Cuidado com o Rafeiro! Não é que morda, mas podes pisá-lo sem querer...

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Era uma vez um feriado...

Recordem bem este dia, pois será possivelmente a última vez que o gozarão como feriado. Tal como ele, mais três irmãos foliões vão ser abatidos, englobados nesse esforço titânico que é tentar devolver a competitividade ao nosso país.

Estou completamente de acordo em relação à supressão destes feriados. Se formos a ver, serviam para quê? Passar tempo com a família? Plantar hortaliças no Farmville? Ir praticar actividades ao ar livre? Por favor, ainda ficávamos com a ideia que o nível de vida era aceitável, o que não é de todo aconselhável para enfrentar os desafios que temos pela frente, dos lados e por trás.

Fazendo uma análise fria dos feriados sacrificados, tenho de reconhecer que foram bem escolhidos. Ora vejam:
15 de Agosto – Assunção de Nossa Senhora. Durante muito tempo pensei que era o feriado da Nossa Senhora da Assunção, e só após pesquisar é que fiquei a saber que se trata, afinal, da elevação de Maria em corpo e alma à eternidade, para junto de Deus, de forma definitiva. Ora aí está, de forma definitiva. Quantas coisas definitivas é que são feitas anualmente? Vai uma vez e acabou-se, sempre se poupa no passe social!

5 de Outubro – Implantação da República. Isto de República já tem muito pouco, pois o que se vê são pequenos reinos, com os seus senhores a governarem como bem lhes convém, com sucessões dinásticas e justiças distintas conforme a sua classe social (ou conta bancária). Desta forma, mais vale assumir que a República está efectivamente moribunda, pelo que mais vale meter-lhe uma almofada na tromba de uma vez por todas.

Feriado Móvel do Corpo de Deus. Este é dos mais perigosos, pois contamos com ele num sítio e damos por ele está noutra semana. No fundo está-se a comemorar uma falsidade. Se Deus é uma entidade divina, incorpórea, por que carga de água é que se comemora o seu corpo? Tangas de preguiçosos, é o que é!

1 de Dezembro – Restauração da Independência. Quanto a este feriado tenho esperança que um dia volte a ser celebrado, não em relação ao domínio espanhol mas em relação a quem nos verdadeiramente roubou a independência, e de uma forma tão subtil que nem demos por ela. Pode ser que nessa altura possamos voltar a considerar-nos um país à séria.

Até sempre,
Rafeiro Perfumado

45 comentários:

Paula disse...

Ainda ontem falava sobre a extinção do 5 de Outubro com o Nuno e chegámos à mesma consclusão. República? Qual República? Só se for das bananas...
:)

Textículos disse...

Só agora é que avisas, eu estou a trabalhar.

Patrícia disse...

Concordo. Completamente. Mas eu trabalho nos dias feriado.
E como a minha mãe comentava ontem: aposto que para o ano toda a gente vai saber porque é que no dia 1 de dezembro ERA feriado (e aposto que 50% das pessoas não o sabem este ano)!
Bom feriado!

Teté disse...

Também tenho esperança de voltar a comemorar a Restauração da Independência! Num país à séria! :)

Quanto ao 5 de Outubro, tenho alguma relutância em aceitar. Então o ano passado comemorou-se o centenário, com toda a pompa e circunstância e este ano decidem que é para ir com as couves? Alguma coisa não cheira bem...

Agora como país laico, suponho que os feriados a ir à vida deveriam ser os católicos: 1 de Novembro? Que ainda por cima quase todos acham que é dia dos mortos (não é) e há romaria aos cemitérios, como se os mortos que lembramos só se chorassem um só dia?; 8 de Dezembro? A Imaculada Conceição? Que até já foi dia da Mãe - e aí ainda se percebia - mas já não é? Enfim, contradições... ;)

Beijocas e aproveita bem o feriado que "está no ir"!

ellen disse...

Que coisa mais bem acertada Rafeirinho :)
eu não opinaria melhor...
Só tenho compaixão por esses dois que vão ser abatidos :(

Beijinhos

conchita disse...

Nem comento, acho um absurdo cortar com os fériados, mas quem sou eu?!!. Em vez disso esses exmos. srs poderiam por exemplo andar em carros mais baratinhos, em vez de andarem com essas máquinas que davam para comprar um apartamento!
Beijos e aproveita o feriado:)

Sun Iou Miou disse...

