, não saíram do aconchego de seus lares, mantiveram-se lindas, airosas e perfumadas para os amantes ...

Ah grandes trouxas são os homens. Quando regressaram, fizeram a grande DESCOBERTA que eram todos uns cornudos ..


ah ah ah ah ah

Teté disse...

Ora, ora, as mulheres daquela época não tinham voto na matéria, tal como as muçulmanas de hoje. Além de que os homens também eram tão prá frentex, que morriam de medo de ter alguma dentro do seu navio: acreditavam que dava azar! :)))

Mas claro, loiras burras sempre existiram. Bem como loiros burros, é preciso não esquecer... ;)

Beijocas!

Eduardo Ramos disse...

Janita disse:
"... lindas, airosas e perfumadas..."
Estamos falar do século XVI... sejamos realistas... será que os homens não se mandaram para os mares exactamente porque... as mulheres não eram nada disso? hum?
heheheheh

Bianca disse...

Bom, o que é certo é que, nós as mulheres, não necessitamos de inferiorizar o sexo oposto para confirmar grande maioria das vezes que estamos sempre na "caravela" de cima! Rafeiro, também não se pode avaliar a cadela pela matilha! E o que é certo é que já vi muitos cães ficarem debaixo de carros (munidos de GPS), quando loucos a correrem atrás das cadelas com o cio. Elas sobrevivem! Eles ficam tatuados no alcatrão!
Boas viagens e boas descobertas
Beijo
A tua Cabra

Magia da Inês disse...

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨°º
¨¨¨¨¨¨¨¨° ·.°ºº
¨¨¨¨¨¨¨¨000000000
¨¨¨¨¨¨¨0000oo00o0
¨¨¨¨¨¨0o00o0o00o0
¨¨¨¨¨¨0o0o00o00o0
¨¨¨¨¨¨0o0o00o0o0
¨¨¨¨¨¨¨00000000
¨¨¨¨¨¨¨¨000000.☆¸.¤ª“˜¨
¨¨¨¨¨¨¨¨¨00/¸.¤ª“˜¨˜“¨
¨¨¨¨¨¨¨00¸.¤ª“˜¨¨˜“¨
¨¨¨¨¨¨00¤ª“˜¨¨ª“˜¨
¨¨¨000000¸.•°`
¸.•°`♥✿⊱╮FELIZ 2012!!!

Jace Beleren disse...

Não querendo contrariar-te acho apenas que a maioria das mulheres não foram simplesmente talhadas para certas tarefas... mas a verdade é que não sei viver sem elas.

Abraço.

BlueShell disse...

hahahahha...só tu, meu rafeiro preferido...hahahahhahha...

Diabba disse...

... porque razão hoje não existem (ou são muito raras) mulheres-trolha ou mulheres-pedreiro?? Simples: trabalhos braçais e onde não seja preciso usar o miolo não são connosco.
Gostam de andar à deriva? De passar fome, sede? Força nisso, vão descobrir vão.
]:-D

Janita disse...

Oh...Rafeirinho, tu desculpa... mas eu vou-me a ele!!

Ó Edu Ramos...quéqué isso?!? Hum???

Vais-mas pagar!!!! lolololol

carol disse...

Malgré tout, tenho de te dar razão Rafeirinho. Pelo menos se fossem todas como eu, ainda andávamos à volta das Berlengas, mesmo! Ou talvez nem tivéssemos sabido sair a barra do Tejo...

Raio! ter de dar razão a este gaijo!

Rauf! Rauf!

Cacarol disse...

Excepcionalmente algumas mulheres iam nessas viagens mas,por razões óbvias,tinham que ter um compartimento só para elas e,antes disso,eram sujeitas à aprovação do rei...Também reza a História que muitas mulheres foram para essas viagens disfarçadas de homens...Podia continuar mas não quero ser chata ó gaijo*

Stargazer disse...

Elas ficavam em terra porque se embarcasse uma que fosse em vez de descobrirem novas terras, andariam a explorar os colchões e afins, originando multiplas "Revoltas na Bounty"...

Além disso, em casa era muito mais divertido com os maridos fora, assim podiam dar asas à viuvez temporária!

