Cuidado com o Rafeiro! Não é que morda, mas podes pisá-lo sem querer...

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Dúvidas que me provocam cócegas na nádega direita

Se um tipo que trabalha numa funerária matar alguém é considerado um assassino ou um excelente comercial?

Até sempre,
Rafeiro Perfumado

39 comentários:

ajoaninha disse...

lolol deixa lá que não me parece que as agências funerárias estejam em crise...

AFRODITE disse...

Bem, o que dizer então daqueles fulanos que andam de helicóptero a apagar os incêndios que previamente atearam?
Por esse ponto de vista só falta atribuírem-lhes a faixa de "best employee of the year"!


Beijinhos com anti-estamínico
(^^)

Ana disse...

Sabes como é...um tipo desses não quer que ninguém morra mas quer que a vida lhe corra :)

paulofski disse...

se o tiro sair pela culatra e o falecido escolher os serviços da concorrência lá se vão os objectivos!

Maria Pitufa disse...

Eu acho que eles não tem interesse nisso porque não sabem qual é a funerária que a família do morto vai escolher. Mais a mais com a crise antes de o matar é melhor verificar a conta bancária!

Kapikua disse...

o problema é que o gajo ao matar alguém mata também o negócio (pelo menos por uns anos)

Julgo ser contraproducente mas...

Grande abraço

Brown Eyes disse...

Não me parece que precisem disso; é um negócio em franco crescimento.

Blondewithaphd disse...

Dúvida com muita razão de ser:)

Imperatriz Sissi disse...

Leio/vejo imensas coisas sobre ciência forense e acho que nunca vi casos associados a cangalheiros. Lidar com tanto morto deve tirar-lhes os instintos assassinos...


Tenho um passatempo da Concreto a decorrer no meu cantinho. Se o cavalheiro quiser concorrer para oferecer uma camisolinha linda à namorada, mãe, patroa, whatever, aqui fica o link...

http://jessi-aleal.blogspot.pt/2012/11/passatempo-concreto-sissi.html

Vício disse...

fizeste-me lembrar uma cena que vi há muitos anos.
havia um vidreiro francês que andava na rua a gritar "Vitrier" e passava sempre depois dum miúdo atirar umas pedradas às janelas...

AFRODITE disse...

Vício,
Tal e qual como contam imensos relatos de pessoas que vivem em povoações mais recônditas e em pleno "pulmão" natural, que afirmam ter detectado início de fogos depois de terem sentido ou avistado os helicópteros da prevenção contra incêndios a sobrevoar aquelas áreas.

Mal Educado disse...

isso é comichão selectivo?

dependerá de quem ele... acelerar o óbito, se for aos nossos governantes será um excelente trabalhador merecedor dos prémios por ter atingido os objectivos, sendo um desgraçado devia ser despedido, afinal quer-se é malta com dinheiro, ao que me parece o povo nem morrer pode que não tem dinheiro para luxos eternos, já se anda por cá a pagar o luxo eterno dos nossos governantes, para além de que, como isto anda o gaspar é bem capaz de arranjar um imposto qualquer para quem quiser morrer

Malena disse...

Será um híbrido??? ;)

nêspera disse...

É um assassino, obviamente.
Onde já se viu matar as cócegas da tua nádega direita!?!

Bjis :)

PortoMaravilha disse...

Ola'

Um assassino é claro!

Numa certa o'tica: um bom comercial? Depende da fortuna da fami'lia do "assassinado".

:-)

Nuno

pássaro viajeiro disse...

Nem uma coisa nem outra, mesmo porque não tem necessidade já que é um negócio em galopante desenvolvimento mercê do denodado esforço governativo.

Felina disse...

Se descobrem que ser cangalheiro é emprego de futuro, vão começar a abrir casas funerárias por todo o lado tipo pastelarias/Pão quente depois os comerciais vão ter de actuar

redonda disse...

Um péssimo comercial porque claro que a família iria optar pela Funerária rival!

L.Maria disse...

E achas que o homem precisa de fazer comércio?
Ora aí está um negócio em franca expansão!!!

Tu vê lá se tratas a comichão selectiva!

;) Boa semana

elvira carvalho disse...

Os agentes funerários não precisam matar ninguém. O governo encarrega-se disso
Um abraço

S* disse...

Oh pah... :P

Teté disse...

Excelente comercial não será, porque vai preso! Já incentivar outros a serem serial killers, pois, é capaz de dar para ser o comercial do mês... :D

Beijocas!

ADLuxor disse...

Quando a crise aperta, há que fazer de tudo um pouco para ter clientes ;)

abraço!

Graça Sampaio disse...

Ai Rafeirinho, com esse teu ar tão ingénuo, pões cada questão! Só a vítima fosse o PM é que não me fazia cócegas em nenhum sítio!