Brilhariante!

Abracinho

(É importante começar também a poupar em palavras, fazendo de duas uma.)

D.S. disse...

Seguindo essa lógica porque não acabar com o Dia do Trabalhador, quando salários estão a ser cortados e o desemprego bate record atrás de record? Porque não acabar com o Natal, já que subsídio de Natal nem vê-lo?

A lógica que eu gostava de ter visto seguida era a do princípio da laicidade do Estado. Acabar com os feriados religiosos e deixar os civis quietos.

Malena disse...

Muito bem escrito. Muito bem dito. Mas eu gosto bem de um feriado para sornar no sofá e escrever comentários nos blogues!!! ;)

tetisq disse...

Pois, ainda sobrou o Carnaval mas é facultativo...
É a chamada vida de cão, dos que não têm berço de ouro, claro,não me refiro a um qualquer rafeiro de gravata...
:)

Jace Beleren disse...

Subscrevo a ironia.

Abraço.

Kok disse...

Bem dito, meu caro Rafeiro!
Li por aí que cada dia feriado custa ao país 37 milhões de euros.
1º nem sabia que haviam tantos euros por cá!
2º sendo verdade, os 148 milhões vão para "àdonde", ou seja: para o bolso de quem??

1 abraço pah!

LopesCa disse...

Os religiosos não me apoquentam mas os outros gostava de perceber qual é o critério deles :s

ψ Psimento ψ disse...

Epah ainda bem que já não ando na escola. Lembro-me que na primária todos os meus colegas me invejavam por fazer anos no feriado porque nunca tinha de ir para a escola. Agora acabou-se a boa vida :p
Abraços

S* disse...

Que descanse em paz, pobre feriado, com a morte anunciada.

Eu abolia mais rapidamente o 25 de Abril, honestamente.

carol disse...

Discordo veementemente da supressão destes (ou de outros) feriados! Não é por isso que se vai trabalhar mais nem trazer mais riqueza para o país! É só mais um bonito para agradar ao Eixo do Mal (Merkelzy) Além de que eram uma instituição! Se tirarem estes, porque não tirar todos? Uma estupidez! Mais uma deste governo estúpido!

Raven disse...

A mim preocupa-me é que o D. Duarte encare a extinção do feriado de 5 de Outubro como um incentivo... Ainda hoje ele disse no telejornal que preferia abrir mão do 25 abril em vez do 1 de dezembro... dá-lhe mais uma semana e ele conquista Vila Viçosa!

Kruzes Kanhoto disse...

O único feriado - ou mesmo dia de descanso, vá - devia ser a 29 de Fevereiro!

Sight disse...

Um post para a posterioridade...

É triste ver desaparecer dos calendários estes simpáticos dias... em nome da bendita produtividade! E será que resulta?

Afinal em países, ditos ricos e produtivos, como a Suécia... ainda por lá sobrevivem 13 dias destes!
E na Alemanha quantos serão?
A troika e o fmi que não saibam....

Abraço

AmSilva® disse...

Estou para estes feriados como prá meia hora a mais de trabalho...
O Bom português não vai trabalhar mais meia hora, vai apenas esperar mais meia hora para sair... produtividade dessa meia hora... menos que ZERO !!!

Os feriados, aqui posso ser um pouco injusto, mas eu, e milhares de outros portugueses trabalhamos os dias todos, quer sejam feriados ou domingos, também é verdade que descansamos noutros dias...
Ficamos mais equilibrados com o resto da Europa a nível de feriados por ano... mas continuamos com a produtividade mais baixa...
o que têm de aumentar é a produtividade, não as horas ou dias de trabalho...
Abraço

Carolina Tavares disse...

Gostei de suas considerações políticas e cívicas, muito equilibradas, principalmente com relação ao 1 de Dezembro.

bee disse...

são medidas 'para inglês ver'. porque não vão melhorar em nada a produtividade. porque só vão servir para aumentar ainda mais a nossa 'motivação' para sermos produtivos...

mas ficamos aqui com uma boa resenha do que eram estes feriados, para nos recordarmos para a posteridade.
adorei a label :-)

Gata2000 disse...

