Cuidado com o Rafeiro! Não é que morda, mas podes pisá-lo sem querer...

quarta-feira, 22 de agosto de 2007

Honestidade acima de tudo


Se um restaurante quiser ganhar a minha fidelidade, siga os meus conselhos.

Este texto, tão lindo que dá vontade de chorar, pode ser encontrado no livro
Rafeiro Perfumado - Are you ladraiting to me?!?

172 comentários:

Marta disse...

Rafeiro que é rafeiro, come e cala!
Rafeiro e agora armado em cão de raça, cheio de mordomias!
Querias!

beijo

Marta disse...

Só porque pela primeira vez fui a primeira a comentar, até vou fazer mais um comentário, para ser a segunda também!

:)

Menina do Rio disse...

Pois, como diz a Marta, o jeito é comer calado, rs...

Beijos
E não fui embora, ainda...
http://recantodaalma.blogspot.com

Teresa disse...

Desta vez tenho de discordar contigo. O que é mais aliciante numa ida a um restaurante é a dose de risco e de imprevisto que está sempre no ar. Se eles fossem muito honestos, toda a magia ia pelos ares! Lembro-me, por exemplo,de há uns anos atrás, quando esta a jantar num conhecido e requintado restaurante de lisboa, ter percebido que a minha alface se mexia (!)... quando levantei a folhita, estava por baixo uma gorducha lesma(viva), muito assustada a olhar para mim. Chamei o empregado e sabes o que é que ele me disse ? "Ah, minha senhora, desculpe mas isso não estava aí !", ou seja, EU é que tinha levado a criatura comigo e a tinha depositado na salada!!! Certo é que depois disso, dou sempre umas voltinhas nas folhas de alface antes de as levar à boca. Não é que seja vegetariana, mas desconfio que a carne de lesma não deve ser lá grande coisa ... heheh... estás a ver, isto é que é emoção, risco, surpresa... tudo o que precisamos para nos alegrar os dias ;). Beijokas

migvic disse...

O que é que me aconselha?
Não aconselho nada, porque isto aqui é uma grande mer...

cris disse...

Fosses pró norte. Em Matosinhos comi uma sardinhada que me deixou tão farta... ao sair do restaurante... sentei-me no passeio.
Espera lá... esta parte acho que foi por causa do vinho.

Anyway... no Café Costa, aviei duas Framcesinhas, em dias separados, que me deixaram hummmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm....


E em Leça,comi uma pescada com salada russa que só de lembrar estou a babar o teclado todo...

Peliseeeeeeeeeeeeeeeeee... Acho que estou a ficar ligeiramente arredondada... bolas.... ahahahahaha na me falem em comida...

Sandra disse...

:))

deixa te de tangas ó baidusóla (ihihihihih) é bués fixi a malta xigar a um qq restóranti e sermos reconhecidos :))) óbir cenas tipo: "olha olha a filha do sr. P." :) q soy eu :)

só axo xunga num fazerem fiados, epah irrita me eu pedir pa pôr na conta e dezerem me com um smile dóreia a oreia: "à sua brincalhona"...diz me tu raf kés perito nessas cenas, axas normali??

bejuuuuuuuus pa tu da lua

Teté disse...

A honestidade não existe em circuitos comerciais, nem para rafeiros!

Lembro-me sempre de uma fulana já entradota, que estava no gabinete da loja de pronto a vestir e sai cá para fora com um conjunto amarelo, de calção e blusa, a perguntar à empregada: "Então, acha que me fica bem?" E ela: "Está linda!" Pois!

Muito honestos eram mesmo os gajos aqui de um café de bairro (que já fechou!), que resolveram virar restaurante, só com dois pratos: o de carne, sempre um bife à não sei das quantas, e o de peixe, que às tantas eram salsichas com ovos estrelados. Pelo menos ali, não havia que enganar... Ainda tinham a particularidade de os bolos serem sempre como o bolo-rei - traziam brinde lá dentro, desde palitos a cabelos, tinha de tudo.

Ah, mas que eu amava aquele cafezinho, que chamávamos de "entulho", lá isso amava...

feel it disse...

há cada história em restaurantes! e apostarem na formação de quem serve à mesa!?é que a última que me aconeteceu foi eu passar o tempo a dizer q n me tinham posto talheres (e os que tinham sido postos tinham sido literalmente atirados para a mesa), começaram a vir as refeições para todos... veio para mim e eu tive de me sair com: "e agora como com as mãos?"! dão cabo da paciência a uma pessoa! :D

Diabba disse...

Tens alguma coisa contra a economia nacional, no que diz respeito à restauração??

É que não faltava mais nada, por comida no lixo...

Protestas protestas mas se calhar é dos que gostam muito de comer rissois, croquetes e chamussas... hihihihihihih... a carninha que está lá dentro?? É de 1ª qualidade... NUNCA passou noutros pratos!! hehehehehehe

Mas tenho que confessar que é verdade, se fores conhecido, recomendam em surdina "esse não", já me aconteceu!

beijo d'enxofre, pulguento!

AcidoCloridrix disse...

Ehehhehh,,,, um restaurante como esses até os ossos não dão aos rafeiros pá,,,, mas até que tornar-se cliente habitual duma tasca dessas seria bem bom!!!
HCL

Cusquinha endiabrada disse...

1ª ideia captada.

2 - honestidade? que é isso? Na minha terra diz-se que "era verde ..."!

3ª - pois eu soube de um restaurante que servia as melhores bifanas da zona! Foi tal a fama que 1 dia um jornal local quis saber o truque e o cozinheiro, vaidoso, "abriu-se"

- Ora, é muito simples ... boto umas pinguinhas da minha urina no tempero!
Claro que a honestidade lhe valeu o fecho do tasko, né?
Não se pode ser honesto, meu amigo. Isso já eu aprendi e inda sou mto novinha

Cusquinha endiabrada disse...

Restaurantes???
Eu prefiro tascas, daquelas antigas, que fazem qq nariz provocar baba à distância, sabem???

Hummm aquele cheirinho das bifanas cheias de alho e vinho tinto, fritas numa certã que nunca viu limpeza, deitavam cá um bedum!!!

Mas não há rafeiro que se preze que nunca tenha seguido um cheirinho destes.
Isso sim, devia ser apanágio dos melhores restaurantes, não aquelas toalhas branquinhas, empregados de guardanapo no braço, de lacinho ao pesçoço, todos empinocados ... assim, como pode um simples rafeiro de seguir o rasto até ao prato?

o_cao_que_morde disse...

Vai sonhado
Mas pensando bem eu conheço dois o três sítios, onde eles são mais ou menos assim mas só com os clientes mais habituais

Pascoalita disse...

O meu modelo de restaurante só tem de mudar num aspecto:
deixar entrar rafeiros! Bem, só os bem-coportados, claro!

De resto, podem continuar a ser desonestos, a servir os amigos em primeiro lugar, etc..

O que não tá bem, é aquele aviso nas portas com imagens caninas:

"Nós ficamos lá fora" !!!

Quem me chamou a atenção para isso, foi há dias a minha nikita e com razão, dizia-me ela:

" - Se para ler, tenho de entrar, por que não posso continuar cá dentro e comer a refeição ao lado da minha dona"??? E tem toda a razão, não concordas???

carla granja disse...

olá caozinho rafeiro! ehehe.. tens toda a razão. uma vez vi na tv eles com cameras escondidas e a ver o k os cozinheiros e empregados faziam na cozinha dos restaurantes era de caír para o lado com tanto nojo k faziam. quanto á chama e aos lencois é para assim: tu tens um par de lençois para cada dia k vais fazer amor . hoje á noite chegas a casa e dizes assim. oh,minha querida cadelinha hoje me apetece fazer amor e umas massagens tailandesas e aí a cadelinha vai buscar os lençois amarelos eheheheherh entendes? akela era uma massagem vulcanica com muita chama e erupção e a carla ehehehe lá foi buscar os lêncois vermelhos os cumplices da nossaloucura vulcânica.. há k dar uso e largas á imaginação. e como a minha imaginação nao para hoje até inventei um mapa e tudo. vêm cá a vêr se gostas deste mapa. auf,auf.
carla granja

MissEsfinge disse...

