Cuidado com o Rafeiro! Não é que morda, mas podes pisá-lo sem querer...

quarta-feira, 15 de agosto de 2007

Anda, Júnior, vamos passear...


Filho, vamos à rua. Vai buscar a tua trela, anda!

Este texto, tão lindo que dá vontade de chorar, pode ser encontrado no livro
Rafeiro Perfumado - Are you ladraiting to me?!?

153 comentários:

aorta disse...

Apanhei-te a fazer um post???

aorta disse...

A tua fonte não te informou sobre tudo sobre a trela.
As ditas trelas também servem para putos "terroristas" que não se sabem comportar como deve ser e fogem para todo o lado, sendo melhor para os pais e para todos os que os rodeiam manter os putos atrelados. Isso dá um jeitão em lojas, hipermercados, etc. Mantêm-se o puto de "trela curta" e assim ele não deita as mãozinhas a nada.

conchita disse...

Nunca vi uma criança amarrada a uma trela,e a figura deve ser ridicula, mas sinceramente há crianças terroristas que só assim e já agora (como disseste)com um açaime, não vá ela morder-nos, ehehehe!!!
Bom feriado :)

Bxana disse...

Olá Rafeirito!

Pois, mas as trelas, de facto, são uma benção. Uma pessoa 'tá bem, na sua vidinha, e depois tem de gramar com um pirralho super-sónico a correr à nossa volta. Ou então a versão "parental": andarmos nós a correr à volta deles.

Sou defensora da trelinha, e para aqueles miudos que berram em locais públicos como se não houvesse amanhã, do açaime!!!

E não, não tenho filhos...

Mas regra geral até gosto de crianças!:) Daquelas que não são...terroristas :P

Miau graaaaaaaaaaaaaaande!
(sem trela)

FG disse...

Entre a trela e aquela obsessão que alguns miúdos têm de correr para o meio da estrada ... prefiro a trela!

Açoriana disse...

Também não gosto da trela :( Comecei a observar esta coisa da trela há uns anitos (moda introduzida na ilha pelos americanos - que além do BX não nos trazem nada que preste) e dou graças a Deus pelos meus pais que nos controlavam com a lei da palmada. Prefiro as cicatrizes nos joelhos à hipótese de deparar com uma foto minha de trela a condizer com os ténis ;)
Beijo da ilha

Marrie disse...

Nossa, nunca tinha ouvido falar disso antes!!!

Confesso q já me amarrei ao meu filhote pelo braço c/o seu paninho por medo de perdê-lo no meio da multidão mas isso já é demais, pois não?

bjs rauf, rauf

migvic disse...

Eu, quando era puto também tive uma trela dessas, mas pensei que isso já não se usa-se hoje em dia.

Fui um miúdo endiabrado, e por isso não me fez mal nenhum.

Lembro-me da minha avó criticar muito essa trela por parecer igual a um cão.

Mas se virmos bem, se não houvessem cães a ser passeados por trelas, também já não havia o preconceito em relação ás crianças.

Borboleta disse...

Estou quase volta...
Beijocas!

bjecas disse...

Hey Rafeirolas

Desculpa não me alongar, mas tenho de ir passear os putos à rua.

\m/

Andreia disse...

eu fartei-me de ver miúdos com trelas em Inglaterra, confesso que não me choca rigorosamente nada... ao menos não fogem, não saem do nosso raio de visão... assim os pais não os perdem tão facilmente, nem teem de tar sempre a tirá-los de ao pé de algo frágil...

Teté disse...

Não gosto de trelas, açaimes ou mordaças, mas foi com a última que tive alguma hesitação em colocar ao filhote.

Tu imaginas lá o que é uma viagem Lisboa-Algarve, por exemplo, com o puto a perguntar de minuto a minuto "ainda falta muito"?

Acabei por não te dizer mais nada sobre a filatelia das bananas, mas quando cheguei ao supermercado, olha, estavam todas maduras demais, já tinham retirado os selos todos, não fosse alguém achar que o produto era mesmo assim...

Bom feriado para ti e para a tua jove!

Teresa disse...

Não sabia que as trelas tinham voltado! Lembro-me delas quando era pequena, de vez em quando cruzava-me com um miúdo (nunca vi raparigas) que ia pela trela e fazia-me muita impressão, muito mais do que me faria hoje em dia, confesso.

É que há crianças insuportáveis! Culpa dos pais, com certeza, que não sabem educar! Há miúdos que nem de trela deviam sair à rua, quilo só lá ia de solitária!

Mas a ideia de dizer a um fedelho todo trombudo com a humilhação da trela coisas como "dá a patinha", "rola" ou " faz-te morto" é hilariante!

Pequeno pormenor técnico: consegues explicar-me como é que um post publicado à meia-noite e dois de hoje tem o primeiro comentário às onze e 34 de ontem? :)

Beijo grande e bom feriado, Vizinho!

Patrícia disse...

Olá Sr Rafeiro

Haja alguém que escreve um post para ser lido por quem está a trabalhar ao feriado!
Teoricamente, até percebo a lógica da utilização das trelas dos putos. Agora se alguma vez a minha mãe tivesse tentado fazer isso comigo, eu fazia como a minha Xica, a minha cadela que faz birra cada vez que alguém tem a audácia de lhe pôr uma trela.
Acho é que os pais não têm muita paciência para ter atenção aos filhos e assim sabem que eles estão à distância de um puxãozinho.
Quanto às marcas nas pernas... a minha mãe ensinou-me as serras de Portugal a contar as minhas nódoas negras (dava para começar no Gerês e acabar em Espinhaço de Cão) e nem uma marquinha ficou para a posteridade. :)
mas gostei do manifesto anti-trela!

Diabba disse...

Kanito,

1º - Nunca me passou pela ideia que um cão pudesse cair de joelhos! Começo a suspeitar que tu não és um cão!

2º - Não tens filhos pois não??

A minha diabbita não usa trela, mas foi algo que já me passou pelos chifres algumas vezes e, olha que a moça nem é traquina. Mas um dia experimentarás o cagaço que é, estares o supermercado, largares a mão da criatura 5 segundos, para melhor avaliares a hortaliça e quando olhas "onde está?" é o panico, acredita!

É nessa altura que vais pensar "ah e tal, afinal uma trela era bem vinda".

beijos d'enxofre

Crestfallen disse...

Sejam os putos terroristas ou não, o uso de uma trela é desumano, digno de um ser que parou na evolução.

Quem não tem capacidade de educar ou sustentar um filho, deveria considerar a cirurgia de infertilização.

Eu entrava numa loja e as coisas partiam-se, só de eu olhar para elas. O problema foi resolvido com um seguro. O processo educativo, foi: Fazer merda, o seguro pagar, o meu pai ficar fodido comigo e castigar-me.

Aprendi, sem trelas.

A criança é um ser humano e não propriedade de ninguém. É livre e tem o direito de o ser. Mesmo tendo em conta que se encontra temporáriamente dependente, tem direitos.

A trela é uma violação desses direitos.

Thunderlady disse...

Olá Rafeiro,
volta e meia venho-me perder por aqui e hoje dei de caras com esta linda reflexão, tema que ainda ontem comentava com alguém.

Não concordo com trelas nos miúdos. O meu irmão compriuuma para omeu sobrinho - creio que era mais prático ter o miúdo preso, feito cão e poder estar descansadinho na sua vida social no café ou bar do que dar atençãoà educação social dele.

A mim sempre me chocou, no entanto e não tendo filhos também não posso dizer "desta água não beberei"...

Bom feriado

julie disse...

Já tinha ouvido falar deste tipo de trela , mas nunca vi nenhum miúdo a usa-la.
Entendo as vantagens do uso da trela para aqueles miúdos que não param quietos, mas acho que pode ser tramatizante para a criança ser levado para a rua como se fosse um cão,e se algum amigo da escola o visse? Certamente ia ser gozado na escola, e depois os pais teriam que o levar ao psicologo para ultrapassar o trauma e a humilhação (se bem que para algum tipo de miúdos até poderia fazer bem)!!

bjs
julie

Sub-Lodo disse...

