Cuidado com o Rafeiro! Não é que morda, mas podes pisá-lo sem querer...

terça-feira, 26 de junho de 2012

Veste lá qualquer coisinha

As mulheres estão a matar a imaginação sexual dos homens. É verdade, escusam de estar para aí a olhar de lado e a gritar histericamente frases como «O quê?!? Mas tu bebes?», «Este gaijo deve chutar para a veia!» ou «Comia-te todo, meu rafeirão!» porque lá no fundo vocês sabem que eu estou coberto de razão!

Quer dizer, antes o simples vislumbre de uma alça de soutien, de uma prega da saia ligeiramente acima do joelho ou de um ombro mais destapado era o suficiente para nos alimentar a imaginação por muitos meses, valendo aos mais impressionáveis inúmeras contagens de azulejos. Quando uma mulher surgia vestida dos pés à cabeça, apenas se podia tentar imaginar como seria a gaija por debaixo daquela montanha de roupa. Os próprios preliminares eram muito mais longos, pois despir uma mulher é das coisas mais excitantes que se pode fazer. E isso, minhas caras amigas, faz parte do vosso encanto, o deixarem-nos com água na boca, o deglutir a antecipação, a surpresa. Mas o que vemos agora? Tudo, ou quase tudo. É que nem dá para franzir os olhos para ver tudo desfocado, está tudo ali à vista. Um simples sopro e está a roupa toda tirada, depois admiram-se que a malta queira partir logo para a acção!

Então quando chega o Verão, bem, digamos que é uma altura lixada para a fidelidade visual. Não digo que não seja agradável ver certos pitéus na rua, mas é quase como comparar um investimento a curto ou longo prazo. Uma mulher semi-despida dá um certo prazer no imediato, mas uma mulher que sabe incendiar-nos a imaginação é algo que dá muito prazer e durante muito tempo. Ainda por cima grande parte do material que anda por aí, valha-nos São Rafeiro, aniquila qualquer desejo que possa existir. Elas são as cinturas do avesso, como se tivessem engolido uma bóia de salvação, elas são as axilas peludas a fazer lembrar a Rosa Mota, enfim, um autêntico massacre ao libido masculino. Ao menos com roupa em cima ainda se consegue adiar o choque, ou pelo menos limitar os estragos que fazem nos poucos heterossexuais que ainda resistem por aí. Está bem que com roupa levamos grandes barretes, mas a expectativa da descoberta (ou não fossemos nós portugueses) já ninguém a tirava. E em muitos casos até se pode dar o caso de, uma vez que se teve tanto trabalho a desembrulhar, olha, marcha.

Quase me dá vontade de ir na rua, com um casaco debaixo do braço, aproximar-me de uma jove e dizer:
- Olha, não te importas de vestir isto, só para ver se és gira?

Até sempre,
Rafeiro Perfumado

PS: para as mulheres que hipoteticamente me queiram bater por considerarem este texto sexista, garanto-vos que a minha jove já me castigou o suficiente

98 comentários:

luisa disse...

Também estás muito janota nessa foto... :)

Felina disse...

Está justificado o aumento de gays...

Brigite Jonessa disse...

Na praia então...é como diz o velho ditado...dantes desviava-se o biquini pra ver a boa da "nadega"...hoje em dia desvia-se a nadega pra ver o biquini...

lena disse...

Gostei do texto e da lógica. Muito interessante.
Beijinhos grandes.

Utena disse...

Estas um charme nessa foto tu!

Maria Pitufa disse...

Essa foto espalha charme que é uma loucura. O que dizes até tem uma certa lógica...mas convenhamos que a ideia de irmos com uma burka para a praia ou simplesmente andarmos vestidinhas da cabeça aos pés com este calor só para estimular a imaginação de V. Exa... é demais!
Mas concordo na parte em que dizes que há aí pessoas que cometem verdadeiros atentados à estática!!

Maria disse...

Ahahah, um dos melhoes textos que já li por aqui. Mas é que é mesmo verdade. Eu muitas vezes também me pergunto se algumas pessoas não têm espelhos em casa ?!

apenas umas letras disse...

olá. concordo contigo, quando dizes que muitas mulheres já não nos fazem pensar o que está por baixo da roupa. Antigamente, olhava-se para a mulher, e tentava-se imaginar como é que era e hoje em dia, algumas mulheres ou grande parte andam tão destapadas que nem dá para tentar imaginar nada. Para começar, andam com os seios á mostra, praticamente, têm um bocado de tecido e mais nada. E quando os vestidos são quase transparentes, que se vê tudo? abraço

Bel disse...