Oh, valha-me o santo dos piratas dos sarcófagos!

Isto sim, é um verdadeiro BLOG ... até os cães botam discurso!
Ou há moralidade, ou comem todos (ops! acho que o tema era honestidade ... lá meti eu de novo a pata na poça eheheh)

Anónimo disse...

eu te dou as elevações :) não me digas k ficaste com tonturas? há sempre um rafeiro e porsinal perfumado k têm de desgostar do meu mapa. tu sabes bem as paragens k tenho k fazer cada vez k percorro akele mapa? até tou cansada lol.
rauf e mais um rauf
carla granja

Cláudia disse...

Onde é que fica esse restaurante???
Eu gostava de ir...
Há uns tempo fui almoçar a um restaurante, em que podemos escolher aqueles menus ou podemos escolher os outros (q é a mesma coisa q o menu mas sai mais caro).
Quando a dona percebeu que queriamos o menu, nem nos deu o cardápio...foi à nossa mesa com maus modos, ditar a ementa, dessa ementa só podiamos escolher 2 pratos...
Que estupida...essa nunca mais me apanha lá!!!

AcidoCloridrix disse...

E o que achas deste tema???? Sexo Menstruada????? Um Rafeiro faria sexo com sua parceira menstruada???? Conta-nos tudo em: http://sexohumorprazer.blogspot.com/2007/08/sexo-menstruada.html , Obrigado,,,, HCL

Sereia disse...

Querias tratamento VIP?? ahahaha

olha vai lá mas é visitar o meu novo blog com colares e brincos feitos by myself para te enfeitares ou ofereceres à tua esposa! :)

haconta.blogspot.com

beijinhos

Francis disse...

ou seja, acordas-te de manha e pensaste;

fodasse que é 4ªf e não tenho nada para dizer, estou lixado...pensaste pensaste e eis que....olha sai mas é esta merda que é melhor que nada.

tá certo.

Crestfallen disse...

Ahhhh, a aventura de ir a um restaurante de aspecto duvidoso, pedir um coelho à caçador e imaginar se aquele coelho alguma vez miou...

conchita disse...

Hahahahaha, gostei!! Eu já fui acusada de ser "demasiado honesta" porque digo o que tenho a dizer na cara das pessoas, e as vezes elas não gostam, não é?!. Mas prefiro ser assim do que ser "falsa".
Boa semana :)

Inha disse...

Que tanto reclamas, Rafeirøsen!... Até parece que nunca viste azeitonas com patas, nem um ninho de pomba debaixo de um estufado!... tsk...tsk...

É tudo "sustança", pá, come e cala.:D)))))

BeijInha no focinhito de Rafeirøsen.:)

Carracinha linda! disse...

Tanta honestidade assim e a gente até estravanha, certo?

Bem...mas aqui há tempos um colega do trabalho pediu polvo cozido num restaurante e a empregada disse que era melhor escolher outra coisa porque o polvo parecia sola de sapato. Foi honesta a rapariga. Sorte dela foi o patrão não ter ouvido...ainda a despedia por honestidade a mais!

Peste disse...

nós humanos não estamos estruturados para dizer só verdades, porque não é aceitável na nossa cultura e em alguns casos, demasiada sinceridade passa a ser encarada como má educação.

não me perguntes pk... mas há explicações cientificas sobre relações sociais sobre isso...

somos uns bichos estranhos...

Vida de Camaleão disse...

nunca! o ser humano tem a mentira a correr na veia! pelo menos a n�s, pobres ocidentais. N�o posso falar dos orientais, porque eles tem l� tb as esquisitices deles, de maneira que nao consigo entender alguns porqu�s, tipo, porque o japones suicida-se com um fracasso? porque chines come c�o e tailandes come insectos?

Atlantys disse...

E porque não alçar a pata e largar uma valente mijadela no meio de tão requintado espaço? Aposto que na proxima visita te tratavam melhor... Ou não =P

Vanadis disse...

Peste, tb andaste a ver aquele documentário que há dias (semanas?) passou na dois e que falava das verdades da mentira, certo? Daí o George Orwell já afirmasse que "num mundo onde a mentira é universal, dizer a verdade é um acto revolucionário".
Pois, restaurantes, restaurantes priveligio os que servem boa comidinha e com bons modos...já me aconteceu pedir que em vez das duas doses de batatas previstas no menu me trouxessem só uma e a rapariga do leste ter reclamado terminantemente que não pode ser, não pode ser. Tb já me aconteceu encontrar vidro no meu arroz de polvo...mas o dono ficou (do restaurante, não do polvo) tão mas tão atrapalhado que as meninas levaram com uma chávena delta colecção exclusiva dia da mãe e os meninos um whiski de borla qq...
Mais do que vidros no arroz eu detesto é a falta de educação dos empregados, como se fossemos o inimigo...por falar em restaurantes, rafeiro, já foste ver o ratatui??? Espectáculo de rato! =)
Ah, ontem comi um arroz de pato que tava uma delicia. No bar da reitoria da Universidade do Algarve. =)

Vanadis disse...

Fiii, até a comentar eu faço postes...ui, não me alces a perninha!

Dragão Azul disse...

Pois, pois, não queres mais nada?
Já alguma vez foste a alguma feira das tasquinhas que se faz pelo país inteiro? Isto é que é uma aldrabice, nem se sabe ao certo o que se come muito menos como é que é feito, mas as feiras estão sempre cheias de gente... mais vale comres em casa.

inês disse...

tu não me digas que nunca te trataram com o dignidade de Mr. O Rafeiro???


andas enganado, vai mas é onde a tua Jove te aconselha!

(as mulheres são sempre tratadas com *****)

bekas disse...

Concordo com dragão azul. Nas feiras de tasquinhas e afins são os sítios onde podes comer o maior cardápio de merda. Desculpa o termos, mas sei do que falo...
Comer em restaurantes não é assim tão mau.

Teresa disse...

Há honestidades que doem, ém o que é...

Mas isso fez-me lembrar uma história passada comigo há muitos anos, e que aproveito para te contar. Havia um restaurante giríssimo em Lisboa, o Great American Disaster. Era chique trabalhar lá! Até filhos de embaixadores havia! Todos os empregados de mesa eram estudantes universitários em regime de part-time - eu trabalhava às terças, quintas e sábados ao almoço, por exemplo.

Comecei a trabalhar lá na inauguração do segundo restaurante. Um belo sábado, talvez na semana seguinte, apareceu um senhor para almoçar sozinho. Fui atendê-lo e ajudei-o a escolher, ele a fazer-se parvo e a perguntar imensas coisas. Decidido o prato, partimos para a bebida. Ele queria saber o que havia. Desfiei tudo, cerveja, coca-cola, refrigerantes, etc., e nada de falar em vinho.

- E vinho, não têm?

O senhor era tão simpático que eu achei por bem esclarecer (baixando a voz):

- Ah! Também temos, sim... Mas não aconselho nada, é uma porcaria!

- Ai sim? E que vinho é?

- Caves Aliança... - continuei eu, em voz baixa.

- Bom, mesmo assim eu arrisco no vinho...

Tomei nota do pedido, um pouco com cara de "depois não diga que não o avisei!" e a coisa continuou. O senhor almoçou, comeu sobremesa, pediu café e whisky e, finalmente... pediu a conta, que foi pagar directamente ao balcão.

Veio despedir-se de mim com um grande sorriso. "Estava tudo óptimo, a menina foi um amor... só não gostei de uma coisa, daquilo que disse do vinho! É que eu sou o dono das Caves Aliança!" - e desmanchou-se a rir.

Dá para perceber como fiquei embaraçada, não! E recebi de gorjeta mil escudos (bem mais do que o custo do almoço...), é preciso ver que estávamos no Verão de 1981,,,

O tal senhor voltou lá muitas vezes, e fazia sempre questão de ser atendido por mim. E no Natal mandava-me sempre um cabaz das Caves Aliança...

Beijo enorme, vizinho!

peace_love disse...

era bom era :P

e já agora um restaurante onde não cobrassem mais de 5€ por pessoa, não? :P

tavguinu disse...

lol

tanta coisa para te convenceres que tens URGENTEMENTE de mudar de restaurante !

Miss Slim disse...