Não quero ser mau...mas há aqui malta que não percebeu bem este post...:P

Anyway...nada como duas crostas bem feias e infectadas nos genolhos!

marco disse...

A MINHA DONA QUER POR ME UMA COLEIRA, MAS EU JA DISSE QUE NAO!! GOSTO DE CHEIRAR OUTRAS!


BOAS FERIAS PA MIM!

caditonuno disse...

deixa lá que mais vergonha iria ter eu (ou nao, visto na altura ser miudito pequeno) pois a minha mae esteve mesmo pra comprar uma trela e andar comigo assim na rua. evitava as fugas permanentes, as asneiras constantes e a humilhaçao sempre presente... eh, eh!

astuto disse...

Abaixo os pais superprotectores! Há putos que se querem meter na droga e nem conseguem, tal a forma como os pais os seguem.

Cumprimentos ao Rafeiro.

PS: Devolvam a Maddie!

AcidoCloridrix disse...

Olá,,, tudo bem por aqui???? Em primeiro lugar as minhas desculpas pela ausência,,, estive fora a trabalho,,,, voltarei aqui em breve,,, PROMETO, e o prometido é devido!!!! Para já,,,, venho informar que estão respondidos e anexados ao Dicionário do Sexo todos os comentários às letras A e B (abstinência e bisexualidade),,,,, e que abrimos mais um debate na Letra C – Cunilingus!!!! Como sempre, gostaríamos de ter o teu sábio comentário e voto na matéria….. Obrigado,,,, HCL …. Link: http://sexohumorprazer.blogspot.com/2007/08/dicionrio-do-sexo.html

Eskisito disse...

Nem mais...mas, lá está, quem é que inventou isso...os ingleses...pois é...os gaiatos têm de andar com a bela da trela para os pais não os perderem...

L. Romudas disse...

Por acaso ainda não clahou cruzar-me com nenhum desses espécimes, mas quandoe, e se, acontecer acho que vou fazer o mesmo que tu, acrescentando o ceomentário "É de raça? É tão bonito que parece um puro-sangue!"

Laura disse...

Ó rafeiro, tu tamém tens trela ou não?
O nuno em pequeno fugia e metia-se nos lugares mais estranhos. No aeroporto eu com a maleta, o saco de mão, tirar os passaportes e os bilhetes sem largar o puto? nem penses, trela naqueles momentos apenas, e os seguranças ainda se riam do que ele fazia para se por na alheta!
Essa trelinha bem aplicada apena spara quando se vai com as mãos mais ocupadas, dá jeito sims enhora, ora bem se v~e que não tens filhotes pátrelar...

AcidoCloridrix disse...

Boby,,,, tareco,,,, bchhhchhhccchhhh,,,, fiuuuuu,,,fiuuuuu,,,, ehhehhehheheh,,, és demais brother!!!!
HCL

Vida de Camaleão disse...

espetacular! adorei o post
fico chocada quando vejo uma coisa destas.... outro dia estava com uma amiga, ela tem uma filha de 1 ano e meio. � uma miuda muito gira e engra�ada, est� sempre de um lado para o outro, tem muita energia. Uma pessoa n�o-conhecida, que estava ao p� de nos disse-lhe "ela tem muita energia, devia comprar-lhe uma trela". A minha amiga ficou passada da cabe�a e disse "voc� � quem devia comprar uma a�aime para segurar esta boca". Tipo, adorei! e a outra, com a cara no ch�o. � rid�culo, � imoral uma coisa destas.

Thunder disse...

De trela só mesmo alguns animais.
Por falar nisso: quero um cão!!!
Bjs.

Nanny disse...

Essa de irem à bola, a maltosa toda, passarem à minha porta e nem me darem um tchau... ficou gravada! Agora se cá quiseres vir... só de açaime! Ahhh e trela, claro!

Quanto às trelas infantis, também houve alturas em que me faziam alguma confusão... agora entendi a sua necessidade quando conheci uma minórquinha que tinha como alcunha "A profissional da fuga"... 2 segundos de desatenção e ela desaparecia, qual Houdini!

carlagranja disse...

é sempre uma risada sempre k akientro no teu blog. parabéns. sabes! kuando era pequena eu chegava a caír a minha mãe me fazer o curativo e passado 3 minutos tar de volta em casa pq já tava de novo com mais uma frida pois mais outra queda tinha dado. uma vez e aí ainda morava em Sintra o meu irmão andava á pedrada a um rapaz e eu ia a passar no momento e lá levei com a pedra na testa e la fui levar uns pontitos. andava sempre nisso e sem falar da vez k fui para o hospital pq o meu próprio cão me mordeu na barriga. como deves imaginar tatuagens não me faltam. eheheeh. é logico k se têm de têr cuidado com os miúdos a gente tmb já foi e sabe k asneiras sobrovoam a nossa mente ,mas tmb não há k exagerar.
bjo
carla granja

Silvia F. disse...

Já vi disso em França por isso não estranho. Aliás, da forma como isto anda os miúdos precisam hoje em dia de trela, alarme de segurança, pulseira anti-roubo, kit de localização etc...
A primeira vista fica mal mas é uma questão de hábito.
Só espero que os pais não se aproveitem para deixar a trela com a respectiva criança à porta das lojas como fazem algumas pessoas com os cães!
Beijos

rui_amaral disse...

Sempre socialmente bastante interventivo. Realmente as trelas e as consequências da sua utilização são bastante nefastas.
Abaixo as trelas. Acima (e depois para o chão) os joelhos.
É caso para: Oh, my doG!

Sandra disse...

:))

Axo um cadinho ridiculo o uso de trela nos miudos, epah tudo bem q uns são trakinas demais e mai n sei k, mas cá pa mim axo kessa cena nasceu pa tirar trabalho aos pais e assim, pois podem tar distraidos q nada vai acontecer, afinal os putos tão ca trela né?? epah deixem se de tangas, os putos têm q dar trabalho e a OBRIGAÇÃO dos pais é segui los e acompanhá los no q fazem ó deixem de fazer...Qm n ker ter trabalho, oya q nos os faça :)

Pracasu nunca vi nenhum puto c trela pq senaum a esta hora andava a tomar anti depressibus :)

beijuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuus pa tu da lua

Cláudia disse...

Sabes o que te digo, essas trelas devem dar um certo jeito...ehehe
Principalmente quando os meus ranhositos lindos, quando decidem fugir cada um para seu lado :))
Claro que estou no gozo...n acho piada nenhuma a essas trelas.
Beijitoooooooo

Sara disse...

LOL, eu tive que ir ver ao Google que raio é uma child leash! Nunca tinha visto nenhuma nem nenhum puto atrelado, mas também não sei se me faria confusão deparar-me com coisa do género. Até aos 18 anos os filhos são propriedade dos pais por isso se eles lhes quiserem pôr trela ou aparelho dentário é lá com eles... :P

Skynet disse...

É a 8 ou a 80!

Alguns pais deixam os putos fazerem tudo o que querem, quem não esteve já num restaurante em que um pequeno "ranhoso" anda literalmente a destruir tudo onde põe as mãos e os pais até fingem que não estão a ver, mas depois se alguém se passa e decide ralhar com o puto, já que os pais não o fazem, estes ficam todos ofendidos e fazem o espectáculo como se tivessem batido no filho (não foi por falta de vontade, mas não é o puto que tem a culpa)

Agora é essa das trelas para putos! o que vem a seguir, a casota e os ossos anti-carie para roer

Miss Slim disse...

Pois é Rafeirito, eu também acho muito feio mas depois da minha pequenita, quase ter sido atropelada por um carro, resolvi que sempre que fosse viajar, lhe colocaria a trela.
É mesmo entre ela fugir da minha mão e ser atropelada (aquela lá, a mover-se é demais) e usa a trela, prefiro mesmo a trela e nem me importe que gostem ou não não estou nem ai.
Se o menino fosse pai, pensaria diferente de certeza é que olhos são poucos quando eles são terriveis. Por isso sempre que viajo, lá ia a menina de trela, felizmente agora já é maiorzita e já está mais calma e não usa, mas na dúvida deve usar mesmo.