Eu sou contra a extinção do 1º de Dezembro e do 5 de Outubro enquanto feriados, verdade que a maioria dos portugueses nem sabe que se comemora nesses dias a restauração da independência perante os espanhois e a instauração da República, a partir do ano que vem será a totalidade.
Já o Salazar pensava que ter um povo ignorante era melhor para o controlar.
Já em relação aos dias em que se comemoram os dias santos, por mim acabavam-se, porque sempre ouvi dizer que o estado era laico, e fazia me tanta confusão num estado laico termos feriados catolicos mas ignorarmos os budistas, os islamistas os judaicos e outros que não me recordo.
O carnaval...bom acabou com o Cavaco, no dia em que ele decidiu acabar com o carnaval, logo acho que mais ninguém se vai lembrar de acabar com ele, é que a competitividade do país acaba onde começa a possibilidade de se despedir um governo.

Cuca disse...

Este era o meu feriado favorito por razões "espanholas". No ano passado, um amigo meu disse-me que este feriado devia ser abolido porque todos nós devíamos ser espanhóis, porque Espanha era superior a Portugal em termos económicos e de mentalidades. Tem-se visto que são bem melhores que nós...

Maria disse...

Isto está tão mal, que só mesmo a ironia para nos aliviar e provocar alguns risos.
Da minha parte obrigada, ou Rafeirinho .

Nanny disse...

Não concordo nada!

Eu trocava o 5 de Outubro e o 1 de Dezembro pelo Carnaval e pelo 8 de Dezembro... até porque por este andar foi a última vez que comemorei o aniversário do meu pai num feriado, nao há direito!

Barroca disse...

Um excelente post, rafeiro! :)

o Estado é laico por isso os feriados religiosos abolidos não me incomodam particularmente, mas não se festejar o 5/out e o 1/dez deixa-me desconfortável, pois é com estes pequenos passos que se perdem oportunidades de falar no peso que estas datas tiveram no país.

abraço da Barroca.

Solita disse...

Heheheh!!!!
Essa do "serviam para quê? Passar tempo com a família? Plantar hortaliças no Farmville? Ir praticar actividades ao ar livre?"
Fez-me rir.
Só mesmo este texto para nos fazer esquecer a desgraça que por ai vem.
Bom fim de semana.

Maria Santos disse...

Quer dizer que são esses que vao deixar de ser gozados por "noses"??? Ta bem...vou meter ferias de proposito...

Eduarda disse...

Estouno aeroporto de Zurique á espera do voo para Lisboa, precisava mesmo vir aqui ao Rafeiro para poder sorrir já que esta Malta é muito besunta mesmo... Rafeirinhos nada perfumados!!!! Foi preciso sair de Portugal para cortarem o feriado a seguir ao meu dia de aniversario????

gota de vidro disse...

Sem dúvida que tens razão....Estes feriados não têm mesmo razão de ser, a não ser proporcionar pontes quando calham nas proximidades do Fim de Semana.

Afinal em relação a outros países temos mais que eles.

Já se está a acabar com tanta coisa importante, porque não eliminar as menos importantes?

Bom domingo

Beijinho da Gota

A Lei da Rolha disse...

Apesar de tudo...o país vai continuar na mesma porcaria de sempre!
abraço

JP disse...

contudo acabem também com as pontes!!

Marta disse...

Vou aproveitar este post para explicar mais tarde aos meus filhos porque é que estes feriados deixaram se acontecer. Pois que não haverá forma mais clara de o fazer ;)

Rafeiro Perfumado disse...

Paula, essa é na Madeira, e nós somos os macacos.

Textículos, mas tu trabalhas num país à séria, não compares!

Patrícia, o 1 de Dezembro nem por isso, mas confesso que em muitos feriados costumava dizer “hoje não trabalhamos por alma de quem?”. Beijoca!

Teté, acho que foi um acto de bondade, pois até um tolo consegue ver que a República não chegaria ao segundo centenário. Quando ouço dizer que a abolição dos feriados religiosos está dependente do acordo da Santa Sé, apetece-me rir, pois de facto somos um país de agachados. Beijocas!

Rafeiro Perfumado disse...

Ellen, ou eles ou outros, para mim é igual. Se olharmos bem poucos feriados já fazem sentido, pois a maior parte deles é usada para não trabalhar, e não para comemorar as suas datas. E isso desvirtua tudo. Beijocas!