Épa Rafeirito, arroz de pato á maneira é cá para o Algarve (risosss). Tenho que colocar a receita do mesmo que a minha mãe faz Divinamente (risoss).

Conclusão:
Tens de mudar de restaurante Urgente, estás a frequentar rest. de 5ª categoria.

Bjo e resto de boa semana

Rita disse...

Por acaso a mim já me aconteceu pedir uma coisa (já não me lembro o quê) e o Sr. desaconselhar...
Mas também já me aconteceram tantas outras coisas do género entrar num restaurante e dizerem logo:
- Vai ter que esperar muito tempo!!!
Com ar de enfado e como quem diz é melhor ires-te embora porque eu estou cansado e não me apetece fazer puto...
É uma aventura!
Jokas

Zorze disse...

No outro dia, no restaurante o Fixe, perguntaram-me assim: "O fish tá fixe"... e eu pensei: "foda-se..., que piada do caralho!!!"

Sara disse...

O meu Kafka (cão) nunca me pergunta se o arroz de pato está bom! :P

Cusco disse...

Olá falando de Restaurantes, aqui no Algarve está tudo cheio nesta época! Porém em muitos deles eu só teria coragem de comer alguma coisa se soubesse que alguém da ASAE estava ali de plantão à cozinha..E alguns deles são os considerados mais finos….
Bom não digo mais nada, senão ainda me mordem os calcanhares!
Um abraço !

Vanadis disse...

A história das Caves Aliança tá demais. Ganda melão! Vá lá que o sr era simpático, e ainda deu gorjeta, mmm.
Há restaurantes e há Restaurantes. E então, quem já foi ver o Ratatui. É que vinha mesmo a calhar. :-)
No Algarve, recomendo vivamente a Moagem, em Loulé. Não têm sempre arroz de pato, mas há delicias para freguês comer e chorar por mais. E são sempre bem atendidos.

Rafeiro Perfumado disse...

Marta, quem não se sente, não é filho de gente fina, olha! Rafeiro mas com gostos requintados, pá! Beijo!

Menina do Rio, não vás pelo que a Marta diz, ainda acabas no meio do Dean, e a controlar não sei quem com não sei o quê... Beijos!

Teres, eu gosto é quando as pessoas discordam de mim! Vá lá, o jove podia ter dito “ó minha rica menina, obrigado por ter encontrado a nossa Gertrudes, estávamos raladissímos!” Beijocas!

Migvic, ou então “que fuja enquanto pode...”

Rafeiro Perfumado disse...

Cris, ficas arredondada só de falar na comida? Nunca fales das vindimas, senão não há quem te ature! ;)

Sandra, mas eu não quero ser reconhecido, quero é ser bem servido! É pedir assim tanto? Beijos!

Teté, também conheço um café, ali para os lados do Rato, que fazia umas bifanas do outro mundo. No dia em que lavaram a frigideira, perdeu o encanto. Mas ao menos toda a gente sabia ao que ia... Beijos!

Feel It, formação? Para que as pessoas que nos atendem à mesa sejam simpáticas? Infelizmente acho que isso é genérico, ou se tem ou não se tem!

Rafeiro Perfumado disse...

Diabba, nem contra a restauração nem contra nada! E do menu que deste, as chamuças marcham que é uma beleza, mas também nunca pergunto de onde elas vêm. É como nos bolos, gosto de comer as pirâmides! Beijo!

AcidoCloridrix, eu também sou cliente habitual de dois ou três restaurantes, onde sou bem tratadinho, mas agora quando se entra num sítio novo, é uma roleta russa!

Cusquinha endiabrada, e isso foi onde, para ver se nunca passei por lá?!? E estou contigo, prefiro mil vezes uma tasquinha a um restaurante finório!

O Cão que morde, pois, o pior é quando nós não somos um dos habituais!

Rafeiro Perfumado disse...

Pascoalita, totalmente de acordo. Afinal, se deixam entrar fumadores, o que é que causa mais mal? ;) Vou apanhar, depois desta, pode ser que ninguém repare...

Carla Granja, prefiro outro tipo de elevações! ;)

Miss Esfinge, então és tu a jeitosa de que a Laura falava? Realmente, estás muito bem conservada! ;)

Carla Granja, não foi bem tonturas, foi mais optar por ir num caminho mais plano. E ainda bem que o mapa não estava do avesso!

Rafeiro Perfumado disse...

Cláudia, onde fica é onde eu ainda estou a tentar descobrir! E também costumo ser assim, em vez de reclamar, primo pela futura ausência!

AcidoCloridrix, é um bom tema para se discutir à mesa do restaurante!

Sereia, pois claro que queria! E está prometido, aliás, fui o primeiro e tudo! Beijocas!

Francis, raciocínio quase certo, apenas falhaste no dia em que foi escrito! Foi há uns meses atrás, quando levei com uma resposta muito parecida às lá de cima! Abraço!

Rafeiro Perfumado disse...

Crestfallen, nalguns fico muito contente que tenha miado e não chiado...

Conchita, e já pensaste numa carreira na restauração? Beijos!
Inha, está na minha natureza reclamar. Quanto à comida, muitas vezes fico contente quando ela não se mexe demasiado no prato! Beijoca!

Carracinha Linda!, mas aposto que essa rapariga já foi “reciclada”, para não dizer despedida!

Peste, fala por ti, que eu não sou nada estranho, sou um rafeiro! ;)

Rafeiro Perfumado disse...

Vida de Camaleão, dessas coisas todas, a única que me preocupa é esse hábito parvo dos chineses...

Atlantys, desde que depois conseguisse sair de lá com as quatro patas e o órgão responsável pela mijadela, talvez sim...

Vanadis, poise u já encontrei a bela da beata, a fazer as vezes duma delícia do mar! Como compensação, trouxeram-me outro prato, o qual paguei. Nunca mais lá fui...

Dragão Azul, por acaso também queria o SLB a jogar em condições, mas já me contentava com restaurantes honestos... ;)

Rafeiro Perfumado disse...

Inês, mas as mulheres gostam demasiado daquelas coisas com saladas, e coisas magras e sei lá o quê, enquanto eu é mais chichinha!

Bekas, mas nas férias ninguém é enganado, a cozinha eestá ali à vista de todos! E que belas entremeadas se comem por esses lados...

Teresa, também já tive um episódio nesse restaurante. Pedimos todos lasanha, e às tantas uma colega minha encontra uma baratunga na dela. Ao chamar o senhor, ele pede imensa desculpa, mas é que tinha feito uma desbaratização e algumas tinham ficado mortas na chaminé, pelo que “de vez em quando” caia uma! Havias de ver a fúria dos outros a escarafunchar o nosso prato a ver se também tínhamos sido premiados! Beijo grande, vizinha!

Peace&Love, se te ficares pelo café, posso indicar-te uns quantos! ;)

Rafeiro Perfumado disse...

Tavguinu, continuo na senda da procura, pareço os tipos com o Santo Graal!

Miss Slim, começo a pensar se o problema não estará em mudar tanta vez... Beijos!

Rita, é coisa que a mim me revolta, e raramente faço, esperar para ser atendido num restaurante. Há tanto, para quê ganhar varizes? Jokas!

Zorze, esse era um sério candidato ao prémio de “Empregado mais cretino”. Eu apostava nele!

Rafeiro Perfumado disse...

Sara, e é de raça, o teu Kafka? Mas também, com um nome desses, deve ter outro tipo de problemas além dos alimentares... ;)

Cusco, eu do Algarve lembro-me de andar a correr vários restaurantes até encontrar um em que a primeira ementa estava em português. Do que comi, sinceramente não me lembro! Grande abraço!

Vanadis, tás mesmo a curtir o blog, pá! Acredita que gosto mesmo de ver por cá pessoas novas! Quanto à história do Ratatui, cheira-me a campanha dos restaurantes para nos prepararem para a existência desses bichos na cozinha! ;)

aorta disse...

Um bom rafeiro come e não estrabucha.
Tomara muitos rafeiros apanharem-se com uns restitos de arroz de pato que para outros estava uma porcaria.
Caixote de lixo fino o teu.

Tens supresa no meu canto.

o iluminado disse...