Rafeirito, fiz brilharete no fim de semana por causa do teu livrito.
Tive uns amigos em casa a falarem no teu livro, vai de lá vou buscar o meu exemplar, com aquela dedicatória linda que me fizes-te e os amiguitos nem queriam acreditar - Mas descansa que eu não emprestei, comprem que o autor agradece, ficaram roidinhos, ehhhhh

Bjo e Bom Fim de Semana

Anónimo disse...

Tb n gosto de ver, prefiro ver os miudos livres (em locais seguros,ou de mãozinha dada em locais menos seguros e claro o colinho de vez enquando... (incapaz de negar um colinho ao meu sobrinho)...

bjs**

just_me

Ouriço-Cacheiro disse...

abaixo a trela, vivam todas as amolgadelas, mesmo que impliquem substituição popntualde peças já dificeis de arranjar no mercado!Se bem que... quando vejo aqueles putos malcriados a mandar nos pais apetecia-me ter uma à mão, de repente, para...esganá-los (e aos país;)

foryou disse...

Ora bem aqui está um post onde eu vou poder descarregar.

Eu acho muito bem que usem trela e nunca caiam nem rachem o narizinho. Além disso evita-se o contacto físico que não é nada salutar.
Também acho muito bem que se tire a porcaria dos biblots todos lá de casa aliás até acho bem que se tirem também os móveis para os meninos não mexerem em nada. Assim não dá trabalho nenhum ensiná-los.
E acho muito bem que os putos tenham brinquedos a enfeitar os quartinhos. Aquilo não são coisas para as crianças brincarem e armarem-se em espertinhas a desmontar. Caramba ser curioso não tem piada nenhuma.
Também acho bem que não comam sózinhos até aos 20 anos no minimo! Sujam a roupinha toda e depois não dá para vestir a mesma 15 dias seguidos.
Gosto daquelas jaulas onde se metem os putos lá em casa para eles não poderem circular, só acho é que deviam mandar lá para dentro umas bananas como se faz aos macaquinhos no zoo.
E pronto há mais coisas que gosto mas ficam para outra altura.

Van Dog disse...

Puro preconceito... Há por aí muito pessoal de trela a decidir qual o caminho que os donos hão-de seguir...

Simplesmente eu... disse...

Li os coment e concordo com alguns: entre perder um filho e tê-lo na trela, prefiro a trela!

mulher do torero disse...

Fala o rafeiro que não tem criação ou descendência, pois quando existe não é facil, mesmo nada facil tentar manter a criança ao pé da gente o tempo tudo ou já esqueçes-te de quando eras cachorrinho...

beijo

maria cunha disse...

depois de ter passado o dia de ontem a correr atrás de uma das minhas sobrinhas... acredita que reconheço o valor da trela... eles escapam-se com uma facilidade...

Rafeiro Perfumado disse...

Aorta, completamente, até me assustei! Quanto à tua ideia, não é mais prático metê-los dentro do carrinho? Os gaijos gostam e tudo...

Conchita, já uma vez uma me mordeu, e era da família e tudo. Resposta: mordi-a também! Beijoca!

Bxana, mas olha que aqueles que correm à nossa volta de trela arriscam-se a deixar-nos amarrados, tipo bezerro pronto para ser marcado com o ferro em brasa! Beijos!

FG, e eu prefiro uma solução que não seja humilhante para o ranhoso... ;)

Rafeiro Perfumado disse...

Açoriana, logo vi que uma coisa tão parva tinha de ter vindo desses imbecis... mas olha que essa da trela a combinar com os ténis... e com a chupeta, ainda mais fino! Beijo!

Marrie, também acho. Há que controlar, mas a ideia da trela, sinceramente, não me convence... Beijos!

Migvic, por essa ordem de ideias, também haveria muito adulto a ser passeado com trela. Olha, era em substituição das pulseiras electrónicas, metiam-lhes uma trela com uns quantos metros e pronto! ;)

Borboleta, finalmente fugiste da rede! Quase bem vinda! Beijocas!

Rafeiro Perfumado disse...

Bjecas, precisas de corda? ;)

Andreia, ainda mais à luz dos últimos acontecimentos, não me parece que os ingleses sejam grande exemplo quanto à guarda dos filhos...

Teté, mas uma mordaça é perfeitamente aceitável, mesmo desejável em algumas situações, excepto se o MST estiver nas proximidades, aí até vale beliscar o petiz para ele berrar com força! ;)

Teresa, muitas crianças apenas se limitam a sê-lo, está-lhes na natureza. Eu que o diga, que fui um puto terrível, ainda sem grandes melhoras. Agora a opção pela solução mais “fácil” é que me deixa de pé atrás, mas enfim... quanto à pequena “incongruência”, pexiu! ;) Beijocas!

Rafeiro Perfumado disse...

Sra. Patrícia, não sei se reparaste na impossibilidade da tua frase “ler um blog enquanto se trabalha”... ;) E vejo que és cá das minhas, eu também me orgulho muito das minhas marcas, mesmo aquelas que foram por pura distracção ou demasiado areia na rua! Beijo!

Diabba,
1º nem tu imaginas o que eu consigo fazer, até consigo cair de cotovelo, com sorte!
2º Não, mas tenho um sobrinho que era do mais terrorista que havia, felizmente já está melhorzinho. E quando me cabia tomar conta dele, até lhe podia dar com um cajado na cabeçona, agora trela nunca! Beijos!

Crestfallen, eu não diria melhor, pá! Falinhas mansas para quê, é isso mesmo! Mas não esquecer que parece que quem inventou isto foram os americanos, e nós sabemos o quanto eles respeitam os direitos das pessoas, não é? Um abraço!

Thunderlady, também pertenço ao clube dos desfilhados, mas fica aqui a promessa que se alguém um dia me vir a passear um “ranhoso” com uma trela, tem carta branca para me espancar e pendurar na árvore mais próxima com a trela. Mas não pelo pescoço, usem a imaginação! Beijo!

Rafeiro Perfumado disse...

Julie, ou gozado pelos colegas ou começa a receber os ossos todos no almoço, para roer no recreio! Digam o que disserem, não acho que seja a solução, apesar de não ser o que verdadeiramente aqui está em causa... Beijos!

Sub-lodo, mas tu atingiste completamente, sem dúvida. Um abraço, sentido!

Marco, meu grande sacana, vai lá de férias, e que as coleiras te sejam leves!

Caditonuno, mas pelos vistos conseguiste convencê-la a não fazer isso. Ou então foi porradinha nesse lombo, não? ;)

Rafeiro Perfumado disse...

Astuto, nem mais, pá! Tá um gaijo para dar um xuto e lá vêm eles, que a picadela pode infectar, e que a droga pode não ser da mais pura, etc. Porra, deixem-nos aprender sozinhos, pá! Grande abraço!

AcidoCloridrix, pois terás o meu comentário, por muito pouco sábio que seja! Um abraço!

Eskisito, atão, foram os ingleses ou os americanos? Não que faça grande diferença, apesar dos primeiros ainda conseguirem ser um bocadinho mais inteligentes! Abraço!

L. Romudas, mas quando fizeres isso, tenta não ficar de costas para o progenitor, não vá o Diabo tecê-las! ;)

Rafeiro Perfumado disse...

Laurinha, claro que não tenho trela, ainda está para nascer o sacana que ma ponha (tirando o banco onde tenho o empréstimo da casa, que me tem preso para o resto da vida). Beijocas!

AcidoCloridrix, dá ou não vontade de chamar assim os putos? Vá, rebola, agora faz bollhinhas! ;)

Vida de Camaleão, a tua amiga tem “tomates” adorava ver a cara da autora do palpite! Ainda hoje deve estar vermelha! ;)

Thunder, e estás a olhar para mim porquê?!? Beijos!

Rafeiro Perfumado disse...