Já cusco aqui o teu blogue à algum tempo.. mas hoje não resisti ao comentário!
Devias ganhar um prémio por este texto, a verdade é que concordo contigo! Quando se perde a vontade de descobrir (uma vez que anda tudo ao léu)... lá se foi a piada da coisa! Não estou a dizer para usarmos burca, mas um bocadinho de descrição para espevitar a imaginação, definitivamente não faz mal a ninguém!
Já agora belo outfit o teu... até fiquei em pulgas para saber o que esconde:)
Beijocas e até breve

JP disse...

Rafeiro,
definitivamente de acordo! Mas não deixa de ser interessante, por vezes....

Abraço

nómada disse...

Caro Rafeiro,

Altas, baixas, magras, menos magras (atenção que eu não escrevi gordas) gosto delas de qualquer maneira. Compreendo a tua posição quando uma jove esbelta e em estilos minimalistas se aproxima de ti que não és de ferro. Eu também não sou mas os olhos também comem.

Nómada

Vic disse...

Não á dúvida que o paraíso na terra, deve ser viver num pais onde as mulheres usam burkas. :)

Cristina Torrão disse...

Já que a tua jove te castigou o suficiente, em vez de te bater, digo que este é dos melhores textos que já publicaste. E a melhor frase é a última: "até se pode dar o caso de, uma vez que se teve tanto trabalho a desembrulhar, olha, marcha" - :D

Só tenho pena do cãozinho da imagem, com um ar tão infeliz, dentro daquela coisa tão justa...

Textículos disse...

O calor anda-te a fazer mal! :)

guess disse...

É a gaja tipo McDonald's: pronta a comer.

nómada disse...

Caro Rafeiro,

Nestas alturas (Verão) a imaginação é o melhor amigo do Homem. Há quem fale em burkas mas sinceramente vivo em Portugal e por cá essa moda não pegou (graças a Deus) e espero que nunca venha a pegar. A carne é fraca e depois não venham as mulheres com as desculpas do costume.

Nómada

Anónimo disse...

Blá, blá, blá e nada... a única que eu não me importava que usasse burka tu sabes quem é. Mas acho que ela pensa que os homens são como as fraldas... descartáveis e isso eu não aceito.

sara disse...

Ao ler o teu texto deu-me vontade de rir. Sou mulher, mas por vezes dou comigo a ver cada figurinha de algumas mulheres, que só digo: "acho que se esqueceu de vestir qualquer coisa". Principalmente aquelas senhoras e até algumas raparigas que em vez de saias usam "cintos", como eu chamo. Mas, enfim o tempo muda e as pessoas mudam de uma maneira que até assusta, por vezes. beijoca

Sexy Couple disse...

É como diz o povo: «o que é de mais enjoa».

O problema está no exagero. Agora se a senhora está vestida com elegância e bom gosto, a saia acima do joelho ou o decote sexy, podem ser um must um bom teaser.

Eu sou tamanho XL e das coisas que mais detesto é t-shirts curtas com a boa da banhinha toda à mostra.

No que aos homens diz respeito, também devíamos lembrar a calça descaída com rabiosque de fora, horrível, morte certa da libido.

Beijo sexy,
Ana

Tétisq disse...

Estás muito sensato.
Mas sem extremismos, eu concordo que deve existir um certo cuidado na forma como as pessoas se apresentam, especialmente para trabalhar ou para frequentar uma escola, não gosto que as pessoas se vistam sempre como se estivessem numa esplanada de praia, mas isto vale para os dois lados, porque homens com uma t-shirt cor-de-rosa, de decote em v, com o peito todo à mostra, uns jeans descaídos e uma série de acessórios que parecem femininos mas eles dizem que não, também não são muito atraentes mas é o que mais se vê por aí, aliás aposto que tens uma t-shirt dessas no armário :) *

Orquídea Selvagem disse...

Ora ora... que grande mentiroso me saiste!! A tua jove não te castigou coisa nenhuma porque ela não é atingida pelos reparos que fazes.
Mas agora te digo, pensei que em vez do casaco irias dar à menina para ela vestir... uma burka!! (private joke)
hehehe

Beijinhos para ti e para a tua gata :)

Pitanga Doce disse...

E lá tenho eu que fechar as janelas ou os vizinhos me mandam internar. hehehehehe

"E em muitos casos até se pode dar o caso de, uma vez que se teve tanto trabalho a desembrulhar, olha, marcha."

Já agora vou te aguçar a imaginação. Há aquela que se mete num negligê negro e fica qual um bombom e diz ao gajo: "desembrulha"!

Ora toma, que pediste! hehehe

Carolina Tavares disse...

Lindo texto, muito masculino, cheio de razão e desejo. Fantástico. Gostei imenso. Se eu fosse a tua jove te cobria de beijos. Dá tesão em ler um texto assim. Não é a toa que quando vamos vestidas para praia somos mais olhadas que quando estamos de biquíni.