Mas o diálogo que publicaste é delicioso, porque traduz num "nutshell" a essência da Mulher. Perfeccionista até mais não, cada vez mais (in)dependente do homem, ela é por si só uma Maravilha da Natureza. O Mundo seria tão mais monótono sem nós...bom, mas sem vocês também. Sem ti não, porque embora bem cheiroso, não deixas de ser um cão!

Beijos latidos,

Maria Soares disse...

como sempre, espectacular.
Bom ano!

Corina de Oliveira disse...

Obrigada pelo teu comentário no meu blog! Espero que o teu Natal tenha sido espectacular :)
Olha eu já contei lá as minhas aventuras neste Natal de 2011, LoL! :P
Beijocas *

Raven disse...

Comigo o cenário é ao contrário!
Eu viajo sozinha, sem mapas, percorro ruas e ruas sem saber onde ando... gosto de viajar assim, de me misturar com a população. Já o meu namorado é do tipo: "Quê? Viajar sem mapa? Estás louca? Ficar numa pensãozeca? Nananinanão! E o meu wc privativo?? Isso é muito importante. Olha... já não sei onde estou! Merda &%)#"& bla bla bla dass que estou perdido!"

AVOGI disse...

Mulheres, bah só complicam e estão constantemente a ladrar , não é?
e ladram por um vestido e ladram por um nu e uivam e esperneiam malditas gaijas ou melhor dizendo cadelas. e ...ca delas?
kis :=) uau uau uau sou ainda cadela nova nestas lides ainda nao sei ladrar

conchita disse...

Lol!!!, apesar de ser gaija, nesta eu tenho que concordar contigo e o dialogo era assim mesmo haveria desinquietação de manhã a noite sem dúvida, lol!!
Beijos e um feliz ano novo:)

myrelate disse...

Um tanto machista, porém divertido como sempre.
Mesmo sendo mulher gostei srsrsrs

JP disse...

Trata-se de um mal necessário, mas uma coisa é certa, há coisas que nasceram apenas para os homens, com também há coisas que apenas as senhopras são excelentes! Como por exemplo, ter meninos.... e dar a mama!!!

------ VIVA AS MULHERES ----

(Sem a minha não passo!!!)

Abraço!!

chapeu de sol amarelo disse...

Enquanto que os homens andavam a passear de barco, as escravas andam a tratar da lide da casa! Sim, aquele lugar limpo e com comida na mesa para onde os regressavam depois de andarem a laurear a pevide!

redonda disse...

:)))
É evidente que as mulheres preferiram que os homens se fossem entreter com as caravelas e com a descoberta do novo mundo e as deixassem a elas livres para se entreterem com outros assuntos :)

Rafeiro Perfumado disse...

Bxana, não tivesses feito a correcção e garanto que o teu Bxano iria ficar muito meu inimigo...

Sun Iou Miou, se ela lê-se isto o tapete seria considerado demasiado fofo.

Dioguita Canina, sempre tive curiosidade em relação a muita coisa, mas o que eles faziam nos navios não faz parte do grupo. É um bocado como a história de Jesus, limitamo-nos a saber que desapareceu entre os 10 e os 31 anos. Aqui é igual, sabemos que embarcaram e desembarcaram, não façam perguntas pelo tempo intermédio! Beijoca e bom ano!

Ana, onde é que fica isso? ;)

Rafeiro Perfumado disse...

Bee, eu até aceitaria esse argumento, se não soubesse que essas coisas “bem mais interessantes” não envolviam outros homens.

Vício da Silva, difícil seria depois tirá-las de lá,,,

Imperator, à cautela o carro está em nome da jove.

Eduardo Ramos, estás a ser demasiado bondoso, acho que muitos não chegavam a embarcar, só de pensarem nas tarefas que os esperavam. Sim, que uma coisa é um capitão a dar-lhes uns berros e umas chicotadas, outra é uma mulher a amuar enquanto diz “se achas que as velas estão bem passadas a ferro, tudo bem”.

Rafeiro Perfumado disse...

Almofariza, de nada, eu agradeço o comentário. Beijoca!