Rafeiro, trabalhei em restauração na minha juventude, e valha-me NªSrª de qualquer coisa, se houve-se honestidade os restaurantes andavam ás moscas...
:P

mymind disse...

e eu fikaria eternamente grata se n viessem sempre com akele sorrisinho a tentar empurrar-nos o prato do dia! pratos do dia kual kê, nc gosto deles, lool. xatos! lol
bjts

Vanadis disse...

LOL, rafeiro, eu sou uma blogueira desnaturada e qd a vontade de trabalhar não é muita ao menos há sempre a vontade de ler e escrever!
Baratas no prato!!! IRRA!!! Acho que prefiro arriscar a cortar a goela com vidro...
Quanto ao ratatui, eh páh, ratos daqueles não me importava de encontrar!!! Vê, vê, que é mesmo a propósito deste teu post.
Ah, o HCl deu-nos um bom tema para bom garfo, é? faz-me logo lembrar uma anedota meio porca: um vampiro chega a um barzinho e pede um copinho de águinha a ferver, pedido que é seguido de um sonoro buuuuuuuuh e olhares de reprovação da vampiralhada presente; indignado, saca de um tampão en comenta "o que é que foi? já não se pode fazer um chazinho???" Anda achas que é um bom tema???? LOL

Bia disse...

Rafeiro! sempre a surpreender...
bela visão da honestidade!
mais vale quando vamos ao restaurante não fazer grandes perguntas... porque o que se passa na cozinha só eles sabem....
beijos
ah! a cocas mandou-te um rauf!!!!
:))

Dragão Azul disse...

Ai querias o slb a jogar bem? Naaaaaaaaaaaaaaaaaada disso deixa eles jogar assim que que estão a jogar muito bem, é disso que eu gosto.
Boa Quarta.

Estrellinha disse...

Definitivamente!!! Tens de ir ao restaurante do meu conjuge, essas coisas acontecem por lá. É que a minha sogra não tem papas na língua.

Um dia um cliente mandou o bife quatro vezes para trás e ela não vai de meios modos e carbonizou-lhe o pedaço de carne.
Mas ele teve que comer...

Ihihihih

REMÉDIO SANTO! Nunca mais abriu a boca para reclamar!

voandobaixinho disse...

"....Ora aqui está a vossa continha; temos um lucro de 500%. Aceitamos visa..."

June disse...

Pois eu já ouvi falar que em Roma há um restaurante em que não tens o direito de escolher o que queres comer, mas sim, o que eles te puserem à frente. Os empregados tratam mal os clientes, são mal educados, mandam-te bocas e atiram-te os pratos para cima da mesa.
Pagas caro e, pelo que sei, está sempre à cunha.

Vá-se lá perceber porquê!

Bjokas

June disse...

P.S. - Não gostaste do meu post? Acho que foi do melhorzinho que até hoje escrevi!
Eheheheh!
Seu rafeiro lampião!

P.S.2 - Não era para atingir ninguém. Juro!

CP disse...

"A especialidade do chefe? Com certeza senhor. Trata-se de um bife estilo sola-de-sapato temperado exactamente como noutro qualquer restaurante ou, imagine só, na sua própria casa e é servido com uma porção mínima de batatas fritas, arroz e salada. Por ser apelidado de 'especialidade' cobramos mais 10 euros pelo prato.
Oh não senhor. Vá você à bardamerda. Obrigado e volte sempre."

Erecteu disse...

Arroz de pato? Olh'ó finório!
Ainda sou do tempo em que um ossito...
Um abraço e até

maria cunha disse...

por isso é que gosto de ir aos restaurantes habituais... ainda ontem o cozinheiro do "tasco" onde jantámos dizia... "para a próxima as meninas avisem que eu capricho mais na vossa dose"...

GK disse...

Já foste a uma tasca coimbrã...?
;)

Kableira disse...

restaurantes assim iam à falência...
era giro. mas iam à falência.

bekas disse...

Ó Rafeiro, eu não falei em férias, mas sim em feiras. ;)

Laura disse...

Snif snif a jeitosa era eu quando tinha 18 anos e não essa mumia que pensas snif snif, tamém ja mudei o post deixa lá...queres comparar essa mumia comigo? ora então vai lá ver, irra...

Já nem me lembrava do teu post e por sinal até sou a numero 69 ehhhhhh, pronto ja nem choro mais, deixa lá...

C Valente disse...

a historia do restaurante at� est� engra�ada, o seu coment�rio para mim � que parece que n�o.
pois n�o pretendo meter-me na vida de ninguem nem substituir seja o que for, penso que aqui ouve m� interpreta�o, at� porque n�o quero estar na pelo dos outros , basta a minha
sauda�es amigas

Silvia F. disse...

Tanta honestidade era giro, era!
- Ó garçon, está aqui um pelinho no meu bife!
- Ah isso não é nada! Foi o cozinheiro que andou a coçar os tomates enquanto esperava um cliente!
Eu e os restaurantes não nos damos bem hehehehehehe

cris disse...

És terrível ó vira-latas cheiroso eheheheheheh de vindimas? Eu? Com dois copos de vinho ninguém me atura se falasse em vindimas entrava em coma! :P

Tuuuuuuu !!!!

Pacanherros disse...

Nós cá no nosso blog também somos uns palhacitos honestos, honestísimos. Deve ser por isso que os que lêem num dia nunca mais lá põem os pés.
Mas tu não, tu gostas sempre dos restos de entrecosto que ficam do almoço... És sempre vem vindo à nossa humilde e honesta casa...
- Então e esses caracóis todos ranhosos ali do descampado donde os drogados vão mijar, aqui pó shô Rafêre, sai ou não sai??

Sandra disse...

mas eu não quero ser reconhecido, quero é ser bem servido! É pedir assim tanto?

É!! põe te no teu lugar pah!! é poribidia a entrada danimais em estabelecimentos de restauração pah, imagina per 3 minetinhus q te tratavam benhe, tázaver a guerra kia ser?? o ppl todo ó monte e a gritar "ispankem o rafeirola e o dono"...concorda maiseu q num era nada benito né.

ó intão num qq restórante perto de nós onde permitissem a tua entrada, tar o ppl a jantar e ser menos bem tratado q um rafeirola de meia tijela, já paras te pa pensar nisso já?? té eu tispankaba :))))

bejuuuuuuuuuus pa tu da lua

julie disse...

De facto, é um mistério o que aconteçe nas cozinhas dos restaurantes, mas acho que por vezes é melhor nem os clientes saberem!!!!

Bem por acaso, não tenho histórias dessas de encontrar coisas esquisitas no prato, deve ser porque quando vou almocar ou jantar é sempre em restaurantes aqui da zona que como é um meio pequeno, toda a gente se conheçe!

bjs
julie

AEnima disse...

Olha que eu conheco restaurantes honestos assim. Alias, quando um me engoda com uma mentira 'a primeira pergunta, raramente me ve os dentes de novo!

Quando vieres ao Porto, eu faco-te um roteiro daqueles que vale a pena visitar, queres?

Bjoca

Sara disse...

O meu Kafka é um rafeirito. E perfumado só quando leva uma banhoca com Herbal Essences. :P

De resto, problemas só mesmo com futebolistas na televisão e crianças onde quer que as veja ou ouça, ehehe!

White_Fox disse...

Meu amigo, o segredo é a alma do negócio!
Mas já fui a restaurante em que me aconselharam a não comer determinada coisa porque não estava lá mt bom...

Sol disse...

Era muitoooo bonito de se ver, era lindo!!! Ficaria pasmada e de boca aberta :)

MEIO MALUCO disse...

Concordo, estiveste bem lol!!!

MissEsfinge disse...

Eu até costumo ser educada e gentil, mas a laurinha provocou-me e agora vai ter de me ouvir!!! (é surda? Pois que se amanhe!)

Olhem só a ranhosa a fingrir-se ofendida por ser confundida comigo! Ofendida podia eu ter-me sentido qdo vi o rafeirinho confundir a minha beldade com uma "saca de batatas" e só não me manifestei pq sempre segui a etiqueta, mas hoje não resisti à provocação. Afinal ainda há pouco li "quem não se sente, não é filha de boa gente" e eu sou uma egipcia, filha de gente ilustre!!!

MissEsfinge disse...

