Cuidado com o Rafeiro! Não é que morda, mas podes pisá-lo sem querer...

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Molhar a minhoca

Pescar ou não pescar, eis um dilema que não me assiste!

Texto tão brilhante que teve de ser removido para um local mais seguro, mais precisamente o livro Agarrem-me ou dou cabo desses palhacitos!

106 comentários:

Caramela disse...

aaahhh puto finalmente concordamos com alguma coisa ;P ;P
também não percebo a pesca ou a caça recreativas, de todo!!
a foto, mais uma vez, está divinal :D

rauf rauf para si e para as pulgas que carrega

continuando assim... disse...

lool , é que não há pachorra para dar banho à minhoca , horas a fio !!


obrigada pelo teu coment no

continuando assim

bj
teresa

Sávio Fernandes disse...

Mas então isso não é só uma desculpa que se dá à mulher/namorada/amante para se poder fazer coisas realmente interessantes às escondidas?!

*B* disse...

O meu Avô foi pescador desportivo (ainda é, mas já deixou de ser federado) e ganhou imensas medalhas, taças... Lembro de ser pequenina e dele mas mostrar. Também não conseguiu levar o meu Pai para essas lides...

Confesso que acho um desporto muito parado também!



Ah, é verdade: promete que não voltas a escrever minhoquita dos pescadores aqui!
Fiquei traumatizada!

[lol]

;)

Imperator disse...

olá!

eu gosto de ir à pesca! descansa que não te convido.

mas eu gosto de ir à pesca, não que eu goste de comer peixe... até que normalmente até nem apanho peixe algum, mas no entanto, carrego as minhas baterias de paciência.

não sou assim tão louco ao ponto de me levantar de madrugada para ir pescar, quanto muito levantar-me-ia de madrugada para ir levantar o euromilhões.

o objectivo é a paciência, ainda não à muitos dias peguei na tralha, ao final da tarde e lá fui eu para perto do mar mandar a tralha lá para dentro, levei com vento, chuva, algum frio e só apanhei mesmo isso, mas carreguei as minhas baterias de paciência que é algo que eu tenho em demasia.

portanto, num dia que estejas sem paciência, olha... vai à pesca, irás ver que ajuda a acalmar (bater no 1º ministro também... mas é mais complicado lá chegar por causa dos chatos dos seguranças).

fica bem

liamaral disse...

Rafeiro, estou contigo nas não idas à pesca! Ficamos a derreter umas minis e uns tremoços na Ribeira, enquanto observamos esses seres com um pau na mão a apanharem uma seca descomunal, pode ser?

(auto-pierczingzar-se é muito, muito bom! É extraordinário!)

:) Beijinho

Kok disse...

Olha, assim sendo faço-te companhia.
Dizem que é muito relaxante e tal, mas eu acho que se tivesse que passar umas horas sentado num banquinho na expectativa de pescar, ficaria com um stress do caraças!

Abraço pah!

Táxi Pluvioso disse...

Molhar o pincel não é melhor, (se for um convite para pintar as portas lá de casa. Aquela colega boa que nos convida para molhar o pincel no fim-de-semana, chegamos sorridentes, barbeados e perfumados, e lá estão as latas Dyrup e umas brochas - com "e", nada de confusões).

Puf, puf e está cá fora.

Pax disse...

Eu vim mesmo só por causa da minhoca e fiquei a ver navios!

E tu esqueceste-te do pequeno detalhe de que quem vai à pesca nesses barquitos passa o tempo a vomitar e a contribuir para o enriquecimento da alimentação dos ditos cujos blups que serão pescados no dia seguinte!
Blhackt!

Teté disse...

Ganda post, pá! Logo a começar no título... :)))

A pesca também não me convence, o meu pai gostava da submarina (ainda não existiam jogos de PC e PS3 para ele praticar tiro ao alvo), raramente comíamos os peixinhos minúsculos que pescava. E os polvos eram uma chatice - talvez ele não conhecesse essa técnica de lhes virar a cabeça do avesso - os bichos deviam ficar irritados e no prato pareciam borracha! (ou será que a minha mãe não os sabia cozinhar?!) Só as santolas, sapateiras ou navalheiras marchavam... (gente fina é outra coisa!)

Gostei também da borla aos incautos, que, coitados, também merecem qualquer coisinha! :D

Beijocas!

ps - NÃO tentes pôr um aquário em casa, que esses "blup" podem incentivar alguns instintos piscatórios... :)

the big fox disse...

ora ai esta um desporto fantastico para.... gente pouco imaginativa...
concordo, uma vez mais, contigo e bom a verdade é que esta parte me esta a deixar-me preocupado...
agora "dar banho a minhoca" parece-me muito bom...
abraço

Felina disse...