DESIRE, por outro lado seria da forma como não faltariam voluntários para ir para o cesto da gávea, para estarem mais longe dos gritos! Beijocas!

Janita, nem uma coisa nem outra, apenas uma incontrolável vontade de provocar. ;) Beijocas!

S*, porque é que achas que a maioria dos GPS tem uma voz feminina?

Rafeiro Perfumado disse...

Marta, não digas isso, quase todas as caravelas teriam afundado, devido ao excesso de bagagem, pois as mulheres quereriam levar toda a roupa do reino, por não saberem que tempo iam encontrar. Beijocas!

Tetisq, disso não duvido, só que essa constatação não invalida o facto de nós termos melhor sentido de orientação do que vocês. E sermos beeeeeeem mais práticos. ;)

Anónimo, e achas que eles se portavam bem nos sítios onde aportavam? Nem era pela necessidade, era vingança por antecipação! ;)

Teté, sendo assim não percebo o motivo de muitos navios terem uma figura feminina na proa. Talvez gostassem de a ver quando o mar estava alterado, a levar com as ondas na cara! ;) Beijocas!

Rafeiro Perfumado disse...

Eduardo Ramos, tens razão, pelo menos os homens conservavam-se, tal a camada de sal que tinham em cima!

Bianca, as mulheres merecem estar na caravela de cima, afinal são o ser mais divinal de toda a criação. Quanto ao teu exemplo, teria de saber qual dos sexos é que está ao volante dos tais carros com GPS. ;) Beijocas!

Magia da Inês, beijoca e feliz 2013!

Jace Beleren, eu diria mesmo mais, não viveria sem elas! Abraço!

Rafeiro Perfumado disse...

BlueShell, acho que um ou dois navegadores portugueses diriam o mesmo que eu.

Diabba, igualdade, igualdade mas quando toca a trabalhos forçados (como abrir a porta ou puxar a cadeira) já gostam do ideal do cavalheirismo. Pois, pois...

Janita, vai-te a ele, mas aviso-te que ele tem uma língua afiada!

Carol, haja quem do cromossoma X me dê razão, pois as provas são tão evidentes que até me custa ler as opiniões discordantes! ;) Beijocas!

Rafeiro Perfumado disse...

Cacarol, a história conta casos de naus que afundaram, outras que se amotinaram. Achas que haverá ligação?

Stargazer, um comentário tão fofinho e acabas a dizer que se for parar ao canil ninguém dará pela minha falta? Chuif... Mas concordo contigo, o mundo sem as mulheres não seria habitável, nem que não fosse pela quantidade de pó que os homens deixariam acumular por todo o lado. Beijoca!

Maria Soares, obrigado e um bom ano!

Corina de Oliveira, a tua viagem de Natal era merecedora de constar nos anais das descobertas portuguesas! Beijocas!

Rafeiro Perfumado disse...

Raven, confesso que gosto de me “perder”, de andar sem rumo, pelo simples prazer da descoberta, mesmo que isso por vezes me tenha causado alguns dissabores. Mas o que seria da vida sem uma boa dose de aventura?

AVOGI, nem pensar em fazer tal associação. Haverá algo mais melodioso do que a voz de uma mulher? Claro que há, mas a vossa voz também é bastante agradável de se ouvir, desde que não seja para dizerem “já fizeste isto? E aquilo? Vai despejar o lixo e limpar o pó”.

Conchita, até a estou a imaginar à noite “não podes fazer com que o barco balance menos? Nem consigo meter o rímel nos olhos”. Beijoca, bom ano!

Myrelate, desde que se veja o que escrevo pelo prisma certo, garanto que não há aqui qualquer ofensa ao sexo maravilhoso, apenas provocação.

Rafeiro Perfumado disse...

JP, olha que certos homens que por aí andam metem as mulheres a um canto, no que toca a mamas. E claro que elas são o melhor que há, até casei com uma e tudo! Abraço!

Chapéu de sol amarelo, mas aposto que algumas mulheres serviam carne rija, só para gozar com os homens que tinham perdido os dentes à conta do escorbuto ou em lutas pelo direito a alguma nativa mais tronchuda!

