Cuidado com o Rafeiro! Não é que morda, mas podes pisá-lo sem querer...

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Alguém me empresta um lenço?

Era um lindo dia de Setembro. Lá fora os passarinhos cantavam alegremente, lá dentro os colegas trabalhavam, não tão alegremente mas mesmo assim com afinco. O dia decorria sem sobressaltos, havendo a promessa de terminar com um jantar na casa de amigos. Mas bastou uma consulta à agenda para lançar uma sombra sobre a minha felicidade: tinha uma reunião marcada, ainda por cima com um tipo.

Profissional como sempre, lá peguei na caneta e num bloco de apontamentos e dirigi-me para a sala de reuniões, onde já me aguardava um jove ansioso por me impingir o que quer que fosse que a empresa dele vendia.

Feitas as apresentações, sentámo-nos e cada um entregou-se ao seu papel, ele a dissertar sobre as maravilhas das soluções fornecidas pela sua empresa e eu a pensar no que seria o jantar mais logo. Foi quando o primeiro pingo me acertou na mão. Qual Branca de Neve acordando de um sono profundo, olhei para o tecto tentando ver de onde teria caído a gota que me ocupava 3% da superfície da mão. Eis que de repente cai outra gota, na outra mão. Comecei então a reparar que a mesa entre mim e o tipo estava completamente sulfatada, e para meu horror, a origem era a boca dele. Desviei imediatamente o olhar, pois não o queria envergonhar, mas o facto é que quanto mais ele se entusiasmava a falar, mais perdigotos saltavam em todas as direcções. Retirei elegantemente as mãos para longe do alcance perdigotal  e resolvi distrair a mente com coisas mais inofensivas, como imaginar os gritos que a senhora da limpeza ia dar quando entrasse na sala ou tentar descortinar algum padrão nos perdigotos que iam sendo projectados no tampo da mesa.

Eis quando, numa palavra com sílabas mais agudas, vejo um perdigoto mais enérgico a sair disparado na direcção da minha cara. Desviar-me bruscamente estava fora de questão, pois ainda me arriscava a dar-lhe uma cabeçada, recuar não dava pois estava perto da parede, pelo que apenas me restou esperar pelo impacto, e sem direito a venda.

O perdigoto veio alojar-se no canto inferior da minha lente esquerda, formando uma linda bolinha. O resto da reunião foi passado comigo a tentar não olhar para aquela zona e tentando não dar mostras de saber que ele sabia que o perdigoto estava lá. Quando nos despedimos estava a ver que em vez do habitual aperto de mão ele me abraçava desajeitadamente, para tentar apagar as evidências do crime. Compreendem agora porque detesto ter reuniões?

Até sempre,
Rafeiro Perdigotado, perdão, Perfumado

44 comentários:

Gija disse...

Contingências da vida profissional...E quando tens de apertar a mão a alguém e está toda transpirada e ficas com a tua mão toda peganhenta, e tens de te controlar para não a limpar de imediato...

Coruja disse...

O teu, foi um acto de coragem, parabéns!

... sorte que não tinhas de ir de sapato de salto alto...

Sexy Couple disse...

Ainda bem que depois tinhas um jantar em casa de amigos, assim, não tiveste tu de o fazer.
Ainda por cima tiveste uma óptima história para contar, embora reconheça que histórias para contar não devam faltar.

Beijo sexy,
Ana

Teté disse...

Esse não estava lá muito talhado para a profissão que tinha, pois não? Quer dizer, todas as pessoas que ele tentar convencer sobre as vantagens do projeto, ideia ou empresa, vão acabar por estar mais preocupadas em fugir-lhe à perdigotagem do a ouvi-lo, né? ;)

Mas digo-te, por experiência própria, que ter um professor assim também não é nada fácil... blheque! :P

Beijocas! :)

Maria Pitufa disse...

Guarda Chuva...a solução para esse problema é um guarda chuva!!

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Perdigotos marafados! :P

Vício disse...

como é tipo dos portugueses, apenas vou dizer que tiveste sorte!
imagina sem, em vez da reunião, fosse o jantar com essa pessoa?
já pensaste na dureza que iam ter os perdigotos?

Cristina Torrão disse...

Como referiste a lente esquerda, presumo que usas óculos. Ainda assim, tens sorte...

S* disse...

Ai que nojo... mas já estás com sorte, pior se o perdigoto te caísse na pele...

Marta disse...

Bahhhhhhh de facto isso é um horror.
Na minha última reunião apanhei com um gajo com mau hálito, olha que não sei o que será pior.

apenas umas letras disse...

olá. tudo bem? Falar com pessoas e veres os perdigotos a voarem, é uma coisa muito feia. um abaço

Felina disse...

