Cuidado com o Rafeiro! Não é que morda, mas podes pisá-lo sem querer...

segunda-feira, 21 de junho de 2010

E se fossem levar na peidolazinha?


Já não tenho paciência para a malta que, por tudo e por nada, termina as palavras com “inhos”. Ele é nomes, ele é adjectivos, ele é outras figuras linguísticas que agora não me lembro do nome, enfim, é um inhonhizar que já mete nojo!

Começa pela forma como certas pessoas só conseguem falar com crianças utilizando diminutivos. “Olha ali o passarinho tão atropeladinho”, “Come os bróculinhos todinhos, come” ou “O padre mexeu na tua pilinha, mexeu?” são alguns dos exemplos que estão permanentemente a ouvir-se, como se o simples acto de anexar um “inho” a uma palavra a tornasse menos grave ou asquerosa. E desenganem-se se pensam que as crianças tomam mais atenção ou sentem mais curiosidade por um cãozinho ou gatinho do que por um cão ou um gato, aquilo são esponjas sedentas de aprender, mais vale que o façam de modo a não serem mais tarde gozados pelos colegas, quando chegarem às aulas de biologia e disserem “então, hoje vamos dissecar a ratinha ou a minhoquinha?”.

Depois é o próprio tratamento dado às crianças. Acredito que certos pais baptizam os rebentos já a pensar no diminutivo pelo qual os vão chamar! Se o nome dele é António, não o chamem de Toninho. Se o nome dela é Maria, não a chamem de Mariazinha. E Agostinho ou Martinho? Chamam-lhes Agostinhozinho e Martinhozinho, é? Ora isto, ao contrário do que possam pensar, não é fofinho, é parvo, e estou a ser muito simpático.

Mas nem só no mundo infantil os “inhos” atacam. Experimentem, por exemplo, pedir a conta num restaurante e invariavelmente lá vem “é a continha?”. Não, não é a continha, pois a única coisa que pode ser pequena nesta conversa, para além da inteligência do outro interlocutor, é o tamanho da letra e o papel onde vem a conta, a qual raramente foge do domínio da contona.

Por fim, existem os adultos que adoptam no seu discurso os “inhos”, de forma quase permanente, acreditando que dessa forma se mostram mais amigáveis ou consigam aligeirar o tema da conversa, como se dizer que nos deram uma “pancadinha” no carro novo ou que o bife que acabámos de comer caiu um “bocadinho” no chão nos dê menos vontade de os estrafegar!

E não posso deixar em claro os casalinhos (eu posso utilizar diminutivos, pois estou a gozar com eles) que se tratam por amorzinho, coisinha linda, biduchinho, chlép-chlép e afins. Aquilo é tanto mel que só dá vontade de pegar neles e atirá-los para o meio de um bando de ursos acabados de sair da hibernação! Mas, conhecendo as peças, ainda seríamos capazes de ouvir:
- Ai, paixãozinha, vem socorrer a tua fofurazinha, que o ursinho está a dar dentadinhas no meu pescocinho!

Querem ser simpáticos e amorosos? Sorriam, falem educadamente, de preferência sem sulfatar quem vos rodeia, mas livrem-se dos diminutivos, pois de outro modo a única vez que vão ouvir falar acertadamente com diminutivos é quando se referirem ao vosso cérebro.

Até sempre,
Rafeirinho Perfumadinho

84 comentários:

b ú z i o / tribal sea disse...

só me ocorre dizer: beijinho e obrigadinha pela boa disposiçãozinha matinal hehe

Sandra. disse...

:))

Fikei tum nhónhinhas ca tua RAIBAZINHA ihihihih

rafezinhu, tem cauminha bá :o))

besinhuzinhuuuuuuuuuus

nb - kié?? é sempre fixe quando semos carinhosinhus!

Almofadas disse...

Amén!!!
Eu já tenho dito: Eduquem os V/ filhos para serem adultos mas....já me tenho dado conta que os adultos que os educam ainda são umas crianças...

entredoismundos disse...

