Cuidado com o Rafeiro! Não é que morda, mas podes pisá-lo sem querer...

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Arrota, Terrinha, arrota!

“Eu vi com estes olhos que a terra há-de comer”.
 
A quantidade de vezes que eu já ouvi isto. Lamentavelmente, esta espécie de jura não tem validade nenhuma, pois é sabido que a terra não come nada, mas sim uns bichinhos que nela existem. É que se fosse verdade, jardinar passava a ser considerado uma profissão de alto risco e agricultor, então, era mesmo suicídio!
 
Até sempre,
Rafeiro Perfumado

36 comentários:

Brown Eyes disse...

Para além de que actualmente já não são apenas entregues à terra os nossos corpos. Atão e os cremados??

Maria Pitufa disse...

Isto não tem nada a haver com o post mas o focinho da fotografia é muito parecido com o focinho da minha Bogas!

Teresa disse...

As expressões populares são um manancial de palermices engraçadas. Mas é acertado fazeres férias na praia, não vá dar-se o caso de apanhares a terra com fome e ficares sem um olho!

Teté disse...

Expressãozinha biruta, mesmo! E a chatice que era passarmos em determinado local e a terra estar a arrotar um agricultor? Ca nojo! :)))

Beijocas!

apenas umas letras disse...

Olá. Mesmo os agricultores, morrem em trabalho, nos tractores. Arrotos são desnecessários. Abraço e bom fim de semana

Vício disse...

um dia uma pessoa que use essa expressão vai ouvir de alguém "Olá! O meu nome é terra e estou aqui para te comer um olho"

Anna^ disse...

Eu óbi dzere que não era qualquer olho que essa tal de terra comia...armada em esquisita,é o que é! :)

(que corra tudo bem no domingo :) atenção aos tumultos.)

tétisq disse...

A sabedoria popular tem assim grandes frases para grandes momentos. As pessoas fazem metáforas e analogias sem saber e nao precisam de estudar filosofia.
Espero que andes a vender muito, mas eu só compro quando tu vieres a Coimbra! *

Vic disse...

Isso é distorcer o sentido da frase, seu Rafeiro :)6

Felina disse...

A frase foi inventada antes dos microscópios, como querias que eles soubessem da existência dos bichinhos... mas em vez do acordo ortográfico tem de haver um acerto de expressões

Vera, a Loira disse...

Sendo assim: “Eu vi com estes olhos que os bichunhos da terra hão-de comer”.

Vera, a Loira disse...

*bichinhos

Natália Augusto disse...

Que sentido de humor, Rafeiro Perfumado. Adorei.

;-)

AmSilva® disse...

Eh pah, essa expressão é mesmo antiga, do tempo que se ia à tropa com lanças...
Ok, esta é de origem espanhola...
Mas essa expressão é mesmo do tempo anterior aos caixões, em que os corpos eram enterrados embrulhados em lençóis e passado uns anos se lá fosses só encontravas os ossos...
Acho que quando dizem isso estão a aldrabar alguma parte...
Abraço

Carolina Tavares disse...

O título do post é ótimo. Se a Terra arrota-se, imagina... Mas de certo é que ela vomita, cospe fogo e lavas. Penso que a Terra precisa ficar brava às vezes, pois não é nada fácil ter a nós, abusados humanos, por cima.

Beijocas

Tite disse...

A terrinha também come mas, cansada como anda, leva mais tempo a diferir.

Bom fds

Graça Sampaio disse...

E então, bem podíamos mandar o Cavaco para a "ingrícola" que ele tanto apregoa depois de a deitar por terra (?) há 20 anos atrás.

Marta disse...

Era só o que faltava!
Pfuuuuuuuuu, a mim ninguém me come, isso é que era bom ;)

Beijocas

danadinho disse...

Bichinho malandro...
Danou-se!
Cumps...

mixtu disse...

sou pastor... logo é menor o risco... a probabilidade de ser comido
jajaja

abrazo serrano
vi na teté o teu livro... fico feliz quando vejo o ppl a escrever livros

Rafeiro Perfumado disse...

Brown Eyes, nesse caso seria “com estes olhos que a terra há-de aspirar”.

Maria Pitufa, tu tens uma cadela chamada Bogas? Coitadinha...

Teresa, ou sem outra coisa mais importante!

Teté, já para não falar da poluição sonora, não me parece que a terra meta a mão à frente da boca aquando do arroto. Beijoca!

