Cuidado com o Rafeiro! Não é que morda, mas podes pisá-lo sem querer...

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Esfrega-me com jeitinho!

Apesar de me considerar um tipo com bastante experiência de vida, há algumas facetas desta que ainda me escapam, umas por falta de tempo, outras por falta de dinheiro, outras ainda por falta de vontade.

Dentro destas existe uma sobre a qual sempre ouvi dizer maravilhas, desde que bem executada. Antes que a vossa imaginação doentia vos leve para sítios menos próprios, estou a referir-me às massagens. Com efeito, nunca fui massajado à séria, isto se não contabilizarmos as horas de ponta no metro.

Já por diversas vezes estive tentado a experimentar essa cena, mas confesso que me causa alguma impressão deixar alguém estranho esfregar-me o corpo nu, especialmente se não tiver estado com essa pessoa diante de um padre. Ok, a imagem não é a melhor, mas acho que dá para perceber.

Mas aprofundemos mais esta parte. Por um lado, a massagem ser dada por um homem. Bem sei que é um serviço profissional, mas mesmo assim… e se aquilo lá em baixo mexe? Terá sido pelo prazer da massagem ou o início do ruir de toda uma vida dedicada à heterossexualidade?

Imaginemos agora a massagem ser dada por uma mulher. Como fazer para aquilo lá em baixo não mexer e causar o efeito “tenda de campismo”? Isto significa que, independentemente do sexo do autor da massagem, eu me encontraria num tal nível de stress que a mesma poderia ser contraproducente!

Por outro lado, as ofertas existentes. Há massagens para todos os gostos e feitios, tanto em termos de localização como de tempo. É aí que surge a minha outra dúvida. Imaginemos que a massagem é por área, digamos as pernas. Vão-me dizer que cobram a mesma coisa a um jogador de basquet e ao Tyrion, da Guerra dos Tronos? E quando contratamos 30 minutos de massagem, existe um alarme que acaba com a actividade, mesmo que nessa altura é que estivesse a começar a ficar interessante? Seria mais justo as casas de massagens terem nos seus quadros engenheiros, que conseguissem calcular a área do corpo e assim fazer uma estimativa real do custo da massagem a cada zona, de outra forma acho que corremos o risco de ser enganados!
 
É por causa deste mar de dúvidas que continuo ignorante relativamente a este tema, ainda mais porque a minha jove não me deixa experimentar umas casas de massagens tailandesas que vi anunciadas no jornal. É uma xenófoba, é o que é…
 
Até sempre,
Rafeiro Perfumado

14 comentários:

Maria Santos disse...

Meu caro... sugiro-te uma massagem duo, com a tua jove, no spa termal das caldas de Monchique... vais adorar e descansa, não haverá tenda de campismo 😜

Maria Santos disse...

Meu caro... sugiro-te uma massagem duo, com a tua jove, no spa termal das caldas de Monchique... vais adorar e descansa, não haverá tenda de campismo 😜

ANNA disse...

Me gusta mucho tu blog te invito a que pases por el mio y me comentes si te agrada

gracias
http://anna-historias.blogspot.com.es/

Cristina Torrão disse...

Também nunca fui massajada à séria e adorava experimentar.
Quanto aos efeitos secundários, é só dizeres que queres massajar apenas as costas, pois assim escondes melhor qualquer "acidente" ;-)

Falando a sério: penso que essas massagens são mais relaxantes do que estimulantes sexuais.

Enfim, quanto às "tai", já não digo nada...

FATifer disse...

Ocorre-me uma sugestão: e que tal uma massagem feita pela tua jove? :P

Abraço,
FATifer

Elvira Carvalho disse...

E que tal uma massagem para dois num bom SPA?
Abraço

Teté disse...

Pois eu ando há anos para fazer uma massagem com pedras. O que não deixa de ser uma ideia para ti, já que não estou a ver como é que as pedras possam influenciar os teus devaneios mais arrojados... :)))

Beijocas

Kok disse...

Palavra que fiquei sem perceber se:
1-tens receio de ser apalpado;
1.2-queres ser apalpado mas não queres que se saiba;
1.3-não tens a certeza se preferes um ou uma "profissional" da coisa;
2-o teu maior medo é a tua jove saber que te meteste em apalpanços;
2.1-o teu ainda maior medo é a tua jove decidir ser também apalpada.
3-depois de todas estas considerações não consideras que este tema foi um erro? Não teria sido melhor escreveres sobre como fritar ovos com bacon?

Grande abraço pah!

MEU DOCE AMOR disse...

Olá:

Olha que é fixe.Depende da massagem e do profissionalismo.
Tens que experimentar, ou então a tua jove faz um curso e pronto.

Beijinho doce:))

A Nossa Travessa disse...

Rafamigo

Antes do mais tenho de te dizer que não és, nem pouco mais ou menos o Rafa da outra estória; esta é de massagens e o outro é de col... oops, milhões

Já experimentei em Banguecoque uma massagem... tailandesa - mas com a Raquel presente, para a coisa não dar para o dir... digo esquerdo!

Foi na praia de Phuket e a senhora que ma fez (a massagem, esclareço) até andou e pisou nas minhas costas. Saí da massagem porreiro mas ainda hoje me dói o lombo...

Abç do Leãozão

_____

Tenho andado muito abananado porque estou a passar por momentos muito dolorosos. E não te digo mais; mas se quiseres saber o que se passa sff vai à NOSSA TRAVESSA e compreenderás tudo. Muito obrigado

bento disse...

Na volta.... adormecias na massagem... :-))

Utena Marques disse...

Nada como experimentar uma a 4 mãos... masculina e feminina assim ficas com as dúvidas tiradas ;)

beijinho
https://osmeusidealismos.wordpress.com/

Cem disse...

Acho que isso se resolvia com orçamentos grátis!
:)

Manu disse...

Perante tantas dúvidas pede à tua jove que tire um daqueles cursos intensivos de massagens.
deixo-te uma amostra
https://www.youtube.com/watch?v=JK92x-A1gcs

Até sempre Rafeiro