Cuidado com o Rafeiro! Não é que morda, mas podes pisá-lo sem querer...

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Vão chular quem vos fez as catenárias - Parte II e final, pois tenho mais que fazer

Depois da ausência de resposta à minha última comunicação, tive de voltar à carga, mas apenas por descargo de consciência, pois tenho perfeita noção de que as pedras só mudam com a erosão, e mesmo esse processo demora mais tempo daquele de que disponho.

Pese a CP continuar a ter a satisfação do Cliente como uma sua prioridade (palavras vossas) continuo sem receber resposta à minha última comunicação, nomeadamente a indicação do fundamento legal que vos permite cobrar por um serviço que não é prestado e não proceder à devolução do dinheiro.

Mas passemos a outro assunto: as greves da CP que irão prolongar-se até ao final de Abril, com a particularidade de serem apenas às horas extraordinárias (e já estou a ser simpático ao não referir as próximas três greves, marcadas casualmente para três sextas-feiras). No que é que isso se traduz? Há comboios quando calha. O horário está afixado nos painéis electrónicos mas à hora prevista ou recebemos a informação de que foi suprimido ou, pura e simplesmente, alteram para o horário seguinte. Será assim tão complicado fazer uma planificação contemplando as horas extraordinárias e outra ignorando as mesmas? É que garanto ser completamente diferente sabermos que apenas há comboios de trinta em trinta minutos do que irmos apanhar um comboio previsto e o mesmo ser cancelado. Permitam-me que vos demonstre a coisa recorrendo novamente à figura da casa de alterne.

Digamos que nessa casa trabalha a Etelvina, que atende um cliente às 09:01, outro às 09:31 e ainda outro às 10:01. Temos também a Felisberta, que apesar de estar no turno da tarde faz umas horas extra durante a manhã, digamos que às 09:17 e às 09:47. Os clientes dirigem-se à casa de alterne tendo isto em conta, certo? Agora se chegam lá e sem qualquer aviso prévio lhes dizem que a Felisberta afinal não trabalha, o que é que acham que sucede? Exacto, tenta tudo ir com a Etelvina, o que não é propriamente agradável, pois não só o “material” tende a sofrer um desgaste maior como os clientes não gostam de partilhar certas coisas, gerando insatisfação e focos de conflito.

Ficou claro? Se preferirem posso mandar uma apresentação em Powerpoint, com fotografias sugestivas da Etelvina e da Felisberta. Agora o que eu gostava mesmo é que uma empresa pública, paga também com o meu dinheiro, assumisse verdadeiramente a sua missão de servir o público e procurar a sua satisfação, abandonando de vez uma política de gestão amadora, que aposto nem as casas de alterne utilizam.

Até sempre,
Rafeiro Perfumado

46 comentários:

maria teresa disse...

Clap!Clap!Clap!Clap! Sou eu a bater palmas, não te assustes! Não é um comboio coxo a "andar" pelos carris, saido do museu para dar um exemplo de responsabilidade aos mais novos!
O direito à indignação e à reclamação!

ADLuxor disse...

Muito bem dito! Esses tipos da CP também já me andam a chatear! Sempre greves todas as semanas ou caraças e estas às 6as feiras ainda são piores!
Ahahahah mas a originalidade desses e-mails está muito boa!
Abraço!

disse...

Tiro-te o chapéu Senhor Rafeiro. Tens toda a razão e o grande problema de todos nós é que reclamamos para o lado, mas não com quem devemos.

Orquídea Selvagem disse...

Olha meu amigo... sou contra as greves mas reconheço que é a única forma de luta [legal] que um trabalhador possui, direito esse consagrado na Constituição da República Portuguesa, no seu artigo 57º.

É preciso recordar-te qual o objectivo de uma greve?? Eu entendo que será chatear o maior nº de pessoas possível para que se gere uma força de pressão para obrigar a entidade empregadora a mudar o Status Quo.
Se ela não chatear ninguém, nem vale a pena fazê-la!
E a prova é que estás aqui tu a dar o teu contributo para toda esta "chain reaction".

Bom e pertinente post (as always)
Beijos :)

Bxana disse...

Vim aqui para elogiar a poesia, eloquência e beleza deste texto, cujo conteúdo quase me deu vontade de te pedir em casamento(brincadeirinha, a Gatinha que não se zangue!)