Ainda gostava de saber com que instrumento apanhaste o polvo, não é muito normal apanhar este especimen à cana

Dakota disse...

A última e única vez que fui à pesca, foi com um gajo (andava enrolada com ele - nem sei como me convenceu - eu não devia ter mais nada para fazer). Levei um livro do Cardoso Pires, mas também não consegui ler. Só descobri nessa altura, a parafernália que é necessária para pescar. Antes de lançar a linha, gasta-se prá'i uma hora a preparar aquilo tudo.
Os pescadores têm prazer naquilo. Nos rituais da pesca. A dopamina é a culpada, como diz o J.L. Pio Abreu na última crónica dele no Destak com o título 'Descascar a fruta' http://www.destak.pt/opiniao/44910(desculpa-me o abuso).
Além de que, como diz o Imperator, faz bem à cabeça. Assim como uma espécie de jardinar ou fazer tapetes de arraiolos no masculino. Quando se está a fazer aquilo não se pensa em nada.

...Noêmia! disse...

Auto-piercingzar-se: esta ganhou o prêmio de melhor do ano!!! Amei!
Detesto pescaria. E se estivesse no barco com você e o seu pai, certamente tinha ido à água!!!!
Beijos!
:o)

Parisiense disse...

Enquanto tu pensas que eles estão a molhar a minhoca para apanhar peixe eles estão a molhar a minhoca mas é para ver se apanham uma sereia!!!!!!
E para isso também é preciso muita paciência, porque elas fazem-se raras....:D

Também não teria qualquer paciência para ter esse desporto, pescar.

Beijokitas

Diaboderoupacurta disse...

Eu enfio a pesca desportiva no mesmo saco onde enfio a caça desportiva(principalmente a coelhos).

É porque qualquer dia andámo-nos todos a matar uns aos outros simplesmente pela desportiva! Espera lá, já não fazem isso?!

CF disse...

Bom, confesso que não vinha a pensar em pesca :)

silvinha disse...

Olha e só te digo que tens uma "granda" sorte de não seres daqueles que em vez de pescar passam o tempo inteiro a dar de comida entenda-se "já mastigada" aos peixinhos que por ali passam!!! Os fracos de estomago, portanto! lheck!

Pescaria só na aldeia, na ribeirinha, na margem!!!

Beijos aluaados!

MZ disse...

Bom dia Raf...
eu entendo-te, mas...

O prazer da pesca é... sair de casa de madrugada e poder ver o amanhecer...
É conhecer as marés...
É ao fim de tarde poder ver o pôr- do-sol...
É o convívio com os colegas, com os amigos...
É ter ao nosso lado o pai, o avô...
É ter a sensibilidade de sentir o peixe a picar a cana, nem que se traga só limo!

Já pesquei duas ou três vezes
O peixe só pica se quer... não à chacina...
Este é o lado positivo da pesca que não é caça, entendeu?



um beijinho e desculpa este rol de palavras

Olhos Dourados disse...

Eu cá também acho que isso deve ser muito secante!

eu mesma! disse...

não me digas que não gostas d'um desporto fantástico, com elevada actividade física e que ainda por cima é "amigo dos bichinhos", pois levam minhocas a tomar banho..para além do mais dá para desenvolver a imaginação na elaboração de histórias de pescarias que passam pelo supermercado do caminho...
Quando eu for 1ª ministra obrigo que na escola primária tenham em educação física umas aulitas de banho da minhoca, não é só comprar o peixito é aprender a pescar.
Quanto ao polvo, eu sou amiga do polvo, gosto muito cozido e á lagareiro com batatinhas a murro mas há também quem goste da sua face oculta....

Paula Raposo disse...

Rafeiro!! A tua imaginação é um 'must'! Só tu. Beijinhos.

Nuvem disse...

Realmente concordo contigo.
Al+em de não perceber a piada da pesca (matar animais masoquistas que se gostam de impalar), confesso que a minha paciência ia sofrer com as horas e horas a olhar para o mar ou para a cana de pesca.
Prefiro algo mais "agitado" como "levantamento de caneca e petiscos"...
agora a sério, admito que exista quem goste, mas a minha veia sádica ou assassina reflecte-se também no gosto por matar animais - prefiro que venham já mortos, tratados e temperados para a minha frente :)
beijinhos

Dragão Azul disse...

Admito que vim cá parar atravez do google, numa pesquisa "dar banho á minhoca".... mas já que vim aqui parar deixo um comentario, mas só porque vim cá parar se não não deixava.