Nanny, quanto à primeira parte: ups! Quanto à segunda, acho que uma pistola de dardos ainda consegue ser menos humilhante! Beijos!

Carla Granja, e eu cheguei a voar, depois de ter sido atropelado por uma mota. E na rua, quando caia, era ir até uma fonte e lavar com água, estava pronto para continuar o jogo da bola! Agora com uma trela, não tinha tido tão cedo o baptismo de voo! Beijos!

Sílvia F., ou já agora atam-nos a um poste, enquanto vão ao quiosque comprar cigarros e o jornal desportivo! Beijos!

Rui Amaral, viva o joelho esfolado! Joelho esfolado, puto ensinado! Um abraço!

Rafeiro Perfumado disse...

Sandra, pois vai aviando a receita, eu de vez em quando vejo um. Mas os sacanas são rápidos, nunca os consigo apanhar! Beijocas!

Cláudia, e o que é que te dá mais gozo, brincar com eles, sempre tomando atenção para onde eles vão, ou puxar uma trela para impor a tua autoridade? Beijo!

Sara, essa dos filhos serem propriedade... é quase como dizer que os nossos animais de estimação são nossos e podemos fazer com eles o que quisermos, inclusive um belo jantar... ;)

Skynet, há de tudo, desde o pai que dá uma galheta pelo filho não pegar no garfo em condições até aquele que abana o ranhoso e depois o atira para cima da mesa do lado, mas aí nitidamente o problema não está nos pequenitos...

turbolenta disse...

No tempo em que os meus eram pequenos, já havia alguns que usavam a dita trela. Os meus nunca tiveram.Mas lá que era difícil andar com os 2 à rua e ainda tomar pegar nos sacos das compras, na mala , chapéu de chuva, etc...e isto tudo sem eles se darem "ao piro" ...ai que era difícil, era1...e muito!
Apesar de não gostar, percebo o porquê da sua utilização.
Alguns nem de trela, e bem apertada,se conseguem controlar. Esgueiram-se em três tempos e fogem cá com uma pintarola...
E... como o mais pequeno descuido é a morte do artista e o seguro morreu de velho, entre eles fugirem, serem atropelados ou até passar algum carro e deitar-lhe a mão enquanto vamos 3 passos atrás, então ...venha de lá a trela.
Mas o uso não deveria ser massificado e a toda a hora. Apenas quando os pais,( que só têm 2 braços),têm de tomar conta dos filhotes e de milhentos embrulhos, sacos, saquitos e sacolas.
Portanto: é feio! inestético ! contra a liberdade da criança !mas pode vir a revelar-se um caso de sobrevivência em determinadas circunstâncias.
Por isso: nem sou a favor nem contra!
Cada um é que deve fazer a melhor escolha, no momento exacto.
Tenho dito!
E com esta me vou!
bom fim de semana
boa praia!

Rafeiro Perfumado disse...

Miss Slim, agora que ela é maiorzita é que devias meter-lhe uma trela, para ela não dar troco a qualquer um... ;) Quanto ao livro, fizeste muito bem, livraste-te de um destino terrível, já ouvi dizer dum tipo que emprestou o livro e na semana seguinte teve de ir ao dentista com uma cárie brutal! ;) Beijos!

Just Me, terei notado aí um brilhozinho no olhar, quando falaste do teu sobrinho? Beijo!

Ouriço-cacheiro, para esganar os pais não é preciso uma trela, fiquemos pelo tradicional, o belo do bastão de baseball! ;)

Foryou, puseste tanta, mas tanta ironia no teu comentário que de certeza que vai haver muito pessoal que o vai tomar como verdadeiro! Mas pronto, já descarregaste. Vá, respira... Beijo!

Rafeiro Perfumado disse...

Van Dog, tudo depende da massa corporal atrelado / possuidor da trela!

Simplesmente Eu, nem isso está em causa, fosca-se! Mas já agora, e como a qualquer momento pode cair um piano duma janela, porque não sair à rua com eles dentro dum cofre? Ou melhor, não os deixar sair de todo? Entre saírem e acontecer alguma coisa e ficarem em casa só a matarem os neurónios, a verem os Morangos... ;)

Mulher do Torero, não tenho, efectivamente, e nunca poderei provar que faria isto ou aquilo. Agora o que tenho é o direito a exprimir a minha opinião, e sinceramente, acho o uso da trela, e o que lhe está subjacente, degradante. Um beijo!

Maria Cunha, nada como ter à mão uma daquelas armas de choques eléctricos. Aquilo não usando mais de 3 vezes ao dia não deve fazer grande mal, e ias ver como se começavam escapar menos!

Turbolenta, fantástica contribuição para a “discussão”, sem dúvida. Tal como montes de pessoal já disse, em casos extremos, porque não? Agora tanto tu como eu sabemos que não é assim que as coisas se passam, não é? Quase que faz lembrar o uso da televisão para sossegar os putos, é só uma vez até acabar por se banalizar, substituindo a atenção que deveriam receber de outro lado. Um beijo e boa praia!

chipichipi disse...

Lol!
As saudades que tinha disto.
Tentei apanhar-te na Fnac, infelizmente falhei, redondamente. Estatelei-me (pois é também me acontece, se calhar porque os meus pais nunca me puseram trela :))
Tive muita pena!
Mas o livro já cá canta. Só me falta o autógrafo! buaaaaaaaaaaa!
Bjs

C Valente disse...

Modernices humilhantes, e tudo em nome da protecção
saudações amigas

Estrellinha disse...

Cada vez que vejo um pai desses! Tenho vontade de meter um silenciador na minha arma e...

PUM!PUM!PUM! Otários...

Sandra disse...

:))

num preciso dabiar pah, sou do porto lembras?? hellooooooooooooooooo :)))))))

e sá cena q n consigo é tirar os oyinhos dos meus putos, q agora tão maiorzinhos né :) num consigo gajo q keres?? são mui anos de mãe galo pah :)) tudo passa pela educação...

mai bejuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuus

o_cao_que_morde disse...

Também não gosto de ver
Mas julgava que era por uma questão de segurança para os miúdos não fugirei
Eu tenho um filho com 4 anos e nesta idade controlar um miúdo é muito complicado, bastas 1 segundo e ele pode atravessar uma estrada ou coisa assim

Andreia disse...

a Maddie despareceu em Inglaterra? nao, a miuda tinha trela?não há relaros a comprovarem, se tivesse trela a mae ou o pai tavam com a miúda...
Os ingleses não são os únicos que usam...

a minha sobrinha mais velha tinha trela, não tem mal nenhum... coitadinhos dos putos que não podem ser crianças, não podem cair, bater com os cornos no chao? coitados dos pais que têm sempre o coração nas mãos quando os putos saem do raio de visão... foda-se os pais não podem tar 24h por dia a correr atrás dos filhos...

eu não tenho filhos, acho que tenho fobia a crianças,sempr que as vejo aptce-me bater-lhes, mas se 1 dia mais tarde esta aversão passar-me e tenha filhos, são todos corridos a trelas... better safe than sorry

Menina do Rio disse...

Isso é um "miúdo" ou um cãozinho...

beijos

Belzebu disse...

Isso de os nossos joelhos serem uma enciclopédia viva dos nossos hábitos é uma grande história! Se fosse assim, a Carolina Salgado tinha os joelhos mais inchados que o Jô Soares! ehehhh!!!

Um abraço infernal cá do Belzas que resolveu regressar às profundezas!

rui disse...

Olá Rafeiro Perfumado

Tens razão, essa invenção de uma trela para as crianças, está ultrapassada. Nos dias de hoje causa uma certa impressão assistir a esse espectaculo.

Abraço

Daniella disse...

