Cuidado com o Rafeiro! Não é que morda, mas podes pisá-lo sem querer...

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

A contra-vingança, arraçada de calota polar

Uma vez que após a publicação da segunda parte do plano para me vingar dos meus pais eles me tiraram do testamento (além de me terem dado umas palmadas e me terem metido uma semana de castigo, sem direito a sobremesa ou Internet), resolvi ocupar o meu tempo livre a pensar no que é que os pais poderiam fazer para darem o troco aos filhos. Assim, e para os pais que já sentiram na pele os planos maquiavélicos dos filhos sedentos de vingança, aqui fica a oportunidade de replicarem à altura. Como pagamento só vos peço que não digam nada disto aos meus pais, ok? É que os sacaninhas eram bem capazes de fazerem alguma destas coisas...

1º Essa é a minha!
Pai: Ó filho, olha a tua mãe!
Mãe: Filhinho, olha o teu pai!
Filho: Mas o que é que se passa aqui? Será que não vos posso deixar dois minutos sozinhos e põem-se logo a discutir?
Pai: É ela, que insiste em usar a minha cadeira!
Mãe: Esta cadeira é a minha, seu velho caduco!
Filho: Mas quantas vezes eu tenho de vos dizer que as cadeiras são I-G-U-A-I-S?!? Parem lá com isso e sentem-se de uma vez, que a comida está a arrefecer!

2º Veja lá se o chama à atenção
Responsável: Sr. Etelvino, tive de o chamar cá porque o seu pai anda a portar-se mal, se isto continua assim vou ter de o expulsar...
Etelvino: Outra vez? Mas eu conversei tanto com ele, tinha-me prometido que se ia portar bem! O que é que ele fez desta vez?
Responsável: O de sempre, apalpa as assistentes, desaparafusa as rodas das cadeiras dos colegas, faz barulho na hora da sesta, enfim, um total desrespeito pela autoridade. Ou consegue meter-lhe juízo na cabeça ou vai ter de procurar outro asilo, é que os filhos dos outros idosos já se começam a queixar da má influência que o seu pai exerce sobre os outros...

3º Falta muito?
Mãe: Falta muito, filho? É que acho que tenho de ir à casa de banho...
Filho: Outra vez?!? Mas se eu nem sequer liguei o motor do carro!

4º Blergh, isso é horrível!
Pai: Epá, isto é horrível!
Filho: Mas nada do que eu faço está bem? Além de que os brócolos fazem-te bem!
Pai: Não como, não como, não como, depois ainda começo a cagar verde!
Filho: Vá lá, só mais quatro garfadas...
Pai: Uma!
Filho: Duas e um golo do sumo de laranja...
Pai: Duas e nada de sumo!

5º Vá lá, vá lá, vá lá!
Mãe: Filho, sabes o que é que eu queria mesmo? Um cão!
Filho: Nem penses nisso, depois quem tem de tratar dele sou eu, não é? Já para não falar da despesa com comida, com o veterinário, aturar as reclamações dos vizinhos, etc.
Mãe: Mas eu quero um! Todos os meus amigos têm um, e fazia-me companhia! Vá lá, eu prometo que trato dele!
Filho: Está bem, mas algo me diz que me vou arrepender...

6º Pára quieto!
Filho: Pai, não saias de ao pé de mim, quantas vezes é que tenho de te dizer?!?
Pai: Mas eu estou mesmo aqui...
Filho: E não corras, que esbarras nas pessoas! E não mexas nisso, sabes lá por onde é que isso andou! Anda cá, porra!

7º Não me desgraces
Pai: Ó filho, aquela boazona ali do outro lado da rua não é a tua colega?
Filho: É pai, mas não apontes...
Pai: Epá, mas que grande par de glândulas mamárias que a tipa tem!
Filho: Já vi, mas não grites e pára de apontar, que ela ainda vê, queres envergonhar-me?!?
Pai: Mas olha, olha!

8º Não posso ver um bocadinho?
Filho: Mãe, posso só ver uma coisa na televisão?
Mãe: Desculpa lá, mas agora está a dar a Praça da Alegria!
Filho: Mas eu queria ver o debate sobre o impacto do memorando da Troika na nossa economia...
Mãe: Quero lá saber da troika! Estou a ver o Luís Goucha a falar com esta pobre senhora, que tem o gás cortado há mais de dois meses, coitadinha!
Filho: Pronto, vê lá isso. Mas ao menos posso mudar a música? Já estou farto de ouvir este CD do Rancho Folclórico de Ranholas!
Mãe: Eu gosto desse, faz favor vai entreter-te para outro lado!

