Cuidado com o Rafeiro! Não é que morda, mas podes pisá-lo sem querer...

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Xau, xau, comélcio tladicional

Com tanta loja chinesa, qualquer dia não temos uma China Town, temos um China Country.

Até semple,
Lafeilo Pelfumado

12 comentários:

JS disse...

A tladição já não é o que ela. xD

Marta disse...

Já se viu mais...agora são as lojas dos...como dizer...paquistaneses, indianos e afins com as lojas de recordações. Esses sim, parecem brotar que nem cogumelos.

Carolina Tavares disse...

Por cá há muitas lojas de produtos de festas, os chamados R$1,99 e lanchonetes.

Meu irmão chama de ¨invasão bárbara¨.

Uma coisa é certa, não são só lojas, as mulheres chinesas irão levar todos os homens disponíveis ao altar (ou algum sítio parecido).

Beijocas

redonda disse...

Mas por outro lado, as lojas chinesas podem tornar-se portuguesas e tradicionais :)

nêspera disse...

Não plecisavas de sel tão agoilento…

Bjis :)

Ricardo Santos disse...

É capaz de não faltar muito. Acredito que em Portugal, dentro em pouco, possam começar a escassear os portugueses !

A Maleta disse...

Verdade. E eu acabei de voltar de uma viagem de duas semanas por Moçambique e cheguei à conclusão que lá também se "apoderaram" do comércio local.

► JOTA ENE ◄ disse...

Brinca, brinca... mas já não falta muito ...

Didi Maria disse...

Já o meu corrector do telemóvel corrigiu-me a palavra "diferente" para "difel lente" lol

Táxi Pluvioso disse...

Cavaco poderia ter trocado a Maria por uma chinesa quando por lá andou, teríamos uma primeira dama chinesa.

Rafeiro Perfumado disse...

JS, é bem veldade!

Marta, qualquer dia serão tantas que só sobreviverão comprando umas às outras.

Carolina Tavares, por acaso aqui não temos essa febre de casamentos com chinesas. Por enquanto! Beijoca!

Redonda, claro, é deixar passar uns séculos e está tudo integrado!

Nêspera, não sel agoilo, sel veldadinha. Beijoca!

Rafeiro Perfumado disse...

Ricardo Santos, eu ainda conheço umas dezenas, mas és capaz de ter razão.

A Maleta, é um fenómeno à escala mundial, nem as ilhas dos Açores escaparam.

JOTA ENE, quem disse que estou a brincar?

Didi Maria, ui, não me digas que tem “made in china” no dorso?

Táxi Pluvioso, seguramente seria mais interventiva do que a actual. E do que o Cavaco!