Cuidado com o Rafeiro! Não é que morda, mas podes pisá-lo sem querer...

segunda-feira, 7 de abril de 2014

A língua portuguesa é uma badalhoca

Sempre que proferem a palavra reputação o que me vem à mente é alguém que voltou a andar na prostituição...

Até sempre,
Rafeiro Perfumado

13 comentários:

BC disse...

Efeitos colaterais da dita crise! :)))

Rosa dos Ventos disse...

tem uma certa lógica putativa! :)

Nada disse...

A mim lembra-me alguém que já rodou vários na mesma noite..."aquela hoje está em reputação"

Graça Sampaio disse...

Palavra derivada por parasíntese... Quanto à semântica.... pois que cada um pense o que entender...

Carolina Tavares disse...

Ahahah... faz sentido.

És engraçado Rafeiro. Só tu mesmo.

Beijus

Rui Pascoal disse...

E reputado, o que é que te lembra?
:)

Ricardo Santos disse...

Boa !!! :)))

nêspera disse...

(Re)conheço que ‘reputação' e 'voltar a andar na prostituição' são um e um só predicado para algumas personagens da nossa praça… sim, esses mesmo que estás a pensar! ;)

Bjis :)

Táxi Pluvioso disse...

Há muita reputação no arco da governabilidade. bfds

Golimix disse...

Juro que também me acontece o mesmo!!
Fiquei satisfeita por ver que não estou tão só ;)

Rafeiro Perfumado disse...

BC, se bem que esta é uma actividade que já vem antes da crise.

Rosa dos Ventos, bota putativa nisso!

Nada, talvez seja daí que venha a frase “má reputação”. Ou então é quando tem pouco jeito para a prostituição...

Graça Sampaio, paraquê?!? Deve ser uma daquelas regras do português que já se me varreu.

Rafeiro Perfumado disse...

Carolina Tavares, a nossa língua é encantadora no que toca a segundos sentidos. Beijoca!

Rui Pascoal, demasiado parecido com “deputado”.

Ricardo Santos, é boa mas tens de pagar!

Rafeiro Perfumado disse...

Nêspera, esses a que te referes nunca deixam de andar na dita! Beijoca!

Táxi Pluvioso, arco? Aquilo parece-me antes uma tangente à desgraça! Abraço!

Golimix, espero que te refiras a pensar o mesmo!