Rafeiro Perfumado disse...

Apenas umas letras, sim, nesses casos um pedido de desculpa seria mais apropriado. Abraço!

Vício, e se essa terra disser “o olho”, isso é que vai ser fugir.

Anna^, achas que a terra era selectiva nos olhos? Elá, isso parece-me perigoso! Beijoca e obrigado!

Tétisq, são tantas frases parvas que não sei como é que se referem a elas como “sabedoria popular. Vender? Eu nem sei quantos foram impressos!

Rafeiro Perfumado disse...

Vic, que é das coisas que mais gozo me dá!

Felina, concordo! E também fazia um acerto ao AO, de alto a baixo.

Vera, a Loira, não corrijas, “bichunhos” é bem mais giro, a sério!

Natália Augusta, obrigado!

Rafeiro Perfumado disse...

AmSilva, sendo assim porque é que focaram o apetite da terra nos olhos? Podiam ter inventado outras expressões, como “eu disse com esta língua que a terra há-de comer”. Abraço!

Carolina Tavares, fosse eu a Terra e tivesse humanos em cima, acho que até me esfregava na Lua, a ver se me livrava deles. Beijoca!

Tite, e não devolver o que lhe mandam para o bucho já é uma sorte. Beijoca!

Graça Sampaio, há sítios mais giros para onde podíamos mandar o Cavaco...

Rafeiro Perfumado disse...

Marta, eu não estaria assim tão certa... beijoca!

Danadinho, esse é que nunca passa fome. Abraço!

Mixtu, dizes tu, o que não falta por esses montes são predadores! Abraço e obrigado!

Alien David Sousa disse...

Amanhã??? Se estiver ser dores vou tentar aparecer. Promise.
kisses cão

Magia da Inês disse...

Rauf! É muita filosofia!
"Que a terra lhe seja leve!

Boa semana!
Beijinhos.
Brasil

¸.•°`♥✿⊱╮
°º✿ ¸.•°`

Coruja disse...

Oh Rafeirinho,
isso de arrotar não está muito ligado aos hábitos de um certo radicalismo.. é que eu, com os radicais, não jogo mesmo nada... só liberais...

Afinal não consegui ir ao lançamento do teu livro porque não havia condições de segurança suficientes para deixar os meus rafeiritos... mas já passarei por lá para o comprar.

Um abraço.

Obri

Maria Pitufa disse...

Rafeiro a minha cadelinha chama-se Bolinha... mas para os amigos é a bogas..ou boguinhas... :-) e é uma cadela muito feliz!!!!
Espero que o lançamento tenha corrido bem!

Graça Sampaio disse...

Rafeirinho,

Impossível estar lá hoje, para o lançamento do novo livro, que as minhas idas a Lisboa são contadas... Mas espero sinceramente que tenha corrido tudo como esperado.

Muitos beijinhos como se fossem de Mamãe...

Kok disse...

Também não vejo isso "com bons olhos..."

Akele abraço pah!

Coruja disse...

Oxalá o lançamento tenha corrido bem... vai contar, não vai?
Abraço!

Vítor Fernandes disse...

E se for cremado/a como é que é?

Portuguesinha disse...

I kind of like this expression…
It has something of old and wise into it…
But times have change…
They always do and they’ll always will…

Rafeiro Perfumado disse...

Alien David Sousa, quase que me arrependo do que pensei quando vi este teu comentário “olha-me esta caramela, a dizer que vai tentar ir”. Beijoca!

Magia da Inês, e como é falsa essa frase, toda a gente sabe que a terra é sempre pesada, então se chover... Beijoca!

Coruja, foi pena, apesar de ter de confessar que em muitas coisas sou um radical nada liberal. ;)

Maria Pitufa, mesmo com esse nome, acredito que seja feliz, Beijoca!

Rafeiro Perfumado disse...

Graça Sampaio, correu lindamente, melhor não poderia ter sido. Quer dizer, a Nicole Kidman podia ter aparecido, mas tirando isso... beijocas!

Kok, eu nunca posso aplicar essa expressão, tenho miopia! Abraço!

Coruja, claro que vou, seria lá capaz de não agradecer a quem apoiou, presencialmente ou virtualmente?

Vítor Fernandes, “juro com este olhos que as chamas vão derreter”

Portuguesinha, não deixa de ser uma expressão silly...