Senhor Rafeiro Perfumado,

Peço humildes desculpas pelo meu descontrolo de há pouco, mas a "meia leca"/"saca de batatas"/"labisgoia"/"ovelha ranhosa" deve ter-me confundido com a "bilha d'água" não achas?
Pronto! já passou ... continuarei a ser "socialmente correcta"

Dragonfly disse...

lol! Servi muito tempo às mesas para poder estudar! A piada era o quanto eu me divertia a dar algumas respostas parecidas!!!! Porque é verão... tempo de "avec's" aqui onde vivo, deixo um episódio:

cliente - Tem Ice tea?
Eu - Tem, sim!
Cliente - de Quê?
Eu - Manga, limão e pêssego.
Cliente - ah! bon... pode ser um de pêche!
Eu - Desculpe, mas como lhe disse, temos de Manga, limão e pêssego... De peixe, infelizmente, esgotou!

Sonhadora disse...

Melhor do que ser mal atendido num restaurante é ... entrares no restaurante, depois de estares confortavelmente sentado e já teres decidido o que queres jantar, chegar o empregado e dizer-te que a cozinha está fechada e que só servem café e bebidas, e o máximo que te podem servir seriam umas torradas ou qualquer coisa do género, quando ainda falta pelo menos 1 hora para o encerramento do restaurante...
Isso sim é muito pior do que ser mal atendido

Laura disse...

Ehhha pascoalita bem me avisou ehhhh e calhar a saca de batatas fritas és tu minha esfingida ehhhh e nem me cionheces ehhhhh..até parece mal afzer sala numa sala que nem é nossa ehhhhhhhhhhhh..ó rafeiro nem ligues, mas...ehhho que práqui vai..

Cusquinha endiabrada disse...

Puxa! té arremelei os olhos qdo li a ira da esfinge. Meti o rabito entre as pernas e fugi que eu nã gosto de me meter em apertos!

Já me preparava pra ir a correr ao bazar, quer dizer à FNAC, comprar o livro do rafeirinho pra oferecer a esta nina esfinge, pq ouvi diver que é o melhor tónico pra fazer regressar a boa disposição, qdo reparei que as duas ninas estavam a "brincar às delambidas".

Não é bonito, enervarem assim a "cusquinha diabita", sabem?

Storm disse...

estou a ver que o que querias mesmo era ser o Sr. Etelvino...

bekas disse...

Passa lá na meia de leite. Que chatice... mais um prémio!

Tiago disse...

Ainda está para vir o restaurante chines que não troque gato por lebre... literalmente!

Fica bem ;)

Prima Ursa disse...

Agora que já sei que não és esquisito com restaurantes quando cá vieres vais ver!!eheh!! "Olha sai uma dose para o primo refeiro..e pode ser mesmo da que já tem mais tempo que fica tudo em familia também não há problema!!"..
Claro que estou a brincar porque por aqui não acontecem destas coisa..é sempre tudo fresquinhoooooooooo!!
cumprimentos ursosos*****

Sleeping_Angel.69@Hotmail.com disse...

todos nos somos apenas uma estrela a brilhar ate ke passamos a acreditar em nos mesmos e nos tornamos um "sol" radiante....

Laura disse...

Ehhh a fingida pensa que eu sou saca de batatas, só falta que seja mal atada, mas num sou pois não ó rafeirinho? calhar ela é que é pois deve estar toda sacorfogada de viver ali feita de mumia e uma mumia quando muito tiram-lhe os miolos já que não fazem grande falta e tá-se mesmo a ver ehhhhhhh...
Beijinho ó nino cheiroso...

meluna disse...

Ah, muito bem visto. como sempre, de resto.
Houvesse honestidade e, muito provavelmente, dificilmente voltaria a comer fora de casa!


Um grande Rauf! :)

asdrubal tudo bem disse...

já me aconteceu pedir alguma coisa num restaurante e eles dizerem-me que eu não vou querer essa coisa. claro que isso se passa num restaurante onde vou algumas vezes logo quer dizer que um qualquer rafeiro que lá passe vai levar com aquilo que segundo o empregado eu não vou querer

Kitty disse...

Estou como tu, era bonito de ver tanta honestidade, mas eu tb nunca mais lá punha as patinhas, no meu caso, os pés. Mas tb é verdade que já me aconselharam a não pedir um determinado prato. Isto em restaurantes onde vou frequentemente.

Iduna (A.adoida) disse...

Sim... a honestidade é boa mas às vezes tanta honestidade até faz "aflição"... :P (Hoje tenho so neurónios comprimidos demais :P bah lol)
Bem mudei de blog estive um tempo sem cá vir... até estava a ver que não conseguia cá vir ter mas já voltei ^^
Fica bem

Diana disse...

Olaa

Dix a Carla k O meu besT n e o gusTavO nem de perTo nem de lOnge ! O meu besT e o joaO mOuraO cm smp fOi !

Dix.lh ixO ! ...


beijinhO para Os 2 **

Sha disse...

Conheces aquela anedota da alheira (dois amigos que queriam ir ao restaurante... sem dinheiro)?

Um dia conto-te (baixinho, porque sendo eu do Norte... imaginas as #$/%ª#\º$#...)!

Bjo fofo
Sha

HM disse...

De honestidade tá o inferno cheio....e todos querem atingir o paraíso, verdade? Todos menos eu, pelo menos esse tipo de paraíso, mas isso são outros quinhentos...

Hás-de vir comer cá em casa, lol.

:)))

HM

Rute disse...

LOL! As coisas que tu pegas.

Sim, ui ui oh honestidade.

Mas ataum! Rafeiro vai vasculhar os restos!

É um rafeito mt fino =P

***

carla granja disse...

olá! hje deixo no meu blog uma despedida a um cantor k na frança era era chamado de grégory o menino com voz de anjo se kiseres vem ouvir este jovem a cantar é um video triste pois ele já sabia k ia morrrer. depois lê e vê o video . aki está uma inhjustiça como deus leva da terra um jovem k nada de mal fazia e deixa tanta gente ruim a fazer aki não sei o quê. se há coisas k me revoltam esta é uma delas.
bm fim de semana
carla granja

rascunhos disse...

Então rafeiro isso isto hoje tá complicado, heim ?

Maladrecos esses tipos, fizeram -te esperar muito e escaldaram na conta tou a ver

é assim mesmo : dá-lhes nas orelhas !!!


LOL

beijinhos

Rafeiro Perfumado disse...

Aorta, se comer coisas estragadas, garanto que estrabucha, às vezes de vez! Beijoca e obrigado pela distinção!

O Iluminado, e consegues viver com a tua consciência, pá? Toca a denunciar esses tipos! ;)

Mymind, o pior é quando o “prato do dia” é sempre aquele que está com mais dificuldades em sair... Beijos!

Vanadis, a mim fez-me lembrar umas férias passadas com uns amigos em Quarteira. Tudo esfomeado, sai o belo de esparguete e uma colega mete tudo cheio de ketchup, vira e revira e no fim diz: parece o período... ninguém comeu!

Rafeiro Perfumado disse...

Bia, olhos que não vêem, coração que não sente. O pior é que neste caso é a barriga que se lixa! Beijoca para ti e outro para a Cocas!

Dragão Azul, não precisas de te preocupar, da maneira como aquilo anda... ;)

Estrelinha, que susto, pensei que eram os relatos aqui de cima que aconteciam! Mas olha que esse Cliente também devia ser um anjinho desgraçado... ;)

Voandobaixinho, “... e não nos responsabilizamos se o mesmo for clonado!”

Rafeiro Perfumado disse...

June, só se for para os masoquistas, mas também há sempre malta para tudo! E não atingiste ninguém, somos muito superiores a isso! ;) Beijo grande!

CP, e já reparaste que o “bife à casa” envolve sempre um ovo em cima do dito?

Erecteu, ossito? Eu costumo ser mais exigente, confesso! ;) Um abraço!

Maria Cunha, pois é exactamente esse tipo de comentário que me enerva, especialmente quando eu não estou envolvido! ;)

Rafeiro Perfumado disse...

GK, eu sou de Coimbra. E nem é preciso ser uma tasca. A Democrática ainda existe? Travei aí uma das minhas maiores batalhas com um bife...

