Cuidado com o Rafeiro! Não é que morda, mas podes pisá-lo sem querer...

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

O Ulisses era um menino - Parte I de III

A Odisseia de Ulisses é uma das histórias clássicas mais contadas de todos os tempos, e uma das minhas favoritas. Numa análise puramente factual à mesma, pode dizer-se que se trata do relato das aventuras do rei de Ítaca, que foi combater na guerra de Tróia, guerra essa que foi ganha, em grande parte, graças ao seu engenho e astúcia, cujo exemplo mais famoso é o do cavalo de Tróia. Depois disso, passou uma porrada de anos no mar, enfrentando de tudo, desde monstros marinhos, Deuses, feiticeiras, sereias, políticos em campanha, enfim, uma tourada completa, até finalmente chegar à sua ilha, recuperar o seu trono e cair nos braços da sua amada, Penélope.

Parece lindo e romântico, não parece? Na prática, tratou-se de um gaijo que fugiu da mulher para ir para a borga com os amigos, e como se atrasou mais do que a conta e na altura não podia dizer que tinha ido comprar cigarros, teve de inventar a desculpa mais elaborada de que há memória. O gaijo até gigantes só com um olho meteu ao barulho, vejam lá, como se não estivesse mesmo à vista o que realmente se passou. Chega ao desplante de dizer que no caminho encontrou umas sereias que o tentaram seduzir com o seu canto, mas às quais conseguiu resistir. Por outro lado, não se pode dizer que a mulher tenha ficado a mofar em casa, pura e casta. Reza a lenda que coabitavam com ela uma porrada de pretendentes, sendo que para os dissuadir dos avanços fez a promessa de escolher um deles quando terminasse um bordado. Está-se mesmo a ver uma data de gaijos a olhar para uma boazona, esperando que ela desse o último ponto...

Mas esta conversa toda para quê? Para vos dizer que a aventura que eu vivi há uns tempos na Grécia faz o Ulisses parecer um menino que foi fazer um recado à mãe e se atrasou seis minutos. A minha história, essa sim, merece o título de epopeia, de odisseia, ou outra palavra gira terminada em “eia”, como aventureireia!

Continua...

Até sempre,
Rafeiro Perfumado

70 comentários:

Sun Iou Miou disse...

Já estou a ver o Rafeiro dar o salto ao tv!

A. disse...

Conseguiste prender-nos a atenção para os seguintes capítulos. Belo "post" piloto!
;)

maria teresa disse...

Fiquei presa...sou paciente (não doente) vou aguardar (mas não sentada) pelo desenrolar da tua "desculpa"

Paula disse...

Uuuuhhh!!! Mal posso esperar!
Mas também não deve ser difícil, Rafeiro. O rei Ítaca, além de fugir e ir para a borga com os amigos, devia ser meio pró cegueta, pá.
Quando chega, recupera o trono e no final ainda cai nos braços da amada?
Deve ter tropeçado no trono que acabara de recuperar, só pode.
:)

Sandra. disse...

:))

será q vou ler q enfrentas te ventos cortantes quando subis te à torre maizalta?? eheheheh

abentureireiro :D

besuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuus

Bongop disse...

Ainda tou para ver a desculpa que arranjaste na Grécia para teres, quase de certeza, abandonado a "jove" com aqueles gregos feios e mal encarados!
:P

Abraço

Barroca disse...

Epá, para ser mais bera que a Ulisseia, só pode meter doenças venéreas, mau vinho e caixas multibanco sem carcanhol. ;P

espera-se o resto do relato...

Ti Coelha disse...

Por momentos fiquei preocupada! Pensei que ia ler algo de muito profundo e histórico!
Venha de lá essa saga, que parece-me que põe os trabalhos de Hércules (ou Herácles)a um cantinho!

Beijinhos

the big fox disse...

é pá dessa desculpa não me tinha eu lembrado....
o tipo era mesmo um génio.
com sereias e tudo....
grande malha, essa é de mestre...
abraço e boa semana cheia de "cantos"

Orquídea Selvagem disse...