Beijoca

Teté disse...

Inúmeras contagens de azulejos?!? LOL!

Mas ias-te meter-te em apuros nos países árabes, já pensaste? A olhar libidinosamente para as fulanas todas vestidas até às orelhas, sei lá, não sei se sobreviverias aos capangas de um califa ciumento... :)))

Beijocas!

nómada disse...

Caro Rafeiro,

Seguindo aqui a linha de raciocínio da Teté sempre ouvi dizer que as mulheres das arábias valem camelos. Ou elas começam a usar a burka para te agradar ou ainda prevejo que vais ser o Bill Gates dos camelos.

(a brincar e sem ofensas)

FATifer disse...

… nem de propósito estava hoje no autocarro a observar uma jovem que teve de puxar as calças com cintura descaída umas 3 vezes e que tinha a alça do sutiã de fora… mas sendo ela um belo espécime do género feminino não me queixo de nada do que apontas ver por aí :P.
Entendo e concordo com o teu ponto, sempre preferi imaginar (mas isso sou que penso demais! :P).

Havemos de resistir, até porque a imaginação não é coisa que morra facilmente!

Abraço,
FATifer

L.Maria disse...

E o número de calças abaixo do que se gasta na realidade só para "fingir" que se é esbelta? E as coitadas das "carnes" que não aguentam e saltam fora. Lindo! Ainda estou é para descobrir como é que se conseguem sentar com aquilo e com vestidos mesmo abaixo da nádega. E também "adoro" a moda dos calções extra-curtos a ver-se o forro do bolso, que é mais comprido que os calções.

Mas os tipos de camisolas justas (que mete dó) decote em V com pelos à mostra, que foram levados por uma qualquer ventania, calças com o gancho a fingir que os "ditos" têm uma anomalia e chegam ao chão, também não são atraentes por aí além.
Isto para não falar da típica "barriga de cerveja"...
Sabes rafeiro, é que as mulheres também gostam de "lavar" as vistas!

Quanto à indumentária da foto.. nos cães prefiro mesmo é o pelo à vista.

nêspera disse...

Olha Rafeiro... já podias ter avisado há mais tempo qual o meu problema, sim?

Hoje (com quase 40º), vestida com um aquele shador lindíssimo que eu tinha guardado há milhares de anos, é que foi fazer parar o trânsito, obrigar cabeças a rodar em semi-círculo e levar piropos até dizer já chega! ;D

Muito obrigada! :)

Barroca disse...

É verdade, rafeirito, há pessoal que devia andar mais coberto a bem da imaginação masculina e, já agora, da estética visual de toda a gente. :D

Adoro a foto que escolheste do wein, tá lindão! Essa indumentária vira cabeças, oh lá lá!

Mafalda disse...

Um texto brilhante de ler, é verdade...
Mas estão 35 graus. Burka? Usem-na vocês e depois contem-me como foi. Um vestido não mata ninguém (Atenção, não disse que seria decotado até ao umbigo, e curto que parece camisola).
E já agora, gostei da atitude da tua jove. Alguém que te ponha tino, e a elas roupa, Rafeirito :)

Kok disse...

Ou seja, agora há que imaginá-las vestidas?

Cristina Oliveira disse...

Tens toda a razão!
Eu sigo a máxima da outra senhora de quando usar decote pronunciado, não mostrar as pernas demasiado e quando mostrar as pernas, não usar decote prnunciado. Tudo com muito equilíbrio, q é para não revelar tudo de uma vez...

Marta disse...

Hum...é caso para dizer: Gostas pouco, gostas!
LOL

Matilde disse...

Olá Rafeiro:
Então e em que classe sou catalogada se passo quase um ano inteiro só de calções e uma finíssima blusa branca de algodão,sem mangas?
E uso soutien, infelizmente, porque sou mesmo obrigada, porque com a transpiração do dia, se calhar sem ele ia dar uma imagem meio depravada. ;)
O que estranhei um bocadinho foi que agora que elas se vão descascando, segundo as tuas palavras, vais tu envelopando-te até às orelhas. Mas fica-te muito bem e gostei do estilo.
:)

Inês disse...

Eu estou de acordo.
Há mulheres que não têm a noção do ridículo quando saem à rua, ou o espelho está partido, ou dá uma imagem distorçida.
Mas assim como há mulheres também há homens....
Os que vão com a tanga para a praia, com os calções demasiado curto e demasiado justo, que contrasta com a barriga enorme ou os abdominais demasiado trabalhados (visão do inferno).
Os que andam com a camisa desabotoada até ao umbigo, a mostrar o corpanzil, os que vestem a camisola demasiado justa, os que se acham o Cristiano Ronaldo lá do sítio (mais visões do inferno, esta noite vou ter pesadelos).

pássaro viajeiro disse...