A primeira vez que me convenceram a ir pescar foi numas férias que fiz em França, primeiro levaram-me a pescar camarão, com umas redes com umas cortas amarradas, era boa ideia mas os camarões não estavam para ai virados era mais carangueijo do que camarão, pensei eu não contem comigo para este desporto, e já tiveram sorte de eu ter ajudado a arrumar o material...

A segunda vez também em França num ribeirito disseram-me "ai e tal agora é que é que isto tem muito peixe" nesse dia não me convenceram até porque quem estava la a pescar só perdeu tempo porque peixes era só velos passiar na agua.. mas no dia aseguir e só para meter nojo peguei numa cana espetei a minhoca e dei-lhe banho, 5 minutos depois estava a tirar um peixe, com cerca de 15cm.... sorte de principiante? Sim, talvez. Em 5 minutos? Sim , como era só para meter nojo aos que se diziam pescadores e eu não pretendia esta la muito mais tempo.... os que se diziam de pescadores bem andaram lá dois dias mas foi a dar banho á minhoca... desde este dia nunca mais fui á pescas, não tenho paciencia, é muito parado para o meu gosto.


Fazemos um pacto, eu não te convido para uma pescaria e tu tambem não me convidas.

Abraço!

Gata2000 disse...

O meu pai gostava de ir pescar com cana ali para os lados do rio Tejo em Belém, só dava taínha que é coisa que nem se come, mas ele ia e arrastava a familia com ele ao Domingo de manhã. A mim ficou-me o gosto de olhar o rio.

Vício disse...

e quando eras puto, a tua cana já era das que esticavam?

Nirvana disse...

Hehehe, estou a imaginar o polvo no meio do barco. Deve ter sido giro, deve! :))
Eu admiro a paciência de quem fica horas e horas ali a dar banho à minhoca. Alguns ainda alimentam a família com a pescaria, mas os que trazem para casa só a minhoca que levaram, bem, deve ser frustrante!
Comigo não contem para ir à pesca, ficar sentada horas a fio? Nããã!

Diabba disse...

pfffff com esta conversa toda só posso concluir uma coisa: Tu não tens cana, tens só uma minhoquita rafeira onde nem as peixas pegam! (se calhar até chamavam as amigas para se rirem juntas da visão) hihihihi

enxofre

Três Tempos disse...

Fico sem saber se devo ter maior pena do peixe ou da minhoca...
Beijinho

Sandra disse...

E não é que escreveste mesmo sobre "molhar a minhoca?!

Eu andava cá a dar voltas à cabeça como é que irias descalçar a bota da minhoca...mas a verdade é que calçaste as botas e foste mesmo à pesca, com a minhoca.

Grande post. Fantástico.

:) :) :)

Nuno Medon disse...

olá! concordo contigo! sou neto de caçador e nunca caçei. O meu falecido avõ também se entretinha a pescar e nunca lhe segui as pisadas.

E está visto que não vais muito á " bola " com o peixe... lá segues o velho ditado " peixe não puxa carroça " . Preferes carne!

Um abraço

Conversa Inútil de Roderick disse...

Só fui à pesca uma vez! Chegámos a casa de madrugado, já que foi à noite, com o carro cherio de couves.
Como nãopescámos nada, apanhámos umas couves numa horta que estava pelo caminho. Jurei para nunca mais!

White_Fox disse...

Também nunca achei muita piada à pesca, se bem que nunca experimentei.
E o título do post é no mínimo chamativo. Eheh
abraço

Alexandra disse...

Concordo plenamente.Infelizmente na minha família existe essa corrente. O meu primo faz birras ao pai para ir com ele à pesca(note-se que o meu primo tem mais de 18 anos).
Enfim,há famílias estranhas. De todas as maneiras,gostei particularmente do episódio com o polvo,confesso que me ri bastante com a imagem mental(peço desculpa,mas tem piada ;))

Beijinhos

Mãe Carinho disse...

É isso e a caça..sair ainda de noite a chover e um frio do caneco e eles lá vão todos contentinhos aos saltinhos com o material na mão...(ups que está não correu lá mt bem)

rafeiro e quando o peixinho come o isco e vai á vida dele eh eh eh

beijinhos

JOSÉ RIBEIRO MARTO disse...

De acordo , não há convite para a pesca , até porque concordo com tudo ... E não gosto de pescarias .
E à caça ? :)
Costuma-se ir em bando ?
O que me dizes !
Abraço
___________
JRmarto

Gio disse...

Certa vez tentei por um piercing com um anzol a uma minhoca. Mas ela já tinha uma tatuagem e já não lhe ficava bem.

MZ disse...