9º Outra vez?!?
Pai: Filho, filho, podemos entrar?!?
Filho: Hã? Quê? Que foi?!?
Pai: Chega-te para lá, deixa-nos entrar na cama!
Filho: Mas são três da manhã, e não tarda nada tenho de me levantar para ir trabalhar!
Mãe: Mas ouvimos um barulho, e ficámos com medo de dormir sozinhos! Agora caladinho e passa para cá a almofada!

10º Dia de São Nunca, pela fresquinha
Pai: Filho, nunca mais me levaste ao teu emprego, e eu gostei tanto...
Filho: É que nem penses, ainda hoje falam da última vez que lá te levei.
Pai: Mas eu até me portei bem!
Filho: Se por portares bem achares o encravar as duas fotocopiadoras, entornar líquido corrector em cima do relatório do meu colega, desligares os teclados e os ratos de todos os computadores e chamares careca ao meu chefe...

11º E tempo para mim?
Mãe: Filho, no próximo fim de semana preciso que nos leves à festa de aniversário da minha amiga Geraldina.
Filho: Mas existe algum fim de semana em que vocês não tenham festas?!? Ao menos nesta posso entrar e comer qualquer coisa?
Mãe: Aquilo não tem lá pessoas da tua idade, esperas no carro, faz favor.
Pai: Ah, e hoje precisamos de boleia para o cinema.
Filho: Qual é o filme? Se calhar também vou ver.
Pai: Não sei se os nossos amigos se sentiriam à vontade contigo, até podes ir, mas vais para outra sala, depois encontramo-nos no fim.

12º Está bem, agora cala-te!
Pai: Leva este, leva este!
Filho: Pai, esse é muito mais caro, este é exactamente igual e está em promoção.
Pai: Mas eu gosto é deste! DESTE!
Filho: Mas se a marca é a mesma, só que esta embalagem é familiar, porque raio hás-de querer essa apenas com três?
Pai:Porque sim, porque sim, porque sim! E porque este traz um brinde!

13º Eu não conheço esta gente
Filho: Mas vocês param quietos?
Pai: Eu estou quieto, a tua mãe é que atirou o pão!
Mãe: E tu derrubaste o copo de água de propósito, que eu bem vi!
Filho: E falem baixo, está o restaurante todo a olhar para nós!
Pai: EU ESTOU A FALAR BAIXOOOOOO!
Mãe: EU TAMBÉEEEEEMMMM!!!!

14º Não podes esperar um bocadinho?
Mãe: Filho, ouve-me!
Filho: Só um bocadinho...
Mãe: Mas ouve lá!
Filho: Espera, estou só a acabar isto...
Mãe: Vá lá, ouve-me! Ouve-me!
Filho: Pronto, o que é que é assim tão urgente?!?
Mãe: Esqueci-me...

Até sempre,
Rafeiro Perfumado

44 comentários:

Me,myself & I! disse...

Oh,meu Deus!
O que eu me ri com isto!
(E ainda estou cheia de sono, que o meu cérebro não funciona bem de manhã...)

Vítor Fernandes disse...

Oh pah não gostei. Não falaste daquela cena no MacDonnalds por causa do menú 3ª idade, nem na fita que o pai fez por causa do jogo da glória. E na próxima, se fazes favor leva lá os velhos ao jardim zoológico ok?

Um abraço.

Maria Pitufa disse...

LOOOLL... que meente retorcida a tua!! Como é que tu lembras destas coisas?? Beijocas

A Minha Essência disse...

Dava tudo para ler o item 15º. Oh, oh se dava... :p

Rui Pascoal disse...

Há pais "tramados", mas o inverso também é verdadeiro.
:)

Cadinho RoCo disse...

Vivemos de transformações.
Cadinho RoCo

Teté disse...

Ahahah, é a velha história do cá se fazem, cá se pagam! :D

Ah, mas claro, o Goucha está no "Você na TV!", já deixou a "Praça da Alegria" há um porradão de anos! :)))

Mas adorei as tuas hilariantes vinganças, que, não sei porquê, me são vagamente familiares... :)

Beijocas!

tetisq disse...