Ele há cada coincidência...

Ontem quando fui para cama decidi reatar um costume que no verão (por me deitar mais tarde e estar calor) costumo perder: ler um bocadinho enfiada debaixo dos cobertores! :)

Então, como não sabia o que me apetecia ler, peguei em dois livros "light" (são pequenos e com poucas páginas) que tinha na estante: "Nos leves dedos de um vento" do meu amigo poeta Albino Santos e o "Ulisses" da Maria Alberta Menéres (livro de leitura recomendada no novo Programa de Língua Portuguesa do 6º ano de escolaridade).

Mas o que é certo é que optei pelos poemas... ficando o Ulisses para os próximos dias...
Quem sabe eu ainda o começo a acabo de ler antes de tu escreveres as 3 partes da tua epopeia!

Conseguiste-nos cativar... fico à espera das duas partes restantes!


Beijocas :)

Vício disse...

essa parte do gajo ter andado na borga com gigantes só dum olho leva-me a ter duvidas se a história se passou em Troia ou em Sodoma...

Felina disse...

A tal ruiva dos teus sonhos também esteve na Grécia?

ADLuxor disse...

Já estou com vontade de querer ler o resto da aventura.
Bem visto a parte do Ulisses. Esqueceste-te de dizer que ele foi o suposto fundador de Lisboa (o que terá ele dito à mulher quando voltou depois de fundar a cidade?) XD
Abraço!

conchita disse...

Ena!!!, estou curiosa pelos próximos episódios!!!
Beijos e boa semana de trabalho:)

Eva Gonçalves disse...

Aguardo com expectativa... sabendo que tal como a Penélope, não dás ponto sem nó... :) Que venha logo a parte II!! beijo

Vítor Fernandes disse...

Segundo consta o Ulisses ainda passou aqui pela nossa Lisboa. Diz que nesse tempo foi o maior forrobodó nos bares do Cais do Sodré (abreviado Caxodré)que nem os marinheiros de pompom fazem esquecer. Ouvi até de uma rameira (gosto desta palavra) dizer que nem aqueles marinheiro filipinos com cara de timorenses fazem esquecer o grego.

Maria Flausina disse...

HAHAHAHA! Acho que é a primeira vez que aqui (nos comentários) meto o bedelho e dei-me ao trabalho de ler "as vontades". Admito: não corei (o sangue já mal me chega pró indispensável), mas sou cusca. Tanto cusquei que descobri que és meu conterrâneo!
Sempre quero ver que Bóbisseia é que vai sair daqui!

Lyn disse...

E venha o próximo...
**

P.S:(CHLÉP CHLÉP CHLÉP CHLÉP...fica no ouvido sim senhor ahahahah)

A. disse...

Deve ser emocionante, se gigantes e sereias não têm sequer comparação com a tua história. Estou deserta para a ler.

Carolina Tavares disse...

Bem que eu imaginava que de santo não tens é nada, e com tanto trelelê incial quero mais é saber o que resultou dessa sua aventureireia. Faço uma idéia... se faço.

Marta disse...

Continua?
OMG!!!

A Minha Essência disse...

Humm... espero pelas cenas dos proximos capítulos!

C Valente disse...

Aguardo o desenrolar
Saudações amigas

Patrícia disse...

Medo!
que feio ir para a borga e deixar a moça a bordar!
Homens.... (A Odisseia faz parte das leituras da minha infância, denegrires a imagem do senhor não é bonito)

Brown Eyes disse...

Conta lá ao pessoal, não faças mais suspense :)

Lyn disse...

Mete lá a parte 2 gajo :P
**

Teté disse...

Rafeiro a ultrapassar as aventuras de Ulisses, numa epopeia de viajante pela Grécia?!? Ah, fico a aguardar a continuação... :)))

Beijocas!

Malena disse...

Também deixaste a cahorrinha à espera? Seu rafeiro de meia-tigela, pá! :P

redonda disse...

Vou ficar a aguardar ansiosamente a revelação da verdadeira epopeia!

beijinho

Lyn disse...