(...há...) com h

é a pressa...

bjo

cassamia disse...

ahahahah
se o meu pai te oubisse. então tu num sabes que pescar num tem propriamente com o enganar o peixinho, tem a ber com u cunbibio e tal e coisa....
pelo menos foi o que sempre lhe ouvi dizer. o que não quer dizer, que tenha acreditado.
realmente devem querer-te mesmo mal para te fazerem tais conbites.qua raio de amigos tu arranjas.
mas tumbém,bós os alfacinhas sois estranhos cumó caraças, que se há-de fazer ahahahahah

dermatologistested disse...

nunca me tinha voltado para uma análise mais profunda sobre pescaria....agora que tomei consciencia politica do processo...estou indignada!!!
o homem escolhe se quer pescar ou não , o peixe escolhe se quer comer a minhoca ou não...mas a minhoca???? ali subjugada no anzol??? a pobre não tem direito á autodeterminação???
acho que se deve criar de imediato um movimento de apoio á autodeterminação da minhoca!!! estou convicta de que terá muitos apoiantes... bjufa.

paulofski disse...

Minhocas! Pfff... não admira que por aí passem hooooooras a molhar minhocas à espera que os peixes comam essas coisas nojentas. Nas marginais do Douro pesca-se à bicha e pelos vistos os peixes não são esquisitos!

Marquesa disse...

Estás garantido pela parte que me toca.....

Bjs

elvira carvalho disse...

Como sempre um texto cheio de humor sobre algo que eu também considero não ter graça nenhuma, e ser um teste de paciência para quem a tem.
Quando menina, cheguei a ir de bote com meu pai e tios por um cerco no rio. Mas isso é outra espécie de pesca, já que como sebe pomos o cerco e não ficamos lá à espera.
Um abraço

À margem: Vejo que conhece bem aquela zona.

Anjo De Cor disse...

Tb me faz pensar o que faz aquela gente toda aglomerada na margem do douro, se o rio esta todo porco, será necessidade ou passatempo, se for necessidade bem morrem a fome, se for passatempo viva a vontade de não fazer nenhum,agarrado as sandocas, tremoços e umas cervejolas, acompanhado de duas de conversa que o vizinho que não o conhece de lado nenhum...
Cada desporto pra engorda.
Beijinhos Rafeiro ;)

Euzita Verdita disse...

Eu não gosto de pescar, mas admito que adoro um bom peixe assado acompanhado de um maravilhoso pirão, nham, nham, nham...beijinhos

_E se eu fosse puta...Tu lias?_ disse...

Sarava!


Colaboro com o teu pensamento! Peixes só para comer e minhocas, nhaccccc nem vê-las!

beijinhos

Narizinho Lunático disse...

Gostei especialmente da parte "Mas quem é que no seu juízo perfeito pode ser adepto duma actividade cujo sucesso está dependente da vontade suicida dum bicho que se limita a andar por ali a fazer “blup”?" LOL!!!

Julgo que isso faz parte da natureza sádica do ser humano... Qualquer coisa na linha "Mordes o isco, debates-te na luta pela sobrevivência, sofres que te fartas e, agora, vou comer-te!" O seu humano é muito estranho não é?!?! :p

Ah, a imagem de tu numa ponta do barco, o teu pai na outra, e o polvo a meio com ar de quem diz "Quem é que (co)manda aqui?!" é, simplesmente ilariante!!! :p

Bjitos

Vani disse...

Ahahahah, é o teu pai e o meu! :D Até parece que não me conhece...agora vou lá levantar-me às 4 da matina (quando não me deito a essa h) para ir tentar que os peixes se auto-piercingrizem (belo verbo, belo verbo!)...estou contigo nessa! Fora as actividades que nos acordam às 4 da manhã (exceptuando algumas mais óbvias...e eu estou a referir-me à amamentação ou mudança de fraldas de um bébé! ou, ir ver porque é que há bulha na casota dos piris!)!!!

ellen disse...

Da minha parte estamos quites, pesca causa-me stress além daquele cheiro nausaeabundo rssss

no entanto, e em vez 'molhar a minhoca', eu já ouvi foi dizer 'vou dar banho à minhoca' ehehehe

Beijinho

Anjo Negro disse...

Rafeirinho, "Molhar a Minhoca" na minha zona, Alentejo, significa algo bem diferente de pesca, apesar de ser necessário pescar alguem ... lolololol

Dispenso ir á pesca de peixinho, não tenho paciencia!!! Sou especialista na pesca de peixe congelado!!! lolololol

Beijocas Anjo Negro

PreDatado disse...

Pois é meu caro eu é que, actualmente, e tu já reparaste na minha provecta idade (com o acordo ortográfico vai ser proveta?), com a meu nervo ciático inflamado, nem posso ir à pesca, um dos meus "desportos favoritos". Ainda tenho canas e carretos novos a estrear já lá vão 6 anos. Ai os velhos!