Para um cãozinho deve ser constrangedor ver um animal que não é da mesmo raça ter o mesmo tratamento (trela)!... lol
Eu dantes era contra o uso dá trela em crianças… mas agora que reparo na rapidez com que elas desaparecem da nossa beira, não sei não…

Tenho uma “coisa” para ti lá no meu tasco… (sorry)

toma lá Fresquinho disse...

sinceramente não vejo nada de constrangedor ou chocante no uso da trela numa criança.
a minha exmulher e cunhado andaram de trela quando eram pequenos e nunca lhes fez mal nenhum e não são são nenhuns totós ou traumatizados !
tudo começou porque ele era endiabrado e um dia quando passeava de mão dada com o pai(que tinha 1,80m e ele 1,00m), deu um esticão para ir ter com uma outra criancinha do outro lado da rua e deslocou um ombro gravemente porque obviamente a reacção do pai foi prende-lo!
a partir dai andavam de trela e esfolavam os joelhos, batiam com os cornos no chao e tudo o mais como as outras crinacinhas! só não atravessavam a rua e ninguem, pegava neles mesmo que os pais estivessem de costas!

Peste disse...

então rafeiro... tás farto de ser passeado???

Sha disse...

Se os meus joelhos falassem......

;D

Bjo com sabor a sha (muito fofo, para ti)

Lyra disse...

Uma amiga, q achou necessário adquiri-la para o filho irrequieto, esclareceu-me que são rédeas e não trela... não soou mto melhor. Mas diz quem sabe (eu não e reservo-me o dto de me pronunciar qdo tiver um filhote) que ajudam a controlar as fugas dos filhos e os nervos dos pais.
Bjocas e festinhas Rafeirito

Rute disse...

Pode parecer muito grosseiro e meio desumano ou algo parecido. Mas por vezes ajudam imenso, há miudos que são completamente himans de problemas e parecem seres magicos porque num piscar de olhos já não estão à nossa frente (falo por experiência própria, tenho 10 sobrinhos =P ).

Cá em Portugal nunca vi nenhum, a não ser os estranjeiros. Mas é muito comum vermos isso. Mais vale andar de "rédeia" curta do que desaparecer de vez, e no meio de um maranhal de gente não é assim tão dificil. Poupam-se lágrimas de aflição e um grande susto.

Claro que a cima de tudo educa-los convenientemente é uma preciosidade, só que há uns muito dificeis. E nesses casos concordo sim.

Vá, rafeirito. Pensa lá menos como clausura e mais como segurança.

Beijinhos****

Pinguim Alegre disse...

Oh rafeiro começo por te dizer que o primeiro pensamento que me ocorreu quando li "as marcas que tenho nos joelhos"... Não foi das melhores...

Mas continuando...

Olha eu concordo contigo, acho que os pais não deviam usar isso. E não falem em segurança, porque se estivermos sempre a observa-los, se estivermos acompanha-los... Essa é a maior segurança! Agora que é mais comodo para os papas... AHHHHH isso é outra coisa! Mas eu como gosto que o meu petiz se pareca com um ser humano... (não desfazendo da tua raça. Lolada)

Um abraço

mymind disse...

mas olh k ha caes mais obedientes do k certas crianças!
é importante sim elas cairem, correrem, comerem terra e afins... mas em certos casos é melhor estarem kietinhas ao pe da mama e do papa para evitar acidentes ou desaparecimentos assim repentinos como mts acontecem...
bjokas

Laura disse...

acabou-se...as trelas fazem falta aos filhos e por vezes aos pais e fica tudo contente e a dar ao rabo como o rafeiro tá a fazer agora... ele que fique com os sobrinhos apenas durante uma hora no Nort Shoping e já veremos se nem compra logo ali uma trela das melhores...

Aninhas disse...

Miau...
fsssshhhtttt

Só para te arreliar
Agora a propósito e não sendo apologista da trela... Há miúdos... e miúdos. E depois ainda há aqueles ... ... .. miúdos.
Ouvi dizer..

:))

GK disse...

Eu até partilho da tua opinião... Mas já não sou radical, basicamente desde que passei uma tarde com uma amiga e o puto dela, de quatro anos. Depois de ela andar a correr atrás do pestinha durante três horas num centro comercial (comigo atrás!), discutimos o assunto e, colocada na mesa a hipótese de ela lhe pôr uma trela, a sugestão foi aprovada por unânimidade... fruto das circunstâncias...
...Mas ela ainda não teve coragem de a ir comprar...
;)

Maria Strüder disse...

Agora nada é como antigamente onde brincavamos todos na rua sem qualquer tipo de controlo (quase quase) e sem medos!

June disse...

Pois com toda a certeza que é muito mais saudável um malhançozinho de quando em vez. Ajuda a manter o equilíbrio por nós mesmos. Trelas são para os cães e não saão todos. Aposto que aqui o Rafeirito sempre se safou na boa e até atravessa as ruas nas passadeiras.

Bjokas

astuto disse...

Rafeiro,
estou por aqui outra vez. Tenho um "Fly Award" para ti. Um prémio para os blogues que, sendo bem escritos, nos fazem metaforicamente voar. Enquadra-se no Rafeiro...

Cumprimentos.

Pacanherros disse...

Olha, rapaz, era só pra dizer que acabaste de ganhar um, mais um, préio. Mas atenção, este é o melhor e o mais fixe de todos!
Vai lá ver e cumprimentos.

cris disse...

Bem... e esses não roem... acabei de ficar com menos um colete de cão, graças à minha mais nova.... gaita para isto. ainda arranjo uns que dêem choques, a ver se não me levam à falência. Sem trela? Rafeiro? Isso é perigoso! Se te dá para correr desvairado atrás de uma bola inda levas trombada! Põe a trela, bichaninho!
ahahahahahah


beijocas

Cusco disse...

Olá! À pressa para partir para a praia venho deixar-te um abraço e os votos de um bom fim-de-semana!

Just Me... disse...

Só notaste o brilho ou tb viste a baba?

Just Me... disse...

(voltei...)

Olá!! disse...

Os meus filhos já são grandinhos por isso a trela é só do cão mas se fossem pequenos, nos tempos que correm, usariam trela sim e também os ensinava a rosnar e a morder... mijadelas nos pneus eles sabem dar.. Já agora, podiam pôr à venda chips de localização para crianças...

Sha disse...

Bom dia!

Tens um desafio no meu blog :)

Beijo e bom Domingo, com sabor a sha.

A Lei da Rolha disse...

Sempre ouvi esta frase:
"Hà que saber domar os filhos!!!"
Porra mas que raio de frase...adequa-se em tudo à tua crónica, não achas?
abraço

julie disse...

Podes crer que cada vez mais os miúdos, vão cair menos. E porquê? Perguntas tu, e eu respondo:
Os miúdos cada vez passam mais tempo em casa, a jogar no computador, playstation, consola e aqui é dificil caírem, só se for da cadeira abaixo!! E se quando forem passear , se os pais os levarem de trela, aqui as quedas serão nulas. Ou seja, as quedas só irão suceder nas aulas de educação física.

Eu como qualquer criança tive as minhas quedas, não era traquinas mas tinha mau feitio (espera lá, eu ainda hoje tenho mau feitio), e fazia coisas estranhas.

Quanto á trela, se tiver filhos só as vou adquirir em último recurso; é eu nem aos meus cães ponho trela quando os vou passear.

bjs
julie

alfabeta disse...

Tive um cão muito bem mandado.
Quando lhe dizia:
- Ficas ou vens?
Ele vinha ou ficava.

Tiago disse...

Bem observada essa dos joelhos... Pensava que era só problema meu... vá e de mais uns quantos que conheço... LOL!

Um post interessante!

Ah! Voltei de férias... volta ao www.antitutti.blogspot.com e já agora tenho um novo blog que acho que és capaz de gostar:

picklescompresunto.blogspot.com

"The Slave" disse...

Realmente é estranho ver os miudos com a "trela", qualquer dia até os poderemos ver á porta do supermercado presos a um poste á espera dos papas.
Mas giro será observar o que fazem enquanto esperam, poderemos ver "os bichos" a roçar no poste e a gritar/ladrar ás pessoas que vão entrando ...

cruelenelcartel disse...

haha! A minha cicatriz do joelho direito ja me deu para meter muiiittta conversa! nao a trocava por nada, e menos por uma corda. Lol

VISTO DO CÉU disse...