Mas, ó apenas umas letras.
Antes de mais dei um giro pelo teu blog e constatei que és um rapaz novo, muito novo mesmo, daí alguma estupefacção com o teor do teu comentário, altamente inconformado com as mulheres de hoje por comparabilidade com as de ontem.
Esse antigamente em que olhavas para a mulher tentando imaginá-la, qual feiticeira irresistível, fada caprichosa misteriosamente ocultando doces delícias, foi quando?
Eu pergunto porque tenho bem mais uns bons aninhos em cima do que tu, e, francamente; tanto quanto me recordo; e olha que posso fazer uma viagem regressiva quase até aos primórdios, seios à mostra e encantos visíveis sempre elas tiveram a sublime arte de pouco ou nada ocultarem.
Na boa, tá? Tudo numa nice
Abraço..

MM disse...

Muito bom e concordo plenamente!

Eu que sou mulher, vejo coisas que me deixam horrorizada e não por inveja, não penses. É mesmo por que... "Qual é a necessidade?!"
Não percebo. Juro que não percebo!

P.S. Sei que ando desaparecida, mas continuo aqui.

Beijocas!!!

Rui Pascoal disse...

Quando dizes "- Olha, não te importas de vestir isto, só para ver se és gira?" no fundo, queres é cobri-la, certo?
:)

Natália Augusto disse...

Tudo o que é demais ou de menos não pode ficar bem. Exageros não condizem com bom gosto ou elegância. Nem com a nossa feminilidade. Ora, as mulheres mulheres muçulmanas cobertas com uma burca ou as das tribos com uma saia mínima não é um atentado ao pudor, mas uma opção religiosa e cultural.

Pérola disse...

Isto das inúmeras contagens de azulejos deu-me que pensar. Já tentei contar carneiros, até borreguinhos para dormir, nunca azulejos. Enfim, tu lá saberás...
Pois, as mulheres já queimaram soutiens, já usam saias e calças de todos os tamanhos e feitios. Que nos resta? Despir, pois claro.
Há exageros, como em tudo, mas ainda há por aí muita mulher recatada. Os homens nem dão por elas, andam distraídos com as outras...e depois queixam-se!
Sinceramente, Rafeiro, deixa de olhar para os ventres desnudados ou transparências ousadas e foca-te no 'outfit', roupa, estás a ver? Depois conta-me se não viste mulheres 'normais'.
Até eu vejo e prefiro paisagens masculinas.
Beijo.

Graça Sampaio disse...

O texto estava a ir tão bem até meio! Depois, pronto(s)! Estragaste(s) tudo com as cinturas do avesso e as axilas peludas! C'um carago! Eu que estava toda regalada para dizer -te, Rafeiro, como nós, mulheres, joves ou não, sabemos ser sedutoras e estragas-me o comentário a lembrares a Rosa Mota e assim! Vá lá! Vá lá! Que não deste o exemplo de Frau Merkel...

Beijinhos sedutores, anyway...

Lima e Tequilla disse...

O meu pai sempre disse que uma mulher é muito mais sensual vestida do que despida porque há espaço para a imaginação trabalhar ;)

pássaro viajeiro disse...

Mas entre o trabalhar a imaginação e trabalhar a visualização, vai uma distância como daqui ao infinito.
Logo; bem-envelopada concordo que haja espaço, largo espaço, tanto quanto se queira para pôr a imaginação a laborar, mas descascadinha não há espaço nem tempo para supérfluos devaneios conducentes a uma mais que previsível frustração, e parte-se num ápice para a plenitude dos sentidos salivantes.

Olhou para ela, e maravilhou-se. Era uma dessas belezas que fascinam. Tinha-se, olhando para ela, uma sensação de irrealidade; a certeza do sol eterno, a beleza do pássaro que voa, a fragrância imutável da flor, o reconhecimento do amor.
E na quente noite africana,
silenciosa e calma.
O luar derramava prata

turbolenta disse...

Muito mais apaixonada do que pelas roupas vestidas por qualquer ser humano, eu fiquei deveras entusiasmada pelo lindo e exuberante fato que o teu canito hoje veste.
Também concordo que hoje em dia e mal se avizinha qualquer dia mais quente , a maioria das jovens tratam logo de se "descascar"todas.Muitas vão para trabalhar vestidas (melhor: despidas)de tal modo que mais parecem ir para qualquer local de divertimento noturno.
Nada de exageros. Nem 8 nem 80.INfelizmente a maioria desconhece aquele ditado que diz "no meio é que está a virtude". Apenas conhecem o outro que diz: "tempo é dinheiro". POr isso...ora vamos lá a despachar a coisa que eu para facilitar já trago pouca roupinha.
lol

Ai rafeiro sempre de olho bem aberto a vislumbrar tudo quanto te rodeia no dia a dia.
beijos

Vítor Fernandes disse...