Redonda, não vos sabia assim tão amantes de bordar, cozinhar e assuntos do género! ;)

Nanny disse...

Eu te digo!!!!

As gajas não foram porque os gajos queriam descobrir "novos horizontes", só isso!!!!

Vim cá para te deixar um beijinho e desejar um Feliz Ano Novo... que 2012 seja um pouco melhor...

Sei Lá!

akapink disse...

O+pah.. nem todas são assim :p

Gata2000 disse...

Nah, as mulheres ficavam em terra porque os senhores gostavam de fazer explorações sexistas por outras paragens, o que se diga,deixava os tipos que se quedavam em terra muito mais bem servidos e sem terem de enjoar o cheiro a peixe.

Boas Festas.

Miau

Simplesmente eu... disse...

Tens consciência das pragas k te vão rogar?? O melhor e ires a bruxa para te precaveres! Um excelente 2012. Abraço
P.s. Este teclado n tem acentos...

Corina de Oliveira disse...

Desejo-te tudo de bom para este Ano Novo! Temos que aproveitar porque em 2012 é o fim do mundo :D LOL Bjs *

Marta disse...

Rafeiro,
O futuro pertence àqueles que acreditam na beleza dos seus sonhos.
Faço votos que o 2012 nos permita sonhar e concretizar cada um deles.
Um Próspero Ano Novo.

paulofski disse...

Eram muitos meses a navegar, já imaginaste!...


Um Bom Ano Jorge, para o Rafeiro e para o pessoal que cá vem snifar um post.

Nanny disse...

Bom Ano Novo, rafeirote!

Dá um beijinho meu à tua jove... ;-)

Fabio Ruben Lopes Paulos disse...

ahah verdade, as mulheres estão sempre a falar quando os homens conduzem xD

Feliz 2012 Rafeiro, abraço

AmSilva® disse...

Assim de maneira rápida para acabar o ano...
Na altura dizia-se que dava azar estar uma mulher a bordo...
eu acho mesmo é que o pessoal queria ir comer umas nativas que se encontra-se enquanto deixavam as mulheres nos conventos ou com ventos!!!
Bom ano, abraço!!

Táxi Pluvioso disse...

Porque alguém tinha que ficar em casa a remendar as velas. BOM ANO

Magia da Inês disse...

3...
2...
1...

♫♫.•*¨`*•..¸ ☼ ☼ ¸.•*¨`*•.♫♫♫.
╔═════════ ೋღღೋ ═════════╗
ೋ ~~* FELIZ ANO NOVO *~~ ೋ
╚═════════ ೋღღೋ ═════════╝
♫♫.•*¨`*•..¸☼ 2012☼ ¸.•*¨`*•.♫♫

Carolina Tavares disse...

Há coisas que só para homens mesmo. Fico a pensar como eles faziam a passar meses em uma caravela sem esses questionamentos femininos e outras coisas mais que somente uma mulher tem. E não falo de vagina somente, falo de pele macia, voz aveludada, as chatices mesmas, aquelas que são peculiares de toda mulher. Ah homens... o que seriam de vós sem nós e de nós sem vós?

Beijos e um Ano Novo Feliz, cheio de idéias bem Rafeiras a compartilhar aqui.

Orquídea Selvagem disse...

Neste dia mundial da PAZ venho desejar um

……………¨♥*✫♥,
………,•✯´………´*✫
…….♥*……………. __/\__
.….*♥…………….....*-:¦:-*
…¸.•✫…… FELIZ ANO NOVO!!!!
...*♥...........................¨♥*✫♥........
.,•✯´................................,•✯´.......

Muitos beijinhos para ti Rafeiro

Anónimo disse...

"label"
Certos hábitos não mudam com os séculos nem que os vivesses.... e tu não vales nada como pessoa nem um único dia.(ponto)

AEnima disse...

Bom Ano!! Nao ha nada como comecar o ano perpetuando estigmas antigos... faz-nos sentir confortaveis. Nem tudo mudou, va la, va la!


BEIJINHOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOos

Sérgio Pontes disse...