Esses pais não sabem os momemtos maravilhosos que perdem..sentirem aquelas mãozinhas pequeninas entre as deles..

bekas disse...

Tenho 2 filhos e o meu maior desespero enquanto mãe foi perder a minha filha, com 3 anos, na praia. Tirei-lhe os olhos de cima 5 segundos e... deixei de a ver. Apareceu cerca de 15 minutos depois. Na altura pensei nessa tal trela, mas não cheguei a comprá-la. Mas às vezes dava jeito ter uma.

Marta disse...

Andas sem trela???? Mas isso é um perigo! :)

Lusófona disse...

Vi apenas uma vez... mas logo isto acabará... ao nascer receberemos um chip e quando os pais forem passear com os seus filhos e perdê-los num segundo, é só ligar o localizador via satélite..uauuu... tá próximo..rsrsrs

Beijos

Joana disse...

De facto é humilhante... as crianças actualmente são tão mimadas que só apetece bater aos progenitores...

Depois queixam-se que a sociedade não avança!

Enfim...

Teresa disse...

Essa tua "fonte competente na matéria" tem que se lhe diga :)... nunca tinha ouvido uma explicação tão bizarra como forma de justificação para as trelas. Felizmente não existem muitos casos, mas o que sucede é que os pais, em desespero de causa, usam essa estratégia para controlar os petizes. Ou seja, em vez de terem um pouco de trabalho a educá-los no sentido de se manterem por perto quando estão em locais públicos, optam por estratégias que nada têm de educativo. Muito pelo contrário. Apenas infantilizam e machucam a auto-estima. Beijos e boa semana

AcidoCloridrix disse...

Ora viva???? Para já,,,, venho informar que estão respondidos e anexados ao Dicionário do Sexo todos os comentários às letras A, B e C (Abstinência. Bisexualidade e Cunilingus),,,,, e que abrimos mais um debate na Letra D – “Disfunção Eréctil”, esse mal que atormenta tantos homens mas que muitos não querem assumir!!!! Como sempre, gostaríamos de ter o teu sábio comentário e voto na matéria….. Obrigado,,,, HCL …. Link: http://sexohumorprazer.blogspot.com/2007/08/dicionrio-do-sexo.html

Rita disse...

Eu também acho ridículo essa história de trelas nas crianças e elas próprias também se devem achar ridículas. Não há nada que um grito ou um abrir de olhos não resolva mas tem que ser logo de ínicio porque senão já não pega. Isso das trelas é como aqueles que levam as criancinhas a passear de carrinho, quando já tÊm pr'ái 4 ou 5 anos e um bom parzinho de pernas para andar, maus hábitos...
Jokas

Francis disse...

pois eu acho muito bem esta cena...e digo mais, isto foi inventado pelo Miguel Sousa Tavares...

é o que eu camACHO...prontos.

Elisheba disse...

Olá!:)


Eu compreendo o teu ponto de vista, pois não é nada agradável ver crianças presas por uma trela.Mas a verdade é que há certas crinaças que é impossível mantê-las por perto pois sao de tal forma mexidas que podem desaparecer.Eu tenho uma prima que em pequena (já lá vao 30 anos)era tão terrivel parecia que tinha o diabo no corpo e era a unica forma de levá-la á rua (usssssss)lolol

Elisheba disse...

Olá!:)


Eu compreendo o teu ponto de vista, pois não é nada agradável ver crianças presas por uma trela.Mas a verdade é que há certas crinaças que é impossível mantê-las por perto pois sao de tal forma mexidas que podem desaparecer.Eu tenho uma prima que em pequena (já lá vao 30 anos)era tão terrivel parecia que tinha o diabo no corpo e era a unica forma de levá-la á rua (upsssssss)lolol

Rafeiro Perfumado disse...

Chipichipi, não me digas que foste outra a ir parar à FNAC do Chiado! Mas estás perdoada, quem sabe um dia não desvalorizas o teu livrinho com um rabisco meu! Beijos!

C Valente, em nome da protecção de quem, dos putos ou dos pais? Um abraço!

Estrelinha, para uma arma com silenciador, faz um bocado de barulho... ;)

Sandra, fazes muito bem, mas sempre quero ver como vai ser quando eles estiverem no marmelanço com as namoradas... ;) Beijos!

Rafeiro Perfumado disse...

O Cão que Morde, a segurança antes de tudo, mas acho que há outros métodos, como por exemplo as grilhetas, muito menos humilhante!

Andreia, no mínimo desconcertante o teu testemunho. Fiquei foi sem saber se vais usar a trela para os proteger ou para os açoitar! ;)

Menina do Rio, há cãezinhos que são mais bem tratados, acho eu... Beijos!

Belzebu, e se fossem só os joelhos da Carolina que contassem histórias... cala-te, rafeiro, cala-te! Um abraço e bem regressado a este outro inferno!

Rafeiro Perfumado disse...

Rui, infelizmente não sei se está ultrapassada se começa a ganhar cada vez mais força, pelo menos eu cada vez tenho visto mais! Grande abraço!

Daniella, acredita que não é por “sentimento de classe”, é mesmo por achar que é humilhante para as duas extremidades da trela! E tás desculpada! Beijocas!

Toma lá Fresquinho, e a trela não lhe fazia mal ao ombro deslocado? E conseguiu ir ter com o tal puto no outro lado da estrada? Ainda hoje são amigos? (coçando o queixo com ar sacana)

Peste, eu passeio sozinho, ai de quem me tentar meter a trela! Querem ver que agora não era livre de me atirar para debaixo do carro que quisesse, não?

Rafeiro Perfumado disse...

Sha, conta lá, isso de atiçar a curiosidade e deixar a malta a matutar não vale! ;) Um RAUF muito fofo para ti!

Lyra, realmente, entre trela e rédeas... e quando quer que o puto comece a andar, faz “tsss, tsss, anda!”? Beijos!

Rute, o que eu gosto mesmo é de lançar a confusão. E neste caso, sucesso absoluto. Mas mantenho a minha opinião na mesma... Beijos!

Pinguim Alegre, sua mente conspurcada, mete cá fora esse pensamento, se és capaz! Continuando, gostei do teu comentário, pá, mas acho que ainda vamos ter de decidir isto na base do chapadão! Grande abraço!

Rafeiro Perfumado disse...

Mymind, para estarem assim quietinhas basta uma boa corda ou mesmo uns agrafos! Beijocas!

Laura, então e se for no Arrábida Shopping, a teoria mantém-se? ;)

Aninhas, pensas que me arrelias com um reles “fsssshhhtttt”?!? Pfff para ti! ;)

GK, eu continuo a preferir a espingarda com dardos tranquilizantes, com um bom alcance, por causa daqueles que correm muito! ;)

Rafeiro Perfumado disse...

Maria Strüder, não me faças chorar, eu jogava à bola na rua, só ao fim do dia tínhamos de ter cuidado com os três carros que chegavam por essa hora...

June, pois estás muito certa, e na maior parte das vezes até espero que fique verde e tudo! Beijocas!

Astuto, metaforicamente? Hás-de cá vir num daqueles dias maus que vais ver, até vês elefantes roxos! Um grande abraço e obrigado pela distinção!

Pacanherros, quase que tenho curiosidade em saber se por acaso colocasse os prémios ali ao lado, se a barra lateral não gemeria de dor... Um abraço!

Rafeiro Perfumado disse...

Cris, e eu lá corro atrás duma bola? Dum disco ainda vá, agora duma bola?!? Por quem me tomas? Beijocas!

Cusco, uma grande semana para ti, e que o escaldão passe depressa!

Just Me, foi as duas, mas como a parte da baba era um bocadinho para o nojenta, não referi. Bem vinda de volta!

Olá!!, morder, pelo menos, acho que não seria preciso ensiná-los, a maior parte deles já vem com essa tendência. Pelo menos tenho uma camisola lá em casa que é prova disso! ;)

Rafeiro Perfumado disse...

Sha, obrigadinho, agora que eu estava quase a ficar com a lista vazia.... Beijo!