Anuska disse...

Realmente não vejo gozo nenhum ahah e depois ainda ir comer o bicho estúpido que nos mordeu a minhoca.

marco disse...

Fazes muito bem, eu tb nao sou adepto de pesca nem de caça!

acho desumano que façam isso por prazer!

que mundo vivemos...eu nem uma mosca mato!


vou pesquisar molhar a minhoca no google ver se venho ca ter!

molha sempre a minhoca..abraço1

MEU DOCE AMOR disse...

Olá:

Eu cá gosto muito de pesca.É uma actividade muito interessante.As canas são espectaculares ,os anzóis,a linha,os carretos,os iscos e ,sobretudo ,o engodo.Também adoro ficar no banquinho,esperando o referido.E já nem falo quando o tal morde as minhocas e a cana vibra e entorta e depois é dar ao carreto para recolher a presa.Sendo pois, um passataempo muito construtivo,não concordo com o post,uma vez que eu tenho licença para pescar e sou uma grande pescadora no mar alto e baixo,também...um dia havemos de ir à pesca e vais ver como vais adorar...onde queres?

Rio
Mar
Lago
Lota


Coloca a cruz na resposta.Também tens a possibilidade de colocar Verdadeiro,Falso ou Assim Assim...

E mais nada havendo a considerar dou por encerrado o comentário que vai ser assinado por moi

Beijinho doce

Helena Paixão disse...

Pois é, também nunca percebi o interesse deste desporto... Aliás, é uma verdadeira contradição, não? Desporto implica acção, movimento, queimar calorias, suar.... Na pesca os únicos a ter acção e a adrenalina a subir são os desgraçados dos peixes, lol

Kapikua disse...

Eu já fui numa dessas aventuras barco fora à pescaria!
Como era o único que não percebia nada daquela merda fui o aguadeiro de serviço.
Sandocha e minis com força e no fim uma grande cadela em cada um dos convivas!
Ao contrário de ti consegui achar algum encanto aquele convívio, especialmente se no final formos comer uns robalinhos fresquinhos!

Grande abraço!

Kotta1947 disse...

Não achei piada nenhuma ao texto porque sou peixes e nunca me deixei apanhar pela minhoca ahahah.
Ela bem mergulhava mas eu conseguia sempre escapar porque não me apetecia suicidar-me por causa de uma minhoca. Texto rico e que dá azo a que usemos a imaginação. Abraço.

PreDatado disse...

Rafeiro, fiz um post réplica aqui ao teu. Um abraço.

Irritadinha disse...

Mantendo a minha total estima por ti, e em nome da mesma... Se quem te convida para tal prática não era muito teu amigo, então porque motivo o teu pai te queria castigar?



P.S.: LOLOL só tu, pá!

uminuto disse...

pelo menos na minha parte estás livre de um convite desses...pesca nem pensar não há minhoca que me convença
um beijo

A Lei da Rolha disse...

Também nunca gostei dessa actividade.
-Não tenho pachorra para estar tantas horas com o raio da cana na mão!
-Levantar cedo não é coisa que me encante!
-Sei nadar, mas não sei pescar!
abraço

Narizinho Lunático disse...

Olhei de repente para a imegem do cachorro, e lembrei-me do meu pai apetrechado com o seu equipamento de pesca... E claro, das incursões até ao mercado de peixe da Costa Nova, para não aparecer em casa de mãos a abanar! :p Bjitos

Pinguim Alegre disse...

Rafeiro,

somos dois.
E ainda dizem que aquilo é para "ganhar" paciência...
Pufff eu perdia era a paciência toda...

Um abraço e boa pesca. :)

lua prateada disse...

Olá amigo á muito não pasava estava com saudade...então vais...ias! dar banho á minhoca eheheheh
Beijinho com muitoooooo

SOL

Francisco Castelo Branco disse...

Os peixes sao como os homens quando veem uma mulher bonita : vao logo atacar o isco.

E por vezes acabam da pior maneira lol...

Eli disse...

Ontem deixei cá um comentário importantíssimo... mas não aparece!

Vim só informar que tenho em meu poder "Are you ladrating tom me". Se o quiseres, terás que pagar um resgate de valor superior ao RAUF!

:P

Violeta disse...

Até tenho tenho pena do polvo...
bjos

blayer disse...

ó mãe, aquele polvo bateu-me...

Rafeiro Perfumado disse...

Caramela, finalmente? Tens andado a enganar-me este tempo todo, sua... sua... sua caramela!

Continuando assim, aquilo não é banho, é afogamento do mais cruel que existe, antes lhe calçassem umas botinhas de cimento! Beijoca!

