Cuidado com o Rafeiro! Não é que morda, mas podes pisá-lo sem querer...

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Tratado sexológico ao volante

Imaginem-se na Idade Média, tempo de cavaleiros, princesas e castelos. Agora esqueçam isso tudo porque não é esse o tema deste texto, estava só a gozar com vocês. Se bem que na Idade Média existia uma entidade, conhecida como Inquisição, que agora daria um jeitão para tratar de alguns condutores que circulam nas estradas portuguesas. Nunca me esquecerei de uma viagem que fiz de Andorra para cá, sendo que foi a coisa mais tranquila que fiz na vida, até ao momento em que cruzei a fronteira. Passada esta, no espaço de seis quilómetros ia morrendo três vezes, sendo que numa delas não respondo pelo estado imaculado dos meus boxers.
Os condutores portugueses consideram-se, por defeito, melhores condutores que todos os outros, o que sabemos ser falso, nem que não seja pelos números da sinistralidade rodoviária ou a simples observação desta espécie em acção. O que estará então na origem destes comportamentos à suíno com alma de Schumacher?
Eu tenho uma teoria sobre o assunto, e digo-vos já que é brutal, mas antes deixem-me esclarecer um ponto. Muitas vezes sou acusado de meter segundos sentidos nas frases, tentando induzir as pessoas a terem pensamentos sexuais. Pois bem, neste texto não haverá segundos sentidos, pois a teoria que quero apresentar só tem uma base: os comportamentos rodoviários dos portugueses são explicados através de frustrações sexuais. E dito isto, passo a identificar as diferentes situações:
1º Ver o semáforo vermelho e acelerar na sua direcção, para depois travar a fundo. Situação típica de quem tem ejaculação precoce. O ver a meta lá ao fundo, ter vontade de acelerar mas saber de antemão que vai ter de travar a fundo para não estragar tudo, acho que não deixa qualquer margem para dúvidas.
2º Pessoal que num cruzamento arranca violentamente para se colocar à nossa frente e depois se mete a pastelar. Nestes casos são condutores que começam a ter os primeiros sinais de murchamento inexplicável. A vontade é muita, arrancam com força mas aquilo já não dá para manter uma rotação elevada durante muito tempo. São uma raça cheia de rancor, uma vez que nem andam nem deixam andar.
3º Pessoal que, independentemente do tempo, percorre as estradas e ruas com a aparelhagem a fazer uma chinfrineira descomunal, sempre com os vidros abertos, que é para todos poderem ouvir. Há que ter pena desta malta, uma vez que têm poucos atributos físicos e mentais que atraiam o sexo oposto, pelo que tentam a aceitação social através do seu apurado gosto musical, do género «tás a ouvir este som? Com um gostinho destes só posso ser um gaijo muita fixe, aposto que estás doidinha para dar uma volta comigo».
4º Pessoa que num congestionamento troca constantemente de fila, conseguindo com isso chegar com pelo menos dois minutos de avanço relativamente a quem se mantém sossegado na mesma faixa. Isto indicia dificuldades de relacionamento, é pessoal que não consegue manter durante muito tempo uma relação estável e opta por saltar de parceiro em parceiro. Ou isto ou então estão mesmo à rasquinha para irem cagar...
5º Palhacitos que numa estrada completamente congestionada nos fazem sinais de luzes para que nós ou nos atiremos para a valeta ou coloquemos o carro de lado para que eles possam passar. Estamos nitidamente na presença de um pavão sexual, que tenta vencer a sua concorrência com um show exibicionista, no caso usando luzes, pensando que com esse comportamento será um autêntico garanhão ao chegar a casa.
6º Condutor que entra à má-fila. Existem aqueles homens que para seduzir uma mulher demoram eternidades. Ele é mandar flores, levar a jantar, dar chocolatinhos, até conversar! Já este tipo de condutor, chega ao pé de uma mulher e enquanto lhe mete as mãos nas glândulas mamárias pergunta «vai ser bom, não foi?».
7º Lesmas no trânsito. Aqueles condutores que quer estejam na auto-estrada ou na estrada municipal andam sempre a 3/5 da velocidade permitida. São os amantes do sexo tântrico ou então malta que na volta não sabe fazer nada pelo que opta por demorar, podendo ao menos gabar-se que esteve oito horas na cama a fazer sexo.
8º Os buzinadores militantes. É malta que gosta de se tocar. Podem não ter companhia, mas gostam de estar permanentemente a dar uso à mão, mesmo que sem necessidade aparente.
9º Ultrapassagem sem piscas. Sinal de que estamos na presença de pessoal que não gosta de usar preservativo, pois acham que o prazer fica diminuído, preferindo arriscar e fazer as coisas à maluca.
10º Condutor que acelera quando está vermelho. É um tipo que sabe que a acção está a passar-se à sua frente, não pode participar nela mas mesmo assim gosta de ter a sensação de que está lá no meio. É evidentemente uma pessoa que passa muitas horas a ver filmes pornográficos imaginando que é um dos actores.
11º Condutor que circula sempre pela esquerda. Além do óbvio de ser uma besta de primeira, é alguém carente, que se quer sentir o mais próximo possível dos carros que passam em sentido contrário.
12º Os picanços. Apesar de parecer muito macho, acho que dois tipos que andam a ver qual deles anda mais rápido têm algum sentimento de inferioridade, do género olhar no balneário para ver quem tem o instrumento maior. Na volta se os dois parassem os carros a única discussão que tinham era para ver quem é que metia primeiro as mãos no capot.
13º Os desconfiados pela ajuda. Malta a quem nós damos passagem e ficam ali, a pensar se não os estamos a tentar enganar. São aqueles tipos a quem é necessário meter o preservativo e dar umas palmadinhas nos tomates, só para os ajudar a aquecer o motor. Normalmente são pessoas que, ou apanham uma pessoa do outro lado que lhes diga exactamente o que fazer ou estão condenadas à solidão. Com estes não basta uma piscadela de olho, um sorriso mais maroto ou cruzar de pernas sensual (nas mulheres, pois cruzar de pernas sensual é coisa que não existe nos homens, ou pelo menos eu não consigo imaginar) para que a pessoa avance, é mesmo necessário uma placa gigante na mão direita com uma seta a apontar para ele dizendo «Ei, tu, anda cá meter-te comigo» enquanto na mão esquerda segura outra placa dizendo «Sim, tu!», juntamente com a sua fotografia e número do Cartão de Cidadão.
14º Malta que quando nós tentamos entrar numa via acelera só para nos não deixar entrar. São tipos cuja vida sexual se resume à masturbação. Chateia-as saber que outras pessoas conseguem ter relacionamentos normais, pelo que tentam a todo o custo que todos sejam como eles, isto é, auto-suficientes.
Ficou claro porque é que há tantos acidentes? No fundo é tudo malta que precisa de acompanhamento, carinho e um bom par de chapadas sempre que metessem em perigo outras pessoas que não os próprios.

