Cuidado com o Rafeiro! Não é que morda, mas podes pisá-lo sem querer...

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Seu tarado!

"Bacalhau com todos" faz-me sempre pensar em bacanal gastronómico.

Até sempre,
Rafeiro Perfumado

23 comentários:

Tétisq disse...

O bacalhau é um prato machista. só conheço com nomes masculinos : Gomes de Sá, Zé do Pipo...

Maria Santos disse...

Confessa, apetecia-te agora... o bacalhau com todos!!! :P

Abreijos

Catarina disse...

Uma conotação muito bem vista! : )

Carolina Tavares disse...

¨Bacalhau com todos¨ é bacalhau a volta da mesa... ah Rafeiro, deixa de onda.

Mas confesso, que quando alguém diz que ¨está a cheirar a bacalhau¨ logo imagino que cheira a x..a de mulher. Fazer o quê se o cheiro é igual.

Beijocas

luisa disse...

Eu prefiro o espiritual... :))

Rui Pascoal disse...

Há quem goste do rabo, eu prefiro do lado da barbatana.
:)

Marta disse...

Não há dúvidas. Tarado!

carpe vitam! disse...

Também há pratos de bacalhau com nomes femininos, por exemplo, caras e punhetas, agora não sei serão mais ou menos machistas... se é que um prato pode sê-lo. Mas convenhamos, é um ingrediente versátil :)

Sight disse...

Muito bem apanhado este bacalhau!...Só mesmo um rafeiro!
Aqui vai um "bacalhau"

Teresa Durães disse...

Com couves pelo meio... enfim

Didi disse...

Já me tinha ocorrido tal coisa, um GangBang de Bacalhau!

► JOTA ENE ◄ disse...

Fundamentalmente adoro o 'ménage de bacalhau' e sei a 'casa' que o serve. ;)

S* disse...

Bacalhau tolo!!

Mz disse...

O mais irónico é que quando se diz "com todos" é uma verdade duvidosa, porque todos sabemos que existem outras receitas com maior número de ingredientes.

Estas coisas dos bacanais acabam por ser sempre um exagero ;)

Garruk Falabravo disse...

http://www.youtube.com/watch?v=ur5fGSBsfq8

Golimix disse...

Por acaso não é prato que aprecie. Gosto das coisas separaditas e cada um com cada qual! Hehehehe.

Táxi Pluvioso disse...

A mim parece-me gay, agora se fosse bacalhau com todas...

Sara S. disse...

Parece que o bacalhau não se dá bem com a monogamia. Bjs

Rafeiro Perfumado disse...

Tétisq, primeiro deixa-me dizer-te que acho muito mal não me deixares entrar no teu blog. Não, não te dou um bacalhau...

Maria Santos, sou um rafeiro recatado, não gosto de confusões onde posso receber o que não quero! Beijoca!

Catarina, diria mesmo que é uma cu-nu-tação!

Carolina Tavares, então como podes ver não estou a fazer ondas, a minha afirmação tem um fundo, ou melhor, cheiro de verdade! Beijoca!

Rafeiro Perfumado disse...

Luísa, ou seja, platónico!

Rui Pascoal, isto na gastronomia não se discutem gostos!

Marta, não há dúvidas relativamente à minha afirmação ou à minha taradice?!?

Carpe Vitam!, é um ingrediente dado à maluqueira, isso sim!

Rafeiro Perfumado disse...

Sight, recebido e retribuído com todo o gosto!

Teresa Durães, couves e não só, aquilo é a desbunda total!

Didi, se já tinhas pensado porque é que deixaste o odioso de trazer isto a lume para mim?!?

JOTA ENE, só uma casa? Cheira-me que é um prato nacional...

Rafeiro Perfumado disse...

S*, tolo mas faz pela vida!

Mz, porque na prática pode ser com todos mas apenas entra quem tem interesse nisso. Verdade? ;)

Garruk Falabravo, lamento mas não abro links, sei lá ao bacanal que posso ir parar!

Rafeiro Perfumado disse...

Golimix, és uma ultra-conservadora, é o que é. Aposto que te benzes quando entras neste blog!

Táxi Pluvioso, sim, vendo as coisas por esse prisma, é um tema um bocado para o roto.

Sara S., é tão pescado que tem de se reproduzir muito depressa, não há cá tempo para fidelidade! Beijoca!