Sávio Fernandes, dar uma desculpa a mulheres que se vai brincar com a minhoca não me parece boa ideia...

*B*, fica prometido, a imagem também não me é muito agradável! ;)

Rafeiro Perfumado disse...

Imperator, tenho um processo muito parecido com o teu para carregar as baterias, para desanuviar a cabeça, simplesmente limito-me a admirar o imenso espaço onde vive o peixe, sem intenção nenhuma de o tirar de lá. Abraço!

Liamaral, aprovado, e se os tremoços estiverem rijos até os podemos atirar aos pescadores, com sorte um vai parar ao Douro! Beijoca!

Kok, mesmo apanhando, é stressante, ter que puxar o bicho, dominá-lo e essas cenas. E por bicho estou a falar do peixe, claro! Abraço!

Táxi Pluvioso, há mulheres que gostam de um gaijo habilidoso com os trabalhos manuais, pintar as portas pode ser um teste. Abraço!

Rafeiro Perfumado disse...

Pax, à quantidade de cerveja que aquela malta emborca, contribuem é para a sinistralidade peixiária!

Teté, um aquário cá em casa faria tanto sucesso como uma garrafa de vodka numa reunião de Alcoólicos Anónimos. Falando pelo gato, claro... Beijocas!

The Big Fox, eu começaria a preocupar-me é quando não concordares comigo. É que eu sei onde moras... Abraço!

Felina, chama-se polveira, e é como se fossem quatro anzóis gigantes atados em forma de cruz, de costas uns para os outros. Também é muito útil para pescar redes e sapatos!

Rafeiro Perfumado disse...

Dakota, para ires com um tipo à pesca devias estar muito apaixonada. Para ele te levar à pesca, não devia andar muito apaixonado. ;)

Noêmia, não tinhas nada, na água havia mais polvos, e dos grandes! Beijo!

Parisiense, se for verdade o que dizem sobre as sereias, arriscavam-se a vir sem a minhoca para casa. Beijo!

Diaboderoupacurta, olha que uma temporada de caça ao deputado ou ao presidente da câmara com processos em tribunal era coisa para ter sucesso.

Rafeiro Perfumado disse...

CF, lamento desiludir-te, mas posso adiantar que o próximo texto já quase tem uma forte carga sexual. ;)

Silvinha, eu nem no barco nem na margem, a única altura em que pesco é às cartas! Beijos!

MZ, mas pode-se fazer isso tudo sem entrar com o peixe ao barulho, não achas? Beijo!

Olhos Dourados, acredita em mim, secante é favor.

Rafeiro Perfumado disse...

Eu Mesma!, até tremo de pensar na face oculta do polvo. Achas que vendem disso no Freeport? ;)

Paula Raposo, qual imaginação, eu andei mesmo à chapada com um polvo! Beijos!

Nuvem, eu quando tenho vontades sanguinárias limito-me a pegar no chinelo e esmigalhar melgas e moscas, é relaxante e permite-me dormir lindamente à noite. Beijocas!

Dragão Azul, apetecia-me explorar essa tua faceta de pescador em terras gaulesas, mas não tenho tempo. Em todo o caso, não achas que deixaste de ir porque os teus colegas ficaram invejosos da tua sorte? Quanto ao pacto, até pode ser com sangue! Abraço!

Rafeiro Perfumado disse...

Gata2000, a pesca no rio Tejo tem uma grande vantagem, os peixes já estão com tanto óleo que é só meter na frigideira!

Vício, já, e com carretos duplos!

Nirvana, giro para quem estava de fora, sem ter a vida (ou no mínimo o aparelho reprodutor) em perigo!

Diabba, nem minhoquita tenho, quanto muito daquelas iscas artificiais. Só não a guardo na gaveta, claro... :D

Rafeiro Perfumado disse...

Três Tempos, do pescador, isto se for eu. Beijinho.

Sandra, foi fácil, é que para descalçar a bota de uma minhoca nem é preciso fazer muita força. ;)

Nuno Medon, entre carne e peixe, é que nem tenho dúvidas. E um dia falarei pormenorizadamente sobre isso! Abraço!

Conversa Inútil de Roderick, então foste tu, meu sacana! O meu pai que te apanhe!

Rafeiro Perfumado disse...

White Fox, certas coisas não precisamos de experimentar para saber que não devem ter piada. Abraço!

Alexandra, passados quase 20 anos, já consigo esboçar um sorriso. Mas o psiquiatra teve muito trabalho... Beijinhos!

Mãe Carinho, ao menos na caça ainda vão armados, de vez em quando mandam umas chumbadas uns aos outros e tudo. Agora o peixe, chiça, é mesmo chato. Beijocas!