Até sempre,
Rafeiro Perfumado

67 comentários:

Paula disse...

Ok... Já pensaste escrever para a revista Maria? Ou para a Turbo? Ou melhor ainda, um cruzamento das duas?
Muito bom!
:)

aespumadosdias disse...

Eu às vezes quando ao fim da tarde vou para a Margem Sul pratico a situação 4. Fico danado quando a fila da qual saí passa depois a andar mais depressa.

Barroca disse...

Muito fixe, canito! A 2.ª feira é um dia de caca e um texto supimpa serve sempre para levantar a dita, leia-se moral! ;P

Textículos disse...

Havias de conduzir no Cairo!? :)

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

A condução na republica Dominicana é que era digna de se analisar!
Ou não... era simples e rápida... órgias! No meio da molhada, mete-se onde se pode!

Anónimo disse...

A Inquisição não é da Idade Média, é da Idade Moderna.

maria teresa disse...

Voto em ti para seres eleito o sexólogo de serviço na blogosfera, com direito a todos os subsídios possíveis e impossíveis e uma pensão vitalícia, ao fim de meio ano de serviço.
Fantástico!:):):)

paulofski disse...

E logo num dia como hoje, o primeiro da semana e a chover a potes, é um daqueles dias em que muitos atrasados saem com a moca, apressados e com uma vontade enorme de promover novos conhecimentos. Batidas por trás, então, não falha um choque em cadeia. Outros, a passo de caracol chegam a parar todo o trânsito para aguçar o voyerismo. “Eina pá, estão todos enfaixados, pá”. E se o tipo atrás buzinar não perdem tempo em usar o vernáculo como forma de comunicação. O dedo médio é um factor a ter em conta. “Vai pró c..., pá”

Maria disse...