Tu és grande, jove, grande! =)

FATifer disse...

Hum… acho que estás a pedir demais ou melhor, a dar-lhes demasiado crédito, achas mesmo que têm uma “política de gestão”?
Ao ler um comentaria acima acho que descobri uma outra forma de ver o “problema” (que só o é para ti que andas de comboio). Ora se o objectivo da greve é “chatear o maior nº de pessoas possível” então aquilo que tu interpretas como falta de “política de gestão” não é mais que os (supostos) responsáveis da (suposta) “política de gestão” a fazerem o seu papel na greve. Curiosamente a (suposta) “política de gestão” parece estar muito mais adequar a este propósito, o que concordo, não te deixa satisfeito (mas apenas porque és invejoso e não gostas de ver os outros fazerem bem o seu trabalho! :P)

Abraço,
FATifer

Petra disse...

Grande texto.... podias era mudar os nomes Etelvina e Felizberta.... porra rafeiro.... hahhahahahhahhaahhahhaha
E olha que fico bem quilhada com essas greves dado que a cp podia sim devolver o dinheiro que se gasta no passe.
Felizmente moro bem perto do trabalho, mas o boyfriend tem de apanhar o comboio e já se atrasou várias vezes....
Mas devolução do dinheiro era..... dasse.

Dragão Azul disse...

Geralmente nas greves as empresas dizem que por dia perdem uma certa quantia de €€€€.... quer me parecer que neste caso a CP esta é a ter lucro, ou pelo menos não esta a etr prejuizo... logo esse tua tentativa de ajudar a empresa na gestão dos horarios não vale nada para eles até porque os ordenados dos gestores esta sempre garantido.

Abraço!

Cacarol disse...

Preciso de tijolos!

textículos disse...

Devias saber que esta coisa de brincar aos comboios não é fácil, ainda por cima são bicheza muito imprevísivel. Já viste quantos grevistas chegam atrasados à greve :P

Cacarol disse...

Tinhas razão...Faltava um zero!Agora já está bem!

Kok disse...

Tens toda a razão!
Todas as tuas considerações são acertadas.
Especialmente aquela da "gestão amadora".
Na CP (ou é REFER?) não é admissível que com tantos gestores (executivos e outros nem tanto), a gestão seja amadora.
Suspeito que seja mais do tipo reboleira...
Se decidires iniciares um movimento ou uma manifestaçõn demonstrativa da coisa, conta comigo!

Akele abraço pah!

Anjo De Cor disse...

Que novela do caraças.... haja paciência, tb fiz esta semana uma queixa pouco agradavel aos CTT.
Beijinhos*

Utena disse...

Rafeiro bom dia,
Fui ler o primeiro texto e de seguida li a sequela... primeiro chorei a rir... depois bati palmas e em terceiro tiro-te o chapeu...
As coisas podem ser ditas de tantas maneiras e a tua com a respetiva explicação... foi digamos hummm perfeita.

Utena disse...

Rafeiro bom dia,
Fui ler o primeiro texto e de seguida li a sequela... primeiro chorei a rir... depois bati palmas e em terceiro tiro-te o chapeu...
As coisas podem ser ditas de tantas maneiras e a tua com a respetiva explicação... foi digamos hummm perfeita.

Isis disse...

Eu gosto muito das greves. As greves são nossas amigas. Principalmente as do metro que são as que mais me "afectam". Quando assim é, vai-se no autocarro (partindo do pressuposto que consigo entrar) e existe aquele emoção de sentir o calor humano em todo o seu esplendor! Dasse! Já tou cansada de ser lixada! Pelo governo, pelos que fazem greve (que até acho bem) mas que na prática quem se lixa é o Povo (AS USUALLY) que paga o passe e nickles! Porque não arranjar forma de lixar quem deve ser lixado? Os políticos, os gestores de topo das grandes empresas públicas e semi-públicas...e vou beber um chá de camomila para ver se me acalmo.

turbolenta disse...

O mal deste país é que cada um faz o que quer e ainda lhe sobra tempo.
Mas, se toda a gente protestasse, fizesse ouvir a sua desgostosa voz, junto de quem de direito, acho que muitas situações como esta não existiam sequer.
Assim...façam o que fizerem....
É triste mas é verdade!
Por isso, aquela expressão popular que diz: "paga e não bufa" cada vez tem mais veracidade.
Só eu refilo por tudo e por nada!

paulofski disse...