José Ribeiro Marto, a caça, além de ser uma actividade igualmente parva, ainda é mais cruel, pois enfrentar um coelhinho felpudo com uma caçadeira é de uma completa mariquice. Abraço!

Rafeiro Perfumado disse...

Gio, e a tatuagem era o quê, uma carpa koi?

MZ, e achas que eu ligo a esses pormenores? ;)

Cassamia, e desde quando o convívio tem de ser em alto mar, a apanhar com o sol na tromba e com o estômago às voltas? Quanto aos alfacinhas, em breve dar-te-ei a resposta! ;)

Dermatologistested, pelo que ouço dizer, um dos problemas do mundo é precisamente a minhoca pensar muitas vezes apenas em si e por si, ignorando o resto. Beijo!

Rafeiro Perfumado disse...

Paulofski, e que tipo de canas usam, revestidas a cabedal preto?

Marquesa, obrigado, é sempre bom ficar descansado, nem que seja em relação apenas a umas quantas pessoas de confiança. Beijos!

Elvira Carvalho, pois conheço, ainda mais porque foi também por aí que fui arrastado para algumas pescarias. Beijoca!

Anjo de Cor, mais valia ir para o cimo de um prédio, colocar um cartão de crédito no anzol e ver se pescava uma gaija gira. ;) Beijoca!

Rafeiro Perfumado disse...

Euzita Verdita, eu também não! Carne, eu quero é carne! Beijos!

E se eu fosse puta, tu lias? Minhocas são boas para quem tem jardins, parece que areja a terra! Beijinho!

Narizinho Lunático, se o ser humano é estranho? Eu acho que alguma divindade colocou num anzol uma data de defeitos mascarados de qualidades e nós, humanos, engolimos tudo até ao esófago! Beijos!

Vani, olha que tratando-se dessas actividades, até prefiro ir à pesca, pelo menos o peixe não berra!

Rafeiro Perfumado disse...

Ellen, aplicar a expressão “banho” era muito mais arriscado, aí é que caíam tarados aqui no blog aos cardumes! Beijinho!

Anjo Negro, e achas que a minha escolha foi acidental? ;) Beijo!

Predatado, nem da varanda? Sempre podias sacar uns tops às meninas que passassem lá em baixo! E velhos são os trapos! Expressão gira, não é? Abraço!

Anuska, será que quando o comem encontram a minhoca?

Rafeiro Perfumado disse...

Marco, nem uma mosca? Acho que há uma casta na Índia que também tem essa pancada, pá. Eu sou pacífico, mas se me tentam sugar, é logo PAAAFF! Abraço!

Meu Doce Amor, tens todo o meu respeito, sei que algures por aí existem amantes da pesca, de outra forma as lojas desse género iriam à falência. Quanto ao questionário, é NO WAY em todas! ;) Beijo!

Helena Paixão, há tantas contradições por aí, basta olhar para a capacidade de quem nos governa. ;)

Kapikua, e aposto que os robalinhos foram pescados por outros tipos, certo? Abraço!

Rafeiro Perfumado disse...

Kotta1947, também eu sou peixes, mais um motivo para não gostar que me abanem minhocas à frente. Esta não soa nada bem... Beijo!

PreDatado, já vi, já vi! Abraço!

Cunhada, eu e a minha irmã somos tão diferentes que sempre dissemos que um era adoptado. Agora fiquei a saber quem...

Uminuto, e se for um ganso? Beijo!

Rafeiro Perfumado disse...

A Lei da Rolha, ter a cana na mão pode ser útil, mas é preferível não ir por aí. Abraço!

Narizinho Lunático, um conselho: não digas ao teu pai que o achas parecido com um cão, pode não considerar isso como um elogio. Beijos!

Pinguim Alegre, é mas é para ganhar calos nas mãos e na peidola. Abraço!

Lua Prateada, vou o caraças, se for por mim a minhoca vai morrer enxuta. Beijo!

Rafeiro Perfumado disse...

Francisco Castelo Branco, e sortudos são os que conseguem comer o isco e escapam de barriguinha cheia!

Eli, só acredito com provas. Manda-me as páginas 47, 58 e 146! ;)

Violeta, obrigadinho, isso é que é solidariedade! Beijos!

Blayer, não gozes, aquilo era polvo para pesar mais de 278 gramas!

Capriccio disse...

Coitadinhos dos peixinhos!
Os humanos têm cada pasatempo!

Beijinhos :)

Eli disse...

Será que tenho que me levantar?!

[pausa]

47 "...petáculos muito manhosos"

58 "No cu de Judas"

146 "Claustrofóbico"

;)

Felina disse...

