Cuidado com o Rafeiro! Não é que morda, mas podes pisá-lo sem querer...

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Marketing confuso

Alguém me sabe dizer, em termos de custos, qual é a diferença entre a publicidade e a publialdeia?
 
Até sempre,
Rafeiro Perfumado

44 comentários:

Dona Sra. Urtigão disse...

a pensar...

Ana disse...

A publialdeia está cada vez mais deserta e a publicidade com cada vez mais gente na periferia...:P

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Na publivila tens o meio termo! :P

Texticulos disse...

E' tudo reclame, nao reclames! :)

ellen disse...

eh pá!!! vou pensar e depois informo-te :)

Beijinhos

Maria disse...

E a publipais, a publicontinente, a publimundo ?

cuca disse...

Assim, em termos de custos, não te sei dizer nada. Apenas vi a origem da palavra Publicidade no Priberam: público+idade=publicidade. A partir daqui tenta adivinhar a origem das palavras publialdeia e publilugarejo, entre outros publis...

Kok disse...

Oops! Na minha primeira leitura li: pubicidade!
Nem sei porquê.

Não sei pá.
Essa coisa dos custos implica investimentos e financiamentos e, não poucas vezes, lamentos; são muitos elementos para as minhas capacidades.
Por isso não sei responder-te, o que lamento!

Sofia disse...

Eu vou pelo Marketing...e mesmo assim com algum sentido de critica. É, de longe, o mais económico, em termos de tempo e carteira :)
Beijinho

S* disse...

Suponho que a publialdeia chegue a menos gente. :P

Maria Pitufa disse...

Tem tudo a ver com a desertificação do interior... ainda que a publialdeia seja mais barata... não tem público, excepto agora no Natal e no querido mês de Agosto!! Por isso a publicidade é mais cara mas tem mais publico!!

Bongop disse...

O que me consegue mesmo levar a comprar é a Publivila!
:P

Abraço

Rui Pascoal disse...

Na aldeia deve custar mais, o que não admira. Com pulgas e carraças os rafeiros não param de se coçar, já as donas...
:)

Utena disse...

Hummm vou pesquisar no google e logo te digo

Carla disse...

A publicidade rende mais pois abrange mais gente :) Puro marketing!

Teté disse...

Os custos devem ser estipulados "per capita", portanto tudo depende da população da cidade, aldeia ou lugarejo...

Obviamente com custos bastante inferiores na publialdeia, que basta a ação de marketing decorrer na taberna ou mercearia local para chegar a todos os habitantes... :)))

Beijocas!

tetisq disse...

Não sei. Mas, se juntares as duas a cantar o "All Together Now" dos Beatles, dá um dueto improvável...*

ADLuxor disse...

Visto que há mais possibilidades de alguem comprar algo por ter visto publicidade, deduzo que essa seja mais cara que a publialdeia XD
abraço!

Kurioso disse...

Também gostava de saber

Conchita disse...

Publialdeia?!, investas-te essa palavra, não?!
Nunca ouvi semelhante, por isso não te posso ajudar, sorry...
Beijos:)

Carolina Tavares disse...

Nunca ouvi falar em publialdeia. Por favor, contribua para o conhecimento lingüístico e nos esclareça.

Marta disse...

Oh pá, não sei mas vou já pesquisar!
;I

Tite disse...

Publicidade é generalista.

Publialdeia é um blog sobre publicidade na internet.

Boa????

JP disse...

Normalmente deixam-se levar pela primeira - publicidade.
Mas na verdade é que temos de começar a dar mais valor a tudo que está relacionado com a publialdeia- pois é menos enganosa!!!!!!!!!1

Abraços

Hesíodo disse...

Publialdeia não sei, mas será que sabes do que se trata da publialcateia?

60 Sinais disse...

Todos os anuncios de batatas e repolhos pertenciam à publialdeia que nos dias que correm já não se encontra activa pois os comerciantes de batatas e repolhos venderam os seus direitos ao continente e pingo doce. Esses...como grandes companhias fazem parte da publicidade, estando integrados num meio mais amplo que o das batatas.
E é isso...

Je Vois La Vie en Vert disse...

Acho que é a maneira de vestir !

Mas de certeza que não se compram botas de 16oo euros nas publialdeias...

Beijinhos
Verdinha

carol disse...

Publicidade = Continente
Publialdeia = Minipreço
Publivila= Pingo Doce...

Mais coisa menos coisa, claro!

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Rafeiramigo

É tudo publi, mais coisa, menos coisa. O Wsrtpftg (*) diria que é a mesma xcbvnmjk(**), as qwsrttyvz(***) éke mudam.