Então porquê?

Lyn disse...

Ah, estou a entender o teu ponto de vista!
Eu faço isto, ou melhor dizendo neste caso, eu não o faço por mim. Se fores aos princípios do meu blog acho que consegues perceber porque tenho tanto cuidado ao aproximar-me de alguém. Cresci a chorar por uma. Durante anos. E isso ensinou-me muito, cresci muito.

**

elvira carvalho disse...

Fico ansiosa à espera dessa epopeia.
Querem ver que vamos ter uma nova trilogia cinematográfica com as aventuras do Rafeiro?
Um abraço e tudo de bom para si.

Rui Pascoal disse...

Cá para mim andaste a jogar Play Station...
:)

Anna^ disse...

Espero que esta novelagrecolusa não seja caso para dizer tanta parra para pouca uva!
:D

Tio do Algarve disse...

Conta lá! Não deixes a Pénelope com calos nos dedos de tanto tricotar o tapete...
Abraço

Janita disse...

Olá Rafeirinho!

Então já sentias muitas saudades minhas...ou quê??
(agora vê lá se me respondes, ou quê)

Com esta história do Ulisses, deixaste-me emmimmesmada!!!!

Não é pela Odisseia dele. Nada disso! É pela tua aventureneia lá na Grécia...
Se aquele matreiro era um menino, imagino o que daí vai sair.

Cá fico esperando, em pulgas.

Beijinhos e braços.

Gata2000 disse...

Temos heroi?!

TERESA SANTOS disse...

Sr. Rafeiro,

Vamos lá a saber.
O que é que sucedeu, ou melhor, que destino teve o meu comentário a este post? Caiu para o post anterior, ou seja, foi para o lixo?

Vou-me embora.

P.S O que foste fazer à Grécia? Aprender como se empobrece? E arranjas mil e um fait divers?

Vou-me embora.

Blogadinha disse...

Rafeiro, o Encordoador.

nota: as venezuelanas choram de 500 episódios para cima sobre quilos e quilos de maquilhagem - 'tadinha da Penélope... :D

José Sousa disse...

Rafeiro meu bom amigo!
Depois de uma temporada de trabalho com na realizações de festas, cá estou eu já com menos trabalho e com mais disponibilidade para o que gosto que são os meus blogues e seguidores.
Gostei deste teu texto, como sempre lindissimo!

Grande abraço.

ψ Psimento ψ disse...

Lembro-me que estudamos uma versão infantil na escola para aí no 5º ano. Com fã de mitologia adorei. Tendo em conta a tua analisa devo dizer que concordo contigo, ainda por cima os amigos morreram todos por isso não à testemunhas sobre o que andou a fazer. Que conveniente ehhehehehhe. Queremos agora saber mais da tua aventura. Um abraço

Kok disse...

Não foi nada comigo e eu já estou "em pulgas". (salvo seja)!!

BlueShell disse...

hahahah...conseguiste fazer-me rir: e eu pensar num relato sério das aventuras de Ulisses...LOLOL...
Olha...fico a aguardar, em suspense, a continuação da "aventureia"...hehehheh
Bj
BShell

São disse...

Bom, esperemos então a tragédia grega...que até está contada, como deve ser, em três actos, rrsss

Fica bem

Anónimo disse...

Eh lá, que te aconteceu de tão desastroso?

LUIZ

Rafeiro Perfumado disse...

Sun Iou Miou, só dou saltos na TV quando passo sem querer por algum conteúdo menos próprio! Abracinho!

A., e achas que a atenção consegue sair em liberdade condicional?

Maria Teresa, assim fiquei com vontade de colocar a segunda parte daqui a uns meses, só para testar a tua paciência.

Paula, cegueta e muito, então no caminho para uma ilha grega vem parar a Portugal? Beijoca!

Rafeiro Perfumado disse...

Sandra., por acaso ventos cortantes entram na história! Beijos!

Bongop, qual abandonado, em muitos momentos fui eu que não quis sair de ao pé dela, para minha segurança! Abraço!