Agora vê lá o que eu passo com o meu apelido acabado em "inho"... ;)

Luneira Luna/HM disse...

looooooooooooolzinho

O contexto é bem diferente, mas já que não me lês no "livro nas fuças", o tal facebook onde entrei pela tua patinha, aqui fica a minha opinadela sobre os "inhos".....claro que logo a seguir aparece o recheio da minha tampa já solta. E isto em 2009, ó rafeirozinho!

Beijokas rafeirosas

Luneira/HM

Luneira Luna Odeio diminutivos.
"Inha" para aqui e para ali n... Ver maisão faz nada o meu género.
Cá em casa já se espantam e dizem “andas tão sossegadinha, tão meiguinha….”.Por acaso até ando, muitooooooo sossegada! Mas num ápice posso virar de cabrinha a uma grande cabrona. Sempre preferi os aumentativos.
Continuam a insistir que desperto paixões. O raio que os parta. Já não tenho idade para isso nem quero, gosto bem mais de despertar ódios. Aí sinto-me peixe na água. Qualquer dia o ódio será o sal da minha vida…..
Alguém me disse: “as mulheres são umas filhas da puta”. Serão! Às tantas a primeira que pariu no mundo era puta. Contudo, os homens são mesmo filhos das putas, numa pluralidade que lhes assenta que nem uma luva. Cada vez mais penso assim. E até pode vir o altíssimo à terra que dificilmente alterarei esta forma de ver as coisas. Se calhar a dita pluralidade até é pouco…….
A coisa deve ser cíclica. Talvez uma alteração hormonal de outono, ou já está na fase da andropausa. E a merda da novela recomeçou.
Desta vez não vou fazer de conta.
O caraças é que vou! Alguns capítulos serão escritos por mim. E como canta o outro, que tudo o mais vá pró inferno!
Ainda por cima, a ingenuidade vem sempre à tona como sargaços. Pensam que terei que arranjar algum moliceiro para me desatolar?! Só se for anedota.
Detesto falsos ingénuos e calimeros rebuscados numa tela a preto e branco. Escrevo no masculino, se bem que o feminino encaixe perfeitamente.
E que faço eu aqui?! Não tenho mais nada importante para fazer?! Claro que tenho.
A Olga suicidou-se. Colocou um ponto final numa frase que nunca mais acabava.
Jade morreu. Cancro. E perguntava que raio tinha ela feito para merecer uma coisa daquelas. Provavelmente nada. Apenas a sua frase tinha chegado ao fim.
Jade fica como exemplo da tenacidade e coragem.
A Olga como uma cobarde incapaz de enfrentar as merduncas da vida.
Sabem lá eles do que falam.
Se reflicto sobre isto, apetece-me ser Iemanja, serena, tranquila.
Opto por ser Lilith. Diabólica, assustadora…..
17 de Novembro de 2009 às 0:35

Pirralha disse...

http://naogostodeervilhas.blogspot.com/2010/01/coelhinho-cacadorzinho-com-purezinho-de.html

Sandra Oliveira disse...

Pronto, tá bem, eu chamo Urso ao cão.

rascunhos disse...

Precisava de um gajo como tu no meu local de trabalho, no meio destes politicos que passam a vida a dar facadinhas nas costinhas de todos nós( zinhos). Talvez fosse mais facil aguentar esta escumalhazinha

Mt bom como sempre !!!

Louise disse...

Os diminutivos são mesmo uma forma de aparvalhar a pessoa com quem se está a falar.
E a par dos diminutivos ainda podíamos falar do tratamento por "você" nomeadamente em relação a crianças... mas isso é outra história.

Vício disse...

posso juntar-me a ti para um chorozinho?
se fossem todos apanhar no anusinho...

...Noêmia! disse...

Além dos "inhos", ainda há os pais que ensinam os filhos com onomatopeias: o cão é o auau, o pássaro é o piupiu, o gato é o miau!
É mesmo coisa de quem tem um "cérebrozinho".

RiC_aRd0_ disse...

As manhãzinhas das segundas-feiras deixam o rafeirinho mal-dispostinho, é? :D

RAUF!

NARNIA disse...

Brutus,que mau feitiozinho... estas a precisar de umas fériazinhas. Nunca mais te dou beijinhos, nem te faço festinhas :)

Miss Kitty disse...