Gostei mais desta perspectiva do que da parte II.
Os velhotes fizeram muito bem em pôr-te de castigo ;)

Marta disse...

Sugiro que para o próxima nos dês ideias de como castigar os nossos pais. Isso devia ser muito interessante. Muito mesmo. Fica a guardar. Beijinhos.

Dri Viaro disse...

Passando pra desejar uma semana abençoada!!

beijos

Dri Viaro
www.driviaro.com.br

DESIRE disse...

Bem, este post ainda está melhor do que o da "vingança serve-se muito fria...";))
Beijos prometidos

Maria Santos disse...

Um dia ainda vais ser pai... e depois arrependeste de ter dado ideias aos teus filhos!!!! eheheheheh... Que nessa altura os teus livros são verdadeiros best-sellers da boa via!!!!
Vá, continua... depois não te queixes!

aespumadosdias disse...

Que pais...
Eles ia fartar-se de rir se lessem isto. Ou talvez não...

Gasper disse...

Ahaha o que eu me ri!! Espero que os meus pais nunca leiam isso. :P

AvoGI disse...

Já tinha dado um valente dentada com estes caninos que ainda me restam nas canelas desse pequeno. Ou atão duas dentadas para nao chatear.
kis .=) aua ua aauau

Fa menor disse...

Muita realidade... aqui!

Nanny disse...

Gostei particularmente da última...!

Há algumas em que passariam por maluquinhos, mas pronto... a realidade é que a partir de certa altura é a 2ª infância... e eu já vou lindando com uma que é assim...

Beijocas, cachorro

Nanny disse...

Ahhhhh e esqueci-me de dizer:

Tu merecias!!!!!

conchita disse...

O 12º item faz-me lembrar alguém, lol!!
Acho que descreves-te essa geração MUITO BEM,é tal e qual, lol!!!
Beijos:)

Almeida disse...

Rafeirito.... isto são maneiras de
começar o ano'?
Em vez de amor escreve sobre vingança.Mas não se esqueça do ditado( Filho és pai serás,como fizeres assim acharás).O que val é que isto é tudo só a brincar.

AmSilva® disse...

Não me parece que vás ficar melhor perante os teus pais, mas deixa lá!!
Já viste as vantagens??!?!
Se não recebes nada de Herança não terás de pagar mais valias ao Estado!!!
Abraço

elvira carvalho disse...

Passei. Deixo um abraço e os votos de um 2012 tão feliz quanto deseje.

Nota desculpe não comentar o texto. Acredite que o li. Mas não me sinto capaz de o comentar.

Leonor disse...

fantástico! e não me consigo lembrar de mais uma destas belas situações ...

Táxi Pluvioso disse...

A Ferreira Leite é ainda pior. Quer pôr os seus pais a pagar hemodiálise (se ainda os tiver, os pais, e eles ainda tiverem rins).

Orquídea Selvagem disse...

Sabes meu lindo, a lei da vida é cruel... e faz-nos a nós, filhos, experimentar o que os nossos pais passaram connosco em crianças...
Mas isso é quando ela (vida) é generosa... e não nos rouba os nossos pais cedo demais.

Apesar de não ser novidade para mim, tenho de te dar os parabéns porque tu consegues fazer humor com coisas sérias...

Beijinho :)

mixtu disse...

jajaja
excelente---
jajajaja
ai a colega do trabalho...

abrazo serrano

Cacarol disse...

Um momento que quero ler isto outra vez...

Rafeiro Perfumado disse...

Me, Myself & I, está explicado o porquê de tanto riso, são conhecidos os efeitos eufóricos da remela.

Vítor Fernandes, não levo nada, estão de castigo por terem voltado a lavar a dentadura na máquina de lavar louça! Abraço!

Maria Pitufa, é tão simples que chega a ser assustador. Beijocas!

A Minha Essência, não seja por isso:
15º Nem penses que sais de casa nesses trajes! Faz favor de ir vestir roupa decente, e é já!

Rafeiro Perfumado disse...

Rui Pascoal, e o inverso disso também!

Cadinho Roco, e as transformações é que nos fazem viver!

Teté, assim podes ter uma ideia do tempo que passou entre a escrita e a publicação! Beijocas!

Tetisq, felizmente têm o sono pesado e consigo sempre pirar-me pela janela! ;)

Rafeiro Perfumado disse...

