Cuidado com o Rafeiro! Não é que morda, mas podes pisá-lo sem querer...

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Porque me olhas assim?

Todos nós conhecemos um tipo estranho. O que quero dizer com isto é que, em cada círculo de amigos, há pelo menos um exemplar que não nos admiraremos quando um dia vier na capa do Correio da Manhã. Será nessa altura que nos entrevistarão e que diremos algo do género:
- Pois, o Etelvino realmente era um tipo reservado, mas nunca pensei que tivesse uma cave onde aprisionasse pessoas para lhes arrancar as unhacas do pé direito. Um destes dias reparei num colar estranho que ele estava a usar, mas quem sou eu para discutir modas?

Pessoalmente tenho dois ou três conhecidos que enquadro nesta categoria de psicopatas em potência. Claro que nunca lhes confessarei tal coisa, mas qualquer programa que faça com eles desencadeia de imediato um protocolo de segurança, de forma a evitar um destino em que me veja privado da vida ou, pior, de partes anatómicas. Gostaria muito de te fornecer detalhes deste plano, mas nada me garante que tais amigos não leiam isto, pelo que não convém revelar o que me faz sobreviver a cada encontro.

E porque não terminas com essas amizades, perguntas tu com enfado. Porque, tal como referi no início, são psicopatas em potência, não quero ser eu a acender o rastilho que materializará tais impulsos. Por outro lado, não tenho a certeza que tenham mesmo essa tendência, podem apenas ter hábitos mais estranhos ou personalidades mais bizarras, quem sou eu para os julgar? Por outro lado, ao mantê-los por perto, posso sempre, de forma subtil, conduzir as suas psico-tendências para outros alvos que não eu.
 
Assim, se um dia eu te disser algo do género “Tens visto a Maria? Bem, fez uma tal dieta que agora cabe perfeitamente na nova arca-frigorífica da Bosch”, sim, possivelmente desconfio de ti.
 
Até sempre (espero),
Rafeiro Perfumado

5 comentários:

A Nossa Travessa disse...

Rafeiramigo

Porra! Vens falar em psicopatas - e eu só sou bipolar da qual me safei por uma unhaca (o termo é teu...). No entanto hoje quando ouço merdas da psique fico logo com o cioso em pé, caramba, eu queria escrever com os cabelos em pé e saiu-me uma coisa da qual já me esqueci há uns bons anos...

Um dia destes - e sem ser da minha cabeça - enr..., digo, empurro-te... pela escada a cima. Ainda não foste à NOSSA TRAVESSA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Vai já!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Abç
Henrique, o Leãozão

Janita disse...

Olha, Rafeiro, parece-me que dessa já eu me safei!!!

Quando falasses de mim a esses teus amigos, presumíveis psicopatas em potência, dir-lhes-ias. Sabem?... Vi a Janita e...epá, desde a última vez que lhe pus a vista em cima, já deve ter engordado prái uns oito quilos, e...não mentias. ehehehehehe

Beijokas e vai aparecendo. :))

Maria Santos disse...

Só para te dizer que aqui a Maria ainda não está capaz de entrar numa arca frigorífica... Tenho dito... :)

Brown Eyes disse...

O bom humor e a graça de sempre ;)

Teresa Durães disse...

- E o que fazes esta noite? Conheço um restaurante óptimo no Intendente -diz P. com voz melosa - Um ambiente íntimo onde voz nenhuma é ouvida. Podes ter algo para confessares...