Ó meu rafareinho fofinho não sejas mauzinho, sim?? lol

**

Peterofpan disse...

Rafa, concordo contigo, pá! Essa história dos "inhos" tem de acabar!

Cláudia disse...

Tu sabes que ao fazeres um post destes estás a habilitar-te que toda a gente termine as palavras com os inhos...certo?
Eu confesso que gosto muito de dizer, beijinho grande!
Hum...que sentido faz... se é beijinho não pode ser grande... Certo?

Enfim, só por causa das tosses, rafeirinho perfumadinho, um grandinho beijinho para ti...

Agora pensando bem, cá para mim, tu querias era ser tratado por inho e só assim conseguiste ser bem sucedido sem dar nas vistas.

Andreia disse...

ai eu não tenho paciência, detesto os diminutivos e as pessoas que os utilizam. tens razão não é por se menorizar o nome que a situação é menos grave, continua grave mas as pessoas tendem a rir-se disso só por causa do 'inho/a'.

deveria de haver ao longo do ensino obrigatório uma disciplina intitulada 'educação e formação de adultos' de forma a cresçam com educação e mentalidade.

Nuvem disse...

ohhh páaaaaa
não posso tratar mais a bebé por nuvenzinha ou princesinha?
Nem mandar beijinhos?
hehehehe
Mas sei do que falas, então na minha área (vendas/comunicação) é um abundar de "inhos"...
Até tenho um grande amigo que é gozado por isso, não consegue falar sem acrescentar o "inho"...
Mas ao menos com o meu homem, é Homem, não homenzinho
E AMOR (como o antigo jogador de futebol) e não amorzinho (até porque do alto dos seus 1.88 seria ridículo)
E para a bebé, quando falamos não há cá "inhos", as coisas são como são e a docura vem nas palavras com que são ditas e não nos "inhos"

beijocas (hehehehe - não foi beijinhos)

the big fox disse...

com esse feitiosinho ainda ficas sem nenhum amiguinho....
abracinho mas grandinho...

Tulipa Negra disse...

Ui, que feitiozinho logo para começar a semaninha. Estamos mal-dispostinho, estamos? Precisamos de feriazinhas, está visto!
Beijinhos :-D

Miss Shag well disse...

Entendo. É que às vezes também me querem dar uma palavrinha. :)

Skynet disse...

LOL

O contrário é igualmente irritante: mauzão, carrão, rafeirão, etc...:P

Abração!

Carlos II disse...

Isso é por culpa de sermos um povo muito pequenino!

Abraços.

animalcandysugar disse...

comento como deve ser no próximo. ainda estou no meio do meu ataque de riso.

animalcandysugar disse...

"amorzinho, coisinha linda, biduchinho, chlép-chlép"?
acho que era capaz de ficar paralizada a olhar para o francisco caso ele me chamasse algo parecido.
sabes o que mais me irrita a mim no que diz respeito a "inho"s? sempre que o avô ou o meu pai me perguntam: "então e o francesquinho?", passo-me dos carretos, o que os incentiva ainda mais a usarem essa espécie de... simpatia? eu nem sei.
mas muitos BEIJINHOS TIOZINHO! ;)

Teté disse...

Ahahah, muito bom, já me fartei de rir por aqui. Mas se calhar a boa disposição também vem dos 7 golinhos de Portugal... :)))

Gostei especialmente dos diminutivos associados às aulas de biologia. Ratinha e minhocazinha?! Malandreco!!! E essa de ouvir perguntar permanentemente se o "padre mexeu na tua pilinha" também está hilária!

Mas confesso que tenho a mania de pedir a continha, embora seja mesmo um acto de fé para que seja pequena e não a dita contona. E de vez em quando também uso um bocadinho os bocadinhos. Mas onde os utilizo mais é mesmo em cozinha, vizinho, Minho, vinho, ladainha, etc. e tal.

Beijocas!

Malena disse...

Rafeirozinho, este textinho está com uma gracinha que não te conto!
Eu vou aos arames com os "inhos(as)"!
Já ouviste quando dizem dos doentes com cancro: Tem um malzinho ruim?
F@d@-se!