A Lei da Rolha, adequa-se na perfeição. Até estou a ver os pais de cadeira e chicote em punho! Abraço!

Julie, essa de jogar no PC e na PS2 deveria ser exclusivo dos adultos (cof-cof-cof)! Nos EUA, por exemplo, existe um movimento para tornarem as aulas de EF facultativas ou mesmo acabarem. Mas pronto, são americanos, temos sempre de dar o desconto... Beijocas!

Alfabeta, é parecido com os comentários que colocam aqui, ou concordam ou não, felizmente!

Rafeiro Perfumado disse...

Tiago, não, não és o único! E irei snifar esse teu novo blog, está prometido! Um abraço!

The Slave, e já agora a cheirarem o traseiro uns dos outros. E não digo mais nada... ;)

Cruelenelcartel, acho que devias desenvolver mais essa cena da cicatriz, é que há por aqui malta que é curisosa! ;)

Visto do Céu, e assim fico sem resposta. Um grande RAUF para ti.

Rafeiro Perfumado disse...

Bekas, já assisti a pavores desses na praia, realmente deve ser uma angústia indescritível. Mas com a trela o que fazias, prendia-la ao chapéu de sol? ;)

Marta, para quem, para mim ou para os outros?

Lusófona, ainda bem que já nasci, aqui no rafeiro ninguém mete um chip! Pelo menos conscientemente, claro! Beijos!

Joana, deixa lá, muitas das crianças encarregam-se disso, de bater aos progenitores! ;)

Rafeiro Perfumado disse...

Teresa, estava a ver que ninguém pegava nessa parte do texto. Mas não foi invenção, é mesmo a explicação de um dos fabricantes de trelas. Quanto à tua explicação, a minha vénia, posso assinar por baixo? ;) Beijos!

AcidoCloridrix, pois irei, e também à letra “C”, para a qual também quero dar o meu bitaite!

Rita, também estive para incluir isso neste texto, mas se com isto já levei tanta “pancada”, se falasse dos molengas que por aí andam ainda chamavam o canil! Jokas!

Elisheba, nesse caso o mais indicado não seria contratar um exorcista? ;)

cris disse...

Ahahahahah cão que é cão corre atrás de bola, disco, chica chia e tudo o que mexe, até de gatos, que é o que vai havendo por aqui com farturinha eheheheheheh.
Beijocas

Pacanherros disse...

Pff... nem nos fales do Benfica... cabrões...!! O que nos vale é o nosso querido Portimonense... O quê?? O Portimonense levou 4-0 na pá?? Tamos xaringados...

Andreia disse...

olha outra utilizaçao pa child leash... açoita-los... tou a gozar...

xd

Sereia disse...

Pronto..li até aos joelhos no chão e não fui capaz de continuar por todas as recordações que me vieram à memória..:)

feel it disse...

será da falta de segurança?! mas acho que não é justificação! acho que ninguém quando crescer quer ver fotos onde aparece a fazer figura de cão, os cães são bem amorosos, mas cada um no seu lugar! uma mãozinha dada é tão mais bonito e humano! e se há crianças em que não se tem mão...é para isso que existe a educação (até rimou e é verdade!)

Pascoalita disse...

Meu rafeiro preferido (a seguir à minha Nikita, caro eheheh ... quem me dera que me dessem rafeiritos eheheh), Só hoje me apresentei ao trabalho e tomei posse do que é meu ... "a dedicatória de um futuro célebre autor"! Ops! queria dizer "o livro com a respectiva dedicatória" que desde já muito agradeço (quem sabe se estes "rabiscos" (refiro-me à dedicatéoria) daqui a algum tempo não valerão uma pipa de massa ahahahah.
Ainda não me deliciei com a leitura, mas tenho a dizer que encontrei a minha colega/amiga, a nina "africana" mto bem humorada à conta de ler o dela ahahah
Entretanto, há por aqui candidatos a leitores que tencionam adquirir um exemplar (sim, que eu sou mto sovina, não empresto o meu ahahahah)
1 beijoca
P.S. darei mais notícias a propósito

Sandra disse...

:))

Sandra, fazes muito bem, mas sempre quero ver como vai ser quando eles estiverem no marmelanço com as namoradas... ;)

posso sempre tar no meio deles né?? gajo ké meu maininguem toka :))) ké isso? debes pensar keu brinco in serbicio ó assim :))já tão abisados, num te preocupes :))

veijuuuuus daki páí da lua

Miss Slim disse...

Olá Rafeirito, agora que a minha pequenita já tem 7 anos e já é uma mulherzita, não anda de trela, nem dá trela a qualquer um e para isso não é preciso usar trela (rs).

Mas olha que ainda hoje, ela pede á irmã para lhe colocar a trela e brincam as duas (taras...).

Quanto á carie, então e eu corria esse risco, com os dentinhos tão bons que tenho, vai de lá tinha de pagar uma fortuna ao "ladrão" do dentista (rs).

Beijoca Grande Rafeirito

** Tens de falar nas pulseiras, que se usam em Inglaterra para unir os pequenitos ás mãos dos pais (risos).

Sandra disse...

..oO(é só pa te dar uma cutubelada q té te faz desiquilibrar pa te dezer q num botas te no meu inquérito pah)

Cusquinha endiabrada disse...

Eu sou pequnina e indefesa e tenho uma reclamação a fazer:
Nunca usaram trela comigo, mas há dias alguém que se diz meu amigo, sugeriu-me férias em CANCUN !!! hen ???
Nunca pensei que me quisessem tanto mal uáuáuáuá

Cusquinha endiabrada disse...

Eu sou pequnina e indefesa e tenho uma reclamação a fazer:
Nunca usaram trela comigo, mas há dias alguém que se diz meu amigo, sugeriu-me férias em CANCUN !!! hen ???
Nunca pensei que me quisessem tanto mal uáuáuáuá

cris disse...

Ó mister leash ( ahahahahahahahahahaha) leash tb pode ser sinónimo de chicote? ou de açaime? ahahahahahahahah

tens prémio lá no pêdássu.

E a propósito de trelas pa putos, sabes o que te digo? Há putos que deviam andar de trela sim, não para simplificar a vida aos pais, mas para evitar que os pais fizessem a figurinha triste de gajos que não querendo saber, perdem putos em tudo quanto é sítio. E esta? Para além disso, esticadinha dá sempre para saltar à corda nos intervais!


boa terça

o iluminado disse...

Confesso que ás vezes tenho vontade de pôr uma trela na minha pikena, ainda não reage à lei da palmada no rabo, mas não trela não me parece bem, ela há-de amainar, espero...
:P

Para sempre, Maria disse...

A trela não...mas olha que o açaime já me passou pela ideia para controlar aqueles 5 sobrinhos from HELL!

beijo

Diabba disse...

oh saco de pulgas... grrr (espumando enxofre) tu chamaste-me chourição vermelho??? melhor... chamaste isso à minha linda criatura??

Vou-me a ti que não ganhas pra pensos!!

Vanadis disse...

cento e trinta comentários???? Chiça que o rafeiro é procurado!!!

Vanadis disse...

Rafeirito, acho que ganhaste mais uma fã. Confesso que me assustei com a quantidade de comentários que obtiveste, pois euzinha gosta de cantinhos sossegados, mas não nego que aprecio o que escreves. Já me parti a rir com o canto dos desafios (mais sossegadinho!). E, pronto, já sei qual é o próximo livro a comprar...

Vanadis disse...

Ah, mas conta lá uma coisa, tu tens tempo para ler isto tudo e ainda ir navegar por outros mares da blogosfera??? Eh lá!!

rascunhos disse...

Assim mesmo é que é falar rafa.

assino por baixo !

(e agora vou-me embora outra vez ando só a "visitar" os amigos)

beijinhos

Vanadis disse...

Bem, o post abaixo, do nu mis mates, com 160 e qq coisa comentarios...é mesmo..qq coisa! E tiro-te o chapéu, ler tudo e responder a todos...não é para qq um!
Quanto a coleccionar alguma coisa, é isso que eu junto, alguma coisa.

lurainbow disse...