Minha rica miss Peel. Estou totalmente de acordo contigo e se alguma mulher me quiser bater, a minha, já não tão jove como a tua, desligou-me o vídeo quando eu estava a ver os Vingadores, portanto também já fui castigado.

Vítor Fernandes disse...

Eu gosto de gordas!

Vítor Fernandes disse...

Ele não bate bem da bola, com calor ou com frio.

Vítor Fernandes disse...

E há cintos maravilhosos. Parecem cabedal.

Vítor Fernandes disse...

Comigo nem posso. Nem uso cueca, já viste a figura que eu fazia?

Vítor Fernandes disse...

Eu adoro as mulheres da Nazaré. Usam sete saias.

Vítor Fernandes disse...

Grande pensador! Um abraço.

pássaro viajeiro disse...

Sacrificado Vitor Fernandes, vítima viva do exemplo vingativo das mulheres.
Enquanto não lhe confiscar a cervejola, ainda há esperança para essa espécie
Melhores dias virão.
Abraço solidário

Alien David Sousa disse...

Caozinho, quando formos tomar o tal café com a Diabba vou de burca!! lol
Beijossssssss

Rosa disse...

Preso por ter cão (de raça, mas sem perfume), preso por não ter.

S* disse...

Aposto que comeste arroz de trombas durante três dias, seu raio.

nómada disse...

Caro Rafeiro,

Veste lá uma roupita... disseste isso à loura ou à ruiva?

gota de vidro disse...

Há que concordar que vemos por aí demasiados exageros e que realmente roubam qualquer imaginação.

No entanto é porque no Verão estas "joves" são muito encaloradas e qualquer roupita as põe afogueadas, mas também não necessitamos andar de Burka. Nada de exageros.

Gostei do texto pois ri-me muito....

Bom domingo e cuidado com os olhares pela rua......

bjitos da Gota

Conchita disse...

LOL!!! Adorei o texto, um must!!! "E em muitos casos até se pode dar o caso de, uma vez que se teve tanto trabalho a desembrulhar, olha, marcha". Só tu mesmo!!!
Pelo que eu vejo não é só no verão, no inverno também andam muito descapotáveis, até me dá arrepios só de olhar, friorenta como sou!!!, só não visto mais roupa porque se não, não conseguiria mexer-me e claro dá mais trabalho ao meu jove, quando está a tirar-me a 6ª peça de roupa, já caiu para o lado de cansaço, lol!!
E concordo contigo, quando disses: "Olha, não te importas de vestir isto, só para ver se és gira?", lol, gostei!!
Beijos:)

Anónimo disse...

Reirinho; é como diz o ditado preso por ter cão e preso por não ter.
Quando a visão regala a vista, o descasque é um regalo o pior é o contrário.Há cada figura valha-me o santo essas só de burca e sem
imaginação. Livra...
Um abraço amigo rafeiro.

COSMOS disse...

Por isso é que nas colónias de nudistas ninguém se excita com o que vê LOOOL ;)

AvoGI disse...

eu ando sempre e digo sempre d eburka.
nao precisas de me colocar um casaquito em cima
kis .=)

Magia da Inês disse...

¸.•°`♥✿⊱╮

Tem certeza que tu está dizendo a verdade?
Prefere as gajas embrulhadas?
Boa Noite!!!

•.¸¸✿⊱╮¸¸.•

AEnima disse...

Acho a logica bem retrograda, mas compreendo o ponto de vista. Deixa-me so ca avancar que ver-vos os boxers (ja para nao falar do rego) e o vosso balancar dos jeans (com cinto!) nos joelhos ao andar de pernas abertas, e' do mais turnoff que pode existir!

AEnima disse...

Ah, deixa so acrescentar que, assim como comparaste o meu outro comentario do Pinto da Costa a defender os fins justificando os meios... eu posso comparar este teu post 'a defesa do veu e da burka para mulheres. Ja la diz o Corao que elas sao muito mais dadas ao respeito (e interessantes para os homens) bem cobertinhas!

AEnima disse...

ehehe... eu sabia que era uma questao de tempo para te apanhar em falso! ihihih... nao demorou muito :) Julgavas que me esquecia?

AEnima disse...