Ok era só para saber se percebias mesmo de pesca apesar de não gostares...

Paula disse...

Eh pá, agora falaste tal e qual, como o moço aqui da casa! Também "adora" esse desporto / passatempo / trabalho fascinante!
:)

mik@ disse...

ola :)
vai um joguinho de pesca na nintendo wii????
bjocas

Pax disse...

Talvez grogues até sejam mais facilmente convencidos a morderem o arame! Pensam que é a lata!

AmSilva® disse...

Eh pah eu sou adepto da pesca... no prato!!
Fui uma quantas vezes pescar com um primo meu, mas era apenas pelos grelhados que faziamos a bordo!!!
Abraço

Otário disse...

os cães sabem pescar? :O

Laetitia disse...

LOOOL Por acaso sempre me questionei o que é que leva as pessoas a desperdiçar o tempo livre na pesca! :p

turbolenta disse...

ah....e no meio disso tudo onde é que fica a parte do enjoo?
Não enjoaste? Não foi carga ao mar?
Parabéns pá! ESse foi um dia de mar calmo! SEndo assim, estás apurado para companhia numa ida ás Berlengas
lol lol
bjs

paulofski disse...

Sim, como essa que seguras na boca!

Pepper disse...

Eu gosto de pescar à linha, é mais eficaz e não ficas tantas horas à seca.

Beijos

Rafeiro Perfumado disse...

Capriccio, o pior é quando um humano me tenta arrastar para esse passatempo... Beijo!

Eli, ficarei totalmente convencido se me disseres a terceira frase da página 189! ;)

Felina, felizmente o meu pai ainda não se tinha ido deitar e atendeu o telefone...

Paula, e pelos vistos também tem uma lista de “amigos” jeitosa...

Rafeiro Perfumado disse...

Mik@, só se for com um arpão! Beijocas!

Pax, o problema seria acertarem no anzol do meio.

AmSilva, mas já levavam o peixe de casa, certo? Abraço!

Otário, os cães até fusão nuclear a frio sabem fazer, só que não contam a ninguém!

Rafeiro Perfumado disse...

Laetitia, é uma questão muito semelhante a tentar perceber as mulheres, pois a razão deixa de fazer sentido. ;)

Turbolenta, passei muitos anos a viajar no barco do Barreiro, sou um autêntico marinheiro! Beijocas!

Paulofski, e não consegues tu ver o outro lado do carreto, tem cá com cada bico...

Pepper, o pior é quando o peixe que pica é grande e te leva a pele das mãos! Beijos!

Eli disse...

wook

Há quem queira ficar com o primeiro livro. E já ouviste de alguém que ficasse com o último.

Agora, tens que editar o terceiro por duas razões:

1ª Ter a página 189;
2ª Não ser eu a ficar com o último!

E não me vais assiná-lo, senão ainda desvaloriza!

:P

hehe

nOgS disse...

O meu pai levou-me algumas vezes quando era pequena, de graúda nunca fui. Mas nem acho assim tão má essa actividade (não lhe chamo desporto pois está ao nível de estar sentado no sofá a mudar a tv com o comando). Acho que, no fundo, é mais uma actividade de convívio. Não me parece mal, se o ppl levar umas cervejolas, música e boa disposição. Mas não me convidem se forem às 6h da manhã como é tão costumeiro de quem vai pescar.
Nunca percebi isto... é para apanhar os peixes a dormir ou quê???

Beijufa

Rafeiro Perfumado disse...

Eli, ainda bem que a coisa ficou esclarecida, já me andava a martirizar sobre o motivo que levava um livro a esgotar na internet. Beijoca!

Nogs, eu não gramo aquilo pelo horário, pelo resultado da actividade (parece que temos de comer o peixe) e pelas horas intermináveis a olhar para uma cana. Convívio? Um belo jantar e um belo cinema! Beijo!

bjecas disse...

Eu vi logo que tu eras mais do ponto cruz. Tenrinho pá!

\m/

PKB disse...

Mas agora deixo-te uma pergunta:
Entre ir à pesca com outros gajos e passar uma tarde inteira a fazer compras com a tua jove num qualquer centro comercial - do estilo entrar em todas as lojas de roupa e sapatarias e lojas de acessórios e lingerie - o que é que preferias?

Rafeiro Perfumado disse...

Bjecas, ia responder que eu era mais "macramé", mas não faço a mínima ideia de como se escreve. Abraço daqueles machos, pá!

PKB, qualquer dos cenários é de realização impossível, acredita. Mais facilmente mandava a jove ir pescar com os tipos. Pensando bem, é melhor mandar os tipos às compras.