Cuidado com o Rafeiro! Não é que morda, mas podes pisá-lo sem querer...

sábado, 7 de maio de 2011

Ditados rafeirosos 13

Em casa onde não há pão, todos ralham para saber quem comeu o último bocado e não foi comprar mais.
Published with Blogger-droid v1.6.8

40 comentários:

Luís Coelho disse...

Pois é deu de brincadeira que bem precisamos mas a coisa é grave e nesta coisa de roubar o nosso pão ainda se torna muito mais grave.
Nem os nossos cães nos guardam um naco ...dele...
Com dentes bem mais afiados que a vergonha ou a dignidade humana aconselha vão devorando tudo e depois ainda reclamam em praça ganindo....

Utena disse...

Estará na altura de se comprar uma máquina de fazer pão? Com as farinhas preparadas que por aí abundam... não deverá ser dificil...

Mie disse...

Congelem e ha sempre pao fresco :P

Me,myself & I! disse...

Olha,nunca disseste nada tão acertado!!
:)

the big fox disse...

e num Pais que não tem pão?

podia ser "todos têm metido a mão..."

abraço

S* disse...

ahahah Aqui acontece o mesmo com o chocolate.

A Lei da Rolha disse...

Isto está tudo f....
abraço

Cacarol disse...

Na minha acontece o mesmo...

Constantino, Guardador de Vacas disse...

Eu nunca ralho com ninguém.

Marta disse...

Tal e qual como quando acaba o rolo de papel higiénico ;)

TERESA SANTOS disse...

Pãozinho? O tal de cada dia?
Quem comeu o último bocado não fica em "bons lençois".
Ai, não, não!

TERESA SANTOS disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
MARGE SIMPSON disse...

Quem comeu o último ... tem obrigação de ir compara mais.. não é justo...e nem ouse ralhar... vai e acabou.. num país que não há uma rua onde não haja café e "pão quente.." não há desculpas... na falta do pão.. olha come-se o que houver...e como dizes.. ninguém se acusa de ter comido o último pedaço... a responsabilidade em Portugal morre sempre solteira...o FMI vai tratar do caso... seja do pão comido seja dos negócios duvidosos e créditos mal parados... seja de pão seja da torradeira!

pink poison disse...

Perto do trabalho tenho uma padaria, nunca me apanham desprevenida!

Teté disse...

Há sempre alguns que se alambazam, mas fogem de ir à padaria... ;)

Beijocas!

Carolina Tavares disse...

Uma casa não é hotel, as pessoas não são visitas... então mexa-se!

Janita disse...

Ó Rafeirinho, mas então que casa é essa, onde ninguém congela a carcaça?

Carcaça congelada é paz assegurada!

Xi coração e não comas muito pão!

Inês disse...

Uma alternativa para contornar a situação da falta de pão é ameaçar em chamar o FMI se ninguém se acusar.

Leana disse...

Eu fico passada é se gastam a última cápsula de café e não vão comprar mais!
Aí é que o bicho pega!!!

Bjocas

Fábio Paulos disse...

mais vale viver sozinho assim não há preocupações destas xD

AmSilva® disse...

Eu acho que a guerra não seria bem assim!!
seria mais de alguém comeu e outro alguém terá de comprar mais!!

Abraço

Eli disse...

Estavas sem nada para fazer, viste que não tinhas pão para comer e toca de publicar isto. Já te vi fazer muito melhor. Tu sabes disso!

Sun Iou Miou disse...

Eu sempre sei quem foi a última a comer o último bocado. Não adianta ralhar.

Papoila - BF disse...

Por norma sou a que se esquece de comprar :)

Maria Santos disse...

ou então comprem uma maquina e façam pão em casa!

Isis disse...

Quando não há pão e ninguém quer mexer o "dito" para ir comprar, comem tostas :)

tulipa disse...

Amigo, tudo bem?
Que delícia ler os seus escritos!!!
Arranjou uma forma bem engraçada de modificar um ditado que é tão antigo...

Hoje trago um tema, são os PHOTOWALKERS, eu sinto que sou.

