Cuidado com o Rafeiro! Não é que morda, mas podes pisá-lo sem querer...

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Como é que saímos daqui?!?

Volta e meia estou metido em festas de aniversário. Para além dos elementos normais, como o aniversariante, bolo de brigadeiro e bebidas de baixo teor calórico, de vez em quando tenho a sorte de apanhar uma garrafa de champanhe. No entanto, como a maior parte das festas de aniversário são feitas no ambiente laboral, fica bem beber apenas um copinho, não vá a alegria no trabalho ser excessiva.

Isso deixa-nos com um problema: o que fazer com o resto do champanhe para que ele não perca o gás, uma vez que é fisicamente impossível voltar a meter a rolha no gargalo da garrafa? E eis que aparece sempre a sugestão fabulosa: meter uma colher no gargalo. Mas vocês acham que as bolhinhas são mariquinhas ou têm algum trauma envolvendo colheres? Acham mesmo que elas estão lá em baixo, preparando-se para ascender ao céu e gritam "espera, espera, está uma colher no gargalo, temos de ficar aqui!"?!?

Se esta teoria fosse válida, passaria a andar com um molho de colheres, para impedir muita gente de poluir aerofagicamente o mundo! E se isso funcionasse com a verborreia oral, ui, era um ver se te avias de colherar o gargalo da malta!

Até sempre,
Rafeiro Perfumado

10 comentários:

Urban Cat disse...

Uma colher ou um garfo o resultado é o mesmo e acredita que as ditas se mantêm no sítio, pelo menos durante umas horas :)

Boop disse...

LOL
Lembro-me de um episódio de "Os caçadors de mitos" que provavam que a colher não faz nada!
:)

Carolina Tavares disse...

Eu vi o rafeiro deitadinho e pensei que haviam dado espumante para o pobre... foi só então que lembrei quem é o Rafeiro da história. Ahahhh... às vezes demora cair a ficha.

redonda disse...

Não sabia da colher :)

Táxi Pluvioso disse...

Com certeza que Ricardo Salgado sabe como resolver o problema, este é um dos casos em que conta a experiência da elite, pois o povo só bebe carrascão e nos garrafões de 5 litros a rolha cabe sempre.

nêspera disse...

:P Não é uma colher… Tem que ser um garfo! tststs ai ai

Bjis :)

Teté disse...

Também acho que essa do garfo (ou colher) é treta, mas há umas tampas especiais que servem para o efeito... :)

Beijocas, Rauf!

myrelate disse...

Existe mesmo opções para se tampar novamente garrafas de vinhos, mas de espumantes nunca tentei, entretanto a melhor opção seria beber tudo ué. Guardar pra q?

Rafeiro Perfumado disse...

Urban Cat, oiu me explicam cientificamente a coisa ou recuso-me a aceitar que as bolhas têm cagufa de talheres!

Boop, eu sabia, eu sabia!

Carolina Tavares, o que importa é que acabe por cair!

Redonda, e continuas sem saber, por favor não espalhes!

Rafeiro Perfumado disse...

Táxi Pluvioso, já nas garrafas de Don Perrinõn seguramente as colheres serão de ouro maciço.

Nêspera, ah, sim, isso faria toda a diferença. Já agora, garfo de carne ou peixe? Beijoca!

Teté, com tampas apropriadas me convences, agora com utensílios de almoço... Beijoca!

Myrelate, agora é que chegaste ao ponto que eu queria! Para quê estas discussões quando se podia evitar logo o problema?