Ahahah, estes gajos pá, antes de tirarem a carta deviam fazer um teste para ver o grau de frustação sexual, se fosse muito elevado, nada de carta, a estrada ficava muito mais segura . :)

Rosa Negra disse...

Mas... mas... eu não tenho culpa... os piscas é que estão avariados...

(Muito bom, como sempre :))

Rui Pascoal disse...

Há quem conduza e quem se deixe conduzir. Também existem as bestas... Umas deixam-se cavalgar outras não.
:)

Bongop disse...

As "lesmas" do transito, com um toque de "Condutor que circula sempre pela esquerda", fazem com que eu figura numa série de outras categorias que apresentaste...
:D

Abraço

Malena disse...

Ah! Eras tu, naquele único carro que respeitava a regras todas!!!
Ouve lá! Qual é a conotação sexual para um rafeiro cumpridor das regras do Código da Estrada?? ;)

Tio do Algarve disse...

Acho que te arrisca a um avença da Fundação para a Segurança Rodoviária...Ou uma cadeira na nova licenciatura em sexologia, na dárea da metafísica da sexualidade!
Em qualquer espero que não te suba à cabeça, e não deixes de divulgar este conhecimentos...

Olha, fartei-me de rir!!!

A Minha Essência disse...

Risos... desculpa aqui, desculpa ali e passa à frente. (Como sempre!)

Janita disse...

Vejo que o fim-de-semana te deu - como é que vocês dizem? - muita pica.

Então Rafeirinho, como classificarias nessa tabela de sexo sobre rodas, aqueles que nos ultrapassam, se colocam a par e desatam a vociferar bocas foleiras?

Boa semana!
Beijinhos.

Marta disse...

Pois, por essas e por outras é que eu já arranjei um prémio fantásticos para alguns condutores ;)
De resto, há que ter calma, para lidar com uma quantidade de bestas que andam por ai.

Teté disse...

Ahahahah, grande texto! Nos dois sentidos... :)))

Mas por acaso é coisa que dá que pensar: com tantos maus condutores ao volante - e são mesmo muitos, entre apressadinhos e atrasadinhos, fuções ou distraídos - porque é que nunca ouvimos ninguém dizer "eu conduzo mal"? Porque é que a maioria tem a mania que é um Fangio ao volante? E porque é que quando têm acidentes, a culpa é sempre dos outros, chegando alguns a dizer, nas situações mais óbvias, que "o código da estrada é que não devia ser assim"?

Enfim, mas fartei-me de rir com esta explicação de sexologia! :D

Beijocas!

ψ Psimento ψ disse...

Eiii quando não arranjar emprego na área da Psicologia vou para uns semáforos distribuir panfletos e fazer terapia. Como basicamente incluíste todos os condutores portugueses neste post vou ficar rico em e tempos ;)

Pitanga Doce disse...

Pera aí que vou fechar a janela, que os vizinhos já devem achar que rio demais neste pc, pá!

Bianca disse...

Taditos dos Taxistas pá!!!!~
Rafeiro, tu pensastes nos bacanos dos Taxi driver´s???

Laura disse...

Meu Deus, deixas-me doida com tanta escrita mas, dou-te toda a razão, aliás, quando os vejo na minha frente a 30...digo logo, quem não é para conduzir não é para f... metem cá uma raiva e fazem tanta asneira que juro, só à chapada mesmo ou um pontapé na peidola como tu dizes...

Aprovado rafeirito, aprovado em todas.

beijinhos.

laura

Fê-blue bird disse...

Rafeiro mas que grande teoria! :))
Acho que dava uma excelente tese de doutoramento.
Como conduzo e sou portuguesa tentei encaixar-me numa destas situações...depois de muito pensar... decidi-me pela 7ª (quanto a mim a menos inofensiva e mais activa..pelo menos na cama :))

beijinhos

carol disse...

Eu só gostava de saber onde é que vais buscar estas ideias tão doidas!... Por mim acho que este texto deveria ser mandado ao Professor Júlio Machado Vaz. O que ele se ia rir (como eu me ri!) e ainda podia aproveitar para as suas consultas como sexólogo... Pensa nisso, ó Rafeiro.

Muitos Raufs... E, por favor, continua, que o pessoal bem precisa de se rir...

beijo de mulata disse...

O número 7 fez-me lembrar aquela célebre entrevista do Sting, em que disse que conseguia fazer sexo durante 8 horas seguidas...