A popularidade da fotografia digital, mais imediata e acessível às massas, desvalorizou a película e as máquinas analógicas, que a indústria praticamente já só produz para nichos reduzidíssimos, como coleccionadores.

Nos encontros mensais dos Photowalkers, os rolos de película são o ingrediente principal.

Há quem leve máquina digital, mas a maioria traz analógicas.
O resto da ementa não tem segredo.

Vai-se a um endereço na World Wide Web, no qual se aloja um fórum virtual, que mais cedo ou mais tarde é descoberto por gente que se interessa pelo tema e que, mesmo não se conhecendo antes, socializa através da Internet e desenvolve os seus interesses mutuamente, ainda que à distância.

Um abraço.

Rafeiro Perfumado disse...

Luís Coelho, o pior é que a maior parte das pessoas nem reclamam, preferem queixar-se.

Utena, essas máquinas são coisas do Demo, pão é da padaria!

Mie, só se também lá conseguires meter Jesus, para proceder à multiplicação!

Me, Myself and I, nunca?!? Tenho andado assim tão mal?!?

Rafeiro Perfumado disse...

The Big Fox, desde que não tenham petróleo, é que de outra forma têm os americanos à perna. Abraço!

S*, e quem é que o vai comprar?

A Lei da Rolha, eu acho que está mas é uma bela c... Abraço!

Cacarol, não sejas copiona!

Rafeiro Perfumado disse...

Constantino, nem mesmo com o Chefe das Finanças da tua zona? Vendido...

Marta, acho que nessa situação é mais grave, pelo menos a ida à loja!

Teresa Santos, a não ser que o faça à socapa!

Marge Simpson, achas que terei de chamar a Troika para descobrir o melhor caminho para a padaria?

Rafeiro Perfumado disse...

Pink Poison, e não chega rijo a casa?

Teté, é espancar esses tipos, sem lá nem piedade! Beijocas!

Carolina Tavares, e se eu for o gerente?

Janita, sou mais adepto de enterrar a carcaça, é mais higiénico! Beijoca!

Rafeiro Perfumado disse...

Inês, neste caso acho que o BCE será suficiente.

Leana, aí até no Peru me ouviriam gritar! Beijocas!

Fábio Paulos, a não ser que te metas a gritar com o espelho. ;)

AMSilva, nesses caso é melhor ir buscar a carteira... Abraço!

Eli, sabes bem que ao Sábado é quando parvo (ainda mais). Beijoca!

Rafeiro Perfumado disse...

Sun Iou Miou, e deixas a tua pessoa fazer isso sem lhe dares cabo do lombo?!? Abracinho!

Papoila – BF, apresenta-te para o castigo, já!

Maria Santos, não confio nessas máquinas, para mim pão tem de envolver mós, burros e as outras cenas.

Isis, e quando acabam as tostas, canibalismo?

Tulipa, gosto de fazer essas cenas, mas sem obrigações, apenas pelo prazer de fotografar. Beijoca!

ψ Psimento ψ disse...

Aqui em casa mesmo sendo 5 o pão tem é o problema de não acabar. A minha mãe passa a vida a fazer torradas ahahahahha.
Abraços.

Isabelices disse...

Numa casa bem organizada, bem gerida, nunca faltaria o pão!

Logo seria mais ou menos assim:

Numa casa onde não há pão todos ralham, (mas sem razão), pois quem procura acha!

Kok disse...

Exacto. É que nem pão nem ganza...
Tá mal!

Táxi Pluvioso disse...

Não há pão come-se lagosta (78 mil milhões dá para algumas).

Blogadinha disse...

Antes comer e calar do que sugerir brioches e ser decapitada como a Maria (Antonieta)!

Rafeiro Perfumado disse...

Psimento, nitidamente a tua mãe tem de começar a dar-vos porrada, de preferência com o pão duro. Abraço!

Isabelices, quer dizer que nas empresas públicas nunca há pão?

Kok, pelo caminho que isto leva, a ganza vai ficar mais barata (e necessária) do que o pão. Abraço!

Táxi Pluvioso, dá para algumas mas é só para alguns.

Blogadinha, “antes comer e calar” também é uma expressão gira...

Blogadinha disse...

A "rafeirar", diria eu! ;)