Kableira, ó prá minha cara de preocupado, era da maneira que eu aprendia a cozinhar!

Bekas, pronto, desculpe, foi a pressão da resposta, fugiu-me o dedo! ;)

Laura, eras e ainda és toda gira! Vá, não fiques assim, dá cá uma beijoca!

Rafeiro Perfumado disse...

C Valente, tive de pensar um bocado para ver qual tinha sido o meu comentário. Pelos vistos houve mesmo má interpretação, pelo menos das minhas intenções. Sempre que leio um texto, seja ele qual for, comento sempre com a primeira ideia que me vem à cabeça, e sinceramente, o que escrevi foi o que o texto me sugeriu. Nem mais nem menos. Um abraço.

Sílvia F., não sejas assim, o homem tem as suas necessidades, pá, não é por usar aquele chapéu parvo que deixa de ter comichões infra-umbigais! ;)

Cris, e de que tamanho são esses copos? Olha que se forem de madeira o mais certo é serem pipas!

Pacanherros, hummm, caracóis temperadinhos.... espero que nem os lavem muito, para conservar o sabor!

Rafeiro Perfumado disse...

Sandra, e tu lá eras capaz de espancar alguém? Bastava eu mostrar à clientela alguns dos teus desenhos e queria ver quem é que era espancado e obrigado a comer os mesmos... ;)

Julie, ou isso ou tens tido uma sorte descomunal! Quanto à ignorância sobre as cozinhas, sempre ouvi dizer isso sobre os restaurantes chineses, e deu no que deu! Beijos!

AEnima, pois venha de lá esse roteiro, quando eu vou a algum lado também gosto de fazer algum turismo gastronómico. E sou um bocado como tu, nunca dou hipótese de me enganarem segunda vez... Beijo!

Sara, tu com esses banhos vais abichanar o bicho, pá! E futebolistas, é de todos os clubes ou ladra a algum clube em especial?

Rafeiro Perfumado disse...

White Fox, e quem te garante que o que comeste não estava pior? Se calhar estavam a guardar essa coisa para os clientes habituais!

Sol, o pior é se aproveitassem estares com a boca aberta e te enfiassem a comida pela goela abaixo!

Meio Maluco, tenho dias destes, mas passa rapidamente! ;)

MissEsfinge, mas como esfinge não és meio leão? Cheira-me que essa gente ilustre andou assim a modos que numas rambóias com os bichinhos lá do Zoo... ;) E não tens nada de pedir desculpas!

Rafeiro Perfumado disse...

DragonFly, nunca peço Ice Tea de Manga. Sei lá se a pessoa tem a roupa lavadinha! (piada cretina, ao nível da do “avec”) ;)

Sonhadora, isso era motivo para barrar a torrada com a fronha do empregado. Mas ainda pior foi ir a um restaurante, estar completamente vazio, pedir mesa para dois, o empregado olhar em volta, perguntar se tínhamos reserva e fazer-nos esperar uns minutos, antes de nos levar a uma das 857 mesas vazias!

Laura, se for necessário das uns açoites nas duas, avisem, ok? ;)
Cusquinha endiabrada, pelo sim pelo não compra na mesma o livro, não vá uma delas chatear-se a sério! ;)

Storm, todos os dias me levanto com essa esperança, mas ao ver-me ao espelho (já depois de remover a remela) constato que continuo na mesma um reles rafeiro... ;)

Rafeiro Perfumado disse...

Bekas, pois lá vou eu!

Tiago, eu como lá vou só pelos crepes... O pior é se trocam a verdura por outra coisa qualquer! Abraço!

Prima Ursa, no restaurante da minha família do Carregado sempre fui muito bem tratado, e tirando aquela vez em que o gato não fugiu a tempo, sempre comi muito bem! Beijos!

Sleeping Angel, e se eu te disser que o Sol já é uma estrela?

Rafeiro Perfumado disse...

Laura, claro que não és, e se fosses eras daquelas batatas light, fritas em azeite puro! Beijocas para a minha amiga de Braga!

Meluna, acho que até de mim eu iria começar a desconfiar, quando fizesse o belo do bife! ;) Um grande RAUF e uma enorme beijoca para ti!

Asdrúbal, isso apenas porque considerariam esse tal prato demasiado fino para ti! Ó pra mim a tentar enganar-me! ;) Grande abraço!

Kitty, mas assusta saber que esse tratamento, em outros restaurantes, é dado a outras pessoas que não a nós... Beijoca!

Rafeiro Perfumado disse...

Diana, transmitirei o teu recado, não te preocupes. Beijocas!

Iduna, ainda bem que descobriste o caminho de volta, é que eu não sou grande coisa a descobrir pessoas... ;)

Sha, podes contar à vontade, sabes que aqui a malta é de mente aberta! Beijo!

HM, isso foi um convite ou uma ameaça? ;) Um grande RAUF para ti!

Rafeiro Perfumado disse...

Rute, lembro-me não, acontecem! Achas que teria assim tanta imaginação para inventar estas respostas? ;) Beijocas!

Carla Granja, se houvesse justiça neste mundo, muita coisa seria diferente. Dramas desses, infelizmente, acontecem quase todos os dias. Resta-nos, muitas vezes, fazer como tu, dar conhecimento para tentar que o esquecimento não seja total. Um beijo.

Rascunhos, às vezes é difícil de resistir a fazer uma cena à filme, tipo “Um dia de raiva”. Beijocas!

Anónimo disse...

Haha ..


Diana (Tua sObrinha)

Betty Coltrane disse...

hahaha.... não achas que estás a ser um pouco utópico nem nada? ;P

O cliente tem sempre razão, desde que isso não prejudique o negócio!

E por vezes a honestidade prejudica. =)

Mas concordo contigo.

4ever... or never disse...

Se alguém, num restaurante, pensasse em dizer algo parecido com o que tu sugeres.. melhor seria fechar o restaurante!
Eu compreendo o que queres dizer, mas não pode haver esse tipo de honestidade..

Imagina-te dono dum restaurante onde o empregado dissesse isso.. era motivo para o pores a andar, certamente.. ou eras tu que atendias o pessoal... e dizias-lhe que o arroz de pato estava intragavel... eu.. como cliente.. perguntar-te-ia porque não o deitavas fora e o retiravas da lista!
Claro que não gostamos de ser mal atendidos... de percebermos que ha clientes especiais... de comida mal feita... mas a atitude do restaurante não pode ser outra.. Infelizmente!
Bom fim de semana, Rafeiro...

Laura disse...

Credo, nem sabes como levantaste o meu astral, tamém não foste ver a mim no post quem me dera voltar aquele tempo...a nina de vestido verde que lá está é linda, passa lá e dá só uma olhada como era mesmo linda...

Nós não nos chateamos por aqui, é tudo fogo de estopa...era o que mais faltava.
Ai que não sou saca de batatas..
Beijinhos a ti dos grandes e claro repartes com a tua jove...ainda lembro a carinha linda dela e a simpatia e ternura que emanam e emanavam dela..ora toma...

cris disse...

ahahahahahaahah Doidooooooooooooo... não são pipas são tonéis :PPPP ahahahahahah na posso rir pk tou com dor de cabeça, mas tu és terrível... chiça!


Bom fds

LopesCa disse...

LOL
Tanta honestidade... é demais LOL

Lusófona disse...

Um atendimento 5* não?! Depois querem gorjetas... vou começar é a rosnar..rsrsrsrs

Bjs

Nanny disse...

Devias ter vindo comigo para o Norte... desde avisarem-me que o bolo que estava a escolher não era do dia...até me servirem uma travessa de uma dose que dava para 3 comilões... arre! chega de tanta comida!

HM disse...

Eu lá sou mulher de ameaças, homem!!! Quando mal se acordam já estão deitados, taditos, da murraça, claro....(também nunca vi algum a acordar de pé :((( )
Era um convite pois!

BJ

HM

Skynet disse...

“sabe, é que aqueles eu já conheço há uma data de anos, e são meus amigos, portanto gosto mais deles do que si” lol Honestidade acima de tudo :)

kurika disse...

Sabes eu já vi um cão mijar na lata do molho dos frangos de churrasco e continuarem a pincelar os frangos...

...claro que o cão, não eras tu!!!