Requisita uma mesa de reuniões de 3m... é melhor 5m

tétisq disse...

Portaste-te muito bem!Sim senhor...fiquei orgulhosa da tua postura profissional...lindo menino;
Como isto anda, enquanto tiveres reuniões é óptimo*

Eva Gonçalves disse...

Então? Realmente, em vez de te queixares, tens de começar a ver os perdigotos, como uma oportunidade!!!Começa a marcar essas reuniões para dias de calor e se avizinham!! Sempre sais mais refrescado!! :)))) Beijo

Anna^ disse...

Este post devia vir acompanhado de uma garrafita de água das pedras...(a sério, fiquei enjoada)

Mz disse...

Começaste tão romântico que nem parecia teu. MAs afinal deixaste a tua marca! Desculpa não resisti a esta maldade :))))

Eli disse...

É isso e quando cheiram mal!

Mas, no teu meio, isso não deve acontecer!

Olha lá, viste o desafio no meu blogue sobre escrever um texto com o título "O amor acontece"?!

:))

Gostava mesmo que participasses.

:)

Carolina Tavares disse...

Eu me levantava sem pestanejar, e já a porta dava uma desculpa qualquer de ir à casa de banho. Ao voltar posicionava a cadeira de outro jeito, sei lá. Digo-te uma coisa eu possuo uma linha de corte invejável, corto logo o barato da pessoa. Sei que não sou fácil, mas ao te ouvir o meu estômago embrulhou de tal forma que acho que se ali estivesse e não me levanta-se, de certo eu iria vomitar ali mesmo. Credo, tu tens estômago meu caro, tens estômago.

Barroca disse...

grande sangue frio, rafeiroso! só de visualizar a cena, até se me eriçam os pelinhos do nariz! ;D

Vic disse...

Tens que arranjar um higiefone, Rafeiro. Ou um limpa para brisas para os óculos.

redonda disse...

Muito melhor que um lenço sei qual pode ser a solução para essa situação! Basta tirar os óculos!!! (aí não vendo os perdigotos será como se eles não existissem) :)
beijinho
Gábi

Graça Sampaio disse...

Que noijo!!!

Vera, a Loira disse...

Perdigotos??? Credo, ainda foi pior que baba de rafeiro.

Alien David Sousa disse...

Cão, deste o corpo ao manifesto ou algo parecido. Pela tua empresa, permaneceste estático mesmo vendo uma bala a ir na tua direcção. Corajoso! Se fosse eu tinha-me atirado para debaixo da mesa e de seguida provavelmente tinha insultado o humano ou explicado sobre o problema em questão e dizer-lhe para pedir ajuda. De qualquer das formas foste um senhor cão.
beijinhos

Paula Sequeira disse...

Ah valente !!!
Aguentaste que nem um leão (não soa bem cão) :D
Mas vê pelo lado positivo, as lentes foi só passar um paninho...ca nojo pah !!!
(nem beijinhos mando... um aceno de cabeça..vá...)

hesseherre disse...

ESTOU A MANDAR-TE UMA CAIXA TAMANHO GRANDE DE LENÇOS PERFUMADOS PELO SEDEX;INCLUSO UMA MÁSCARA DAQUELAS USADAS POR ESGRIMISTAS, E UM PEDAÇO DE ACRÍLICO DE 1,00M X 1,00M PARA MANDARES COLOCAR NA ESCRIVANINHA.
AH SIM, E UM OSSO NOVO DE VACA AINDA COM RESTOS DE CARNE PARA O MEU amigo...

Diabba disse...

ahahahahah outro dos tais. ]:-D

Gosto deste.

beijo d'enxofre

Portuguesinha disse...

Ai Jesus!
É exagero teu... só pode.

Mas digo-te já que, não sendo, não teria problemas em chamar a atenção do indivíduo para a sua condição ao falar.
Aliás, basta um gesto e ele mancava-se, decerto...

Há pessoas que deitam perdigotos, pronto.
Se as há, não há mal algum em haver quem os avise que isso lhes incomoda.

PS: Vejo com agrado que renovaste a casota, como sugeri!
Sim senhor, muito mais limpinha e a cheirar a desinfectante :))

Me gusta.

Portuguesinha disse...

PS: Só é pena não aparecerem as imagens dos bloguistas...
Ou será que é do browser?

Kok disse...

Perdeste uma excelente oportunidade para exercitares os teus dotes físicos tentando "apanhar" todos os perdigotos que o gaijo atirasse boca fora, o que tornaria a reunião mais atractiva!

1 abraço!

Vítor Fernandes disse...