Barroca, substitui as doenças venéreas por incompetência e o mau vinho por mau feitio e andas lá perto!

Ti Coelha, o Hércules ao pé do que eu fiz mais parece um administrador de uma empresa pública. Beijocas!

Rafeiro Perfumado disse...

The Big Fox, o tipo é uma inspiração para todos os machos que desejem dar umas curvas, um autêntico Mr. Imaginação! Abraço!

Orquídea Selvagem, com leituras desse género não tens pesadelos? Eu até teria medo de adormecer! Beijocas!

Vício, ou mesmo em Custóias!

Felina, não, essa só mesmo em sonhos, na Grécia só aconteceu a dura realidade.

Rafeiro Perfumado disse...

ADLuxor, acho que essa história tem a ver com uma tipa chamada Lis, que era boa. Abraço!

Conchita, isto foi apenas o prelúdio, o drama vem já a seguir. Beijocas!

Eva Gonçalves, o problema da Penélope, parece-me, foi precisamente não dar o nó final. Beijocas!

Vítor Fernandes, até consigo imaginar o Ulisses, ali no Jamaica, a roçar-se nos postes. Raios, até me arrepiei!

Rafeiro Perfumado disse...

Maria Flausina (gosto deste nick), também és oriunda dessa terra que tão bons aromas deu ao mundo? Vem a meus braços!

Lyn, no ouvido e não só!

A., gigantes e sereias seriam sempre personagens secundárias na minha epopeia, ainda mais porque nem gosto muito de peixe.

Carolina Tavares, não fazes. Começo é a duvidar se deveria ter feito a comparação com a Odisseia ou com os Descobrimentos...

Rafeiro Perfumado disse...

Marta, e durante uma porrada de tempo!

A Minha Essência, mas sem grandes expectativas, pois o drama será terrível!

C Valente, neste caso seria mais adequado o “enrolar” da história. Abraço!

Patrícia, foi o primeiro livro que me fez escapar uma lágrima, acredita que tenho a história em alta estima e consideração.

Rafeiro Perfumado disse...

Brown Eyes, antecipações de prazos só são obtidas mediante pagamentos generosos.

Lyn, para tudo há um timing correcto para ser metido.

Teté, a ultrapassar e pela direita, se não mesmo por cima! Beijocas!

Malena, não, foi uma fiel companheira de viagem, sem direito a ir dar uma volta pelo bosque mais longínquo.

Rafeiro Perfumado disse...

Redonda, a revelação só mesmo no fim, mas no próximo capítulo já vai dar para ter uma boa ideia. Beijinho!

Lyn, essas experiências servem para crescermos. E afinal, errar é humano, persistir no erro é que é ser estúpido.

Elvira Carvalho, cinematográfica não digo, mas blogueira de certeza. Beijoca!

Rui Pascoal, isso queria eu, era da maneira como podia fazer pausa e ir ao WC durante o jogo!

Rafeiro Perfumado disse...

Anna^, não metas o Adão ao barulho!

Tio do Algarve, diz que foi de tricotar, diz... Abraço!

Janita, o tipo era um menino e daqueles de bibe e tudo! Beijoca e bem regressada! Beijocas!

Gata2000, eu diria mais sobrevivente.

Rafeiro Perfumado disse...

Teresa Santos, fui tentar aprender como não afundar um país abaixo dos 387 metros. Mas acho que já fui tarde... Beijocas!

Blogadinha, estás a insinuar que tenho de colocar maquilhagem?!?

José Sousa, li o teu texto, não te imaginava tão folião e com tanto jeito para a folia! Abraço!

Psimento, acho que foi a primeira história que li da mitologia grega, se bem que na altura não liguei a certos detalhes reveladores da verdadeira história. Abraço!

Rafeiro Perfumado disse...

Kok, então não te chegues perto, pá, que eu não sei se esta coleira é completamente eficaz. Abraço, à distância!

BlueShell, e alguma vez viste um relato sério por aqui? ;) Beijocas!