Beijinhos

astuto disse...

A honestidade total é capaz de ser um bocado chata. Imagina que te vão dizer que comida que te servem foi cozinhada por mãos que seguraram os genitais nas idas à casa de banho e extraíram catotas do nariz sem serem lavadas? Ficavas sem apetite!

Cumprimentos ao Rafeiro.

A Lei da Rolha disse...

Certamente que a honestidade nos restaurantes pode ser coisa rara...mas existe!
Compreendo perfeitamente a tua sátira acerca das costoletes para fulano tal...existe esses casos sim senhor!!!
abraço

Iduna disse...

Era a Aspiranteadoida do blog Vento e chuva... :P Só que entretanto acabei com o blog de repente sem razão e ia perdendo todos os links e isso... Mas agora o novo blog é para durar ^^
Fica bem

Rafeiro Perfumado disse...

Diana, “haha” o quê? Tens de explicar, pá!

Betty Coltrane, “utópico” é o meu nome do meio!

4ever... or never, gosto de pensar que se eu fosse dono dum restaurante seria honesto, como tal não ousaria servir aos Clientes coisas estragadas. Mas claro, isto sou eu a falar porque não tenho... Boa semana, jove!

Laura, a nina do vestido é uma brasa! E daquelas incandescentes! Uma grande beijoca para ti!

Rafeiro Perfumado disse...

Cris, dor de cabeça? Nem digas mais nada! Beijos!

LopesCa, demais? Olha que isso pode abrir um precedente muito perigoso... ;)

Lusófona, as minhas gorjas variam bastante pelo atendimento, e muito facilmente ficam a olhar apenas para o talão... Beijos!

Nanny, vê lá se convidaste! Mandas vir da malta não te dizer nada sobre o SLB e depois fazes uma destas!

HM, ok, ok, eu acredito que era um convite. Mas olha que para me convenceres acho que tens de usar uma aproximação que seja um tudo menos violenta... ;)

Rafeiro Perfumado disse...

Skynet, só que em vez disso vem o “não, é impressão sua”, ou então “é que tinham telefonado a encomendar”...

Kurika, essa cão tinha o pêlo castanho e um aspecto muita macho? Olha que se calhar era! Beijocas!

Astuto, com essa da “honestidade total ser chata” não te queixes depois quando anularem golos à tua equipa... Abraços!

A Lei da Rolha, sim, nem pensar em enfiar tudo no mesmo saco, tenho um primo que tem um restaurante que é a personalização da honestidade! Abraço!

Iduna, assim é melhor, para a malta te “localizar” melhor! ;)

Laura disse...

Ehhh por isso queria que lá fosses ver com olhos de ver como a nina incendiava a palha toda por lá....Beijinho a ti moço lindo e ternurento.

brettinha do campo disse...

olá vizinho!
ando sumida........
mas atenta....
tanta honestidade seria desastroso para as nossas mentalidades! duvido que teriamos capacidade de aceitaçao para tal dialogo....
era mais do tipo: - o livro de reclamaçoes, JÁ!
LOL
lambidelas........

Isabel disse...

A honestidade é algo muito apregoado mas pouco utilizado.

Bjt

astuto disse...

Visto por esse prisma, quero a honestidade total! Os árbitros são uns gatunos!! Estiveste bem e actualizado!

Cumps.

Yashmeen disse...

Não há nada como comer em casa... especialmente quando se vive no país dos pré-congelados, como eu ;)

Viva a tortilha já feita!

Abraço, Rafita

inês disse...

dia 27 e num há post novo? estás de férias?

inês disse...

não... não sou!

Pinguim Alegre disse...

Oh rafeiro!

Se eu não te conhecesse até dizia que tu eras um tipo com uma certa moralidade, juro que dizia, se não te conhecesse.
Mas como te conheço...
Porque se fosses a um restaurante e o empregado te respondesse no primeiro caso, tu eras gajo para ligar para ASAE...

No segundo caso, era rafeiro o suficiente, para te virares para o empregado e dizeres "ai sim... então e faça-me o favor de me trazer o meu amigo, o livro de reclamações!"
E talvez não ficasses por ai... se fosses atingido por uma ataque de raiva...

Bem valeu pela suposta boa intenção... Lolada!

Um abraço Rafeiro honesto!

Anónimo disse...

Sonhar ainda n se paga imposto!!

:-P

just_me

ps: uma boa semana para ti

bjs**

Laura disse...

Rafeirinho o nosso Anjo anda onde? de férias no laró? se hablares com ele manda abração enorme aos dois...

Miudaaa disse...

Rafeiritooo!!!
Eu sei que nao tens tempo para estas coisas, mas olhaaa Votei em Tu.
Beijo da miudaaa

Nota: a culpaaa é tua!!!

Nanny disse...

Olha que eu convido-te para a próxima...!!!

Vais é ter de trabalhar sem horários e conduzir... que a gata não conduz... não penses que é só passeio!

Beijocas, rafeiro

Belzebu disse...

Que tal estão hoje as tripas?

Excelentes, aliás fiz hoje um clister pela manhã!


ehehh!! O que nos vale é que o cliente tem sempre razão!

Aquele abraço infernal!

Micael Morango disse...

Em vez de um papel na vitrrine a dizerr: Há Carracóis, teríamos um a dizerr: Há Honestidade...e não, não são bem carracóis... .

Simplesmente eu... disse...

tinha feito um comentário altamente mas a merda da net foi abaixo e apagou-se tudo! Ora agora não vou escrever aquelas 200 linhas outra vez! Ficas só a saber que passei por cá!

Andreia do Flautim disse...

Acho que era honestidade a mais!

turbolenta disse...

De tantos que já aqui snifaram,poucos foram os que encontraram a tal tasca honesta de que o menino falava....
Isso é uma ideia absurda!
Incompatível com o sentido de lucro que qualquer restaurante, tasca ou taberna tem de dar.
Quando , há muito tempo, eu ia sempre almoçar ao mesmo sítio, a empregada, que era "porreirinha", tinha um para a nossa mesa um código de trabalho irrepreensível...
Era assim:

Quando ela se abeirava da mesa, só fazia 2 perguntas- sempre iguais:

"O que vai hoje? "

- isto significava que a comida era toda bem fresca e podíamos escolher o que nos apetecesse.

"Vai....uma carne assada?"(por exemplo)...
e aí já sabíamos que aquele prato era o melhor.

Mas também pouco tempo lá esteve...o patrão correu com ela!!

Já não se pode ser honesto e amigo do cliente.

Mas de um modo geral até tentam impingir ao cliente não usual, aquilo que têm de pior.

Aliás, já não foi 1 nem 2 vezes que mandei a comida para trás, reclamando a má qualidade do produto.

Todos deveríamos contestar sempre que casos destes acontecessem. Só que as pessoas acomodam-se. Parecem que têm medo de exigir boa qualidade pelo produto que comem ou compram....
E agora lembrei-me de outro caso passado connosco num Hiper.
Comprei, de manhã, uma galinha devidamente embalada e com alguns dias de validade.
Quando ,depois do almoço , a abri para temperar, debaixo das asas estava toda roxa, cheia de sangue coalhado.Telefonei ao delegado de saúde da área e levei lá o animal. Preenchi um papel. Telefonei para um número que o médico me deu.Disseram-me: dentro de uma hora vamos lá inspeccionar a carne. Fui ao hiper apresentar reclamação. O chefe de serviço no balcão de assistência ao cliente disse que estava boa.Eu disse que a levasse, porque lha dava mas queria o livro de reclamações para protestar.
Passado 1 hora e pouco a fiscalização estava a revoltar a carne toda. Mostrei-lhes o frango. Vim-me embora e não sei como ficou. Mas pouco me interessou o desfecho final. O problema era entre eles.
boa semana

Grão Vizir disse...

seria conveniente tais respostas LoL

abraço

Van Dog disse...

"Eu nem ao meu cão dava aquilo"?? Pois a mim, pelo sim pelo não, podem-me dar tudo. Cheiro sempre primeiro, e muitas vezes os humanos não fazem nem ideia do que é bom...

Gaja Boa 2 disse...

xiiiiiiiiiiii
tou a ver que a tua ultima ida ao restaurante deu pro torto, não???
bj

Anónimo disse...