Marta disse...

É verdade, não podia concordar mais contigo. No meu trabalho há o péssimo habito de os meus colegas falarem assim com os clientes e isso atrofia-me. Às vezes parece mais que estão a falar com atrasados mentais.
Não há pachorra.

Como sempre, assino por baixo!

Bjs

Parisiense disse...

Acordas-te mau humurado......tadinho...
Irra que tu quando não gostas....não gostas mesmo.....não fazes a coisa por menos.
Boa semaninha, então...
Beijokitas (não é inhas)

kakauzinha disse...

Ó pá, que é que eu posso dizer se começo logo por ser aqui a Kakau... zinha e lá fora a Maria.. (muitas vezes)...zinha?!

Ganda dentada nas minhas canelas! E já não posso dizer bei...jinhos? Fogo! Nem pilinha? Tem de ser pila, piloca, pilona, pirilau? eheheheh!

Beij...ocas****:))

Otário disse...

já vejo então que não és fã dos jogos do brasil eehehhe
inho inho inho ehehe abraço!

Tulipa disse...

É verdade! Os diminuitivos são deveras irritantes...
"beijinhos meu lindinho" para mim bate todas :)

luc disse...

Um "poucochinho"exagerado,não?:)

refemdabd disse...

Concordo.

Para mim é conversa de paneleirote! Faço-me valer do meu nick "O Facho" para escrever estas linhas e, já agora, para fazer questão em separar a comunidade gay do adjectivo empregue supra (pois há gays muito homens...segundo me dizem! como diria o Chris Carter: "I want to believe!).

Quando um gajo, que é gajo, vai comer a um restaurante e pede um bife com batatas fritas e ovo a cavalo, o mais que os gajos da casa de pasto lhe podem chamar, que eu aceito, é: "Olhó ó bife à campeonato para a mesa 3!". É de homem! O pessoal das mesas do lado começam logo com comichão nas miudezas a pensar que deviam ter pedido o suculento pedaço de carne com meio kilo, cheio de batatas fritas e com uma molhanga carregada de alho que até os pêlos do cú batem palmas! Pensam: "Áh, carago (com lh, bem claro!)...qual cabeça de Garoupa, amanhã é um à campeonato!". Bebe-se um tinto da casa, umas azeitonas pisadas com pão e para aconchegar, uma sopa de feijão encarnado cheio de couve portuguesa, café com uma Maciera e venha de lá a dolorosa, ó patrão!

Portanto o que mais me tira do sério com essa conversa dos "inhos" é quando vou jantar a um restaurante dito gourmet: começa logo a mariquice. Os gajos e gajas que lá estão, nas outras mesas, têm sempre três nomes, nunca é o Pedro ou a Isabel, serão sempre o Pedrocas Oliveira e Costa ou a Isabelinha Sá Pessoa. O restaurante não tem prato do dia, mas "o chefe recomenda", que me cheira logo a "vai sobrar, é favor impingir ao cliente". O menu é maior do que o jornal Expresso nos anos 80, e nele figuram apenas 5 pratos, todos eles descritos no género: "Vitelinha acompanhada com batatinhas coradinhas da terra e legumes da hortinha biológica salteados com amor e carinho". ...Daaa-se...é paneleirice a mais para uma carne assada com batatas e legumes!
No fim, a "continha" é entregue, com vergonha, fechada numa caixa (que é o único momento que acho apropriado à circunstância!) e paga com desdém(que é isso?! Dinheiro?! Que horror!)...eu, normalmente, pago-a com mágoa e sempre a pensar que amanhã...áh, carago (com "lh", pois claro!) amanhã ao almoço vou enfardar um à campeonato!

MRPereira disse...

Essas pessoazinhas deviam ser atacadas por quinze africanozinhos com dois metrinhos de altura e de largurinha e deviam levar na peidolazinha até sair umas pinguinhas de sanguezinho, na minha opinião!

.I. disse...

Eu só gostaria de saber por que raio de pénis erecto é que, regra geral, os diminutivos são maiores do que as palavras que pretendem diminuir. É um bocadinho estupidozinho.