Lindo =)

LopesCa disse...

Bom ano :)

aespumadosdias disse...

Se fosse agora tinha de haver paridade nas caravelas. Provavelmente não chegariamos onde chegámos.

Leonor disse...

perguntamos mas chegamos la...

Bom Ano!

Rafeiro Perfumado disse...

Nanny, ou então alargar os horizontes. Ou outra coisa! Beijoca!

Akapink, claro que não, existem algumas bem piores! ;

Gata2000, diz isso aos tipos que desembarcaram no Brasil. Achas que os incomodou os cheiros a peixe e a nativas? Beijoca!

Simplesmente Eu, não acredito em pragas, pese o cenário que vivemos por vezes me fazer vacilar. E como raio conseguiste acentuar as primeiras palavras?!?

Rafeiro Perfumado disse...

Corina de Oliveira, é a última previsão apocalíptica que resta, temos de a aproveitar! Beijocas!

Marta, o pior é quando quem manda só tem sonhos negros e os consegue concretizar. Beijoca!

Paulofski, muito obrigado. Para ti e para a tua jove um grande abraço e um bom ano!

Nanny, outro para ti e um abraço ao teu jove! Bom ano!

Rafeiro Perfumado disse...

Fábio Ruben Lopes Paulo, o que é particularmente útil quando não passa nada de jeito na rádio! Abraço, feliz 2012!

AmSilva, e eram muitas as mulheres que apanhavam cá com cada ventania! Abraço, bom ano!

Táxi Pluvioso, mas nesse caso convinha levar umas quantas, as velas rasgavam-se durante a viagem, presumo. Abraço e bom ano!

Magia da Inês, beijoca e Bom Ano!

Rafeiro Perfumado disse...

Carolina Tavares, nós seríamos uns desgraçados, com barbas gigantes e constantemente com a tampa da sanita para cima. Uns infelizes, portanto. Beijoca e bom Ano!

Orquídea Selvagem, uma grande beijoca para ti e um 2012 em grande!

Anónimo, ainda bem que tenho modelos de conduta como tu para me guiar no meu processo de regeneração enquanto humano.

AEnima, um grande beijo para ti, cara amiga, e um 2012 em grande!

Rafeiro Perfumado disse...

Sérgio Pontes, obrigado, por acaso hoje estou particularmente bem arranjado. ;)

LopesCa, bom ano e uma beijoca!

Aespumadosdias, certamente que teriam existido mais motins em algumas, mas outras sabe-se lá onde chegariam!

Leonor, e com o orgulho muito mais intacto do que nós, sem dúvida. Um beijinho e bom ano!

Catarina disse...

Hum, pessoalmente dispensaria bem enfiar-me dentro de um barco em condições precárias sem compras, sem banhos de espuma, sem terra à vista, mas, já no sentido de orientação, meu caro rafeiro, tenho mais sentido de orientação do que todos os homens que conheço juntos! E não, não andei nos escuteiros...

Uma provocaçãozinha, houve viagens que se realizaram à conta de dinheiro... Dado por mulheres! ;)

Pessoalmente ri-me bastante com post, o machismo muitas vezes está mais na cabeça das mulheres do que nos dedos dos homens enquanto escrevem! Além do mais não há nada melhor do que a capacidade de nos rirmos de nós próprios, e eu enquanto mulher assumo, que há aí coisinhas que me assentam como uma luva :p

Um bom ano Rafeiro!*

Rafeiro Perfumado disse...

Catarina, banho sem espuma? Jamais, o que não falta no mar é espuma, especialmente quando as vagas estão altas! ;) Beijoca!

Pérola disse...

Nada como entrar, não no ano, mas na semana, com humor machista.
explica-me lá uma coisita: porquê os 258 dias? Não lhe eram pedidas juras nos restantes 8 dias de um ano, porquê?
Olha, se vires bem as coisas, as mulheres t~em sido muito espertas. As caravelas não eram navios de cruzeiro ou já te esqueceste da história?
Ah! e os binóculos, podem ser utilizados como arma, sim senhora, à laia de pedra como na Pré-História.
Um beijo,