(esperando resposta lol... e espreitando)

just_me

VICIO disse...

acho qeu todos tinham percebido que estavas a gozar :P

LopesCa disse...

Sim demais :)
Ir a um restaurante e ouvir essas verdades todas sim iria abrir um precedente muito perigoso... se virasse moda.
Uma coisa é certa a esse restaurante eu não voltava ;)

Anónimo disse...

(onde andará o raf!?!?)

just_me

bjs**

HM disse...

:(((((

Shuif, shuif, e eu que não sou nada meiga....
Que fazer? Vê-se a gente livre dos "franceses" e zás!, cai nas letras dos blog's! E agora?
Encontrei um rafeiro esquisito.....grrrrrrrrrrraufffff, fiquei brava!!!

;))))

Bjinhos

HM

Sandra disse...

:))

tu lá eras capaz de espancar alguém? Bastava eu mostrar à clientela alguns dos teus desenhos e queria ver quem é que era espancado e obrigado a comer os mesmos

bê lá se keres q tamande o meu rupert pa te desfazer ós cadinhos :)) põe fininho ké pa ber se consegues passar por ele :))))

veijuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuus pa tu

nb - ya , é mámeaça :))(bai ber o meu rasteirinho bai)

Rafeiro Perfumado disse...

Laurinha, a tua sorte é não andares agora pela Grécia, ainda ias presa! Beijoca!

Brettinha do Campo, e consegues imaginar o tamanho do livro de reclamações? Até o tinham de trazer dentro dum carrinho de mão! Beijocas!

Isabel, acorda-me quando for pouco apregoada e muito utilizada... Beijos!

Astuto, logo vi que serias sensível a este tipo de argumentos! Abraço!

Rafeiro Perfumado disse...

Yashmeen, sim, aí ao menos só temos de reclamar connosco, por termos tirado o prato demasiado cedo do forno! Beijo e um grande RAUF para ti!

Inês, és, és! Tanto trabalhinho com a barra lateral e ninguém liga, pá... ;)

Pinguim Alegre, esse é o problema de andarem por aqui uns espécimes que me vão conhecendo. Caladinho, pá, ou queres que toda a gente saiba que o mais certo era o empregado ficar sem os fundilhos das calças? Abraço!

Just Me, quem disse? O sonho comanda a vida, e a vida paga muitos impostos! Beijos!

Rafeiro Perfumado disse...

Laura, o nosso Anjo anda atarefado, tadinho. Aquilo é tanto trabalho que até as asinhas andam ensopadas em suor!

Miudaaa, claro que tenho tempo, não os continuo, mas agradeço grandemente essas honras que me prestam. Um beijo e uma vénia até bater com a cabeçona no chão!

Nanny, o quê, trabalhar? Nem pensar, eu quero é sopas e descanso, olha! Beijos, gata!

Belzebu, tem sempre razão? Acho que isso é uma frase que já teve melhores dias, pá! Agora tem é direito a uma galheta se não se porta bem! Um grande abraço!

Rafeiro Perfumado disse...

Micael Morango, e com umas letras mais pequenas “oferta-se meia dose a quem adivinhar o bicho que é”

Simplesmente Eu, pois fiquei a saber, lamento a tua perda, agora fiquei curioso em saber que comentário seria esse, pá. Não podes fazer um resumozito?

Andreia do Flautim, esse conceito existe, “honestidade a mais”? ;) Beijo!

Turbolenta, és a chamada “mulher com tomates”, é de louvar a tua atitude, e não estou a ser irónico. Eu tenho uma atitude (tirando casos muito especiais que me tirem do sério) uma atitude mais sorrateira. Quando não gosto duma coisa e vejo que tal atitude faz parte da cultura do local, nunca mais lá ponho os pés e digo a toda a gente que posso sobre o sucedido. Aliás, há sites na net exactamente para isso, apesar de aí nunca se saber se é verdade ou mera vingança pelo facto da empregada não ter aceite sair connosco! Beijos!

Rafeiro Perfumado disse...

Grão Vizir, têm tanto de convenientes como de utópicas, mas a esperança ainda vive! Abraço!

Van Dog, olha se com essa atitude ainda não te dão aquelas asas de frango que a Turbolenta comprou... ;)

Gaija Boa II, a última? São mais as vezes que saio de lá com o nariz torcido que o inverso! Beijos!

Just Me, ó pra ela aqui! Já tinha saudades desses espreitanços!

Rafeiro Perfumado disse...

Vício, se forem tão crédulos como eu quando entro num restaurante e penso ir ser bem servido... ;)

LopesCa, é exactamente o que eu faço, mas pelo andar da carruagem, não tarda nada vou ter de aprender a cozinhar!

Just Me, esqueces-te sempre de espreitar dentro da caixa do correio! Beijo!

HM, eu, esquisito? Bom, não vou dizer que marcha tudo, em certas coisas sou mesmo muito selectivo, agora daí a ser esquisito... ;) Beijocas!

Sandra, aquela bolinha de pêlo? PAAAHHHHH!!! Era uma sopinha que era um regalo! Beijoca! Até já estou a lamber os beiços...

rouxinol de Bernardim disse...

Isto é que é frontalidade! Assim, sim... virei cá mais vezes a este excelente restaurante de letras... onde se é bem servido, com qualidade e com aquela dose de savoire faire que caracteriza o que há de melhor...

Laura disse...

Mas eu tenho saudades do nosso Anjo, muitas..tadinho dele, eu ajudava ele, mas mim é pecadorinha nas brasas...

Andei a pedir um noivo pá cusquinha mas ela é cheia de manias e quer um fio dental em ouro...Vá-se lá saber porquê, e tem a mania de um mexicano, eu já avisei que eles é só tequillas enxiladas feijões sombreros pa nanar mas ela gosta das ceroulas dele, que havemos de fazer? beijinho a ti...

Anónimo disse...

aie tinhas ó eu aqui outra bez!!!

:-))

just_me

bjs**


(Pensei que andasses a investigar os restaurantes para descobrires um com sinceridade!)

Laura disse...

Também podes ir ver a nina Alka aprender piano para tocar pá nina de Braga quando ela ouvir..coitada...vai ver se o piano aguenta...

gaja_mais_q_fria disse...

E porque é que a costeleta do sr Doutor que vai de fato é diferente do Doutor que não se identifica como tal?

eu mesma! disse...

não resisto a contar-te uma que eu presenciei e cujo papel principal foi desempenhado por um amigo meu de Coimbra
tinhamos acabado de comer o prato principal e veio o empregado com a lista para escolhermos a sobremesa, esse meu amigo perguntou:
- e a mousse de chocolate é caseira???
resposta imediata do empregado:
- é, sim senhor!
então o meu amigo disse:
- então não quero, só gosto das de pacote!!!

SILÊNCIO CULPADO disse...

Pois,é a reinar com muita graça... Mas deixa que te conte: Costumo ir frequentemente ao hotel das Arribas na Praia Grande.No Inverno a clientela é pouca e, por isso, admiti que os bolos e os salgados de fabrico próprio, não fossem todos do próprio dia. Perguntei à empregada qual das variedades era recém fabricada e ela respondeu-me tranquilamente que nenhuma delas. Estavam em condições de serem consumidas mas nemhuma delas era propriamente "fresca". Perante tanta honestidade aviei uma das especialidades que não me soube tão bem em termos de paladar mas que me alimentou o espírito.

Rafeiro Perfumado disse...

Rouxinol de Bernardim, e achas que não vais enjoar da ementa? ;) Beijoca!

Laura, a cusquinha quer um fio dental? Espero que seja mesmo para os dentes, doutra forma não queria ser eu a lavar-lhe a roupa! ;)

Just Me, andas muito fugidia, desde que viraste anónima!

Gaija + k fria, porque são uma cambada de palhaços! Mas já os topei....

Eu mesma!, eu tinha um amigo que todas as vezes obrigava o empregado a dizer a lista de sobremesas e em que consistiam, apenas para no fim dizer que só queria café...

Silêncio culpado, aí está, a honestidade que muito possivelmente te fará confiar nesse restaurante e a voltar. Mas infelizmente exemplos desses são raros, o normal seria dizerem “claro minha senhora, fresquinhos!”