Ah... e nao adianta dizer "ah e tal mas eu nao uso as calcas a cair pelo cu abaixo"... porque assim como tu generalizaste para o resto da populacao feminina o vestuario juvenil ou inadequado que uma minoria de mulheres usa no verao, tambem eu tenho o direito de tecer iguais paralelos com o vestuario masculino em moda minoritaria.

JP disse...

fidelidade visual...(não sou cego e se fosse apalpava) e partir logo para aacção... qualquer macho latino o faria....

Nem mais.... que vistam masi roupa!

Abraço

Jaime A. disse...

"- Olha, não te importas de vestir isto, só para ver se és gira?"
Deve ser o piropo mais audacioso que eu tenha tomado conhecimento nos últimos anos. Fabuloso, Rafeiro, só mesmo tu para nos fazeres lembrares a grandiosidade do Inverno.
Abraço.

Mz disse...

É presa por ter cão e presa por não ter!
Este texto dava troca de galhardetes, mas só pela visão de saires para a rua com um casaco debaixo do braço dá-te um ar romântico... Perdoado ão, ãozinho!
;)

mixtu disse...

jajaja
realmente... não tinha pensado nessa perspectiva...
e como tenho levado porrada e é sempre o mesmo:
queres uns óculos?
jajaja

abrazo serrano

Magia da Inês disse...

❤✿•.¸•.¸¸
Passei para te deixar um "raulf".
♡ Boa semana!
Beijinhos.
Brasil
✿•.¸¸✿⊱╮

Alergia disse...

Tudo bem, até entendo o texto...
E o ridículo masculino como tantas acima apontam também existe.
Mas... isto escrito por um rafeiro... De que estavas à espera: que as pobres fêmeas da tua espécie andassem com este calor de capinha de lã e lenços a fazer de coleira?
Ou são só pos rafeiros -acho que podem andar por aí a alçar a perna nos posts e a salpicar tudo depois de um banho de mangueira ou na orla do mar?
Define-te: se és rafeiro, mesmo que perfumado, ou se és da espécie humana! ;)
Beijinho

Táxi Pluvioso disse...

Assim é bom, e até é melhor para as mulheres, fica mais tempo ao homem para descobrir o interior, a beleza interior, as capacidades intelectuais, a inteligência e espírito.

Rafeiro Perfumado disse...

Luísa, diga-se em abono da verdade que qualquer trapinho me fica bem.

Felina, olha que não justificando pelo menos contribui.

Brigite Jonessa, e é quando há biquini para desviar.

Lena, dizes isso como se fosse uma surpresa encontrares esses atributos nos meus textos. Beijoca!

Rafeiro Perfumado disse...

Utena, obrigado, e foi feito à medida!

Maria Pitufa, se há ditado que acho acertado é “no meio está a virtude”. Tudo o que são posições extremadas tendem a cair no ridículo, sendo a burka e a quase ausência de roupa bons exemplos.

Maria, na volta têm espelhos, mas devem ser daqueles que deformam a imagem, pois não acredito que se viessem a figura que fazem saíssem de casa.

Apenas umas letras, no que toca aos vestidos transparentes, também terá de ser tido em conta o material que está por baixo, pois se alguns exemplares nos fazem uivar de dor outros há que nos fazem uivar à lua. Abraço!

Rafeiro Perfumado disse...

Bel, e diz-me lá o porquê do voyeurismo silencioso. Aqui todos os comentários são bem vindos, quer concordem ou não com as ideias que exponho (não confundir com defendo). Quanto ao meu outfit, acredito que por esta altura deve esconder um belo bronzeado à lavrador. Beijocas!

JP, por vezes é muito interessante, mas a percentagem não incentiva à generalização! Abraço!

Nómada, eu evito comer com os olhos, uma vez fiquei com uma espinha atravessada na córnea direita que ainda hoje não sarou completamente.

Vítor Fernandes, eu gosto de mulheres interessantes, formato à parte!

Rafeiro Perfumado disse...

Vic, paraíso não digo, mas que daria outro encanto à eleição da Miss Mundo, sem dúvida. ;)

Cristina Torrão, fico contente em sabê-lo, ainda mais sendo um texto que até provoca a sexo feminino. O cãozinho? O que um canito não faz para contentar os seus donos...

Textículos, e quando não é o calor é o frio! ;)

Vítor Fernandes, sempre te tive em conta de gaijo observador!

Rafeiro Perfumado disse...

Guess, e tal como no McDonalds também tem um prazo muito limitado para ser consumida!

Nómada, aí já não estamos totalmente de acordo. Não sou apologista do “vestida daquela forma estava mesmo a pedi-las”, só não admito que se vistam com um cinto pelo pescoço e depois fiquem ofendidas se olharmos. Abraço!