Rauf! Rauf!

Ricardo Jorge disse...

Com estas dúvidas que colocas fico seriamente a temer pela nossa sanidade mental. Sim, nossa!!!! Mas já que colocas as questões desse modo pegunto eu:
E o marketing mix dessa funerária??? E os potenciais defuntos??? O que pensariam eles???
Esquece lá isso... como de costume dá-me lá uma palmadinha nas costas que isto fica só aqui entre nós!!!

Rui Pascoal disse...

Referes-te a alguém do governo?
:)

Tétisq disse...

Pro-activo :)

Táxi Pluvioso disse...

Se for fora do horário de serviço é considerado criminoso, para evitar isso, esperemos, que o Governo aumente para as 24 de trabalho diário (os colaboradores têm que ajudar os empreendedores).

Pérola disse...

Uma pergunta macabra(?).
De qualquer das formas nunca um bom profissional, comercial ou ou outra coisa. Exceção feita aos assassinos 'profissionais', contratados.
Sei lá!
Passa-te cada coisa pela cabeça.
No entanto tocaste num emprego com futuro.

Hoje passei a manhã no Centro de Emprego e pura e simplesmente em Setúbal não há uma única oferta de trabalho.

A crise chegou ao centro de emprego. Algum dia fecham, não por falta de 'clientes', mas pelo vazio de propostas.
Que estão lá a fazer? Receber formulários e inscrições? Para quê? Este assunto dá-me umas cócegas e não te digo onde.

Beijinho

Menina Marota disse...

eheheh...

dinona disse...

PIOR AINDA!
Será que eles ganham à comissão??? LOL

Rafeiro Perfumado disse...

Ajoaninha, olha que têm de estar, pois como a malta como pouco, os caixões são mais pequenos, logo mais baratos.

Afrodite, isso são calúnias, alguma vez um ser humano destruiria a natureza apenas com o objectivo do lucro? Beijoca!

Ana, é um conflito de interesses brutal, de facto.

Paulofski, a não ser que o alvo seja o dono da concorrência.

Rafeiro Perfumado disse...

Maria Pitufa, e se for apenas pelo gozo de dar uns tiros?

Kapikua, pode sempre gerir o negócio lá de dentro. Se os traficantes de droga o fazem, porque não as funerárias? Abraço!

Brown Eyes, mas cheio de clientes contrariados!

Blondewithphd, daí a comichão localizada.

Rafeiro Perfumado disse...

Imperatriz Sissi, eles é que ainda não exploraram esse filão! Produzir o próprio negócio? Parece-me lógico!

Vício, ali para os lados do Chiado uma igreja levou com uns grafittis nas paredes. No dia seguinte recebeu um e-mail a oferecer serviços de limpeza e protecção.

Afrodite, ou os políticos que alteram leis para fazerem com que certos crimes prescrevam...

Mal Educado, imposto não sei, para já conseguiu diminuir o subsídio de funeral.

Rafeiro Perfumado disse...

Malena, isso de jogar em dois campos em simultâneo só pode trazer vantagens!

Nêspera, bem observado! Beijoca!

PortoMaravilha, vês como até tu ficas com dúvidas? Abraço!

Pássaro Viajeiro, como isto está ainda vai à falência, pois deixa-se de ter dinheiro para enterrar os familiares e apenas se vai até à praia na altura da maré alta.

Rafeiro Perfumado disse...

Felina, isso ainda é mais doentio do que a minha dúvida, estou orgulhoso de ti!

Redonda, e se a vítima for o dono da funerária rival?

L.Maria, a comichão é algo que não me larga, tal o caudal de dúvidas que me aflige. Beijoca!

Elvira Carvalho, apenas cria as condições, a malta deixa-se ir. Beijoca!

Rafeiro Perfumado disse...

S*, qual “oh pah”, faz favor de me elucidar!

Teté, vai preso calma lá, então e se for autarca? Beijoca!

ADLuxor, de tudo um pouco?!? Elá! Abraço!

Graça Sampaio, a mim fazia, de tanto rir. Beijoca!

Rafeiro Perfumado disse...

Ricardo Jorge, já que falas no marketing mix, no outro dia vi uma funerária a fazer promoções para o dia do pai, na compra de velas e santinhos.

Rui Pascoal, a alguém não, a todos!

Tétisq, com direito a bónus e mais dias de férias!

Táxi Pluvioso, isso deve fazer parte do plano B caso as metas do OE 2013 comecem a falhar.

Rafeiro Perfumado disse...

Pérola, macabro é o cenário que relataste do centro de emprego, com a diferença que esse não me faz sorrir. Beijoca.

Menina Marota, sua sádica...

Dinona, ui, isso poderia condicionar as “ferramentas comerciais”.