São, só não é tragédia porque teve um fim relativamente feliz, mas a duras penas, ou melhor, pêlo. Beijoca!

Anónimo LUIZ, calma, pá, tens de esperar pelo seguimento, de outra forma lixava a expectativa!

Maria Flausina disse...

Bons aromas e malta super inteligente! ;)
Nisso de ir aos teus braços, tenho dúvidas... é que eu cá tenho pedigree, não sei se me convém ser vista com um Rafeiro, mesmo que Perfumado. :)

Lyn disse...

Oh rafeiro eu tou-me a passar,nunca mais vem a segunda parte...então?eheheheeh cusca eu. Kiss*

Canephora disse...

E não é que foi esse o caso... o gaijo atrasou-se, mas quem acredita em gigantes e ciclopes e outras tretas, que são efeito de alucinações, sejam causadas por alcool ou outro tipo de alucinogénio... e que naquela época até era comum de ser usado, até para a normal refeição.
Mas a Penelope, coitada, deve ter ficado cácom um calo no dedo de tanto bordar...

LM disse...

Valha-te um Deus Grego, pá. Escusavas de devassar a antiguidade Clássica só pra dizer que malhaste uma grega...;)

Sérgio Pontes disse...

Então, na Grécia levastes coma Troika ou quê?

Conta, conta que fiquei curioso

Petra disse...

Que aconteceu andaste lá todo nu feito Deus do olimpo?

Táxi Pluvioso disse...

Aventura agora é comprar dívida grega.

Gina disse...

Olá,
às vezes venho parar aqui e o que leio sempre me faz rir, és um gaijo cheio de piada (a escrever), vou comentar o texto que tens na caixa de comentários e devo dizer que estou empolgadíssima porque é a minha primeira vez.

Ao que parece não encaixo em nenhum dos itens a, b, ou c. Já no que não mereceu letra... encaixo, sim. Sou cusca (mas não vim ver o que os outros escreveram por preguiça, uma vez que tens montes de comentários), creio que corei um bocadinho, escrevi 'qualquer coisinha e assim' e queria muito pertencer ao grupo das vontades.

(Isso do grupo das vontades é o quê? Pode saber-se antes de pertencer?!)

Parabéns pelo teu blogue. :)

Mz disse...

Vou estar atenta à tua epopeia canina!

carol disse...

Ó Rafeiro, o que eu gostei da segunda parte deste texto! Quer dizer, da sua interpretação rafeirenta da Odisseia! Muito bem caçada!

Rauf! Rauf! (Se bem que cá em casa seja mais Miau! Miau!...)

kakauzinha disse...

Menino, espero que mantenhas sempre este teu bom humor, para bem de todos nós, mesmo que chovam troikas e políticos que só vêem o mundo por um certo olho...

Gracias :)**

Rafeiro Perfumado disse...

Maria Flausina, ainda tens dúvidas? Sei de muita reputação que foi arruinada por associação a mim. FOGE!!!

Lyn, à altura desta resposta já acabou a história! Beijoca!

Canephora, só não concordo em relação ao que a fez ficar com calo no dedo...

LM, os gregos e gregas é que malharam em mim, pá!

Rafeiro Perfumado disse...

Sérgio Pontes, levei com a Troika, com a Poirka e mais uma data de oikas! Abraço!

Petra, também, mas disso não quero falar.

Táxi Pluvioso, isso não é aventura, é suicídio.

Gina, agora é tarde, a partir do momento em que comentas estás fidelizada por um período não inferior a três décadas a este blog. Quanto às vontades, é conseguir pertencer às alternativas a, b ou c. Beijoca e obrigado pelos elogios!

Rafeiro Perfumado disse...

Mz, que já está concluída, felizmente. Beijoca!

Carol, estive para construir o texto mesmo à semelhança da epopeia, mas era coisa para dar trabalho, e como não me pagam para isto... ;) Beijoca!

Kakauzinha, quando o sorriso se desvanecer, aí é que a esperança morreu de vez. Beijoca!