Algum tempo depois, já a notícia tinha corrido mundo - falava-se mais do que nunca de ioga, sexo tântrico e de priapismo - ele esclareceu: "Bem, as oito horas incluiam quatro horas de súplicas... e depois jantar e depois cinema..."

(um) beijo de mulata

Little Tomato disse...

ok, eu confesso, eu sou daquelAs que ouve a música aos berros no carro e antes de ter carro com AC era com as janelas abertas.. Mas mesmo com as jaelas fechadas acredita que se ouve cá fora, mas a explicação não é sexual (digo eu!)...é que eu gosto muiiiiiiiiiiito de música e de cantar, mas não gosto de me ouvir e portanto só posso compensar levantando o volume eheheheh e se pelo caminho fizer um bem à sociedade e der-lhe um pouco de cultura musical, melhor ainda!

Cacarol disse...

A Idade Média é a idade das trevas também...

Anna^ disse...

eu subscrevo este tratado...ponto por ponto! AHAHAHAHAHAHAHAH

Carolina Tavares disse...

Resumo do problema: Falta de sexo com qualidade é prejudicial ao bom andamento do trânsito.

Campanha para um trânsito melhor: Condutores: é recomendado que façam sexo antes de sair de casa e que gozem gostoso.

Prevenção de acidentes no trânsito: Campanhas publicitárias que associem sexo bom a dirigir bem.

Que tal?

bee disse...

muito bom... e como fica provado por este post, os problemas na estrada são maioritariamente causados pelos homens!...

FATifer disse...

Não podendo deixar de concordar que algumas comparações estão bem apanhadas, diria que colocaste o ênfase no ponto de vista masculino… relembro-te que há hoje em dia muito mais mulheres ao volante e não vejo no teu “tratado sexológico” grandes explicações (lógicas ou não) para os comportamentos delas… :P

À parte este pequeno reparo quase te podia passar a chamar Rafeiro Freud Perfumado ;)

Abraço,
FATifer

Diabba disse...

Não posso crer, o meu coment desapareceu por erro. filho-da-fruta de blogspot... grrrrrrrrrrr

Diabba disse...

bom vou tentar refazer o comentário desaparecido, era mais ou menos assim:

Palhaço ]:-D

Estou aqui sózinha na caverna, a rir baixinho para não acordar os escravos.
Este é um daqueles textos que me enche as medidas (e eu sou de medidas largas)

beijo d'enxofre

Táxi Pluvioso disse...

Muito condutor é feliz com a alavanca das mudanças, uma felicidade que a esposa não consegue dar-lhe.

Recebi este por mail. E não posso deixar de ver que tem muita realidade científica.

Nobel da Física
Este ano Portugal será um forte candidato ao prémio Nobel da Física!
Depois da descoberta do átomo, do neutrão, do protão e do electrão, acabou de ser descoberto o Pelintrão.
E como se caracteriza o Pelintrão? É um tuga sem massa e sem energia, mas que suporta qualquer carga!

Kok disse...

Pensei que no final informasses a malta de qual é o mandamento que te calha a ti.
Pelo meu lado posso dizer que há uns que não me "servem", outros que me irritam e outros que já tenho praticado.

1 abraço!

Will e Fá disse...

Depois disso tudo, chego a conclusão de que o brasileiro precisa urgente de tratamento sexual- psicologico!
Não sei se as noticias chegam a portugal, mas os acidentes e as mortes no transito aqui no Brasil tem sido absurdas.


Beijos,
Fá!

LopesCa disse...

Excelente tenho de partilhar LOL

Gata2000 disse...

Sempre tive para mim que os males do mundo se resolviam com mais sexo, a partir de hoje vou ter mais atenção na estrada para identificar os problemas de cada um, assim quando as bestas me aborrecerem posso mandá-los ir fazer...o que eles precisam fazer com as queridas esposas!

elvira carvalho disse...

Ora bem sempre ouvi dizer que os homens só pensam em sexo. Mas agora parece-me que os rafeiros também. Como é que o Freud não pensou nisso? À pois nesse tempo quase não havia carros.
Falando sério, este post é um óptimo antidoto para a crise.
Um abraço

Henrique Marques disse...

Rafeiro, eu nem sabia que havia tantos tipos de frustrações sexuais...

Rafeiro Perfumado disse...

Paula, escrever para uma Maria Turbolenta? É tentador!

Aespumasdosdias, quando sentires vontade de sair de uma fila lembra-te disto, inspira fundo e fica quietinho. Especialmente se na outra fila for eu a circular...