Publiabç
____
(*) Nome próprio; intraduzível, qualquer coisa Coelho
(**) Merda
(***) Moscas

Magia da Inês disse...

♥✿⊱╮
º°♥❤ Olá, amigo!

❤ Um "rauf" para você... nessa me pegou!... Não sei mesmo!!!

Boa semana!
Beijinhos.
Brasil ♥✿⊱╮
º°♥❤ ❤

TERESA SANTOS disse...

Rafeirito,

Explica, sim?!

Vá, não sejas mau!

Espera!
Publialdeia será alguma coisa que a troika, a tal, exige que se venda?

É que uma aldeia sempre vale uns cêntimos!...

ψ Psimento ψ disse...

Pois, honestamente não faço a mais pequena ideia da diferença ehehhe
Um abraço

Rafeiro Perfumado disse...

Dona Sra. Urtigão, nada de me fazer disparar o alarme contra incêndios...

Ana, isso justificaria o gosto de certas publicidades.

Especialmente Gaspas, e está meio cheio ou meio vazio?

Textículos, apenas queria deitar alguma luz sobre o assunto!

Rafeiro Perfumado disse...

Ellen, está demorado, esse pensamento... Beijoca!

Maria, já para não falar da Publigaláxia!

Cuca, quando for grande quero ser como tu, investigar os assuntos antes de falar sobre eles. Pena dar trabalho... ;)

Kok, queres que te explique o motivo da tua primeira leitura? Freud tinha umas teorias sobre isso!

Rafeiro Perfumado disse...

Sofia, mais económico ainda é fugir de ambas e partir para outra coisa qualquer no sector primário. Beijoca!

S*, e interessa o número ou a qualidade?

Maria Pitufa, o pior é se esse “mais público” é uma cambada de tesos.

Bongop, a mim o que me cativa verdadeiramente é a Publiranholas. Abraço!

Rafeiro Perfumado disse...

Rui Pascoal, os rafeiros e as pulgas são quase uma entidade una, já quase não se coçam!

Utena, estás em falta para comigo, cadê o resultado da pesquisa?

Carla, e não importa ao marketing o poder de compra do público-alvo?

Teté, além de que os alvos da publialdeia podem pagar em géneros, coisa só ao alcance de uma minoria dos abrangidos pela publicidade! Beijocas!

Rafeiro Perfumado disse...

Tetisq, preferia juntar as duas a cantar “Eu ouvi um passarão”...

ADLuxor, acho que estás a desprezar uma data de variáveis, todas elas demasiado difíceis para as enumerar aqui. Abraço!

Kurioso, que a tua demanda seja mais proveitosa que a minha.

Conchita, claro que inventei, achas que ia colocar aqui assuntos sério?!? Beijos!

Rafeiro Perfumado disse...

Carolina Tavares, em busca de esclarecimento ando eu!

Marta, e é preciso mandar alguém pesquisar o teu paradeiro?

Tite, a explicação mais aceitável até agora, o que nem é um elogio.

JP, e além de ser menos enganosa ainda é capaz de nos safar em tempos difíceis. Abraço!

Rafeiro Perfumado disse...

Hesíodo, claro que sei, é uma data de publis a correr pelo monte fora!

60 Sinais, achas que foi por isso que o programa TV Rural acabou?


Je Vois la Vie en Vert, e achas que se vendem na publicidade? Aquilo é só fachada. Beijocas!

Carol, e a publilugarejo, é o Lidl?

Rafeiro Perfumado disse...

Henrique Antunes Ferreira, com o calibre que os nossos políticos têm, acho que até as moscas começam a fazer cerimónia em lhes poisar em cima. Abraço!

Magia da Inês, e eu a pensar que a iluminação viria desse lado do Atlântico. Beijoca!

Teresa Santos, se atendermos que a maioria das aldeias estão desprovidas de portugueses, ainda são capazes de valer mais. Aos olhos da Troika, claro!

Psimento, e quem fala a verdade quase não merece castigo! Abraço!

paulofski disse...

Acho que vou perguntar isso à minha jove. Se não ficar muito confuso com a explicação, depois explico-te...

Rafeiro Perfumado disse...

Paulofski, essa tua cara parece-me bastante confusa. Hello, estás a ouvir-me?

Táxi Pluvioso disse...

Na aldeia há um bobo, o comprador.

Rafeiro Perfumado disse...

Táxi Pluvioso, e na cidade há muitos, e mesmo alguns bombos da festa.