Narizinho Lunático disse...

Rafeirinho, tem calminha... Caso contrário, o diazinho vai correr malzinho e ainda ficas com uma enxaquecazinha! :p
Mas sim, tens um bocadinho de razãozinha! Não há muita paciênciazinha para tanto melzinho!! :p
Ah, beijinho! :D

BS of Life disse...

O rafeirozinho tem mau acordarzinho?

Por acaso também não aprecio, um ou outro passa, mas o que demais enjoa.

Eu voto na opção em que dizes que é para se fazerem simpáticas.

Maria Santos disse...

Imagina aguentar com um "inha" uma carrada de anos, só porque o nome é feio que nem cornos... Mas pronto... prefiro que me tratem por "...inha", do que aquele nome merdoso com que os meus ricos paizinhos me baptizaram...

susana disse...

Então Refeirinho estás maldispostinho? Bem perfumadinho isso passa! eheheh
Não te esqueças de ir ver a minha postagemsinha sobre o Abrunhosinha, ele está mesmo sexisinho! eheheh
beijinhos missixty

Vani disse...

Kiduchinho, não seja tão marafadinho! os canitinhos bonitinhos não mostram a dentucinha!

desculpinhas, desculpinhas, diga lá se não é merecidinho, ó rafeirinho?

olhe a vuvuzelazinha, não leve com ela na tolinha!

e na sextafeirinha é favorzinho torcer pela selecçãozinha!

raufinhos!

Mnemósine disse...

O pior é quando as criancinhas ficam doentinhas e têm tossinha e febrinha. Depois, claro, fazem birrinhas porque têm soninho e estão cansadinhas, não querem tomar o xaropinho e ficam sem ir à escolinha. No meio disto, não há quem ature os papázinhos.
Ca nervos. Nervinhos, pronto.

Anónimo disse...

tá caladINHO ó rafeiro.ao ler o teu post mais abaixo sobre o filme escreves-casalINHO,coisINHA e bonzINHO.E ainda naõ li tudo....

sandrablogwithaview disse...

Aqui no Norte, gostamos mais do que acaba em "ão"...tal como "murcão", "chapadão", "rojão", "Salsichão", "cabrão"...é muito mais giro não é?...

Eu cá arranjei uns nomes bem reduzidos aos meus pequenos para evitar esses diminutivos parvos...mas não fossem existir as avós e até tinha dado resultado....

Beijos
Sandrablogwithaview

ψ Psimento ψ disse...

Deve ser por causa disso que quando trabalhava num call center nos disseram logo que era proibido tratar o que quer que seja com diminutivos. Até imagino se eu nesse altura dissesse: “Está sem imagenzinha o seu MEOsinho está? Pela milésimasinha vez é? Não se esqueça é de pagar a facturazinha!” Abracinhos eheh

MZ disse...

Ora eu, sempre com canto carinho a chamar-te 'Refeirito' e chego aqui e leio isto.
Pronto, recebi o recado, Rafeiro Perfumado.

Luis disse...

Meu Bom Amigo
Um abração amigão...

CF disse...

Rafeiro, és mauzinho :)
Ainda assim, concordo contigo.

Helena Teixeira disse...

Lolololol...tenho de ir mostrar este post a 1 amiga que chama todos os amigos em inho,ito,ita,inha...ah,e ela tem 33 anos...
Mas como hoje vim por a leitura em dia,ainda me estou a rir do post do Princípe da Pérsia,sim eu fui ver o filme :p
Ele falou Iraque?Nem reparei.A tenda tava limpa?Também não reparei...ok,ok,confesso,eu tava ocupada a ver o protagonista ao pormenor nao fosse ele ter 1 madeixa de cabelo fora do sítio.
Não o achaste tão fofinhooooooooo?lololol

Jocas gordas
Lena

Convite: participe na Blogagem de Julho do blog aldeiadaminhavida. O tema é: “A Fruta da minha Região”. Vale tudo: texto, foto, imagens, vídeos, receitas, cartazes… dê asas à sua imaginação, enviando a sua participação para aminhaldeia@sapo.pt até dia 8 (de preferência). Esta semana, sairá 1 post com mais informação.

conchita disse...