Já que eles têm bastante prática em alternar a entrada/saída nos túneis, talvez o powerpoint com fotos das senhoras em posições sugestivas não seja má ideia!

Patrícia disse...

Olá,
Concordo absolutamente com quem comentou que a CP só está a ganhar com as greves. Não tem que reembolsar ninguém (os bilhetes não-passe devem ser residuais, não gasta nos comboios e ainda poupa em horas extraordinárias.
Sinceramente esta greve (supostamente contra os cortes nos salários) é uma treta e não só não funciona como demonstra uma enorme falta de respeito da parte desses senhores.
bjs
Patrícia

the big fox disse...

eiapácugaijotázangado....
manda mas é o Powerpoint quiso é qué importante
abraço

cuca disse...

Já agora : http://noticias.sapo.pt/info/artigo/1142788.html

Brown Eyes disse...

A tua analogia com as casas de alterne é brilhante!
O que é pena é que quem se lixa é sempre o "mexilhão".

Bjs
BE

Ivânia Santos (Diamond) disse...

woow
Excelente post! :0

Janita disse...

Aquilo que mais me irrita, neste incumprimento e falta de respeito pelo utente, por parte da CP, é que chego aqui e estás de candeias às avessas!
Ora, eu gosto é de te ver alegre e folgazão, Rafeirito!
Vai escrevendo...vai escrevendo, porque água mole em pedra dura...

Manda, também, o retrato da Etelvina, assim como quem não quer a coisa.
Pode ser que eles fiquem condoídos ao ver o estado em que a pobre ficou, devido à greve da Felisberta.
Haja alguém que faça alguma coisa por este definhado País!
Se não fores tu, quem há-de ser, diz-me lá??
Beijoca para ti.

Beth/Lilás disse...

Pobre Rafeiro, andas a sofrer com tantas greves!
Já houve um tempo aqui nesta terrinha que tivemos muitas, era um caos.
Agora isto cessou, mas não sei o que é pior, se as greves ou o alto índice de corrupção.
Como sempre, o povo é que sofre as consequências.
Melhores dias é o que lhe desejo!
um abraço carioca

Pitanga Doce disse...

Olha que com essa exatidão de horários: 9:01, 10:31, 9:47, acho melhor que a Etelvina e a Felisberta passem a fazer a grade de entradas e saídas das composições na gare. Isto no bom sentido, Rafeiro. Não vás pensar que estou aqui dizendo coisas.

pink poison disse...

As mulheres só pelo nome fazem parar qualquer comboio!!!

Felina disse...

Mas afinal tu queres comunicar ou reclamar?

Para comunicar como deve ser deves fazer duas tabuletas e escreves "FUI ROUBADO PELA CP" prende-as com um cordão enfias pela cabeça como se fosse um babeiro e vais apanhar o comboio

Para reclamar é simples só tens de pedir o livro de reclamações e mais nada (prontos tens de preencher)

Teté disse...

Acho que fazes muito bem em reclamar, aqui, no FB, junto da CP, etc. Mas suponho que os administradores da CP têm orelhas moucas, a enfeitar-lhes cabecinhas ocas, excepto no que concerne a receber o bruto salário no fim do mês! Curiosamente, ainda acham que são espertos...

Enfim, é preciso cá uma paciência!

Beijocas!

Naty e Carlos disse...

Milagre é tudo aquilo que enche o nosso coração de paz.
Paulo Coelho
Bjs com carinho Naty

carol disse...

Muito bem! Rauf! Rauf!
Por essas e por (muitas) outras é que o país está como está! A culpe não é apenas dos políticos. Essa é a nossa desculpa. Esfarrapada.

Mas, ó Rafeiro, essa ideia do PowerPoint com a Etelvina e com a Felisberta era capaz de ser gira...

Muitos Raufs....

A Minha Essência disse...

Adorei! Principalmente do título! LOOL

Kiss

Marta disse...

Estas greves só lixam o zé povinho que a mal ou bem ainda quer ir trabalhar e às vezes não tem como.

José Sousa disse...

Penso que é a primeira vez que venho até seu espaço. O que li, aqui, é muito criativo! Gostei e vou ser seu seguidor, seja meu também em:

transpondo-barreiras.blogspot.com
congulolundo.blogspot.com
minhalmaempoemas.blogspot.com
queriaserselvagem.blogspot.com


Um grande abraço e tudo de bom.