Conchita, e dar uma imagem de pouca competência? Sim, porque um ministro que anda de vespa só pode ser um falhado de primeira, é sabido que andar de Audi acrescenta logo 28 pontos ao QI. Beijocas!

Sun Iou Miou, sendo assim, leva um abraceijo!

D.S., os civis já estão quietos, não os feriados, mas a massa humana. De outra forma, de tanta vez que já levámos com a biqueira na peidola, já teríamos feito algo.

Rafeiro Perfumado disse...

Malena, desde que um desses blogs seja o meu, estás perdoada.

Tetisq, é facultativo mas pelos vistos é mais perigoso mexer na folia do povo do que no seu orgulho.

Jace Beleren, ironia? E eu a tentar não aparentar... Abraço!

Kok, imagina se eles fazem essas contas com os FDS. Abraço!

Rafeiro Perfumado disse...

LopesCa, o critério deve ter algo a ver com as férias de alguém...

Psimento, é a única coisa que realmente me consola, acabar com aquelas piadas “sou tão importante que quando faço anos é feriado”. Abraço!

S*, pelos vistos consideram-no mais importante que o 1 de Dezembro. Se bem que mandar abaixo a ponte 25 de Abril era coisa para ser complicada.

Carol, e não há-de ser a última...

Rafeiro Perfumado disse...

Raven, coitado do senhor, deixa-o sonhar, deve ser dos poucos portugueses que ainda tem esse dom.

Kruzes Kanhoto, eu quase nasci nesse dia, acho que era merecido!

Sight, o problema não é o número de feriados, é o que se faz nos dias normais. Abraço!

AmSilva, essa da meia hora ainda é mais gira. Por mim ia mais longe, até às duas horas a mais por dia, no fim de contas já as faço, e sem receber mais por isso. Abraço!

Rafeiro Perfumado disse...

Carolina Tavares, de vez em quando dá-me para isto, ser equilibrado. Felizmente passa depressa...

Bee, eu diria que são medidas para “troika” ver... A label tem mais sentido que o texto!

Gata2000, estou contigo. E logo eu, que sinto afinidade com tantas religiões, revolta-me ter de trabalhar quando se comemora o que quer que os budistas, muçulmanos, judeus e afins comemoram!

Cuca, peço que me desculpes, mas esse teu amigo deve ser bem parvo. Por essa ordem de ideias seríamos todos chineses, afinal são bem superiores em termos económicos e de mentalidades. E eles têm sido bem melhores que nós!

Rafeiro Perfumado disse...

Maria, até ao dia em que até isso pague imposto.

Nanny, escreve um cartaz com isso e vai para a porta do parlamento protestar, até dos deputados devem poder divertir-se de vez em quando.

Barroca, eu diria que é com esses grandes passos que se perde a identidade de um país. Mas desde a implementação do Acordo Ortográfico que isso não me surpreende. Beijoca do rafeiro.

Solita, não esqueças, pois o que aí vem será muito mais doloroso. Beijoca!

Maria Santos, ou então vai vestida de verde, vermelho e amarelo, funciona para os dois dias!

Rafeiro Perfumado disse...

Eduarda, quem manda andar pelo mundo a ser produtiva para os outros? E ainda existirem aviões que te tragam de volta é uma sorte!

Gota de Vidro, a seu tempo, isto foi só para testar a malta. E pela ausência de reacção, o caminho está livre. Beijoca!

A Lei da Rolha, a verdadeira intervenção tem de ser na máquina do Estado, e essa é ainda muito ténue. Abraço!

JP, queres demolir a ponte 25 de Abril?!? Terrorista, olha que a minha irmã mora do outro lado!

Marta, vais deixar que os teu filhos leiam os meus textos? Depois não te queixes...

Táxi Pluvioso disse...

O problema é que a palavra restauração modificou o seu sentido ao longo dos tempos e agora designa comes e bebes. É bom que se acabe com o feriado, já não há nada para comer, e quando aumentar a água, lá se vai o bebes.

Brown Eyes disse...

Ora nem mais! E vamos lá ver se ficamos mais ricos a trabalhar nestes dias.

Rafeiro Perfumado disse...

Táxi Pluvioso, espero que ao menos acabem também com os desfiles, sempre se poupava nos palanques.

Brown Eyes, claro que vais ficar mais rica, nem que seja em experiência laboral.