Cuidado com o Rafeiro! Não é que morda, mas podes pisá-lo sem querer...

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Deves ser coisa…

Quem é que nunca utilizou a expressão “deves ser bruxa”, quando se depara com uma situação em que aparentemente alguém adivinhou o desenrolar de um acontecimento?

Antes que digas “eu, eu, eu!” todo feliz, deixa-me dizer-te que esta expressão é parva. Que eu saiba ser bruxa tem conotações com feitiços, verrugas no nariz, gatos pretos e vassouras, não com dons premonitórios. Em todos os filmes e bandas desenhadas que vi (e se foram muitos), as bruxas limitam-se a ver o que está a acontecer num qualquer local, graças a uma bola de cristal ou um caldeirão seboso, mas não o que vai acontecer. Aliás, se as bruxas fossem capazes de prever o futuro, todas andariam revestidas a amianto, pois ficariam a saber que o seu destino era uma fogueira.

Essa malta que aparentemente adivinha o que vai acontecer denomina-se de oráculo, adivinho, cartomante e outras denominações trafulhas, mas não bruxas, entendido?

Dito isto, mais uma vez, vamos lá a actualizar esse reportório de expressões populares, sob pena de quando disseres a alguém “deves ser bruxa” receberes como resposta “e tu deves ser parvo, por não te instruíres no blog do rafeiro”. Até parece que já estou a ver isso acontecer e tudo…
 
Até sempre,
Rafeiro Perfumado

9 comentários:

FATifer disse...

Quem sou eu para colocar em causa a tua suprema sapiência, mas parece-me que filmes e bandas desenhadas não chegam para eliminar liminarmente a possibilidade de uma bruxa ter poderes premonitórios. :P

:)

Abraço,
FATifer

Janita disse...

....Olha, parece que és bruxo!!!!

Beijocas, Rafeirito. :)

Teté disse...

Conheces poucas bruxas, é o que é, porque garanto eu algumas têm mesmo poderes de adivinhação. E essa de irem parar à fogueira também já tem uns séculos de atraso... :)

Beijocas e mordidelas!

Manu disse...

Até parece que sou bruxa, porque já estou a imaginar o rafeirito a murmurar depois deste comentário: - esta é mesmo parva!

Beijos premonitórios

Teresa Durães disse...

Ah, sua bruxa adivinha. Conseguiste prever que o Guterres ganhava. E agora? Aturamos feitiços?

Teresa Durães disse...

Ah, sua bruxa adivinha. Conseguiste prever que o Guterres ganhava. E agora? Aturamos feitiços?

Pink Poison disse...

Vou começar a usar essa resposta, pois já me disseram isso algumas vezes... Beijos

Pérola disse...

As 'bruxas' englobam uma quantidade de gentes tão diferentes.

Costuma-se associar a estarem próximo de algo que desconhecemos e, quase toda a gente, tem medo.

Por vezes, basta saber observar, estar atento, as respostas podem estar lá sem as vermos.

Uma abordagem inteligente, a tua.

Beijinhos sem sustos.

Portuguesinha disse...

No popular mesmo popular, a expressão correta é: "até parece que adivinho!" ou "Parece que estava a adivinhar" ou "Pareces adivinho".

e o famoso: "Até parece que tenho um dedo que adivinha".
Podes agora debruçar-te na razão pela qual o dedo deve adivinhar... E já agora, qual de todos os que temos à disposição, é o dedo milagroso?

Bom, tudo isto (disparate) para dizer que, "deves ser bruxa" é coisa recente, deste que introduziram o Halloween e os fatos de máscaras para o carnaval :)))

Acho que antigamente, o ser-se "bruxo" era com conotação perigosa. era alguém que fazia mal aos outros. Com feitiços e tal...