Hahahhahha,Rafeirinho Perfumadinho tu és o máximozinho lembras-te de cada coisinha, mas confeso que me enquadro nesse grupinho de pessoassinhas que falam para as criançinhas e principalmente para minha gatinha Steffi, se me ouvisses falar com ela acho que me mandavas mesmo "levar na peodalizinha",lol!!
Prometo que me vou controlarzinha e evitar falarzinha assim, mas esta difícilzinha...é melhor estar caladinha, ups...
Beijinhos... sorry...beíjões :)

Anjo De Cor disse...

Acreditas que acabei o namoro com um rapaz porque me chamava "fofinha" corrigi meia dúzia de vezes não resultou passei-me da cabeça e mandei o gajo à fava, se não acata uma norma simples imagina as mais complicadas, heheheheheh ;)
Confeso que detestava aquela maneira toda "inha" de falar... depois lá arranjei um que falava com as letras todas ;)
Beijinhos*

Anjo De Cor disse...

Quanto ao nome das pessoas é detestavel esses "inhos" a familia do meu cunhado, encurta ou estica ou nomes todos de maneira em acabar sempre em "inha" ou "inho", levam uma tanga de meia noite quando nos juntamos todos, heheheheh, mas não adianta nada já é mesmo defeito de fábrico.
Bjs*

Felina disse...

Uiiiiii o rafeirozinho anda muito mal dispostinho alguma coisinha lhe deve ter corrido malzinho, coitadinho...

Fernanda disse...

Está muito bravozinho! Alguém aborreceu o Rafeirinho, foi?

Um abração enorme por me fazer rir :))

Olhos Dourados disse...

Oh rafeirozinho, não sejas assim!:p

ANALUNA disse...

ENTÃO COMO É QUE O PESSOAL AQUI DO NORTE PEDE UMA FRANCISINHA CARAGO!!! BOU Á TASCA E PEÇO UMA FRANCESA, NÃA NÃO TERIA O MESMO SABOR!

Rafeiro Perfumado disse...

Mas pelo menos não passarias por pedófila. É que isso de ser viciado em comer francesinhas...

ANALUNA disse...

HAHAHA...VESTIAL!!!! MAS SER ALFACINHAS TANVEM NÃO AVONA A BOSSO FABOR, CARAGO!!!

Rafeiro Perfumado disse...

"Bosso" alto lá, que eu não sou de Lisboa, quem for que se defenda. E eu já defendi a mudança de nome para Curgetinhas!

Careca sem travões disse...

Eu sou dos gajos que mete os inhos para falar com os miúdos. E porquê? Geralmente não sei falar com eles. Assim nem que lhe diga, "bebe um golo desta cachaçazinha", parece que lhe estou a dar nesquick e safo-me de olhares e posturas incriminadoras que doutra maneira muito provavelmente me levariam à ortopedia mais perto de casa.

Laura disse...

Ahhh o meu maninho queridinho em pequenininho gritava-me pois não queria saber de uma colherzinha, um copinho de aguinha ehhh tens razão...
Li primeiro no blogue do carlitos (carlinhos) dos iis

ahhh beijinhossssssssssssssssss muitinhos mas sem ser a gozar, verdadeiros.da laurinhaaaaaaaaaaa

fj disse...

Pronto!! vou então deixar aqui qq coisinha (como pedes)e de acordo com o sentido deste Post.
Uma pergunta parvinha:
Rafeirinho, tens cachorrinhos??

fjotinha

abraço
ps: tens qq coisa de errado no link do meu blog (retira "fj")

Sunrise disse...

Maravilhoso este post. É que tens toda a razão. E sabes o que é pior? é que as pessoas que falam assim o tmp todo soam a falso. É o mesmo que dizer: "Então querida, tudo bem?". "Olá linda". E afins... tira-me um bocado do sério. Há pessoas que são assim naturalmente, mas há outras que não são assim desde sempre e isso soa a muito falso. Qdo falam comigo dessa forma fico desconfiada. Mas o truque também é levar a situação com tranquilidade e acima de tudo alguma agilidade, às vezes dá jeito. Fica bem e beijos. Este post é de tirar o chapéu.