Barroca, ainda bem que identificaste que dita era levantada, ia arregalando os olhos.

Textículos, mas já fui conduzido, é stressante ver 8 filas no espaço de quatro!

Rafeiro Perfumado disse...

Especialmente Gaspas, lembro-me que eles se orgulhavam de “esquiarem” pelo trânsito. Claro que muitas vezes aquilo acaba em avalanche.

Anónimo, a Inquisição sempre existiu e existirá, o nome é que vai variando.

Maria Teresa, esqueceste-te de mencionar as consultas ao domicílio e demonstrações práticas! ;)

Paulofski, um dia ainda me vou debruçar sobre a personificação do pénis na figura do dedo do meio. Até é sabido que muitos homens nem são abonados, nesse caso deveriam esticar o mindinho, não achas?

Rafeiro Perfumado disse...

Maria, se bem que depois iriam descarregar a frustração nas bicicletas e afins, ia acabar por dar sexo na mesma.

Rosa Negra, estão avariados, estão. Sua maluca!

Rui Pascoal, e ainda há as bestas que estão sempre prontas a disparar.

Bongop, em quem é que achas que eu me inspirei? Não achaste estranho eu andar ao teu lado com um bloco e caneta? Abraço!

Rafeiro Perfumado disse...

Malena, simplesmente tanso.

Tio do Algarve, felizmente poucas coisas me sobem à cabeça. Talvez a mostarda, mas essa costuma ficar a meio caminho, na zona do nariz!

A Minha Essência, passa à frente se eu deixar, olha-me a atrevida! ;)

Janita, esses são simplesmente eunucos, há muito que não conseguem fazer nada, mas gostam de agir como se estivessem sempre a postos para a brincadeira. Beijoca!

Rafeiro Perfumado disse...

Marta, e na falta de calma, há que ter um belo bastão de baseball.

Teté, e não ficou maior porque perdi parte dos apontamentos onde fui anotando estes comportamentos. Raios parta a jove mais a sua mania das impezas... Beijoca!

Psimento, isso partindo do princípio que a malta pára nos semáforos, antes de te dedicares a isso faz um seguro de vida. Abraço!

Pitanga Doce, ainda vão é pensar que andas a fumar alguma coisa...

Rafeiro Perfumado disse...

Bianca, já disse a minha opinião sobre esse grupo, talvez seja por isso que de vez em quando um me tenta atropelar.

Laurinha, quando vejo essa malta a andar a 30 dá-me vontade de estacionar o carro, correr ao lado deles, bater no vidro e gritar: VAI A PÉ, SUA MULA!!! Beijocas!

Fê-blu bird, a única coisa que se quer inofensiva na cama são as almofadas! ;) Beijocas!

Carol, normalmente são as ideias que vêm ter comigo. Eu bem me tento desviar, mas é cá com cada choque... Beijocas!

Rafeiro Perfumado disse...

Beijo de Mulata, e o cinema deveria ser a versão alargada do Senhor dos Anéis! Beijoca!

Little Tomato, muita conversa mas o que salta à vista é que andas no engate musical, confessa!

Cacarol, valha-nos que ao menos os carros têm luzes.

Anna^, espero que não te revejas em mais do que três pontos do dito! Vá, cinco!

Rafeiro Perfumado disse...

Carolina Tavares, atendendo à forma como os portugueses guiam, eu sugeria que largassem a estrada e ficassem em casa a fazer sexo, mesmo que fosse unilaterlamente!

Bee, pois claro. E quem é que causa frustrações sexuais aos homens? Pois claro, vocês!

FATifer, sendo eu UM rafeiro, claro que tem de ser visto do ponto de vista masculino. E também já era tempo de dar uma folga às mulheres, parece-me injusto serem sempre acusadas de todos os males, não achas? ;) Abraço!

Diabba, desde quando um ser do mal tem cuidado com o sono dos escravos? Isso deveriam ser gargalhadas maquiavélicas de fazer o prédio todo agarrar-se ao tecto, a ponto de te espancarem na próxima reunião de condomínio. Beijoca!

Rafeiro Perfumado disse...

Táxi Pluvioso, e ainda no domínio da física, temos o BPN e a Madeira, que são autênticos buracos negros. Abraço!

Kok, socorro-me do velho ditado “faz o que eu digo, não o que eu faço”. Abraço!

Will e Fá, não te metas connosco, somos campeões europeus de sinistralidade, ouviste bem? Campeões! Beijocas!