Marta, para isso basta leres o texto anterior, jove. Beijocas!

Dri Viaro, e eu para te desejar um FDS abençoado, seja lá por quem for. Beijocas!

DESIRE, mas este não vai ter direito a “parte II”, já lhes dei demasiadas ideias. Beijoca!

Maria Santos, não sei qual o maior milagre, eu ser pai ou os meus livros serem best-sellers! Beijocas!

Rafeiro Perfumado disse...

Aespumadosdias, podes acreditar que se riram. E acho que sinceramente!

Gasper, dá-me o e-mail deles...

AvoGI, e arriscares perder o que te resta de dentição? É que a minha canela é dura! Beijoca!

Fa Menor, e ainda mais ali!

Rafeiro Perfumado disse...

Nanny, é um lento e doloroso regresso à infância, do qual também já vou vendo uns sinais. Beijo.

Conchita, e olha que neste ponto não há assim tantas diferenças entre gerações como isso. Beijocas!

Almeida, acho que só me atrevo a escrever isto porque sei que no meu caso esse ditado não se aplica. Abraço!

AmSilva, a não ser que o Estado crie um imposto sobre heranças potenciais! Abraço!

Rafeiro Perfumado disse...

Elvira Carvalho, está assim tão mau? Beijoca!

Leonor, se visses as que eu censurei por considerar demasiado fortes... beijoca!

Táxi Pluvioso, não tarda nada é o país que está a fazer hemodiálise, a MFL é apenas uma peça da engrenagem.

Rafeiro Perfumado disse...

Orquídea Selvagem, tenho a sorte de ter os dois pais, e com saúde, não sendo minha intenção desrespeitar quem não os tem. Tal como dizes, temos de brincar com estas coisas, pois de outra forma a vida tornar-se-ia demasiado séria para ser suportável. Beijoca.

Mixtu, agora imagina que era a chefe! Abraço!

Cacarol, és lenta a ler, pá...

São disse...

rrss rrsss rrss

haja humor!

Bom final de semana

gota de vidro disse...

Como é bom passar aqui e dispersar a mente com o que escreves.

Fartei-me de rir e saio com uma sensação de leveza.

Haja alguém que em tempos difíceis escreve humor ...

Parabéns e bom fim de semana

bjocas da Gota

Magia da Inês disse...

º°❤
Bom fim de semana!
Beijinhos.
Brasil
°º✿
º° ✿ ✿⊱╮

Táxi Pluvioso disse...

Sim uma peça da engrenagem, uma peça mais de osso, ela está magrita, deve andar a suspender a alimentação por seis meses. bom domingo

Katty disse...

Vi o teu blog no "Blogs do ano 2011" e decidi cuscar porque o nome é muito original.
E gostei, por isso tens o meu voto e mais uma seguidora.
Boa sorte.

PS.:Adorei o post, muito divertido ;)

Toni dos bifes disse...

"14º Não podes esperar um bocadinho?
Mãe: Filho, ouve-me!
Filho: Só um bocadinho...
Mãe: Mas ouve lá!
Filho: Espera, estou só a acabar isto...
Mãe: Vá lá, ouve-me! Ouve-me!
Filho: Pronto, o que é que é assim tão urgente?!?
Mãe: Esqueci-me..."



Acontece-me tanto!

Rafeiro Perfumado disse...

São, esse vai ser mais complicado de nos tirarem. Bom FDS!

Gota de Vidro, obrigado pelas tuas palavras, é bom saber que por aí anda mais alguém que acredita ser possível aliviar as dificuldades pelo simples facto de brincarmos com situações “sérias”. Beijoca!

Magia da Inês, Uma beijoca e bom FDS!

Rafeiro Perfumado disse...

Táxi Pluvioso, mas olha que mesmo magrita é coisa para lixar a máquina toda. Abraço!

Katty, pois então o concurso já serviu para alguma coisa, estou a começar a ficar com vontade de o divulgar e tudo. Beijoca e obrigado!

Toni dos Bifes, esqueceres-te ou fazeres esquecer? ;)

Eli disse...

Não vou comentar, porque o meu comentário seria demasiado desagradável, não para ti, mas para mim!

Ops, comentei!

:P

Rafeiro Perfumado disse...

Rafeiro, não te tinha em conta de mariquinhas, pá. Conta, se tens coragem! CO-CO-CO-DECO!!!!