Anónimo, sei quem é? Conheço vários exemplares que gostaria de ver de burka (permanentemente) e olha que nem todos são do sexo feminino.

Sara, longe de mim ser contra a evolução do vestuário, pois tenho bem presentes as figuras que cada geração faz a seu tempo. Mas justificar como moda o andar quase sem roupa parece-me muito exagerado.

Rafeiro Perfumado disse...

Vítor Fernandes, olha que aquilo que eu disse de te pagar para responderes aos comentários por mim era a brincar!

Sexy Couple, não que eu olhe muito para os homens, mas faz-me confusão a malta que usa as calças pelos joelhos só para poderem mostrar as cuecas. Não seria mais fácil meter as cuecas por cima das calças? Beijoca!

Vítor Fernandes, mostrarias o vale sombrio, o que é de facto uma perspectiva sombria.

Tétisq, agora vais ter de me explicar como é que conseguiste espreitar para dentro do meu armário. Ainda bem que não reparaste na t-shirt de cavas de malha preta que estava ao lado...

Rafeiro Perfumado disse...

Orquídea Selvagem, a minha jove conseguiu captar a minha atenção exactamente pela simplicidade que tinha (e mantém, felizmente). Beijoca!

Pitanga Doce, eu agora responderia “e depois posso chupar?” mas seria demasiado visual. ;) Beijoca!

Carolina Tavares, então se fores vestida com um sobretudo em pleno Agosto, garantidamente que todos olharão para ti! Beijoca!

Vítor Fernandes, felizmente todas com uma abertura pelo mesmo lado.

Rafeiro Perfumado disse...

Teté, achas que me safaria argumentando que estava apenas a admirar o tecido das burkas? Beijoca!

Nómada, comigo não há ofensas, está descansado. E dificilmente serei o Bill dos camelos, pois o raio da nossa legislação proíbe ter mais do que uma mulher. Oficialmente, claro...

FATifer, tanta fotografia que tu tiras vê lá se nesse caso sacaste da máquina! Abraço!

L.Maria, espero bem que vocês também gostem de lavar as vistas, ou o futuro da nossa espécie poderia ficar ameaçado. Quanto aos atributos que mencionaste, suspiro de alívio por constatar que não me enquadro em nenhum!

Rafeiro Perfumado disse...

Nêspera, o teu comentário seria muito mais giro se eu soubesse o que raio é um “shador”...

Barroca, sou apologista do pessoal antes de sair de casa ter de tirar uma fotografia e mandar para um fórum de “qualidade da indumentária”. Caso fosse recusado, ou mudava ou a porta ficaria trancada.

Mafalda, vê o uso da burka como uma alternativa económica do ginásio. Garanto que te fartavas de suar... Tino? Isso é missão para o Tom Cruise. ;)

Kok, nem mais, sintetizaste o espírito do texto!

Rafeiro Perfumado disse...

Cristina Oliveira, e aposto que a atenção que atrais é bem mais saudável do que se mostrasses tudo! ;)

Marta, então com o tempo que está, ui, é uma loucura!

Matilde, tu estás catalogada na categoria “sortudas e aparentemente giraças”!

Inês, já são vários os comentários em que são feitas referências ao vestuário dos homens. Lamento, neste blog apenas abordo temas interessantes, quero lá saber o que os meus parceiros de cromossoma vestem! Bons sonhos!

Rafeiro Perfumado disse...

MM, bons monitores te vejam! E percebi perfeitamente essa do “não é por inveja”! ;) Beijocas!

Rui Pascoal, ou mesmo montar-lhe um visual!

Natália Augusto, e é conhecido o tipo de lingerie que algumas usam por baixo!

Pérola, “contar azulejos” era uma expressão usada por um grupo de amigos na altura do secundário, não sei se o sentido se manterá igual, só te digo que nada tem a ver com dormir! Quanto às minhas visualizações, garanto-te que sou extremamente selectivo! Beijoca!

Rafeiro Perfumado disse...

Graça Sampaio, não enquadro a Merkel no género feminino, é mais demoníaco. E sim, as mulheres quando querem conseguem ser extremamente sedutoras, sem que para isso tenham de mostrar um centímetro de pele. Beijoca!

Lima e Tequilla, filha! Vem a meus braços!

Pássaro Viajeiro, o pior é que quando a apanhas despida constatas que tem um material maior do que o teu. E aí quero ver o que é que o luar derramava...

Turbolenta, o estranho é que nem só o descascanço é no calor. Já vi pitas que vão com a barriga ao léu com um frio de rachar só porque querem mostrar o piercing no umbigo. A isto eu não chamo moda, chamo cretinice. Beijoca!

Rafeiro Perfumado disse...