Cacarol disse...

A Cacarolinha incomoda-te?

Peter of Pan disse...

Rafa, a mim só a sigla CP é motivo de um case study. Eu acho que há uma conspiração entre a CP e o FCP (e ninguém me convence de que a diferença de uma letrinha apenas é só uma coincidência)para lixar as vidas dos portugueses.

MARGE SIMPSON disse...

Isto é só um começo Rafeiro....ainda vais ter muito de reclamar...a partir de agora muita coisa vai mudar...afinal para que se instalou já o FMI??? É só lembrar os países por onde passou e em que situação os deixou... e onde está.. o que acontece.. vai doer a público e privado! Felizmente não dependo de transportes e greves destas em nada me incomodam..mas como é óbvio é anti-constitucional pagar por um serviço e não usufruir... o que tu estás a fazer em relação à CP já eu o fiz à TMN...e bem que me devolveram o dinheiro dos meses que estive sem ela.. nada como umas cartinhas e ameaças da DECO...Apoiado a 100% a tua atitude!

Cacarol disse...

Vai uma corrida?

S* disse...

Têm direito a fazer greve, mas não têm o direito de não informar devidamente as pessoas. No Sábado passado vi na net quais os comboios cancelados para esse dia... ok... decidi apanhar um dos comboios que SUPOSTAMENTE não fora cancelado. Chego à estação e informam-me que não iam ter comboios até meio da tarde. É gozar com as pessoas.

Canto Artesanal disse...

Não sou grande apologista de greves, muito menos, quando o país enfrenta uma das suas maiores crises financeira e não só. Mas, esta greve da CP não tem pés nem cabeça. Ora fazem greve de um, dois, três dias, ora trabalham um dia. Que se decidam com as datas, mas pelo menos que garantam os serviços mínimos de cada estação. Que país!!!

beijos

Caia disse...

Lá estás tu a implicar com uns diazinhos de férias aqui e ali! lol

Charlotte disse...

Será que é desta que fazem alg coisa??? E será que respondem? És um bom exemplo. Normalmente os Portugueses reclamam por tudo e por nada mas não quando devem nem com que devem!

TERESA SANTOS disse...

Ai escrevo, escrevo!

Fico a dever-te uma, como diz o outro (qual?, não sei!).
Chorei a rir! Há muito tempo que não ria com tanto gosto.
Para já, mostras que não tens um relógio qualquer: tens um cronómatro do melhor que há!
Depois, mostras que ainda há duas pessoas que trabalham neste país e, mais, não fazem greve: a Etelvina e a Felisberta, claro, o que não deixa de ser gratificante.
A CP? Bem se houvesse um pingo de vergonha por parte desses "senhores", e um pingo de CORAGEM dos utentes, quem sabe...?

Constantino, Guardador de Vacas disse...

Meu caro rafeiro bem sei que no caso da Etelvina e da Felisberta estás carregadinho de razão. Eu próprio fui lá e nem mostrando o passe me serviu de nada. A Etelvina não aceitava passes das outras. Ainda tentei com o passe da Ermengarda que é a mais sofisticada da casa de alterne, assim tipo cartão de passageiro frequente, mas não serviu de nada. Agora no caso da CP não concordo nem um bocadinho. A primeira é porque a substituta (eu escrevi substituta) aceita-te o passe da faltosa ou gazeteira ou seja lá o que for e ainda vais aconchegadinho de fazer inveja a qualquer sardinha de lata e a segunda é que ela é paga com o meu dinheirinho também, não só o teu e eu não ando nem de comboio nem de substituta. Está bem, ando de Felisberta e de Ermengarda mas essas não contam para as catenárias.

aespumadosdias disse...

Acabou a greve na CP. Agora vamos ver se nos próximos meses não falta dinheiro para pagar aos trabalhadores. Fico a aguardar as fotos das senhoras. :)

Tio do Algarve disse...

Caro Rafeiro,
Excelente! E a comparação fantástica! Sinto-me como a Etelvina, a fazer o dobro, porque os alguns não querem fazer o que se comprometeram!

Essas Felisbertas têm um custo médio anual de 50.000 €, logo em vez de casa de alterne, talvez não fosse pior "acompanhantes de luxo"!

Abraço