LopesCa, o que é que a menina anda aqui a fazer em dia de aniversário? Beijoca!

Rafeiro Perfumado disse...

Gata2000, pregaste-me um valente susto, quando começaste a dizer que irias andar com atenção para identificar os problemas de cada um. Não olhes assim para mim, podia dar-te para ser uma Madre Teresa Rodoviária! ;)

Elvira Carvalho, não penso só em sexo, por vezes também penso no Benfica. ;) beijoca!

Henrique Marques, e muitas mais haveria para relatar, mas esta treta já estava demasiado grande, e é sabido que mais do que três parágrafos a malta deixa de ler.

Nanny disse...

Tu achas que eu tenho tempo para ler um texto tão grande? Se tivesse tempo já tinha acabado de ler um texto sobre neo-institucionalismo (em inglês) para a tese, pá!

Beijocas

LopesCa disse...

O titulo chamou a minha atenção e tive de ler o post que está excelente ;)

TERESA SANTOS disse...

Onde está o meu comentário?

Então, pedia a factura para pagar a "lição" e não foi publicado?!

Ahh, vou-me embora!

redonda disse...

:)) Muito esclarecedor e não tinha absolutamente nada a ver com sexo :)

AmSilva® disse...

Nunca tinha feito esta relação, mas acho que acertaste na mouche!!
Falta aí um tipo... aquele (a) que começa a ultrapassagem á mesma velocidade que circula o da frente, poderá ter algo a ver com chegar ao fim juntos, mas neste caso seria ao fim da via...
Abraço

Helena disse...

Correção ao anónimo ajuda ao Rafeiro:Inquisição port é do séc XVI e esp ligeiramente anterior mas a dita cuja foi fundada na Idade Média contra os albigenses.
Só deve criticar quem realmente sabe

Blogadinha disse...

Lá está, não basta ter um volante na mão - há que saber usá-lo! Hehehe

Ana disse...

É. Eu também costumo dizer que quem gosta de buzinar, gosta muito de ter sempre a mãozinha na gaita...

Rafeiro Perfumado disse...

Nanny, não venhas para aqui dizer palavrões, pá! Neo-institucionalismo?!? Já lavar a boca com sabão! Beijocas!

LopesCa, sendo assim estás perdoada, mas só porque fizeste anos!

Teresa Santos, vi um comentário a passar por mim a fugir, não sei que raio lhe fizeste...

Redonda, claro que não, alguma vez eu faria isso num blog familiar?

Rafeiro Perfumado disse...

AmSilva, isso é seguramente o tipo que gosta de fazer sexo a olhar para o espelho, a ver como está a ser o seu desempenho. Abraço!

Helena, obrigado pela ajuda. Agora fiquei curioso em saber quem são esses desgraçados dos albigenses.

Blogadinha, de que vale ter uma máquina se não a soubermos usar? ;)

Ana, achas que esse pessoal quando encontra alguém no corredor lá de casa lhes buzina, com uma vuvuzela, ou coisa que o valha?

LopesCa disse...

LOL ;P

Ana disse...

Na altura do Mundial de Futebol em 2010, mais parecia a revolta das Vuvuzelas...mãe de Cristo!

Sunny disse...

Está muito bem visto MESMO!
palavras assim só podiam vir de um rafeiro (mesmo que perfumado)
eheheheh

Sandra disse...

Humm...então e tu Rafeiro...em que número te inseres?? Vá e não venhas cá com coisas a dizer que em nenhum....
;)

sandrablogwithaview

Rafeiro Perfumado disse...

LopesCa, ;)

Ana, nem me lembres, ainda tenho pesadelos com elas!

Sunny, vou tomar isso como um elogio!

Sandra, sou uma autêntica equação!

Pérola disse...

O que eu aprendi nestes 10 minutinhso. Ainda bem que reconheces que os maus condutores são todos do sexo masculino.
Nós não temos esse tipo de traumas ou comportamentos. Somos muito bem resolvidas, ai isso somos, até se reflete na nossa exemplar forma de conduzir.
Um beijo.
P.S. Voltaste a cair no 'spam', tens tendência para te esconderes? Não me parece.
Pelo sim pelo não, passei a ir, sempre que possivel, ao tal do 'sapm'.

Rafeiro Perfumado disse...

Não referi a parte das mulheres condutoras porque poderia ser demasiado traumatizante, para mim e para vocês!