Gonçalo disse...

Que texto tão fófinho!

:P

animalcandysugar disse...

depois não será problema: teremos uma só nossa ;)
*

Borboleta de Peruca disse...

só para mandar um beijinho, neste bloguinho...fofinho né?

Pitanga Doce disse...

Ah, deixa de história, vá! Vais me dizer que se estiveres com o teu amor numa hora de despedida e ela te diz: "só mais um beijinho", tu não dás? hehehe

Careca sem travões disse...

Hoje tentei falar sem os "inhos". Fui a um restaurante e pedi sardas assadas com batata cozida. Não tive sorte.

paulofski disse...

Ah é! Olha lá ó Rafeirão sabichão, e que outro nome poderemos dar à divisão da casa onde se confecciona a alimentação, hummm? Com que então é na peidolazinha, num sítio onde às vezes está o focinho. Eheheh, cá pra mim Rafeirão deves ter um bom padrinho, ai deves, deves...

Um abração pá.

Kok disse...

É pá atão e o Minho? Anh?

mjf disse...

OlÁ!

Mas que humorzinho danadinho :=(((
eheheh

Beijoqinhas

Táxi Pluvioso disse...

Mas que diabo!! então houve um regresso e nem um aviso (desse regresso).

Muito pior são aqueles homens que terminam todo com "ão": ontem conheci o Serjão, ou dormi com um negão, para usar exemplos brasileiros.

Bom regresso. Eh pah, mas essa de não avisar...

Irritadinha disse...

Notei o "coisinha" aqui no formulário... então?

O "inho" e o "inha" está no mesmo patamar que irritação que o "migo" e o "miga". "Tás boa miga?"... a pessoa tem nome, certo?

gota de vidro disse...

Olha "rafeirinho"

Ao ler-te ri-me , pois tive uma amiga que teve uma miuda e colocou o nome de susana ( não porque gostasse) mas porque sonhava que lhe chamassem suzinha.....

Há coisas ridículas.....

Como tamos sem inhos não deixo bjinho, mas sim

beijo da gota

Ah.............Melhor sem barba :)

Nuno Medon disse...

olá! tudo bem ? subscrevo o que tu disseste.... é isso e os " olá Nuninho ou olá Nunito ". Não gosto nada que me tratem assim, mas isso só se passa com uma Amiga, com idade para ser minha Mãe.. um abraço

aespumadosdias disse...

Tanto comentário! Genial Rafeirinho.
:)

.I. disse...

Não acham que já está na horinha de pararem de fazer comentariozinhos com diminutivozinhos parvinhos ou o caralhinho? Não? Quantos mais são precisos?

MEU DOCE AMOR disse...

Pois é!Inhos,Inhas,itos,itas,...

Sorrir e ser simpático/a,acho que é o melhor caminho,sem dúvida.

Mas o que me irrita mesmo é ver uma pessoa de trombas,como todos lhe devessem alguma coisa.Odeioooooooooooooooooooooo!

Beijo doce ehehe

Ana disse...

Detesto que falem assim. Acho de uma anormalidade profunda! Mas pronto, em relação a crianças ainda dou um desconto, mas no que respeita a adultos mete-me profunda raiva.
O namorado da minha mãe passa o dia a falar assim: está bonzinho, o almoço está quentinho, eu estou bem dispostinha, e a minha mãe é um amorzinho.

F**da-se!

LopesCa disse...

Eu acho bem,
como tu disseste sabes logo qual é o tamanho do cérebro do inho ;)

AEnima disse...

ninguem resistiu a nao gozar com o irritadinho...

estas mesmo a pedi-las nao estavas?

ellen disse...

Vai tu...ora!!!!!
ahahahahahaha

Beijinho

Caia disse...

Uma pausa no trabalho para rir um bocadinho!

Nês disse...

Oh que textozinho tão realzinho de coisinhas tão estupidinhas! Essas pessoas causam-me uma certa comixão é tal e qual aquelas que mudam a voz para falar com bebés, devem de pensar que só ouvem em frequências mais agudas! Arre!
:D