Bem agora finalmente arranjei tempo para te ler com TEMPO :)
E ... QUERO UM LIVRO TEU eh eh eh afinal quase que da para sentir o sorriso com que escreves todos estes ARTIGOS a mandar quem te apetece para £€@££§@ lol
Beijinhos

Maria Vinagre disse...

AIXÓXÓRRÍ Rafeirinho...

Estás desafiado no meu blog!
Desculpa lá... mas o desafio é engraçado e coisa pouca!

*e eu gostava MESMO de ver a tua resposta

Rafeiro Perfumado disse...

Cris, atrás dos gatos prefiro correr dentro de um carro, conduzindo com uma mão e fazendo pontaria com uma pistola de paintball na outra! Beijocas!

Pacanherros, Benfica? Portimonense? Só falo de futsal, de futebol durante os próximos tempos recuso-me!

Andreia, mas se te arrependeres, nada de dizer de onde veio a ideia! ;)

Sereia, não sejas egoísta e partilha lá connosco as tuas experiências! Eu prometo que não (hi-hi-hi) rio de ti!

Rafeiro Perfumado disse...

Feel It, e não só és poeta como pareces ter o dom da clarividência! Mas prepara-te, a nossa opinião ainda não é a maioria, pelo que também tu podes apanhar porrada! ;)

Pascoalita, finalmente! Mas um conselho: continua a investir em PPR’s, porque se estás á espera de ficar rica com os rabiscos, estás lixada...E fazes muito bem em ser sovina, até te faz bem à saúde e tudo (quando leres o livro vais perceber). Beijo grande e obrigado!

Sandra, ca nojo! Então vais fixar no meio, a apanhar com a saliva dos putos? E se um deles se engana e em vez de apalpar a namorada... bom, nem digo mais nada!

Miss Slim, vou evitar fazer comentários sobre as taras das tuas pequenas... quanto à cárie, nada como uma rebarbadora, para evitar idas ao dentista! Beijos! PS: essas pulseiras parecem-me algemas disfarçadas, não?

Rafeiro Perfumado disse...

Sandra, agora já votei, apesar de faltar uma alternativa: “Não percebi o inquérito!” ;)

Cusquinha, deixa lá, quem disse isso queria que poupasses dinheiro. É que bastava comprares bilhete de ida, para voltares bastava abrires o chapéu de sol! ;)

Cris, sabes duma coisa? Ainda bem que este poste está nas últimas. Eu gosto de lançar a confusão, mas neste caso, quase que apanhei! Beijos!

O iluminado (gosto deste nick), ouvi dizer que os pikenos lá para os vinte e tal começam a acalmar... mais ao menos quando começam a trabalhar! Dura mas é pouco! Um abraço!

Rafeiro Perfumado disse...

Para sempre, Maria, em termos de sobrinhos, sou mais apologista dos dardos tranquilizantes ou, em casos mais extremos, dos choques eléctricos! Beijo!

Diabba, mas é um chourição fofinho, atenção! Aliás, aquilo com uma fatia de pão de cada lado marchava que era uma beleza. Tinha era de ter cuidado com os chifres...

Vanadis, é sempre um prazer ver por aqui malta nova. Quanto aos comentários, não te assustes, o teu não passa despercebido, e até que o teclado (ou eu) dê o berro, garanto que terás a tua resposta! E o tempo é curtinho, mas eu tenho uns romenos na cave que fazem quase todo o trabalho! ;)

Rascunhos, eu hoje topei-te, mas vi que estavas de “fugida”. Beijinhos!

Rafeiro Perfumado disse...

Vanadis, estou a ver que gostaste mesmo de cá vir! Mas olha que 1/5 dos comentários são meus, tens de dar esse desconto!

Lurainbow, queres um livrinho meu? Olha, meus, meus, felizmente consegui vender tudo, mas podes ir a qualquer FNAC (excepto Algarve) ou encomendar on line. E depois, se fizeres muita questão, posso mandar-te uma dedicatória via mail! ;) Beijocas!

Maria Vinagre, e terás, vai mas é entrar na lista de desafios a responder, ok? Beijoca para ti! Beijo!

Laura disse...

Rafeirito, agora tenho de aturar as 2 ninas a falar do teu livro que se riem demais, eu já li e reli, tenho-o na mesa de cabeceira e leio com gosto, ando de cá pra lá, mas soa-me bem (soa-me?)
Se tiveres tempo vai ao blog por um triz não apanhavas a nina linda que lá está..era linda néra?

Vanadis disse...

eh páh, andei hoje pela bertrand em busca do teu livrito, pois fiquei mesmo curiosa, mas não o achei...não sou fã da fnac, mas hei-de dar lá um pulo à tua procura!
Por acaso já tinha deitado o olho ao teu livro, mesmo antes de ouvir falar do blog, no quioproquo da tete. O mundo é mesmo pequeno.

MissEsfinge disse...

"Era linda", diz a laura eheheheh Sua vaidosa! Linda sou eu, ora. Já viram como me mantenho jove ao fim de milénios??? ihihihiihihh

HM disse...

:))

E já reparaste que normalmente quem anda de trela são do sexo masculino?

De pequenino se torce o pepino, certo? Da trela curta à rédea curta para machos foi só uma snifadela...

;)))

HM

sergio disse...

E esquecestes de mencionar as tuas pulgas, amigo Rafeiro....encontrei tres no e-mail que miraculosamente me mandaste...

Rafeiro Perfumado disse...

Laura, agora percebi. Eu pensava que estavas a falar da Esfinge! Beijocas!

Vanadis, a Bertrand fez boicote ao meu livrito, acho que não gosta de rafeiros desconhecidos...

Miss Esfinge, pena só teres duas dimensões, mas também já levavas uma mão de tinta...

HM, por acaso é verdade. Bolas, escapou-me falar sobre esse pormenor!

Sérgio, só três?!? Fixe, o remédio está finalmente a dar resultado!

kalua disse...

confesso que as primeiras vezes que vi também achei estranho... mas pensando bem, e hoje que sou mãe, posso dizer uma coisa... embora ainda não tenha recorrido a esse acessório, já me passou pela cabeça faze-lo bastantes vezes... pode parecer um bocado estranho, mas é muito mais seguro e (apesar de estar presa) a criança fica mais livre, sem nunca se perder! Nos dias que correm, com tantos raptos e afins, acho que é uma boa ideia...
bjs

kalua disse...

PS - para mim a trela é tão "humilhante" para os humanos como é para os animais... quem não sabe respeitar animais será que respeita os humanos?!

gaja_mais_q_fria disse...

Miúdos com trela? Confesso que no início ainda pensei nisso mas depois aprendi que há uma diferença entre estar ao pé das crianças e estar com as crianças.
De outro modo, please, não tenham filhos!

Anónimo disse...

Acho que vamos ter briga. Isto pq eu não tenho nenhuma marca de joelhos de ter caido, nem nos joelhos nem em lado nenhum. Vá agora anda lá abater-me a sangue frio, sim pq não vais ter coragem de dizeres que sou "roto"...

Qto às trelas tb não percebo qual o problema, tu como cão até te devias sentir orgulho!!! Eu, para dizer a verdade acho que dá mais autonomia aos petizes e acho graça. Passearia com tanto gosto uma criança como os meus cães (espero que compreendem esta frase e não levem a mal), os meus cães tb utilizam os sofás porque é que as crianças não podem utilizar as trelas??? Que gente esquisita!!!!

"Anónima"

Rafeiro Perfumado disse...

Kalua, acho que existem outras opções, menos degradantes. Mas claro que não sou a pessoa mais avalizada para falar. Beijo.

Gaija + k fria, boa! Uma apoiante, se bem que neste poste fui a modos que cilindrado, com tanta opinião contrária. O qúe até é bom sinal! ;)

Anónima, "roto" não digo, mas mariquinhas... eu bem vi essa subida ao Pico, sempre a queixares-te...