Vítor Fernandes, isso é coisa que se admita? Faz favor de meter a tua jove de castigo, cinco anos sem ver a Praça da Alegria, que é para ver como elas mordem!

Alien David Sousa, pelo menos assim serás mais fácil de reconhecer do que da última vez! Beijocas!

Rosa, pode-se perfeitamente ser rafeiro e ter licença. ;)

S*, por acaso foi durante quatro dias...

Rafeiro Perfumado disse...

Nómada, a dizer teria de ser à loira, pois com as ruivas fico sem palavras!

Gota de Vidro, sou a pessoa mais discreta que possas imaginar, e garanto que não me apanham a olhar com a boca aberta e a babar. Simplesmente o que passa no meu campo visual fica bem registado... Beijoca!

Conchita, o teu jove desiste à sexta peça? Ainda bem que não és nazarena, ou estarias em maus lençóis! Beijoca!

Anónimo, é um pouco como o sal na comida, convém temperar para dar mais sabor mas se abusamos a coisa perde a piada toda. Abraço!

Rafeiro Perfumado disse...

Cosmos, só posso dizer isso quando frequentar uma. Mas acho que iria ter problemas...

AvoGI, mesmo se o casaco combinar com a burka?

Magia da Inês, pelo menos numa primeira fase. Beijoca!

AEnima, felizmente já tive o prazer de te conhecer pessoalmente e pudeste ver in loco que a minha forma de vestir é recatada, com não mais do que 8 centímetros da cueca a aparecer. E claro que me borrifo na indumentária dos homens, só gosto de falar de temas interessantes e haverá algo mais interessante do que vocês, mulheres? Não venhas cá fazer paralelos com o texto do Pintinho, pois em ambos os textos sabes que tenho razão, pelo menos essa tua parcela de cérebro onde reside a lógica e o bom senso. Continua a tentar apanhar-me em falso, jove, é isso que dá pica às nossas discussões. Beijoca!

Rafeiro Perfumado disse...

JP, cheira-me que se fosses cego passavas a vida com as mãos e o nariz partidos... Abraço!

Jaime, mas é um piropo que seguramente não fará grande sucesso nos andaimes deste mundo. Abraço!

Mz, e haverá algo mais sensual do que imaginar uma mulher nua, apenas com um casaco vestido? ;) Beijoca!

Mixtu, felizmente a minha jove não me espanca na cara, pelo que os óculos continuam a salvo. Abraço!

Rafeiro Perfumado disse...

Magia da Inês, uma beijoca para ti!

Alergia, sou um rafeiro perfumado que convive tanto com a espécie humana que começa a pensar que pertence à mesma. Aliás esse é um dos meus maiores desgostos... Beijoca!

Táxi Pluvioso, isso da beleza interior é muito subjectivo, não faltariam pessoas que tentariam andar do avesso, para a exibir.

AEnima disse...

Sacode la a agua do capote que quiseres, mas que isto esta a um passo de ser fundamentalismo islamico esta!

So faltava teres terminado com:


"Quase me dá vontade de ir na rua, com umA BURKA debaixo do braço, aproximar-me de uma jove e dizer:
- Olha, não te importas de vestir isto, só para ver se tens uns olhos bonitos?"

E mai nada.

Pffff

Rafeiro Perfumado disse...

Atendendo a que o islamismo permite ter várias mulheres, talvez não fosse assim tão má ideia... ;)

sara disse...

Mas, eu concordo contigo. Embora, haja senhoras e raparigas que não devem ter espelho em casa. Uma coisa é usar uma saia curta ou um top, com algum decote, outra coisa é ver raparigas com um projecto de saia, que mais parecem cintos, do que saias de tão curtas que são. Mas, é como digo, cada um sabe de si. abraço

AEnima disse...

Pff... Tu mal das conta do recado com uma... tenho ca uma admiracao pela tu jove que tao bem te poe na linha, que nem imaginas!!

Rafeiro Perfumado disse...

Ainda acabo por dar a ideia de ser um velhote retrógado. O que dizes é acertado, cada um sabe de si e cada um é livre de andar como bem entende. Sujeita-se é a ser tema de conversa em blogs... ;) Beijoca!

Rafeiro Perfumado disse...

Contra o facto dela me manter na linha não tenho resposta, pois é a mais pura verdade. Agora quanto ao boato de eu não dar conta do recado com mais de uma, isso é maldade, só aconteceu uma vez e porque era um dia extremamente frio!

sara disse...

Bem, e eu uma velha retrógrada, mas faz-me impressão certas coisas. lol. beijoca

Rafeiro Perfumado disse...

Sara, velha retrógrada? Com um pensamento desses serás uma eterna jovem, garanto, a data no BI é meramente informativa. Beijoca!