Há perdigotos com cada mania. Logo onde esse se haveria de alojar. Só visto. Eu trocava de óculos.

conchita disse...

LOL!!! Estou a imaginar a cena, mas claro que deves de estar a exagerar, certo?!, caso no estejas para a próxima leva um guarda-chuva!!!
Beijos e continuação de uma boa semana:)

Malena disse...

Cão que se preze aguenta perdigotos, mau hálito e até peidos! V~e-se logo que tens muito treino! ;)

Portuguesinha disse...

Já eu espero uma contribuição tua no post Puppy-love e aguardo expectante a tua estreia neste novo sistema de respostas a comentários!
;)

Táxi Pluvioso disse...

Bom... parece ter sido uma reunião com o Jerónimo de Sousa.

Rafeiro Perfumado disse...

Gija, e se souberes que a pessoa acabou de vir do WC?

Coruja, se bem que depois a fúria com que fui lavar as mãos já não teve muito de heróico...

Sexy Couple, optei por não contar a história nessa altura, sabes que há malta com estômagos muito sensíveis. Beijoca!

Teté, recomendava-lhe uma mudança de profissão, talvez a vender aspersores tivesse sucesso. Beijoca!

Rafeiro Perfumado disse...

Maria Pitufa, era capaz de dar um bocado nas vistas.

Especialmente Gaspas, marafados mas cheios de pontaria!

Vício, até imagino o meu prato da sopa, a sacudir-se como aqueles corpos que estão a ser crivados de balas.

Cristina Torrão, claro que uso, então não se vê na fotografia?

Rafeiro Perfumado disse...

S*, e caíram, nas mãos! Por falar nisso, vou lavá-las outra vez...

Marta, o mau hálito desvanece-se quando a reunião acaba, os perdigotos podem entranhar-se na pele.

Apenas umas letras, pena não ser como no matrix, para nos desviarmos em câmara lenta. Abraço!

Felina, e se depois ele tenta gritar lá da outra ponta? Sabe-se lá o que pode ser projectado.

Rafeiro Perfumado disse...

Tétisq, felizmente ou infelizmente tenho várias reuniões. Acho que é a minha penitência laboral...

Eva Gonçalves, ou então começo a levar um pano funil e uns garrafões, para engarrafar. Sim, porque água é um bem escasso! Beijoca!

Anna^, lamento, não foi essa a minha intenção. Ah, espera, afinal foi!

Mz, já devias saber que o romantismo é uma espécie ameaçada por estes lados.

Rafeiro Perfumado disse...

Eli, não acontece o tanas, sabes que sovaco é uma coisa comum a todas as profissões! Ou estás a insinuar que a malta deste ramo não se esforça? Beijoca e já está feita a participação!

Portuguesinha, a estreia já foi feita, mas dá-me mais jeito responder quatro a quatro, de outra forma nunca mais saía daqui.

Carolina Tavares, confesso que tive pena do senhor, e não quis melindrá-lo, daí ter aguentado estoicamente.

Barroca, tens de visualizar comigo com os olhos muito abertos, ao ver o perdigoto a vir, enquanto gritava mentalmente “nãaaaaaaaaaaooooooo”.

Rafeiro Perfumado disse...

Vic, ou ser mais selectivo nas reuniões.

Redonda, e correr o risco que um me furasse o olho?!? Beijoca!

Graça Sampaio, eu sei, mas nunca disse que este blog era isento de riscos. Ou perdigotos.

Vera, a Loira, noto que há aí uma qualquer ofensa à minha pessoa...

Rafeiro Perfumado disse...

Alien David Sousa, outra explicação é que congelei, qual coelho a ver os faróis a aproximarem-se. Beijoca!

Paula Sequeira, paninho o caraças, aquilo foi para baixo da torneira durante doze minutos! Outro aceno de cabeça para ti!

Hesseherre, preferia que me mandasses um impermeável! Abraço!

Diabba, acho que o padrão para o teu gosto é que eu seja humilhado...

Rafeiro Perfumado disse...

Portuguesinha, vês como acatei todas as tuas sugestões? Até as imagens já aparecem. Tirei-as numa altura em que tinha bastantes comentários, e pesava no carregamento da página. Mas agora já não existe esse perigo. Beijoca sem perdigotos!

Kok, apanhei quase todos, e sem me esforçar! Abraço!

Vítor Fernandes, também acho, se fosse na lente direita já não me chateava tanto!

Rafeiro Perfumado disse...

Conchita, estou a exagerar mas olha que não muito... Beijoca!

Malena, dito assim tenho de te dizer que não sou um cão que me preze!

Táxi Pluvioso, a vista estava um bocado deturpada, mas acho que não era ele.